aki

cadastre-se aqui
aki
Política
24-04-2017, 8h30

Delação de Palocci interessa ao país; Macron é boa notícia na França

Resultado eleitoral na França é importante para evitar retrocesso civilizatório
17

KENNEDY ALENCAR
BRASÍLIA

Uma delação premiada do médico Antonio Palocci Filho teria um impacto imenso pelo potencial explosivo que envolveria a colaboração de um ex-ministro da Fazenda tão poderoso _benquisto pelo empresariado nacional e o mercado financeiro.

Em depoimento ao juiz Sérgio Moro na quinta passada, Palocci sinalizou claramente que poderia fazer uma delação ampla, para além de casos envolvendo o PT.

A força-tarefa da Lava Jato em Curitiba atua com foco no ex-presidente Lula. Essa obsessão da força-tarefa em relação ao ex-presidente pode ser um obstáculo a explicar por que Palocci fez uma sugestão em frente a Moro. Pode ser sinal de dificuldade para amarrar nos bastidores uma eventual delação com o Ministério Público.

Daí ter falado perante o juiz federal, num depoimento que ele sabia que se tornaria público, a fim de deixar claro a intenção de colaborar. Há um bastidor de pressão de familiares para que Palocci não mofe na cadeia. Só uma delação premiada poderia reduzir uma eventual pena do ex-ministro da Fazenda.

A fala de Palocci a Moro, especialmente quando disse que discutiu linhas de crédito no BNDES no caso de empresas que poderiam entrar em situação falimentar, foi uma forma de mostrar publicamente que teria informações não apenas sobre o PT e o sistema financeiro, mas também a respeito de grandes grupos econômicos com os quais se relacionou quando foi ministro da Fazenda (2003-2006) e depois já fora desse cargo.

Sem dúvida, há interesse público numa delação premiada de Palocci.

*

Macron deve vencer Le Pen

Na eleição presidencial, foi ao segundo turno o candidato com mais chance de derrotar Marine Le Pen. Há algum tempo as pesquisas indicavam que, nas projeções para o segundo turno (07 de maio), Emmanuel Macron teria cerca de 60% contra aproximadamente 40% de Le Pen.

Isso é uma boa notícia, porque a eventual vitória de Le Pen mudaria para pior o destino da Europa. Candidata da Frente Nacional, de extrema-direita, ela é a favor da saída da França da União Europeia e defende políticas públicas xenófobas em relação aos imigrantes e aos islâmicos. Uma vitória dela seria péssima para o planeta, reforçando políticos nacionalistas autoritários, como os presidentes dos Estados Unidos, Donald Trump, e da Rússia, Vladimir Putin.

Logo após o resultado do primeiro turno, houve movimentos dos candidatos de esquerda, de centro e de centro-direita a favor de Macron no segundo turno. Logo, é provável a vitória dele, um candidato com perfil de centro-esquerda que fundou com oportunismo pragmático um movimento de centro, “Em Marcha”.

Um grande desafio de Macron será formar maioria para governar. Está em curso uma crise dos principais partidos, o Socialista, de centro-esquerda, e Os Republicanos, de centro-direita. Macron fala em governar com maioria variável, formada de acordo com o tema debate. O desafio de Macron será formar essa maioria variável e dar a ela uma coerência programática.

Na França, as eleições parlamentares acontecem pouco depois da disputa presidencial. Em junho, também em dois turnos de votação, haverá eleições parlamentares. Esse sistema de dois turnos na disputa para o Legislativo tem sido fundamental para evitar participação maior da extrema-direita na Assembleia Nacional.

Nesse contexto, a força que Le Pen terá no segundo turno e a capacidade de levar esse cacife para as eleições parlamentares são fatores fundamentais para o futuro da França. Mesmo derrotada, há possibilidade de ser um fenômeno que traria uma advertência sobre o risco de tentações autoritárias em democracias maduras e consolidadas. Logo, continua a ser importante para os defensores do avanço civilizatório no planeta acompanhar os desdobramentos na França.

