aki

cadastre-se aqui
aki
Geral
05-11-2013, 21h32

Dilma acerta com cota para negros no serviço público

Com urgência para projeto de lei, presidente faz aceno à esquerda a fim de recuperar cacife
200

Num aceno à esquerda, a presidente Dilma Rousseff anunciou hoje que vai encaminhar ao Congresso um projeto de lei com pedido de votação em regime de urgência a fim de reservar para negros 20% das vagas nos concursos do Executivo federal. É uma medida correta.

No Brasil, tem havido um debate sobre priorizar o corte de renda ou o corte racial na política de cotas. Trata-se de uma discussão algo improdutiva, porque devem ser levados em conta os dois critérios.

O corte social é importante. No entanto, entre os mais pobres, os negros têm menos renda e sofrem mais violência. Os dados objetivos estão todos aí para evidenciar isso. Nas periferias, morrem mais jovens negros do que brancos. Entre as mulheres pobres, as negras ganham menos do que as brancas.

Portanto, acerta a presidente quando pretende que o Executivo dê um bom exemplo aos demais poderes e à iniciativa privada. É uma questão de reparação histórica com a qual toda a sociedade brasileira deveria se comprometer. Basta frequentar uma repartição pública para ver quão raro se vê negros. O mesmo vale para as redações dos veículos de comunicação. Vale também para as cúpulas das empresas em geral.

Dilma tem sido cobrada por um público tradicional do PT, mais à esquerda, a tomar medidas concretas. O MST (Movimento Sem Terra) e o movimento indígena têm queixas. O movimento negro, também.

Portanto, a decisão de hoje da presidente de assinar o projeto e o pedido de urgência deve ser vista dentro do contexto de sua estratégia para recuperar cacife político. Após as manifestações de junho e julho, Dilma perdeu apoio de parcelas conservadoras. Tenta compensar de alguma maneira reforçando o suporte entre as forças mais progressistas.

 Foto: Roberto Stuckert Filho/PR

Foto: Roberto Stuckert Filho/PR

Comentários
200
  1. Diego Rodrigues disse:

    Tomara que uma sandice dessas não passe para frente será um erro,para passar em um concurso público tem que estudar e fazer por merecer aquela vaga, cota para estudar é essencial mas agora para trabalho quer dizer estou estudando para um concurso e um cara que estudou menos que eu, mas como ele está na cota ele passa e eu não, tem que haver reparações sim, não dessa forma,o serviço público tem que ser isonômico e passar em um concurso tem que ser igual para todos.

    • João disse:

      Também concordo, como é possível o negro que cursou, por exemplo, o nível superior ter direito a cota. Ora, o cara conseguiu um diploma de nível superior, ele é deficiente em que ? Concordaria se for para nível médio, mas se for concurso para nível superior, ai não concordo mesmo.

    • Funcionário Petrobras disse:

      Sou engenheiro da Petrobras à alguns anos e me sinto totalmente sem esperanças de ser indicado para assumir um cargo/função gerencial ou de consultoria, independente de meu desempenho profissional.
      Basta fazer uma simples busca no “Localizador de Pessoas” para constatar que pouquíssimos negros são indicados para estes cargos/funções.
      Para facilitar, basta analisar quantos negros existem entre os diretores, gerentes executivos, gerentes gerais e gerentes de 3º nível. É vergonhoso.
      Diante disso, a única coisa que posso fazer, é continuar trabalhando com o mesmo empenho e dedicação, mesmo sabendo que dificilmente serei contemplado com as mesmas oportunidades profissionais de meus colegas de cor branca.
      Graças a Deus que pelo menos as mulheres passaram a ter mais oportunidades. Porém, mesmo entre elas, as negras também são preteridas.
      Eu esperava mais de uma empresa do Governo Federal que prega tanto pela igualdade.
      Infelizmente, nem mesmo na Petrobras os negros tem chances de crescer profissionalmente.

  2. Elias disse:

    Trata-se de uma dívida histórica! Tem que ser paga!

    • Marco disse:

      Se você vai cobrar a dívida, então sugiro que começo pelo governo! Fala para a Dilma se o Genoino vai ajudar!
      E o branco pobre?
      Ele cobra de quem?
      Quem é a favor tem que tomar vergonha na cara. Se quer cobrar algo, cobre a redução dos impostos que afundam os pobres e nos deixam a margem da pura sorte!

    • Henrique disse:

      Que divida? , A escravidão acabou em 1888, tem bastante tempo.Eu não concordo sobre cotas, mais aceito é cota social (renda) não pela cor da pele, mais somente para a universidade. No Brasil todos nos somos descendentes de europeus e africanos (brancos e negros),somos todos iguais

  3. Antonio disse:

    Desculpe-me sr. Kennedy! Ela acerto em que? Em fazer politicagem? Claro que isso não passa de uma medida eleitoreira. Quem foi que disse que esse país é de brancos?

    Como é que alguém mesmo disse sobre o esse país, ah e! “O brasil (b) não é um país sério”

    Sabe quando é que ele estaria acertando e daí o senhor poderia dar esse título para isso que escreveu, quando ela mandasse uma lei com urgência para o congresso destinando mais verbas para educação e para a saúde. Isso sim, seria uma coisa boa de se escrever em um blog, mas isso é apenas sonho, pois esse país não é e me parece que jamais será sério.

    Antonio

  4. Moisés disse:

    Discordo. Nao vale usar a desculpa de reparacao historica para ganhar mais votos. Politica populista que enfraquece o pais. Educacao de base eh a solucao.

  5. Marco Valverde disse:

    É o racismo, a discriminação, regulamentados. Eu sou albino, sofri bullying quando adolescente, e gostaria de ser tratado com isonomia de direitos.

  6. mauricio marques duarte disse:

    tem cota para baixinho ?

  7. Samuel disse:

    Eu não entendo. Os negros são intelectualmente inferiores? Eles não podem concorrer de igual para igual? Por que ao invés de fazer politicagem, o governo não melhora o ensino público, proporcionando condições igualitárias para todos os brasileiros. Já é hora do povo parar de procurar muletas sociais e lutar por ascensão de forma honrada. No Brasil todo mundo gosta de uma boquinha.

  8. Angelo disse:

    Dar cotas pela Cor da pele, raça, religião ou qualquer coisa que diferencie um ser do outro, é simplesmente dizer que esse ser não vale nada mesmo, as pessoas deveriam ter cargos pelo mérito das competências e estudo e não pelas diferenças, o GOVERNO deveria parar com esse tipo de RACISMO e oferecer condições de estudo e de vida ao povo e o resto seria AUTOMÁTICO, PARASITISMO, RACISMO DIGA NÃO !!!!!!!! demos uma chance a EVOLUÇÃO !!!!

