aki

cadastre-se aqui
aki
Política
19-10-2015, 21h17

Cunha deixa no ar ameaça de abrir impeachment de Dilma

9

Postado por: ISABELA HORTA

Em uma entrevista nesta segunda, o presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), deixou no ar a ameaça de abrir um processo de impeachment. Amanhã, ele receberá um novo pedido de impedimento da presidente Dilma Rousseff feito pelos advogados Hélio Bicudo e Miguel Reale Jr. O peemedebista negou, no entanto, um suposto acordo com a oposição.

Apesar das denúncias de corrupção no âmbito da Operação Lava Jato, o presidente da Câmara deixou claro na entrevista desta segunda que não renunciará ao cargo.

Numa resposta a um comentário feito por Dilma na Suécia, Cunha disse que lamentava que o governo brasileiro fosse personagem do maior escândalo de corrupção no mundo. No domingo, ao ser perguntada sobre a repercussão internacional das contas secretas do presidente da Câmara na Suíça, a petista disse: “Lamento que seja com um brasileiro”.

Eduardo Cunha afirmou ainda que não irá interferir para prorrogar a CPI da Petrobras, que acabará nesta semana sem nenhuma contribuição efetiva para investigar a corrupção na estatal. A CPI, aliás, será lembrada apenas por ter sido o palco onde Cunha negou ter contas no exterior, o que pode lhe custar o mandato.

*

Em visita oficial à Suécia nesse domingo, a presidente Dilma rebateu os ataques do presidente do PT, Rui Falcão, ao ministro da Fazenda. Ela disse que Joaquim Levy permanecerá no cargo. Dilma quer evitar o enfraquecimento ainda maior de Levy.

A petista sabe que um ministro da Fazenda fraco só irá agravar a crise econômica e piorar as dificuldades políticas. O governo tem enfrentando obstáculos para votar medidas econômicas no Congresso. E o mercado financeiro poderá reagir negativamente à saída de Levy do cargo.

Ruim com ele. Pior sem ele.

*

Confira os temas do “SBT Brasil” desta segunda:

Comentários
9
  1. César disse:

    Os governistas acusam a oposição de golpe e defendem a legitimidade do governo Dilma dizendo que apoiam o governo. Logo em seguida atacam o Ministro da Fazenda do governo Dilma e o ajuste econômico proposto pelo governo. No Câmara atacam o Presidente Eduardo Cunha e a sua legitimidade pedindo a sua saída, mas, atacam a oposição a quem chamam de golpistas que pedem a saída da Presidente da República eleita. Se esquecem que avalizaram os pedidos de impeachment de Fernando Collor e de Fernando Henrique Cardoso quando eram “presidentes eleitos.” Então são golpistas? Se esquecem que o Deputado Federal Eduardo Cunha foi eleito pelo voto popular e pelo voto dos congressistas para ocupar a Presidência da Câmara dos Deputados. O voto popular lhe dá legitimidade até 2018. Retira-lo é golpe? Defendem a Presidente Dilma Rousseff e atacam o ajuste fiscal que é feito para devolver o país aos trilhos do superávit primário. Querem a Dilma que pedala e descumpre a “lei de responsabilidade fiscal.” Lula disse que ela pedalou por um bom motivo. Justificando que descumpriu a lei para fazer um bem. Os Fins Justificam os meios? Querem a saída de Cunha, mas, defendem a permanência de Renan Calheiros, que que é aliado do governo, mas, tem denuncias tão graves quanto as do Presidente da Câmara. Desde que estejam levando vantagem, que mal tem? É a “lei de Gerson!”
    Querem se manter no poder custe o que custar,”mesmo que custe os nossos empregos, os nossos salários, os nossos olhos da cara, para que não vejamos que para se manterem no poder estão dispostos a qualquer sacrifícios. Desde que feitos por nós!

  2. César disse:

    Um roubou o outro deixou roubar por ser conveniente. Quem é pior?

  3. Bem vindo à ditadura disse:

    As declarações de Cunha soam como o rosnar de um animal acuado. Ele é um corrupto, mas não é burro. Sabe que está “snuckado” e tenta usar a tabela para atingir a bola da vez, que é a aceitação de algum dos processos de impeachment. A jogada é difícil. Talvez toque na bola, mas dificilmente irá encaçapá-la. E na sequência, a vez no taco será do plenário. E aí vale a regra. Quem tem mais dinheiro para comprar situações, o Cunha ou o governo?