Ouça o comentário no “Jornal da CBN”:

Comentários
17
  1. É preciso passar o país a limpo! Viva a Lava Jato! disse:

    Tem que falar sobre dinheiro do BNDES para financiamento de obras no exterior, dinheiro desviado da Previdência, Caixa Econômica Federal, privilégios a empresas específicas, propinas etc etc etc.
    Ele sabe que falar do que já se sabe, os procuradores não aceitam!

  2. Wellington Alves disse:

    Uma delação ampla de Palocci interessa ao país. Mas não ao MP, que só quer saber de Lula.

  3. Maria Aparecida Ramos Tinhorão disse:

    O único interesse na delação de Palocci consiste em desmontar a ditadura sindical responsável por financiar ditaduras “hermanas” e africanas com dinheiro do BNDES/público. Aquilo foi roubo explícito !

  4. wagner disse:

    Palocci realmente tem muito o que dizer e apresentar , mas acho pouco provável que ele trará documentos que incriminem ainda mais seu companheiros de partido.
    Palocci deve ter muitos documentos sobre atos ilícitos e trará a tona , e como ele disse , dará pelo manos mais um ano de trabalho para LAVA JATO .
    Outra coisa que eu não engulo é essa conversa de seu advogado ( que é o mesmo do Lula ) abandoná-lo dizendo que não compactua com delatores.
    Isso é encenação, para fazer-nos pensar que ele não sabe o conteúdo do que será apresentado pelo Palocci.
    Tudo o que o PT precisa é que apareça mais e mais nomes de outros partidos para que a população perca o foco do Lula e seus amigos.

    • Antonio Carlos disse:

      E é para manter o foco apenas em Lula e no PT? Não é para combater a corrupção, portanto, mantendo o foco em todos que cometeram crimes?
      Esse tipo de comentário só evidencia o óbvio: a preocupação desses indignados não é nem nunca foi com a ética.

  5. Mario Teixeira Dias Filho disse:

    Desculpe o trocadilho mas a delação do médico Palocci seria uma verdadeira operação cirúrgica em nossa republica tão roubada por nossos representantes políticos que apenas tiram proveitos de sua posição Salve a Lava Jato Obrigado

  6. newton soares ferreira disse:

    Acho que a declaração bombástica do sr. ex-ministro interessa mais à candidatura do ex-presidente Lula, por parecer uma manobra para prolongar as investigações, muito parecida com a apresentação das testemunhas a serem ouvidas em juizo, e a consequente punição dos envolvidos.

  7. walter disse:

    Caro kennedy, o Macron, não deixa de ser um azaram…o País tem muitas duvidas, dos ultimos anos, com os eleitos de sempre…esta muito claro, que o País precisa mudarseu destino; são dois candidatos diferentes, a diferença esta na postura arrojada de Marine Le Pen..sobre imigração, e sobre união europeia…a muito tempo,os franceses vem sentindo na pele, as condições sociais, estão se tornado um fardo, no mundo todo; foi se o tempo, que o Estado bancava tudo, com o cobertor curto…por isso as chances dos dois candidatos são equivalentes, pode dar qualque um. Quanto a delação do palocci, pode ser um divisor; se for verdade, sem meios têrmos, pode definir muito coisa…

  8. Lourenço Reis disse:

    E quem seria o grande perdedor dessa delação Kennedy? Lula, Dilma e o PT me parece que já perderam o que tinham para perder.

  9. ANTONIO CARLOS AFFONSO DOS SANTOS disse:

    Caro Kennedy,
    Eu acompanho seu trabalho na mídia, desde quando surgistes na Rede TV. Também o acompanho onde quer e qual TV esteja. Reconheço-o arguto, loquaz estudioso. Gostaria de sugerir um artigo falando sobre a relação atual entre Lula x Dilma; Lula x Léo Pinheiro; Lula x Maduro; Lula x Evo. Também gostaria de saber por que o Sr.Emílio Odebrecht não está preso até hoje; assim como outros(Renan, Eunício et caterva).

    Parabéns pelo texto.