  9. Marcelo disse:

    Essa é a sua opinião politicamente correta. Discordo da sua afirmação de que a sociedade deve se comprometer com uma pretensa reparação histórica (com os negros?). Meu compromisso como cidadão brasileiro é lutar pela igualdade de condições de todos os brasileiros, IGUALDADE Sr Kennedy, não concessão de privilégios a um segmento da sociedade. Os pobres brancos, amarelos e negros merecem a mesma atenção de governantes, de jornalistas e de cidadãos como eu. Basta de hipocrisias, de discursos demagógicos e inócuos, de proselitismo vazio e oportunista, de promessas eleitoreiras e posturas ideológicas atrasadas, da contínua desvalorização do esforço e do mérito individual. Lutar por um país mais justo não significa enveredar por esse discurso da esquerda latino-americana de dívida histórica com os negros etc, etc. Eu não devo nada a ninguém, Sr Kennedy, mas tenho obrigação, como brasileiro, de lutar por uma Brasil melhor para todos. Att,
    Marcelo

  10. angela disse:

    Parabéns pelo artigo. .SIM ÀS COTAS PARA OS NEGROS!. Que esta medida seja apenas o começo. Muito há ainda por fazer. Grandiosa medida.

  11. Eduardo disse:

    Olá, Kennedy.
    Sou negro. Discordo da posição da presidenta.
    Minha pele não me qualifica nem desqualifica.

    Minha condição econômica, sim, é relevante para merecer ou desmerecer o benefício da cota.
    A demagogia tem impregnado o argumento pró-cota e tem feito parecer que a situação do negro é similar à do deficiente ou à do idoso.

    Estão racializando o Brasil. Que pena.
    Abs

  12. Marcus disse:

    é lamentável essa argumentação de reparação histórica para fazer políticas de cotas. Os pobres ( e aí estão os negros, brancos, vermelhos, amarelos, pardos e qualquer outra cor que a pessoa admire ) não conseguem acesso a empregos melhores por que estudam em escola pública ( que são péssimas ) e não porque são negros, índios, amarelos ou brancos. Isso é evidente, no entanto, nenhum grupo coloca isso como o ponto mais importante a ser discutido. Preferem ganhar cotas, são tratados como inferiores por governos populistas: ” vamos dar cotas para eles, afinal eles são negros, índios, amarelos ou brancos. E aí vem algum líder desses grupos e se coloca como grande defensor do seu grupo: consegui cotas. É lamentável!

  13. Jaelfonso Gonçalves Torres disse:

    Jamais aceitaria cota para ascender a um posto ou uma colocação em detrimento de outros, quero sempre competir em igualadade de condições ou certamente me sentiria incompetente ou privilegiado de alguma forma.

  14. Veronica disse:

    Sou contra a esta medida feita pela presidência. Gostaria de saber dos meus direitos como cidadã que paga impostos, trabalha e estuda muito para conseguira uma vaga no setor público, abrindo mão de final de semana, feriado para ficar em casa estudando. Na hora de pedir voto e cobrar impostos não diferencia negros, índios e branco.

    No Rio de Janeiro já se pratica esta reserva de cota. Observa-se que a nota de classificação é muito menor a de uma pessoa que esta disputando uma vaga de ampla concorrência.

  15. Aureo disse:

    Bom, por enquanto ainda é um projeto. Espero que o Congresso vote-o com honestidade e o aprove para o país caminhar em direção a ser um país em que todos os grupos e raças sejam tratados como cidadãos.

  16. ACHEI ESTA MEDIDA CORRETÍSSIMA.O PAÍS PRECISA INCLUIR OS NEGROS BRASILEIROS AOS SETORES PÚBLICOS.ESTA É A CHANCE QUE TODA A POPULAÇÃO NEGRA PRECISA.A OPORTUNIDADE TÁ AI,BASTA AGORA A POPULAÇÃO NEGRA APROVEITAR.
    OBRIGADO,PRESIDENTE DILMA,MAS UMA VEZ PROVANDO TODO O SEU VALOR.

  17. è notório Sra. Presidenta, isso é pura demagogia, não se pode alimentar uma boca e deixar outras 3.000 famílias sem justiça. Nossa causa é justa, está na constituição, Art. 144 – Polícia Ferroviária Federal, é verdadeiro, não temos mais idade pra mentiras, com isso estamos sofrendo o descaso de quem realmente deveria está fazendo justiça.

  18. rafael disse:

    Eu sou dos que acham que deveria haver cotas para pobre, mas não para negros, pq não acho positivo que se institucionalize a discriminação pela cor da pele (ainda que seja uma “discriminação positiva”). Acho que, da simples constatação de que há poucos negros nas universidades ou repartições públicas, não se pode deduzir diretamente a necessidade das cotas. É preciso investigar melhor as causas desta baixa porcentagem. As cotas se justificariam se a causa disso for algum racismo mais direto (por exemplo, negros melhores qualificados serem preteridos do emprego, ou negros com boas notas serem reprovados no vestibular por racismo). Se esta investigação mostrar que a baixa porcentagem não tem por causa um racismo direto, mas sim o fato da maioria dos negros, por razões históricas, serem pobres (portanto com menos condições de se preparar para concursos, vestibular etc), então a verdadeira causa do problema é a pobreza, o que justifica cotas para pobres. Acho que os argumentos para cotas dos negros com frequência são mal estruturados (poéticos), confusos (há pelo menos uns três argumentos diferentes que se misturam como se fossem um só),e precipitados (como disse, há poucos negros em repartições públicas, “portanto” deve haver cotas para negros, sem que se investiguem com mais cuidado as causas desta baixa porcentagem etc).

  19. Danilo disse:

    Até quando vamos ser o país da hipocrisia? Dos políticos oportunistas? Cotas para deficiente, cotas para negros, tudo pensando em votos. Concurso público todos entram em igualdade de condições ñ interessa se é branco, negro ou vermelho, todos vão realizar a mesma prova. Será que o Ministro Joaquim precisou de cota para ser um dos homens mais importante do país? Por que ñ criam cotas para as mulheres tbm? Historicamente sofreram as mesmas restrições dos negros, mas conseguiram seu espaço sem qualquer tipo de vantagem. Não sei o rumo que o Brasil está tomando, mas seu que é um caminho obscuro, o problema de se ter liberdade demais é que vira libertinagem, e vou parando por aqui, pois do jeito que andam as coisas ainda acabo sendo processado. EU DESISTO DO BRASIL.

  20. CARLOS VALDIR LIMA RIBEIRO disse:

    GOSTARIA DE DIZER QUE DEVE SE MELHORAR O ENSINO PUBLICO E NÃO PIORAR OS SERVIÇOS QUE JÁ NÃO ESTÃO TAO BONS COM MAIS ESTE POPULISMO QUE DIMINUI A MERITOCRACIA.

  21. Michel Jeandro Tumelero disse:

    Nos EUA a ex-Secretária de Estado, Condoleezza Rice, negra, sempre foi contra as cotas, inclusive em Universidades.
    Enquanto isso, mantêm-se a captação de votos da máquina PTista…

  22. GERSON disse:

    ACREDITO QUE ISSO NÃO VAI MUDAR NADA NA SITUAÇÃO DOS NEGROS NO PAÍS, QUANDO TENHO QUE CONTRATAR ALGUÉM PARA PRESTAR ALGUM SERVIÇO EM QUALQUER SETOR, PÚBLICO OU PRIVADO, NÃO TENHO QUE SABER A RAÇA DO PROFISSIONAL QUE VOU CONTRATAR E SIM A COMPETÊNCIA DO MESMO. MAIS UMA MEDIDA ELEITOREIRA NO PAÍS DO FAZ DE CONTA. A IMPRENSA BRASILEIRA É MAL PREPARADA E QUASE TODA CONTROLADA POR POLÍTICOS. NÃO CONFIÁVEL.

