aki

cadastre-se aqui
aki
Geral
17-04-2019, 13h43

Damares dá declarações machistas em comissão da Câmara

Doações à Notre-Dame deveriam inspirar elite brasileira
9

Kennedy Alencar
BRASÍLIA

A ministra da Família, da Mulher e dos Direitos Humanos, Damares Alves, comportou-se de modo machista ao depor ontem em comissão da Câmara dos Deputados.

Ela disse que, na sua “concepção cristã”, a mulher deve ser submissa ao homem no matrimônio. “O homem é o líder do casamento.” A ministra parece desconhecer as palavras de Jesus Cristo a respeito do papel da mulher na sociedade. Possui visão conservadora e estreita das escrituras.

Damares Alves afirmou que a deputada federal Tabata Amaral (PDT-SP) “não precisava nem abrir a boca” porque era “linda”, pois bastava já ter chegado ao Congresso Nacional.

A ministra também declarou que o governo Bolsonaro não é contra a educação sexual de crianças e adolescentes, o que é falso. O presidente não tem a menor ideia do que seja educação sexual, tampouco sua ministra.

É triste que, em pleno século 21, uma ministra dê um depoimento absurdo como esse na Comissão de Defesa dos Direitos da Mulher. A agenda do atual governo é atrasada. Pura barbárie. Infelizmente, o Brasil recuou no tempo.

Ouça este comentário a partir dos 20 minutos no áudio abaixo.

*

Bom patriotismo

Em 24 horas, doações para reconstruir a Notre-Dame chegaram a quase R$ 3 bilhões. Grandes empresários, cidadãos comuns e órgãos públicos rapidamente se mobilizaram em defesa da sua memória, simbolizada na catedral gótica de mais de 800 anos de idade. É um exemplo para elites do mundo inteiro e do Brasil.

Nossos bilionários precisam ser convidados a contribuir para os museus e sítios históricos do país, como o Museu Nacional, que pegou fogo no ano passado. É preciso que olhem para nossos museus como americanos e europeus enxergam suas instituições culturais. Um país é muito o que a elite quer que ele seja.

Ouça este comentário a partir dos 26 minutos e 55 segundos no áudio abaixo:

Comentários
9
  1. frederico costa barros disse:

    Kennedy vai sonhando que as elites brasileira irão ajudar na re construção do Museu Nacional mais fácil eles enviarem dinheiro para ajudar a re construção de Notre Dame. Alguma dúvida que uma elite que apoia o Bolsonaro não tem inteligência nacional.

  2. walter disse:

    Kennedy, a Ministra Damares é de outros tempos, não carrega o ranço, do politicamente correto; age por emoção, e com muita vontade de acertar; poderá ser uma boa ministra, se tiver as condições ideias; duvidar de suas respostas, não deve ser uma opção…foi impressionante as doações, diante da comoção, para a reconstrução da Notre Dame…toda esta fortuna, é naturalmente bem vinda, se a diferença, que não será utilizada, fosse destinada a carentes…deveriam ser tão benevolente quanto, com a pobreza no mundo, onde a maioria não tem certeza, de uma refeição por dia; muitos jovens perdidos sem perspectivas para estudar e trabalhar…claro estou desviando o assunto, para afirmar, que todos os museus, devem ser preservados, para o bem de nossa história, não foi o caso do RIO, que jamais investiram ao longo de vários governos qualquer valor, deixando suas instalações como muitas, a Deus dará; quanto aos milionários brasileiros, só agem se tiver incentivos fiscais, infelizmente…

  3. Al Grant disse:

    Os bilionário brasileiros não contribuem para as instituições culturais porque sabem que o dinheiro vai para a vala comum da roubalheira e da corrupção… A lei Rouanet é a prova disso !

  4. Tiago disse:

    Que tragédia que é esse desgoverno bolsonaro.
    Que tragédia que é o brasil.

  5. Sergio disse:

    Eu não acredito que haverá recuo porque ela é irrelevante. O que ministros deste governo ou de outros governos dizem ou deixam de dizer vai para a latrina. No caso desta Damares, ninguém que conheço leva ela a sério. Poder de influência é zero.

  6. Nicolas Crabbé disse:

    As doações de grandes empresários para a reconstrução de Notre-Dame têm gerado bastante polêmica na França. Eles são criticados por quererem transformar esse gesto num ato de relações públicas, num momento de forte discussão sobre desigualdade, quando as grandes fortunas não param de crescer ao mesmo tempo que a maioria da população se vê empobrecida.

    Além disso, essas doações são dedutíveis dos impostos (60% para empresas, 66% para particulares), ou seja, a menos de uma renúncia fiscal por parte dos doadores, o grosso do custo será suportado pelo Estado francês.

    Ainda assim, quem dera a nossa elite tivesse o mesmo comportamento depois do incêndio do Museu Nacional.

  7. Wellington Alves disse:

    Nossa elite só é nacionalista da boca pra fora. Só pensam em seu próprio bem-estar.

  8. Mariza disse:

    Kennedy, o Museu Nacional pegou fogo por culpa da péssima gerência do Reitor. Você daria dinheiro para uma instituição que teve várias unidades queimadas em pouco tempo?

    • Ingeborg Schportfeldt disse:

      Mariza, perfeita sua colocação !
      É bom lembrar que esse mesmo reitor promoveu o maior cabide de emprego de petistas na URFJ, exaurindo até a verba de manutenção do MUSEU.

Deixe uma resposta para frederico costa barros Cancel reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados

Não serão liberados comentários com ofensas, afirmações levianas, preconceito e linguagem agressiva, grosseira e obscena, bem como calúnia, injúria ou difamação. Não publicaremos links para outras páginas devido à impossibilidade de checar cada um deles.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

 
2019-07-21 09:45:53