  10. Marcos disse:

    Quanta vergonha eu sinto por ser brasileiro… Eu tinha 16 anos e já achava este país uma porcaria; passaram-se 27 anos quando eu tive aquela primeira percepção do quadro político e desfavorável que levaria o Brasil à infâmia e ao descrédito de todos, com uma justiça moribunda e de faz de contas e que funciona para inglês ver… Mas somente de longe! O que me estarrece na atual conjuntura moral que se vive aqui é o fato de um homem formado, curso superior… Não é um simples homem, ele tem curso, ele capacidade intelectual para ganhar um salário e não precisa fazer barganha com ninguém para enriquecer ilicitamente, até porque a necessidade de enriquecer fica por conta do arrivista e para o intelecto naturalmente a riqueza vem de maneira honrada. Eu sou porteiro e exerço minha profissão há 20 anos, nunca roubei, mas por muitas vezes fui injustiçado pela percepção errônea que um porteiro é desqualificado e desconhece todos os âmbitos da ética… Eis aí um preconceito, não acha?

    • Marcelo da Silva Baptista disse:

      Marcos
      Isto não tem nada haver com intelecto ou formação, você, eu, meus avós e milhares de outras pessoas, pobres, ricas, heteros, homos, pretos, brancos, são honestas e trabalhadoras.
      Isto tem haver com caráter, que falta para esta corja.
      Eu acredito que estamos assim exatamente porque não participamos, estamos muito ocupados sobrevivendo, deixando espaço para que o lixo se aproprie de nosso trabalho.

  11. ANDRE disse:

    O Palocci em seu depoimento deixou bem claro que se deixarem, deseja fazer uma delação ampla, envolvendo além dos meandros de corrupção no meio político, tudo que sabe sobre como atua esta mesma corrupção nas empresas financeiras e de comunicação. Talvez, seja até o momento a pior das delações, e pode arrastar com ela todo o sistema financeiro para o lamaçal que já se encontra a Petrobras, a empreiteiras de construção e outros, e quem sabe, para o bem do pais, a TV prateada. Resta saber se o Moro, que deseja tanto prender o Lula, vai ter interesses nestas informações. Será que vai peitar a TV prateada? O mercado financeira ? Caso esta delação ocorra, ai é esperar a delação do Eduardo Cunha, e depois contar os pedaços, pois não restará pedra sobre pedra.

  12. Maria Emilia disse:

    Espero que o jornalista Kennedy continue no jornal SBT e com seu blog, nos presenteando com suas analises independentes e sérias dos fatos. Por favor, jornalista, continue e não entre nessa, de jornalistas vergonhosamente vendidos. Gosto de suas análises e criticas sempre imparciais e de seu compromisso com a verdade. Parabéns e obrigada.

  13. hevaldo ferreira da silva disse:

    Seria uma forma dele se redimir do mau que ele causou ao Pais.

  14. ANTONIO CARLOS disse:

    Uma delação do Palocci colocaria em maus lençóis muitos políticos. Afinal, no Brasil não importa qual o partido você está filiado. O que importa é o que você tem a oferecer.E, pelo jeito todas as siglas, sem exceção, tem muito rabo preso com os que detêm ou detiveram o poder. Seria bom para o Brasil ouvir o que os delatores têm a falar e mais ainda criar mecanismos para poupar as empresas que devem continuar operando no mercado e PUNIR os seus mandatários com penas PESADÍSSIMAS por corrupção, lavagem de dinheiro, sonegação fiscal, formação de quadrilha… Deveriam seus gestores, sócios, diretores sofrerem um sequestro de todos os seus bens e as empresas serem gerenciadas por INTERVENTORES indicados pela justiça, até o recolhimento de todos os impostos e prejuízos causados a nação e aos terceiros, caso o patrimônio dos gestores não forem suficientes.

  15. pedro disse:

    Aqueles que queriam parar a sangria estão governando agora e a lava jato já acabou, só continua por 02 motivos : 1-prender o LULA, 2-Não sabem como explicar para o povo o fim da operação

    Quem espera uma limpa na politica brasileira esquece, os corruptos vão continuar roubando, como sempre e pior nem uma panela será batida

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados

Não serão liberados comentários com ofensas, afirmações levianas, preconceito e linguagem agressiva, grosseira e obscena, bem como calúnia, injúria ou difamação. Não publicaremos links para outras páginas devido à impossibilidade de checar cada um deles.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

 
2019-11-21 03:29:45