    Vou fazer uma aposta, baseado em lógica. O Cunha vai errar a tacada. Vai perder a vez, o taco e os pontos. Isto porque, para um governo já tão acusado de fazer besteiras, prestes a enfrentar um processo de impeachment, livrar a cara do Cunha seria uma ação de altíssimo risco. Vão deixar que ele mesmo se suicide. A bola branca do Cunha vai bater na tabela, errar a bola da vez e dar caçapa. E se não der, vão jogar os parlamentare$ que tiverem na manga contra ele.

    Uma vez vencido, tentarão substituí-lo na mesa por um “cumpanheiro”. É menos arriscado e pode passar despercebido pela opinião pública. Além do que gerará uma razoável dúvida na mídia, devido aos midiáticos calças frouxas, que apoiam esse governo doente. Além de relativa prover proteção contra futuras incursões dos “golpistas”.

    Cunha está acabado, e sabe disso, mas optou pela arma dos canalhas, que é negar até a existência da luz do sol, se for necessário, negar até o fim. Vai alegar que os documentos são falsos, que tudo é uma armação para depô-lo da presidência da câmara, mas é claro, sem acusar ninguém, porque no bolsinho esquerdo de sua algibeira haverá um último recurso para conservar seu mandato e ficar longe da prisão. Negociar sua renúncia como presidente da câmara (motivado por forças ocultas, como dizia Jânio) com o PT, em troca de imunidade. E o PT, é óbvio, especialista em negociar com ladrões e vigaristas (já que são), encontrará meios para lhe dar o benefício do perdão vigiado, uma espécie de condenação em regime aberto.

    Não duvido que deva existir alguma maldita lei, recurso ou regulamento que possa ser usado para este fim.

    Cunha volta ao plenário e um petista nordestino assume a presidência da câmara.

    Mas estávamos jogando e eu disse que apostava. Então, coloco minhas “bolas” em cima da mesa e aposto que o jogo pro Cunha vai terminar assim, ou então bem próximo disso.

  4. Francisco Miranda disse:

    Bom dia Kennedy.
    Este Eduardo Cunha é nais um cara um pau. Enfrenta tudo e todos como se fosse um santo. Coitado de nós que dependemos desta corja que tomou conta da “ilha”Brasília. Ninguém se entende. Será que vamos encontrar alguém que realmente quer o bem do Brasil ?? Falta em todos sentimento. União, humildade e desprendimento para voltarmos a ser um país promissor e termos um pouco de esperança. Esperança esta esquecida a muito.

  5. andre cardoso disse:

    Congresso de criminosos. Fora Cunha! inacreditável a posição do PSDB de apoio a Cunha.

  6. Augustinus disse:

    Creio que se Cunha insistir no processo de impedimento conforme quer, dará azo para o STF exigir o cumprimento de suas decisões. Aí ele cometerá o erro que alguns setores da República estão esperando. Cheque-mate!

  7. Getulio disse:

    Dilma não deveria ter mencionado Cunha como “bode expiatorio” ter lançado seu nomes na midia mundial pode telo deixado mais irracional ainda do que já o é !
    O por que?
    Simples; vejam em que enrascada politica uma pessoa como ele conseguiu se meter não serviu a oposição e nem ao governo e vai ser fritado de um jeito ou outro!
    Qual a saida para esse politico depois do estrago que promoveu para o Brasil, com certeza vai pegar em uma Biblia e pregar em igrejas evangelicas pelo rRo de Janeiro!

  8. Toucan Plucker disse:

    Não consigo entender o apoio irrestrito e abrangente do PSDB ao Cunha, enxovalha o partido tucano esta conivência explícita…

  9. Alberto disse:

    De pautas-bomba para homem bomba.Atenção aos estilhaços.Não o subestimem.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados

Não serão liberados comentários com ofensas, afirmações levianas, preconceito e linguagem agressiva, grosseira e obscena, bem como calúnia, injúria ou difamação. Não publicaremos links para outras páginas devido à impossibilidade de checar cada um deles.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

 
2019-05-24 01:59:25