aki

cadastre-se aqui
aki
Política
28-05-2018, 20h54

Crise deixa abacaxi fiscal para próximo presidente

Bolsonaro fatura; sociedade e Petrobras perdem
13

KENNEDY ALENCAR
RIO DE JANEIRO

Abusiva, a paralisação dos caminhoneiros se enfraqueceu nesta segunda-feira. O governo Temer deu um subsídio que lembra as desonerações do governo Dilma. Fez uma “dilmice”, uma intervenção no domínio econômico que evoca o que acontecia na gestão da petista. Houve uma superdesoneração que será paga por todos os contribuintes.

Na largada, o próximo presidente terá um abacaxi para descascar. Se não cobrarmos mais impostos dos mais ricos, a crise fiscal vai se agravar a partir de 2019.

Jair Bolsonaro faturou com o movimento. Temer, sociedade, equipe econômica e Petrobras saíram perdendo. Apesar das negativas oficiais, houve mudança da política de preços da Petrobras. O subsídio a importadores de óleo é de lascar. Forças armadas desempenharam papel inteligente na crise ao preferir negociação.

Ouça abaixo a análise a respeito de um movimento que parou o Brasil:

Comentários
13
  1. João disse:

    sem comentários… ou só um comentário… como diria o mineirinho…. uai mas o grande mérito do governo tucano/mdebista não teria sido organizar a economia???? ….. nossos liberais são demais né messsmmooo….. subsídios até aos importadores de óleo…. haja patos…. independente da cor da pelagem

  2. NSK disse:

    Ótima saída. A “solução” da quadrilha foi usar o nosso dinheiro, que podia ser usado em Educação, Saúde e Previdência, para manter o lucro da meia-dúzia de grandes acionistas biliardários da Petrobras.

    • walter disse:

      Caro NSK e Kennedy, não há milagres, a muito deveriam ter feito a lição de casa; este país tolera tudo a muito; jamais se questionaram, até onde poderíamos ir sem cortes drásticos nas despesas lá encima; por isso não dou moral a maioria dos ministro econômicos que atuaram; inclusive o sr Meirelles, que se acha, sem fazer absolutamente nada…todos sabem, se gastar sem caixa! Neste caso os governos anteriores; AGIRAM AUMENTANDO IMPOSTOS…não dá para afirmar que algum candidato ganhou nesta confusão, mas favoreceu que não tem papas na língua…realmente a sujeira, ficará embaixo do tapete para o próximo governo, com um plano…quem não tiver amarras, e muita força no discurso, contra tudo o que vivemos, deverá ganhar no fim desta contenda;esperamos o Novo tudo; por horas teremos intervalo…

    • Ricardo Magalhães disse:

      NSK, concordo com você que tirar recursos do tesouro para atender aos caminhoneiros é um erro sem tamanho. Mas não é culpa da Petrobras. Os últimos governos (Lula e Dilma) já extirparam as riquezas da empresa e no modelo atual ela ainda está se recuperando. Ouço e leio em todo lugar que a culpa é da empresa, mas isso é um erro. A carga tributária é estúpida, mas é resultado de um conjunto maior do sistema tributário. A Petrobras não pode subsidiar o custo dos combustíveis como fez nestes governos porque o governo atual não consegue fazer uma reforma tributária. Agora penso que é possível a empresa em seu modelo de negócios desenvolver uma metodologia de ajuste de preços que se adapte ao mercado brasileiro, sem ter prejuízos com a variação de preços internacional.

  3. Kiko Uruguaiana disse:

    Se tu descobrir porque o Parente não cai, terás um furo jornalístico e vais sepultar de vez o PSDB.

  4. Paul Muadib disse:

    Bolsonaro fatura onde ? No encontro com prefeitos semana passada foi vaiado duas vezes por ter mostrado o quão inepto é para assumir um cargo executivo.
    Na verdade também o é para o cargo legislativo.

  5. hudson c de sosua disse:

    Jáaaa? o governo não estava tão solido??? bastou uma grevezinha para desestabilizar o governo atual e futuras gerações???

  6. Wellington Conegundes da Silva disse:

    Com todo respeito e consideração a sua capacidade de julgamento e análise, “dilmice”, por que não “temerice”, é outra agenda, outro governo, querer equiparar os preços daqui com o mercado internacional também tem suas mazelas.

  7. Alberto disse:

    Nada que não possa ficar ainda pior.O nosso petróleo é do tipo pesado,ou seja,as nossas refinarias(Petrobrás) importam petróleo leve para misturar e,aí sim,refiná-lo,gerando “as partes nobres” como gasolina e diesel.Num país continental como o nosso existem áreas em que é mais vantajoso importar do que transportar para essas áreas(Ex:Maranhão é mais vantajoso importar de refinarias do Golfo do México que trazer das nossas que estão “TODAS” no Sudeste do país).Da mesma forma a Petrobrás perdeu mercado e a política de preços favorece a concorrência.A carga transportada no país tem 60% operada por empresas e apenas 40% por autônomos.Enfim,a sociedade brasileira é uma sociedade entorpecida por muitos e muitos anos de uma política populista e por uma cultura de patrimonialismo que é difícil de debelar.
    Ingenuidade acreditar que não houve locaute e que não houve participação “estranha”quer de direita,quer de esquerda,no movimento reinvindicatório da categoria.

    • Luiz C. Alberto disse:

      Será que as importações para Maranhão e estados vizinhos causam um impacto muito grande?

      • Alberto disse:

        Estudos situam que em diversas áreas as distribuidoras consideram importar que distribuir das refinarias brasileiras.Certamente os custos,como um todo, são fatores importantes no caso.

  8. Gláucia disse:

    Pelos comentários no blog, tenho a impressão de que as pessoas até gostam quando os governantes erram, pois querem o quanto pior melhor e que têm seus políticos de estimação, tipo time do coração, que mesmo quando erram sem parar continuam sendo aplaudidos (caso do petistas). Que tal torcer pelo país ao invés de torcer por políticos?

  9. renata disse:

    A solução para o país é a Educação e infelizmente estamos longe disso acontecer.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados

Não serão liberados comentários com ofensas, afirmações levianas, preconceito e linguagem agressiva, grosseira e obscena, bem como calúnia, injúria ou difamação. Não publicaremos links para outras páginas devido à impossibilidade de checar cada um deles.

2020-09-28 16:16:38