  23. C_SAMPAIO disse:

    Dilma erra porque é medieval as pessoas ocuparem posições sociais pela origem de nascimento, isto ocorria antes de existir estado democrático a nobreza por direito ocupava postos apenas por ter nascido em determinada família,a continuar neste processo daqui a pouco vamos ficar igual o Líbano, cotas por religião, no congresso percentuais de deputados evangélicos, católicos etc Melhor as pessoas serem escolhidas apenas por sua competência, nada de raça ou religião

  24. Paulo disse:

    Pura hipocrisia. A maioria da população é parda e não negra. Isso que foi falado aí pela presidente é referente aos pardos, pois negro mesmo somente há no Brasil 5%. Ora, mais de 80% do brasileiro tem sangue negro, que critério é esse? Só pode ser politicagem..

  25. Antônio Caram disse:

    RIDÍCULO. SERÁ QUE OS NEGROS NÃO TEM COMPETÊNCIA PARA SE VIRAREM SOZINHOS???? PRECISAM DE SER SEMPRE APADRINHADOS??? PRECISAM DE COTA EM TUDO???

  26. Paulo disse:

    Já que é assim, Cotas para os índios também, que foram quase todos eliminados em sua própria terra!

  27. Paulo disse:

    O problema é que os índios não dão voto..

  28. Flávio disse:

    Só cego não enxerga que esse governo está dividindo a população em lotes (negros, índios, gays, religiosos, etc.) eleitoreiros! Quanto mais dividida uma sociedade, menor as chances dela em prosperar! Aliás, não foi assim que os Estados UNIDOS conseguiram a independência? Se unindo ao invés de se dividir?

  29. GERSON disse:

    ESSAS PESSOAS DO POLITICAMENTE CORRETO ESTÃO ACABANDO COM O PAÍS, O SERVIÇO PÚBLICO, EM COMPARAÇÃO COM OS IMPOSTOS COBRADOS, SÃO PÉSSIMOS, AGORA QUEREM CONTRATAR PESSOAS PELA RAÇA. COMO SE NO BRASIL TIVÉSSEMOS RAÇA DEFINIDA. É UMA MISTURA TOTAL. TENHO A PELE BRANCA, CASEI COM UMA MULHER DE PELE NEGRA, MEU FILHO NASCEU COM A PELE BRANCA, ENTÃO ELE É, NEGRO DA PELE BRANCA… RACISMO É CRIME, NEGRO NÃO PRECISA DE ESMOLA, PRECISA DE RESPEITO E DIGNIDADE.

  30. Caso não houvesse brancos e outras raças igualmente carentes, extremamente de assistência do Estado, não há dúvida de que a medida destinada à criação de cotas para negros no serviço público seria realmente mais do que louvável. Diante de situação em que afrodescendentes e outras raças têm igualmente dificuldades de ascensão social, principalmente no serviço público, não se pode dizer que há tanto acerto assim da presidente da República, quando dar prioridade a determinado segmento social, em detrimento dos demais brasileiros, em cristalina demonstração de ferimento aos princípios constitucionais de isonomia e de igualdade entre os brasileiros, que, juridicamente, devem ter o mesmo direito, as mesmas obrigações, as mesmas prioridades, as mesmas regalias, os mesmos benefícios. Diferentemente disso, não há dúvida de que se trata de mais uma medida discriminatória e completamente inadmissível protagonizada pelo Palácio do Planalto. Num Estado Democrático de Direito, não se pode conceber que o governo seja capaz de contribuir para a segregação racial, a tanto execrada pelas civilizações desenvolvidas, por não condizer com os saudáveis princípios humanitários. Não há a menor dúvida de que a iniciativa presidencial constitui péssimo exemplo, não somente para demais poderes da República, mas, em especial, para a sociedade, que anseia porque as autoridades públicas sejam fiéis aos princípios constitucionais, observando estritamente os preceitos quanto ao repúdio ao arbítrio e à discriminação. Na atualidade, é plenamente inadmissível a instituição de benefício destinado tão somente à parcela da sociedade, como se os demais brasileiros fossem culpados por possíveis falhas do passado e ainda como se a arrecadação de tributos pudesse carimbar parcela destinada a privilegiar distinta finalidade, como mais essa discricionária cotas para negros no serviço público. Por questão de bom sendo e de racionalidade, já passou do tempo de a sociedade atual ter a obrigação de reparação histórica. A uma, porque a sociedade de hoje não cometeu pecado algum contra os afrodescendentes do passado, não tendo nenhuma dívida a pagar por possíveis erros cometidos por outras raças, que agora estão tentando atribuir erroneamente. A duas, porque se porventura houvesse a obrigação dessa desqualificada e indevida reparação histórica, os beneficiários, necessariamente, deveriam ser as pessoas que efetivamente foram prejudicadas, de alguma forma, e elas já não mais existem, não tendo, por evidente impossibilidade, condições de haver reparação histórica coisa nenhuma. A sociedade brasileira não tem obrigação alguma de se comprometer com medidas arbitrárias e contrárias aos princípios humanitários, tendo em vista que todos os brasileiros, brancos, amarelos, pardos, negros etc. são dignos dos cuidados da incumbência constitucional do Estado, como forma de se evitarem condenáveis e injustificáveis privilégios. Acorda, Brasil!

  31. Robson Santana disse:

    Manobra eleitoreira! Até agora ela não se preocupou em regulamentar a aposentadoria especial no serviço público, para todos os servidores que exercem suas atividades em condições insalubre, periculosa, risco e penosa, negando aos servidores estatutário, federal, estadual e municipal, obrigando-os a permanecer na ativa além do tempo necessário; milhares de servidores tem recorrido ao STF, para adquirir os mesmos direito já conquistado pelos trabalhadores celetistas. Veja se já houve algum pronunciamento nesse sentido, Kennedy?

  32. Fábio disse:

    Entendo que o preconceito é mais social do que racial. Essa medida é puramente eleitoreira, e prejudica todos os de baixa renda! De qq forma, votarei na Dilma, é melhor do que essa cambada do PSDB

  33. Adilson Dias disse:

    É claro que estamos muito longe de viver uma democracia racial, mas as vésperas da eleição fica me parecendo muito cômodo levantar a discussão, porém fico sensibilizado com a posição da presidente Dilma, até quando teremos um Brazil de primeira para poucos e um outro Brasil que agoniza mais não morre.

  34. Eduardo Arruda Amorim disse:

    Excelente artigo. Esse projeto de lei vai da muito pano pra manga. Concurso Público hoje é a febre do Brasil, milhões estão estudando esperando o sucesso em algum, contudo, realmente é notório que os negros são espécie em extinção no serviço público.

