aki

cadastre-se aqui
aki
Política
22-02-2017, 21h07

Delações da Odebrecht podem atrasar ação contra Dilma e Temer

Janot pede que depoimentos ao TSE sejam mantidos em segredo
5

KENNEDY ALENCAR
BRASÍLIA

A decisão do ministro Herman Benjamin de ouvir delatores da Odebrecht no processo de cassação da chapa Dilma-Temer tem um lado negativo e outro positivo para o governo Temer. Esse processo tramita no TSE (Tribunal Superior Eleitoral).

Para o Palácio do Planalto, o aspecto ruim das delações da Odebrecht é reforçar provas e evidências a favor da cassação da chapa. O lado favorável ao governo é que essa decisão do ministro do TSE tende a esticar a análise do caso. Quanto mais perto de 2018, menor a chance de tirar Temer do poder.

O procurador-geral da República, Rodrigo Janot, pediu que os depoimentos sejam mantidos em segredo, porque o Supremo Tribunal Federal ainda não decidiu quebrar o sigilo das delações da empreiteira.

*

Pepino tributário

Há divisão no governo Temer em relação à ideia do relator da reforma tributária na Câmara, Luiz Carlos Hauly (PSDB-PR), de recriação da CPMF.

A ala política avalia que seria difícil aprovar essa medida no Congresso e que há muito resistência empresarial. Mas a equipe econômica guarda a possibilidade de volta da CPMF como uma carta na manga. A arrecadação de impostos está baixa. E haverá dificuldade para fechar as contas públicas neste ano.

Mas ainda não há decisão do presidente Michel Temer.

Assista aos temas do “SBT Brasil”:

Comentários
5
  1. mano disse:

    prezados: a lava jato está ferida de morte, porém é lenta e gradual. O STF está composto de atiradores de elite e chegando mais: o 1º tiro aconteceu com o foro privilegiado de Moreira Franco. A 2ª turma disparou o 2º tiro com o foro privilegiado do imortal Sarney. A 1ª instância e o MP vence as batalhas, mas perde a guerra para o STF. “É o fogo amigo do judiciário.”

  2. ANDRE disse:

    O engraçado é que ao mesmo tempo que se fala em reforma da previdência, supostamente com “problemas” para fechar a conta, está sendo proposto na reforma tributária a extinção do COFINS, do PIS e da CSLL. Ou seja o governo reduz a carga de tributos para a empresa e quem paga a conta é o trabalhador, tendo que trabalhar mais para se aposentar. A volta da CPMF no lugar do IOF, é outro fim da picada, retira um que penaliza apenas operações financeiras, que não cumpre o tempo mínimo aplicada e coloca outro que penaliza toda a cadeia produtiva. Pelo menos uma notícia boa, o pedido de demissão do ministro José Serra. O Serra até que tem suas competências, mas com certeza a chancelaria não é uma delas. Fez muitas trapalhadas e falou muita bobagem.

  3. walter disse:

    Tudo palhaçada caro Kennedy…poderíamos equiparar estes sigilos, ao fórum privilegiado; são duas situações “nojentas” e sem qualquer mérito; estes sigilos, são “massas de manobra”, para alimentar as “fofocas”, e a falta de transparência ideal para o Povo com terceiras intenções…nada pode justificar, tantos subterfúgios, para noticias que toda a sociedade já conhece, como é o caso da Odebrecht. Esta mais do que na hora, de acabarem definitivamente, com dispositivos negativos, como o voto secreto…quanto a FAMIGERADA CPMF, se o Presidente tiver o mínimo de respeito ao Povo, não vai mais autorizar a consulta…é preferível, trazer a baila a liberação dos Bingos.

  4. É TUDO FARINHADA DO MESMO SACO! VIVA A LAVA JATO! disse:

    Por que a ladrãozada com foro privilegiado tudo faz para não perdê-lo? Porque ele dá direito a ser julgado pelo STF que, diante do fictício prejuízo de após o julgamento ali não haver mais direito a recurso em outra instância, só dá vantagens: há sempre uma tropa de choque governamental de prontidão, ávida de defender corrupto e, com uma morosidade que na maioria das vezes leva à prescrição (expira o prazo de possibilidade de julgamento, o que beneficia sempre o ladrão.
    No TSE a mesma tática da morosidade que leva à prescrição ou, na pior das hipóteses, ao término do governo Temer, está sendo usada: empurrar com a barriga!

  5. Alexandre disse:

    Parabéns pela matéria Kennedy, você é um profissional maravilhoso.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados

Não serão liberados comentários com ofensas, afirmações levianas, preconceito e linguagem agressiva, grosseira e obscena, bem como calúnia, injúria ou difamação. Não publicaremos links para outras páginas devido à impossibilidade de checar cada um deles.

2020-10-27 02:56:23