aki

cadastre-se aqui
aki
Geral
19-07-2016, 9h16

Crises política e econômica minam apoio à Olimpíada

Preocupação com segurança também influi negativamente, mostra Datafolha
14

KENNEDY ALENCAR
SÃO PAULO

A mais recente pesquisa Datafolha sobre os Jogos Olímpicos mostrou que 50% dos entrevistados são contra a realização do evento, que acontecerá no Rio de Janeiro daqui a pouco mais de duas semanas. Há três anos, 64% eram favoráveis. Hoje, são 40%.

Apesar de o Datafolha ter captado na mesma rodada de pesquisas uma melhora da expectativa do brasileiro em relação à economia, as crises que assolam o país têm um peso forte nesse sentimento negativo em relação à Olimpíada.

Há uma combinação de crises política e econômica. O impeachment da presidente afastada, Dilma Rousseff, deverá ser votado em agosto, no mês dos Jogos Olímpicos. Teve a questão do zika vírus ao longo do ano, que perdeu gravidade agora por causa do inverno brasileiro, mas que prejudicou a intenção de visitação estrangeira ao Brasil.

Por último, existe uma preocupação com a segurança. Não deve ser subestimado o risco de um atentado terrorista no maior evento planetário. Portanto, há uma conjunção de fatores que estimula essa visão negativa.

Aconteceu fenômeno parecido em relação à Copa do Mundo. Em 2008, 79% apoiavam a realização da Copa, que aconteceria em 2014. A uma semana da abertura do evento, essa taxa caiu para 51%. Depois, a Copa foi considerada um sucesso do ponto de vista da organização e da qualidade dos jogos, apesar do vexame da seleção brasileira, derrotada por 7 a 1 pela Alemanha.

Recentemente, o prefeito do Rio, Eduardo Paes (PMDB), disse que os jogos “são uma oportunidade perdida”. Para saber se ele está certo, é preciso esperar a conclusão da Olimpíada. De fato, o Brasil poderia ter aproveitado melhor a realização do maior evento planetário se a economia e a política não estivessem em crise. Mas a realidade é essa.

O Brasil vive um mau momento histórico. Isso atrapalha, mas não torna certo um fracasso dos Jogos Olímpicos. Agora, cabe ao país trabalhar para que seja um sucesso, porque ajudaria a melhorar a imagem internacional do Brasil, o que sempre traz ganhos políticos, econômicos e culturais.

Ouça o comentário no “Jornal da CBN”:

Comentários
14
  1. Pasquale disse:

    O governador do Rio decreta estado de Calamidade,ninguem é ignorante lá fora.

  2. Maria Aparecida Ramos Tinhorão disse:

    Os jogos olímpicos do Rio terão o inevitável toque de brasilidade!
    Traduzindo: improviso, amadorismo, impontualidade, insegurança e demagogia. Medalha de ouro em todas essas modalidades petistas.

  3. Junior disse:

    Não é lógico gastar milhões com arenas e estádios enquanto a saúde a educação a segurança publica estão em frangalhos, parece festa de casamento do cara sem dinheiro, se enche de divida todo, faz o que pode e não pode e depois sai todo mundo falando mal.
    Forçação de barra! Brasil!

  4. JACKSON FIGUEIREDO disse:

    TODAS AS ANÁLISES E CONSIDERAÇÕES, NÃO SERIAM, SÃO POSITIVAMENTE ACEITÁVEIS. O QUE
    AS ELEVARIAM NO AGRADO GERAL, POPULAR, ISTO SIM, É VERDADEIRO, ESTÁ VINCULADO AO
    COMPORTAMENTO DE PARTE DA POPULAÇÃO, AQUELA EXATAMENTE QUE MAIS DEVERIA TER UMA
    APRESENTAÇÃO MAIS LIGADA, FILIADA ÀS MENSAGENS QUE O ESPORTE EXPÕE, DESDE AS CALENDAS. AS AÇÕES ESPORTIVAS, COM O REBOLIÇO QUE ATIVA, NOS ESPÍRITOS, UMA EUFORIA
    QUE BUSCA A UNIÃO ACIMA DE TUDO, MOSTRAM O QUANTO VALEM! A RIGOR, DEVERIAM FAVORECER
    OS ANSEIOS PELA CONQUISTA, EM DEFINITIVO, DA PAZ, DA AGREGAÇÃO ENTRE OS HOMENS,
    REDUNDANDO NUM CARINHO RECÍPROCO E PERMANENTE, NO SEIO DA HUMANIDADE! NÃO É
    O QUE ASSISTIMOS, INFELIZMENTE, SEM AO MENOS PRESSAGIAR, COM SEGURANÇA, UMA ATITUDE
    NESTE RUMO, NOS PROCEDIMENTOS DAS SUPOSTAS LIDERANÇAS NACIONAIS.