  35. Carlos Alberto Pereira disse:

    Nem se discute que todos devem ter oportunidades iguais, do primeiro ao último dia de vida. Amarelos, vermelhos, pretos, brancos, pardos. Pobres e ricos. Todos. Oportunidades de creche, de escola pública, de assistência médica, de salários. Sou contra critérios racistas em seleções de qualquer tipo, de discriminação de genero, cor, orientação sexual e apoio igualdade de salários para mesma função, sem dúvida. Mas não concordo que se estabeleça a quaisquer desses grupos cotas de qualquer tipo. É uma injustiça histórica o que o Brasil – e só o Brasil – está propondo, criando futuros ressentimentos justamente entre esses grupos. Ao meu ver, quando um grupo é favorecido, há nisso uma ação racista ou preconceituosa contra outros grupos. Cria-se uma segregação e uma ‘luta de classes’ incitada pelo Estado. Na favela, o garoto branco joga bola com seu coleguinha preto, mas sabe que este desde já tem maior chance de cursar uma faculdade. Esse garoto branco tem uma dívida com seu colega? Ele deve pagar hoje pelos crimes de seus ancestrais?
    Se quer ser justo, o governo deve trabalhar para dar oportunidades iguais aos dois garotos desde a infancia até a idade adulta. Do resto a natureza de cada um cuidará, como deve ser. Ninguém tém dívida com os mortos que cometeram barbaridades. Cabe a nós não repeti-los e olhar para a frente e construir um país sem ressentidos e rancorosos. É hora de aqueles a quem oferecem privilégios fazerem valer sua dignidade e amor-próprio e recusarem a ofensa de tais medidas paternalistas.

  36. Rafael disse:

    Sou totalmente contra. Daqui a pouco vai ter cota em tudo, pra tudo, cota para partidário do PT, cota pobre, cota desempregado, e vai sobrar 1% das vagas para o resto da população, e isto causa mais manifestações racistas, além de ser inconstitucional ao meu ver. Eu sei que é complicado, que o negros sofreram um dano histórico talvez irreparável..Mas o que eu acho que deve ser feito é investir na educação básica, colocar cotas de negros na educação básica e oferecer esta com qualidade para que os negros consigam ter base para passar em vestibulares e passar em concursos públicos (óbvio que a Dilma não quer isso, pois dá muito trabalho pra ela…), pois aí você está dando chance para que eles lutem de igual com o resto da população….

  37. Danilo Vicente de Araújo Silva disse:

    Caro Kennedy, concordo com você, mas faço uma ressalva, pois creio que este benefício das cotas deveria ser restrito aos cargos que exigem o nível médio de qualificação. Isso porque entendo que o negro que terminou um curso superior já conseguiu transpor a barreira da desigualdade que lhe fora imposta e fazê-lo concorrer com certos privilégios ofenderia, neste caso, a isonomia de direitos.

  38. As forças “mais conservadoras” devem ser aquelas que, como eu, pagam a conta dos pacotes de bondades eleitorais que a Presidente anda distribuindo. Imagino que as “mais progressistas são as que se beneficiam ad eternum.

  39. Glaucia disse:

    Fala sério, isso é que é correr atrás de votos! Não existe somente negros sem oportunidade na vida, existem sim todos os brasileiros que não tem ensino de qualidade, professores valorizados, distribuição de renda irregular dentre homens, mulheres honestos e os presidiários detentos, os que recebem as bolsas crack, auxilio reclusão entre outras coisas. Brancos, Negros, Pardos, o BRASIL É UMA MISTURA DE RAÇAS NÃO ADIANTA QUERER PRIVILEGIAR ALGUNS ENQUANTO OUTROS TEM QUE SE ESFORÇAR AO MAXIMO PARA CONSEGUIR UMA CHANCE, O CORRETO É ADMINISTRAR O BRASIL PARA TODOS COMO DIZ O SLOGAN DAS CAMPANHAS DO PT. E não ficar aumentando o conflito de raças “que dizem não existir, só com essas atitudes, faz com que tais discriminações aconteçam sim”.

  40. Eduardo Sávio de Oliveira disse:

    O negro vem sofrendo discriminação desde o o início da colonização do Brasil, até aos dias atuais, não somente em algum,as repartições que o negro é discriminado, mas em todos os âmbitos da sociedade, se repararmos nas universidades federais, perceberemos uma grande injustiça, pois os filhos dos papai, do poder, quando terminam um curso, fazem vestibular para iniciar outro, e não são cursos básicos, eles fazem medicina, engenharia, direito, passam uma vida toda brincando de ser acadêmicos, pois não precisam trabalhar, isso é bom para o Brasil? Gostaria de dizer que sempre votei no PT, mas agora estou pensando dez vezes, sou educador, militante, e que sobrevivo com um mísero salário Municipal, enquanto que outra parcela de filho de papai, são indicados aos cargos de confianças, sem precisar fazer concurso público, Presidenta, precisamos rever a Federalização do Ensino, pare com essa história de que a Educação tem que ser federal, estadual e municipal, encerro fazendo o seguinte questionamento: quando será que veremos este País tomar um rumo certo, ou seja o filho do pobre ter direito de fazer um curso de medicina, engenharia, direito, entre outros que só é permitido para os brancos e filhos da elite? Presidenta, a senhora conseguiria viver com um salário de R$ 950,00? Se sim, eu tiraria o chapéu, e até pensaria em votar novamente no PT. Att Professor Eduardo Sávio de Oliveira, Nossa Senhora do Livramento, MT Brasil

  41. Mariana disse:

    Discordo. Sou negra e servidora pública. Trata-se de uma medida de cunho populista baseada em premissas equivocadas que deve ser rejeitada pelo Congresso Nacional.

  42. vilson Carvalho disse:

    Não concordo com a decisão da Presidenta, como diz a constituição todo brasileiro(a) tem direito de ir e vir… portanto, em nenhum momento foi negado aos negros, pardos, amarelos que participassem de concursos públicos, vestibulares e etc…
    O que representa é que o Governo está dizendo que negros, pardos e outras etinias são incapazes, são menos inteligentes que os brancos, se não for através de cotas eles não conseguiriam uma vaga em Universidade ou em órgão publico. isso sim é discriminação.

  43. Norberto Pereira disse:

    /a Presidente Dilma está é muito errada, ela deve é dar condições para que os negros, estudem, trabalhem e que lutem para conseguir uma vaga seja onde for, olhe o Ministro Joaquim é negro e está onde? No maior posto de um Tribunal, porque estudou, ninguém deu a ele uma vaga garantida por cota.
    Acredito que os negros também não querem vaga por cota, querem é ter oportunidade de poder estudar, com os estudos irão adquirir condições para competir de igual para igual com os brancos, pois não é porque é negro que é menos inteligente que o branco e sim porque eles não tem oportunidade, não tem condições de estudo, e quem mora na periferia, não são só os negros, tem muitos brancos nas mesmas condições.
    Presidente, pense com a cabeça e não com o coraçáo, porque coração não pensa.
    Oportunidade é para todos, começe pela periferia, vá conhecer as necessidades deste povo e ai sim poderá pedir ao congresso que vote uma lei de igualdade de direitos, mas igualdade para a periferia primeiro, depois pense em raça e se pensar em raça, os indios, eles trabalham onde mesmo???? a Presidente, vai aprender como se faz politica e não politicagem barata de barganha para ganhar eleição.

  44. Flavio Coelho disse:

    Não acho certo. Mais uma manobra para a política do PT. O Negro é igual ao Branco. Chega de criar mais racismo. Se o Negro quer um cargo melhor lute. Ele como o branco, amarelo, vermelho tem a capacidade de vencer. Cota só dá previlégio a quem as vezes não esta preparado, mas pela sua cor de pele a “vaga” é sua. Abaixo o racismo.

