aki

cadastre-se aqui
aki
Política
12-09-2013, 18h25

Decisão do STF merecerá respeito; ampla defesa tem sido garantida

2

Comentário no “CBN Total”, nesta tarde, a respeito da responsabilidade de Celso de Melo, ministro que dará voto decisivo sobre possibilidade de embargos infringentes no julgamento do mensalão.

Comentários
2
  1. Kennedy,

    Os Embargos serão admitidos. Ao menos que o Celso de Mello mude de posição, já que ele próprio defendeu os Embargos no início do julgamento.

    Os próprios Ministros hoje disseram, implicitamente, isto:

    – Gilmar Mendes admitiu implicitamente que haverá Embargos Infringes ao dizer que “A decisão que este Tribunal tomará não encontra respaldo…”

    – Marco Aurélio de Mello, também proferindo voto e usando frase neste mesmo sentido, fazendo o voto, mas jogando a toalha.

  2. swamy disse:

    Kennedy, acho que você tem razão em parte na afirmação contida no título. Nessa fase do julgamento, tem havido sim ampla defesa, mas não dos réus. A ampla defesa é das posições de cada ministro em relação ao seu entendimento sobre a aceitação dos embargos infringentes. Quanto ao julgamento da AP 470 em si, não dá para dizer o mesmo. A imprensa não disse que Joaquim Barbosa (JB) desconsiderou provas que inocentariam alguns réus. Que ele apenas se baseou nos argumentos da acusação. Manteve em segredo um inquérito paralelo que tinha provas favoráveis à Henrique Pizzolatto. Não considerou que o dinheiro da VISANET não era público (Laudo nº 2828, do Instituto de Criminalística da Polícia Federal). Mandou réus do banco do brasil, como pizzolatto para a 1a instância e manteve este no STF. Casuísmos não faltaram. http://revistaforum.com.br/blog/2013/06/mensalao-laudo-foi-escondido-no-inquerito-2474-relatado-por-barbosa/

    Sem falar que ele se comportou o tempo todo como representante da acusação e não como Juiz.

    É claro que a grande imprensa quer a condenação dos réus e, principalmente daqueles do PT pois vão usar isso como munição contra o PT.
    Felizmente você é um dos poucos jornalistas que se comporta com isenção e analisa como quem honra o diploma.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados

Não serão liberados comentários com ofensas, afirmações levianas, preconceito e linguagem agressiva, grosseira e obscena, bem como calúnia, injúria ou difamação. Não publicaremos links para outras páginas devido à impossibilidade de checar cada um deles.

2020-09-29 18:37:47