  5. Joaquim José da Silva Xavier disse:

    “O Brasil vive um mau momento histórico”

    sempre há a chance de nossos Senadores tentarem amenizar o vexame…

    se o golpe for derrubado, a imagem do país lá fora melhora um pouco!!!

  6. Marco Túlio Castro disse:

    Mas com o PT fora as coisas vão melhorar e o Brasil entra nos eixos outra vez.

  7. Georges disse:

    Justamente. Num país que salta de crise em crise, com notícias de novas corrupçoes por parte de políticos diariamente, que passa por crise econômica sem ações efetivas não é de se estranhar que a não seja bemvista. A sensação que se tem é que passada a olimpíada começará um novo ciclo de anúncio por parte da imprensa de novos escândalos de desvio público para obras e serviços realizados. Que aliás começou com a orientação de inadimplência para receber dinheiro público emergencial…até quando nossa política continuará descompassada das necessidades do povo?

  8. Santos disse:

    A verdade é que com a crise, o povo, finalmente, acordou para o retorno medíocre que temos em serviços públicos para o que pagamos em impostos. Nossos políticos, de todas as legendas, acostumados a vidinha nababesca, viram uma chance impar de negociatas com a Copa do Mundo e as Olimpíadas, que distrairiam a população e assim as comi$$ões fluiriam sem problemas. Só que deu ruim: a presidenta com sua incompetência sem precedentes, conseguiu afundar o país e abrir os olhos da maioria dos brasileiros para a roubalheira absurda que ocorria no país e que estavam pagando Ferrari para andar a pé em saúde, educação, segurança e outras obrigações de qualquer governo sério. Na realidade, se o população já tivesse a consciência que tem hoje, garanto que na época que a quadrilha veio com papinho de Copa e Olimpíadas 67% seriam contra e não a favor. Mas, antes tarde do que nunca.

  9. walter disse:

    Caro Kennedy, o evento pode ser um limão”; apesar dos pesares, agora que o evento esta para acontecer, não adianta chorar…
    É fato, que o Brasil não precisava da copa, muito menos de “olim- piadas”, mas é um grande acontecimento, e se as previsões forem confirmadas, vai trazer divisas positivas ao País…sendo bastante “pessimista”; poderemos atrair olhares, além do RIO.
    Muito se espera, com a confirmação do Temer diante do governo, isso até o PT já considera um alivio…podemos esperar uma movimentação “excelente”, nos últimos seis meses para Nós…

  10. João Utino disse:

    Se não bastassem os problemas que temos agora ainda temos essa.

  11. DA VERGONHA NA CARA À OPERAÇÃO LAVA JATO! disse:

    A cidade de Estocolmo, na Suécia, desistiu de concorrer para promover os Jogos Olímpicos de Inverno de 2022 porque, após fazer os cálculos, viu que haveria prejuízos que deveriam ser pagos com dinheiro público.
    Vejam um texto escrito pelo Historiador e Economista Stanley Engerman da Universidade de Rochester (EUA) escrito em 2012 (bem antes da Copa do Mundo de 2014 e Olimpíadas de 2016 no Brasil):
    “A combinação da Copa do Mundo de 2014 e das Olimpíadas de 2016 promete ter impacto nas finanças públicas do Brasil. A construção da infraestrutura necessária está atrasada devido ao fraco planejamento de obras e financeiro. E não está claro se eles completarão todos os seus compromissos em termos de estádios, qualidade dos aeroportos, transportes terrestres. Como a situação será resolvida é algo que se verá no futuro, embora as autoridades brasileiras digam que tudo estará pronto a tempo”.
    Senhor Stanley Engerman: o futuro ganhou o nome de “OPERAÇÃO LAVA JATO”!

  12. claus casto disse:

    Não será fácil reverter as expectativas negativas em torno dos jogos olímpicos. E o medo de atentado terrorista paira no ar. Seria só o que faltava…

  13. Quero so ver como será as olimpíadas.

  14. Hederson Jesus Rocha disse:

    O brasil só vai começar nas próximas eleições, pois desde que a ex-presidente Dilma perdeu a posse para o então presidente Temer. Não teremos planos econômicos até a próxima eleição e sim uma série de investigações que assola o país com políticos corruptos coligados a empresários sonegadores que roubam da população descaradamente. Sou a favor da reforma da previdência, mas desde que os políticos também sejam inclusos nela caso contrário, vamos continuar pagando com o nosso suor, regalias para quem não faz nada pelo Brasil e outro construir presídios para cada crime e inclusive acabar com privilégios para quem tem curso superior, porquê bandido é bandido e os direitos tem que ser iguais.

Deixe uma resposta para walter Cancelar resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados

Não serão liberados comentários com ofensas, afirmações levianas, preconceito e linguagem agressiva, grosseira e obscena, bem como calúnia, injúria ou difamação. Não publicaremos links para outras páginas devido à impossibilidade de checar cada um deles.

2020-10-24 16:44:04