  45. Antonio Carvalho Barbosa disse:

    No mundo profissional que está cada vez mais competitivo, só se estabelece quem tem competência. No entanto, O Brasil está estabelecendo outro parâmetro: o RACIAL. Talvez o governo devesse pedir aos brancos do Brasil para irem embora e deixarem o país para os negros e índios. Vai ser um sucesso!!!

  46. teco disse:

    Essa lei é impossível de ser obedecida sem injustiças. Várias pessoas podem ou não ser negras como por exemplo entre os famosos, o ronaldinho fenômeno, o luxemburgo, o marcos palmeira, o cauã reymond, a marina silva, a mariana rios, são negros ou não?

  47. Manoel Santiago disse:

    Acredito que essa medida não favorecerá a quem realmente deveria atingir, a classe pobre de afrodescendentes. Não sou contra programas de inclusão, porém, acredito que o correto à luz de nossa Constituição seria a igualdade de condições, se a pobreza, endêmica em nosso país, coloca uma grande parcela da população afrodescendentes em desvantagem, devemos atacar a pobreza, devemos criar mais postos de trabalho e melhorar a qualidade da educação pública, para realmente resolver o problema. Como você citou na matéria é uma medida para recuperar o apoio que perdeu da classe trabalhadora, incluindo negros, brancos, pardos, índios e todas as misturas que fizeram do povo brasileiro o que é. É uma medida populista visando as eleições de 2014.

  48. Ivo disse:

    Acerto de cota já esta passando do limite,dizer que o país tem uma divida com os negros ou com quem quer que seja não pode surtir efeito, haja visto o tempo que ocorreu os fatos .
    O que precisa ser feito todos devem saber porém não há interesse em resolver estas questões sociais .A sociedade que deve cobrar um país com direitos e deveres iguais tendo educação que qualifique todos pelo mesmo nível desta forma se acaba com cotas tendo igualdade de condição .
    Estas manifestações descontroladas são o reflexo de um povo em desespero dando sinal que estão sem direção sem esperança acreditou em propaganda que visando influenciar o cidadão a pensar que esta tudo bem ,porém com sua faculdade de pensamento percebe que algo esta errado ,onde vem à confusão entre o que se impõe e o que realmente se vê resultando em conflitos

  49. vadison disse:

    Deplorável! Ao invés de políticas educacionais, política de saúde, políticas de habitação…estamos a mercê de paternalismo barato, injustiça para com os não negros e humilhação para os mesmos. Não precisamos de esmolas, mas de justiça! O PT não criou as mazelas do nosso país, mas fico indignado com a cara de pau, com direito a um galão de óleo de peroba para temperar a mesma, de quem já fez discursos violentos e hoje perpetua-se no poder com se fosse uma “ARENA tingida de vermelho com estrela no meio”. Não, não , não…não voto nela, não voto nos candidatos dela. Não voto no Partido dela, apesar de tê-la eleito e ao seu sucessor. Seu tempo já passou. NO PRESENTE O CORPO A MENTE É DIFERENTE, E O PASSADO É UMA ROUPA QUE NÃO ME SERVE MAIS! O governo está viciado como um cheirador de cocaína!

  50. luizaorj disse:

    valeu dilma te amo………………………….

  51. Lvza disse:

    Logo logo tambem terá cota nos estacionamentos dos shoppings. O governo brasileiro é a maior maquina de preconceito existente.

  52. Miro Nunes disse:

    Kennedy você conhece o Movimento Cojira ? Cojira é a sigla de Comissão de Jornalistas pela Igualdade Racial vinculado a alguns sindicatos como o de SP, município do Rio e DF. Convido-o a dialogar conosco a partir de sua afirmação sobre a pouquíssima presença de negros nas redações de veículos de comunicação. Saudações e bom trabalho.

  53. jose geraldo disse:

    Que vergonha! Eu teria vergonha de ser tratado como uma pessoa incapaz, sem condições de participar de um concurso de igual para igual, seja para qual emprego for. É humilhante ser tratado como um cidadão que não consegue galgar um plano maior por seus próprios méritos.

  54. Aroldo disse:

    Concordo com você e fiquei muito satisfeito com a noticia da iniciativa da nossa presidente. Espero que você tenha razão quanto a recuperação da aprovação dela porque ela tem sido uma excelente presidenta ou presidenta como ela gosta de ser chamada.

  55. Roberto Prado disse:

    Quando se acena com a incompetência, a solução é fazer média por todos os lados !

  56. Sou totalmente contra. Caracteriza preconceito. Deveria, sim, melhorar o ensino público para que os mais carentes financeiramente falando, pudesse estudar a fim de melhorar o
    padrão deles.

  57. Daqui a pouco teremos: Cota para gays, orientais (japoneses), índios, mulatos, donas de casa, carecas…

  58. Alceu de Azevedo Falcão Neto disse:

    Medida que demonstra que a Presidente acha que os negros são inferiores, incapazes de competir em pé de igualdade com os demais, fato este que no futuro demonstrará sua incompetência no já criticado serviço público

  59. Marcelo Rizzato disse:

    Isso é um absurdo, Concurso Público é competência, a cor da pele hoje é motivo para discriminar os brancos, basta dessa discriminação. Independente se o indivíduo estudou em escola pública ou particular, para passar em bons concursos temos que fazer cursos. Isso sim é igualdade. Sou a favor da cota social, que beneficiaria os comprovadamente mais pobres. Estamos criando um bando de vagabundo e preguiçosos, é Bolsa pra isso, cota para aquilo. Só um país de terceiro mundo faz opção por estas esmolas. Para beneficiar vagabundos os mais ricos pagam mais impostos. Estudei sempre em escola do estado e com meus estudos, passei e assumi cargos no Banco do Brasil, Prefeitura de Araçatuba-SP,Secretaria de educação do estado de São Paulo, Processo Seletivo do SESI, Forum de Penápolis-SP (esse não assumi) e nunca precisei de empurrão. Quem se inscreve por cotas, está se colocando com inferior aos demais, precisa de um jeitinho para passar na frente dos outros.

  60. José Pereira da Silva disse:

    e como ficam os brancos pobres ? discriminados duas vezes: por serem brancos e pobres. Um país não se faz com cotas, nem com bolsas, se faz com educação de qualidade para levar direitos IGUAIS a todos, independente da raça, do sexo, da religião, etc. As pessoas não passam no vestibular, nem nos concursos, porque a educação no Brasil é um lixo e governos querem que continue assim para poder continuar comprando os votos das pessoas com cotas e bolsas.

  61. jair disse:

    Eu acho que o Brasil deve mais pensar na nação brasileira, e não ficar ai separando raças, isso é coisa dos nazis,não se tem que fatiar a sociedade, e sim homogenizar, no Brasil não existe racismo,pois com o fim da escravidão ainda que tardia,pouco a pouco as diferentes etnias começaram a conviver pacificamente, no Brasil todas as etnias são tratadas em igualdades, o que existe atualmente são preconceitos não de branco com relação a negros ou índios, mas entre heterossexual e homossexual, entre magros e gordos, entre ricos e pobres, o que o Brasil precisa não é de cotas raciais, mas sim de cotas sociais, dar mais oportunidade para que mais precisa, seja branco,negro,indio,ou qualquer outra etnia.Precisa sim um violento programa educacional para dar oportunidade a todos, só o conhecimento salva,e um bom respaldo na saúde publica que é um caos, marginalizando sim, branco,negros,indios,que vivem nas classe menos favorecidas vivendo uma de seus mais violentos períodos históricos, com leis fracas e omissas,que abarca politicos corruptos e desonestos perante os seus eleitores, e ao mesmo tempo a bandidagem em acelarado aumento da violência urbana, ceifando muitas vidas civilizadas.

  62. André de Almeida Silva disse:

    Esse governo esta na contra mão da história, tomando decisões ”arcaicas”. O que precisa e criar oportunidade de geração de emprego e renda.

  63. Denis disse:

    Antes de opinar, me identifico: Sou afrodescendente e genealogicamente sou uma mistura de quase todo o tipo de etnia existe, mas infelizmente, tenho pele “clara”. Sou pobre, morador da periferia, lutando pela aprovação em um concurso. Ou seja, tenho toda a herança de sofrimento negra, mas nenhum dos seus benefícios originados pelas cotas.

    Sendo bem objetivo, os argumentos do nobre jornalista são:

    1) Trecho: É uma questão de reparação histórica com a qual toda a sociedade brasileira deveria se comprometer.
    Minha Opinião: ora, quem estuda história sabe que o Brasil tem uma dívida história com quase todos os povos que aqui habitaram. Imigrantes europeus vieram para o Brasil enganados e foram praticamente escravizados nas lavouras de café. Até hoje existem “brancos de olhos azuis” trabalhando em condições precárias, em regime de semiescravidão nas lavouras de morango e café no interior do ES.
    Prova:
    a) conheço várias histórias de descendentes de imigrantes europeus que foram/são semiescravos.
    b) Uma caixa de morango custa R$2,00 (as vezes menos). Será que isso paga todo o custo de produção? NÃO PAGA. Só é vendido a esse preço porque as condições de trabalho são precárias e os direitos trabalhistas não são respeitados.
    Quem vai ajudá-los? Por que um negro mereceria um cargo público mais do que um branco nessas condições?
    Ele não merece nem mais nem menos, mas sim o mesmo em igualdade de condições.
    2) Trecho: Após as manifestações de junho e julho, Dilma perdeu apoio de parcelas conservadoras. Tenta compensar…
    Minha Opinião: tal afirmação é um absurdo, pois significa que o jornalista claramente concorda em usar as cotas como arma político-eleitoreira. O País precisa de projeto de nação, não de soluções-tampões eleitoreiras, coisas para “jogar para a galera”, tal como “pão e circo”.

    3) Trecho: “…os negros têm menos renda…”.
    Minha Opinião: ora, isso JÁ ESTÁ SENDO REPARADO com a utilização de cotas nas universidades públicas. É correto dar as ferramentas (estudo) para a preparação dos negros. Em oposição, é errado “dar-lhes” o cargo público simplesmente por serem negros.
    As cotas nas universidades são um projeto de longo prazo. Não se pode e não se deve adotar soluções agressivas “por decreto” ou por lei.

    Meus argumentos:

    1) usar o critério “cor” é subjetivo e injusto. É subjetivo, então gera confusão. É injusto, pois não separa “negro rico e bem preparado” de “negro pobre e mal preparado”.
    Ex.: Meus amigos são negros, estudaram direito em uma das melhores universidades federais do país e são altamente qualificados e preparados. Apesar de não precisarem de cotas, vão receber os cargos “de bandeja”, o que é injusto. Eu: pele clara, fiz direito em faculdade privada de qualidade ruim. Fui a “falência” para pagá-la. Eu, “Branco lascado” mal preparado, fora das cotas e excluído.
    Isso detona um dos maiores princípios existentes: MERITOCRACIA.
    Estabelecer cotas é o mesmo que “dar o peixe” ao invés de “ensinar a pescar”.

    2) Critério “renda” é muito mais objetivo e justo. É objetivo porque pergunta um número (salário, renda familiar, etc.). Ao selecionar os beneficiados por cotas, irão fazer cálculos: acima de certa remuneração estará fora das cotas. Ao contrário, os que estão abaixo serão beneficiados.
    Ao mesmo tempo em que vai englobar os negros realmente merecedores, fará justiça social sem a necessidade de expô-los a questionamentos sobre seu “merecimento”.

    ABAIXO AS COTAS

  64. titio disse:

    Dilma é hipócrita, demagoga e adepta da politicagem rasteira. Só faz algo quando pressionada e mal feito.

  65. Elizandra disse:

    Olá leitores!

    Está na hora de dar um basta em algumas questões como: cota prá negros, índios, pessoas de baixa renda, bolsas de vários tamanhos e modelos como, bolsa renda, bolsa família, bolsa gás, bolsa escola, bolsa cultura e algumas outras que já se cogitam.
    Existem inúmeros aprovados em concursos públicos, excedentes ou não, e dentre eles, há negros, mestiços, pessoas de baixa renda, desempregados que perderam noites de sono, que renunciaram a reuniões de família, a horas de lazer, descanso etc. Eles anseiam e aguardam ansiosos por nomeação que é mais do que uma forma de inclusão social, é reconhecer a dignidade e o mérito da pessoa humana.
    O Ministério do Planejamento Orçamento e Gestão sempre responde que não há recursos no orçamento para novas nomeações, mas para instituir novas bolsas não falta recurso. Investir nos serviços públicos, nomeando os concursados, é política de governo que implanta melhorias justas, necessárias e definitivas. O país dve urgentemente extinguir inúmeros cargos comissionados, parar com cabides de “emprego”. Perceber se é realmente necessário se perguntar a cor, a renda da família do candidato, seja para concorrer a uma vaga de estudo ou no serviço público.
    País rico é país sem pobreza e com serviços públicos de qualidade, principalmente com pessoas para atender às demandas da NAÇÃO.

  66. Alexandre disse:

    A Constituição disciplina o ingresso em cargo público através de CONCURSO e, nesse contexto, a única cota constitucionalmente permitida é a de deficientes! Logo, a cota racial em concurso público seria uma inconstitucionalidade flagrante! Mas, caro Kennedy, já que estás tão preocupado com essa injustiça “social”, pergunto: dentre seus empregados, qual é a percentagem de negros?

  67. Carlos disse:

    Muito simples garantir uma eleição com cotas, acabaram com o que existia de mais imparcial no País o concurso público. Melhorar o ensino fundamental e médio, tornando qualquer um mais capaz de competir igualmente parece ser algo que não garante reeleição.Muitos não perceberam mas com o sistema de cotas, simplesmente separam algumas vagas onde alguns entram mais pela cor da pele, ignorando assim o nível intelectual exigido.O mesmo que já ocorre no vestibular das instituições federais, alguns com nota superior aos cotistas ficam de fora pois o sistema os exclui.

  68. Paulo disse:

    Porque outras pessoas devem ser penalizadas pela ineficiência do governo em gerar educação de qualidade para todos? Para mim, isto é a tentativa de concertar um erro histórico, cometendo outro!

  69. Cleiton disse:

    Isto só cria mais abismo e preconceito ,ao invés de criar leis ,deveria na verdade e dar educação de qualidade, pra todos.

  70. celio disse:

    Continua a aumentar o curral eleitoreiro. Os direitos tem que ser iguais, independente da raça, da religião, dos dotes e virtudes de cada uma. É repugnante prá mim que fui eleitor do pt e agora vejo no que foi e vai ser ruim para o país.

  71. Ailton disse:

    Cota tem que ser para pobre, independentemente de cor.Tem que se acabar é com a desigualdade social. E a discriminação contra os negros não vai acabar só porque ele tem um emprego melhor. Porque é uma questão de cultura, de educação. Será que o negro pobre tem menos capacidade mental do que os pobres não negros? Estão sendo chamados de burros! Mas nenhum negro vai achar ruim, pois é questão de conveniência. Mesmo sendo colocado como menos capaz, terá mais chance de passar num concurso do que a miséria do branco pobre. Um abraço!!!

  72. Alexandre disse:

    Este procedimento me acorda do sonho de um pais melhor e mais justo, desperta a realidade que ainda somos de um terceiro ou quarto mundo em eterna decadência, tanto social como intelectual, qualquer forma de COTA, exceto as para pessoas com necessidades especiais que precisam de acessos e equipamentos para sua integração as atividades de pessoas intituladas normais, é evidenciada com o reconhecimento baseado em lei de pessoas inferiores seja por raça ou qualquer outro tipo de segregação, em minha humilde opinião esta é a pior forma de preconceito que o diga nosso excelentíssimo Presidente do STF Joaquim Barbosa exemplo não só para negros como também para qualquer cidadão Brasileiro como eu…

  73. NEUSA disse:

    Por favor parem com essa bobagem, não existe diferença entre a pele branca ou negra, sim a pele com vitiligo, manchada, deformada com espinhas com cravos com rugas e aí vão existir cotas? Quanto mais se fala em quotas para negros mas cresce o preconceito, pois o povo fica com raiva!!!!!!!

  74. NEUSA disse:

    No Brasil não existe racismo, existe sim mistura de raças a maioria da população são afrodescendentes, então porque quotas?

  75. Ótima medida !…parabéns pela iniciativa, infelizmente muitas vezes somos barrados de ocupar muito cargos e até mesmo ter aumento salarial pela discriminação…

  76. Ótima medida !…parabéns pela iniciativa, infelizmente muitas vezes somos barrados de ocupar cargos e até mesmo ter aumento salarial pela discriminação…

  77. Romero Pacheco Martins disse:

    As pessoas brigam tanto por direitos iguais, não aceitam serem discriminadas, mas quando aparece uma oportunidade para beneficiarem-se de algo, logo aceitam a condição de coitadinhos que precisam serem protegidos.

    Não dá para aceitar!

  78. bom dia
    esta providencia está correta. não é possível que ainda convivamos com
    uma situação de injustiça com pessoas que tem apenas a cor de pele diferente que a suposta maioria branca. essa é uma das dívidas do país.
    sinceramente
    luiz carlos périco

  79. claudinei maya araujo disse:

    eu acho isso uma questão de racismo puro, porque então não se tem uma cota para pobres, mulheres, índios, daqui a pouco os concursos públicos serão todos com vagas reservadas e quanto aos menos favorecidos aqueles que não tem como pagar um curso preparatório, não têm direito a essas cotas também?

  80. cesar disse:

    Isso e uma vergonha para o Brasil,,,a vaga deveria ser preenchida por pessoas de capaciade e nao por diferença racial…agora minha familia que sempre estudou em escola publica que e outra vergonha que vantagem vmos ter nessa briga

  81. Jorge Luís Leite disse:

    Com devido respeito a Presidenta, não é tampando o sol com a peneira que vai resolver o problema do desajuste social do Brasil. E os milhões de brasileiros semi-escravos, que trabalha com carga horário absurda por um salário que vai em contra-mão com a constituição que é a de garantir lazer, saúde e educação de qualidade. O que precisa é de uma educação de qualidade que possibilite condições de concorrência igualitária, uma justiça eficiente para espelhar aos jovens que o crime não é o caminho, acesso à saúde preventiva e corretiva de qualidade e eficiente para que se morra menos e mais saúde e dar dignidade as professores, porque ele é o primeiro espelho profissional que a criança convive.

  82. antonio carlos disse:

    Sabia decisão presidente, alguém tinha que olhar para este lado.
    Outro dia comentando em reunião pela manhã, (sou funcionário da Petrobras e negro, é claro), comentei: Nunca vi um gerente negro aqui nas plataformas e Gerentes de Setores, principalmente Gerente Geral.
    Aproveitando esta deixa, vamos ver se a presidente daqui, tome ares destes ventos dai.

  83. erlino mariano de oliveira disse:

    Quando você quer reservar um número de cotas para os negros, está fazendo uma discriminação com eles, achando que são incapazes e não tem condições de disputar com os outros uma vaga sem favorecimento. Acho que para qualquer pessoa não deve ter critérios de cotas e sim deve fazer uso do cargo aquele que conseguir a melhor média nas provas.

  84. Marcio Mullem disse:

    Na minha opinião, isso se chama jogada política para próxima eleição. Sou branco, não tenho nada contra aos amigos negros, pois posso chamar de amigos, pois tenho vários. Agora deixa 20% ou seja qual for reservado para negros, isso acho uma covardia com outras pessoas, que também estão trabalhando para pagar, curso ou escola ou faculdade para ter um pedacinho no céu público. O que a presidenta tem que se preocupar é com a base familiar com a educação a saúde e o aumento do Light que não muito tempo atrás, foi afirmado que teríamos uma redução ( isso também gera um desgaste financeiro em várias famílias, as véspera do Natal, não uma forma de conquista de votos. Somos todo sofredor ( brancos, pretos, amarelos, índios )sempre na esperança da busca de uma vida melhor.

  85. Paulo Cristofoletti disse:

    Enquanto o governo tenta compensar um erro do passado, o ensino básico anda catastrófico, ou seja, quem é pobre e branco sempre viverá as margens da sociedade se dependermos do ensino público é claro, deveria sim o governo investir pesado em educação para termos igualdade de condições entre alunos da escola pública e privada, isso sim seria uma correção social.
    Na minha opinião estes atos não passam de promoção política.

  86. julio cesar disse:

    que tal uma cota para políticos decentes e com certo grau de inteligência.a principio não precisaria ser grande ,sei la ,algo em torno de 5% para inicio ja seria o suficiente. e nos próximos anos cresceria gradualmente.

  87. André Pessego disse:

    Sem a indenização. A secular dívida da indenização, em cuja composição esteja a posse da terra. Necas…
    – No início da República houve entendimento assim, até a década de 1960 quase a totalidade de continuos, motoristas, porteiros, mensageiros eram negros. Não era lei, mas era um entendimento.
    – Agora as tais cotas vão incluir o quadro de oficiais generais das Forças Armadas? (não) E é lá que está a raiz do racismo.
    – E o quadro de promotores, procuradores, juízes?

  88. Magno Alves Siueira disse:

    Porque não dividir em partes iguais, já que entendem estarem corrigindo uma injustiça social do passado. cada um segue a sua e amizade continua, com 20% ai sim parece assistencialismo. se tem a sensação de que estamos tirando algo de outras pessoas, no meu conceito a vida e dura para quem e mole entendo que há divisão em partes iguais terminaria com esta polemica. reflitam observem um exemplo vivo Joaquim Barbosa.

  89. Caio M Rodrigues disse:

    Lamentável o título de sua matéria, Sr. Kennedy.
    O melhor que ela faria seria mandar uma lei fechando todos concursos públicos do país por uns 30 anos.
    Só assim a esbórnia do Estado brasileiro tomaria alguma via de solução.

    No entanto, sua limitada percepção a respeito do que é o Estado, coloca o Sr. elogiando uma ação absolutamente torpe, contra o povo negro e em detrimento da eficiência nacional.

    Lamentável
    Só no iG, mesmo, eu encontraria baixaria dessa ordem na coluna de alguem detendo tanto espaço.

  90. antonio disse:

    Com mais essa tacada da Presidenta, adeus tucanos

  91. silverio disse:

    A reparação é necessária, mas aumentar os concursos também: Estados e Municípios continuam com terceirização ou cargos e função comissionados. Quando isso vai acabar? Gostaria de resposta! Dilma e os senhores governadores e prefeitos.

  92. Felipe Sant' Anna disse:

    “…que o Executivo dê um bom exemplo aos demais poderes e à iniciativa privada”. Abaixo à meritocracia, viva à discriminaçao!!! Empresários, não analiseis currículos, julguais pela cor da pele. Aí sim o Brasil parará de chafurdar na lama da corrupção e da ineficiência.

    Faça-me o favor…

  93. Valeria disse:

    Caro sr. Kennedy.

    Sou negra, de alma negra, de dignidade negra e de convicção quanto à minha alma negra. Com muita honra. Mas o sr. não acha que, ao invés de cotas, o governo e autoridades deveriam dar condições de vida, de humanidade, a todos os cidadãos? O sr. não acha que querer recuperar a covardia de mais de 500 anos de escravidão e desumanidade com os negros, agora e detrimento de outras cores de pele, é puro jogo de cena – uma maneira de embutir a mentira da “inclusão social”? Senão, por que não cota para os nordestinos, para os gays, para ex-presidiários, etc.??? Ué? Por que não? Lamentável é supor que todo mundo é incapaz de perceber um tipo de preferência partidária num espaço como este – como, me parece, é o seu caso. Gritante. Goste da Dilma, do Lula, do PT. Mas, por favor, não tente impor isso a todo mundo. Ou, pelo menos, não a mim. Um bom dia, sr. Kennedy!

  94. eliane maravalhas disse:

    De olho grande nos eleitores, atitude meramente eleitoreira, porque ela ganha voto e perde voto também com essa atitude puramente demagógica oportunista eleitoreira…Horrível!

  95. Paulo Fernando disse:

    Prezado kennedy,
    O Brasil, já definiu quem é negro? Qual o critério adotado para definir que uma pessoa é negra?, quanto a cota social, nem descuto pois o parâmetro de comparação é financeiro, muito embora o indicador seja social. Fechando meu comentário, vamos atualizar nossos dados no último censo, o Brasil é um País de maioria negra, 56%, com índices de violência de fazer inveja a países sob intervenção da ONU, NATURAL que mais pessoas negras sejam vítimas dessa violência.

  96. antonoi flavio da silva junior disse:

    vejo por mim não tenho oportunidade, mas pretendo ter mais espaço no meio escolar, no meio estudantil e no meio da sociedade.

  97. Carlos magno disse:

    Agora é que vai aparecer branco, caboco e mulato se declarando negro para ganhar aquela boquinha no senado e na câmara entre outros.

  98. Roger disse:

    Quanta besteira em pouco espaço. Cota é racismo puro.

  99. RAIMUNDO DONIZETT MENDONÇA DE OLIVERIA disse:

    Não concordo com esta questão, acho que ao barir a Educação para os Negros e Indios, naturalmente estudando e se dedicando eles poderão concorrer normalmente em condições de igualdade com os demais cidadãos do nosso Brasil. Gostaria de aproveitar e dizer para nossa Presidente que até para questões eleitorais deveria ter limites.

  100. João disse:

    É só nisso que essa PRESIDENTE pensa … criar planos pra arrumar eleitores … continua assim Dilma …. todo povo tem o governo que merece ….

  101. Elisabeth Puresa da Silva disse:

    Ridiculo,o que precisamos é de educação de qualidade nas escolas públicas;para que as oportunidades sejam iguais para todos.
    Nós não temos destaque por falta de oportunidades.

  102. alexandre disse:

    existem classes que querem conseguir benefícios em nome do racismo,homofobia,miséria,não posso concordar com um grupo organizado que quer ter direitos acimas dos demais, somos todos iguais perante as leis, e este tipo de proposta é inconstitucional,portanto se você ao prestar concurso publico ou vestibular se sentir prejudicado por esta criação de cotas,entre na justiça…Oque deve existir no caso dos vestibulares uma destinação maior de vagas(80%) para as escolas publicas e por mérito, ja os concursos públicos não tem como beneficiar somente uma classe isso sim é discriminatório, não existe so negro , temos pardos ,brancos,indiginas,nordestinos pobres e mto mto discriminados também…é inadmissível uma classe se sobrepor a outra!!!

  103. claudio disse:

    Isso é a sua opinião, pois na minha ela errou. A política de cotas é uma forma de preconceito e só prejudica e fortalece a discriminação.

  104. João disse:

    Com todo o respeito, discordo do blogueiro. Quando diz “basta frequentar uma repartição pública pra ver quão raro se vê (sic) negros”, ele se esquece que na repartição pública se entra por concurso. Se os negros estudam menos, o problema não pode ser resolvido com presentes… como as cotas. Nenhum concurso proíbe a participação de negros. Negro que estuda muito, muito e se esforça realmente, tem tanta chance de sucesso quanto os brancos, os amarelos…

  105. Ronaldo Elias de Moraes disse:

    Ao invés de baixar a qualidade dos serviços públicos
    e da educação . Deveria aplicar em qualidade do ensino , valorizando os profissionais da EDUCAÇÃO e escolas de qualidade , com horário integral dando assistência em geral para os alunos (inclusive reforços ) . Não implantando o populismo eleitoreiro , que não desenvolve nenhuma Nação , precisando IMPORTAR profissionais, enquanto não qualifica a população carente , que não é só de negros. Implantando racismo , podendo criar uma relação ruim . Os melhores tem que ser os escolhidos , para incentivar a qualificação e estudo . Para chegar na hora de escolher os representantes errar menos. ACORDA BRASIL !!!!!!!!!!!!! Levante do BERÇO ESPLENDIDO . O nosso País é viável .

  106. Daniel disse:

    Daqui a pouco haverá política de cotas para casamente entre brancos e negros!!! Quem sabe para a próxima eleição!!!

  107. Sanabria disse:

    Pergunto: existe lugar no mundo em que se adota a cota racial? Afinal, se constitucionalmente somos todos iguais perante a lei..; Dica: Por que não a cota dos gordos? Sinceramente, a hipocrisia bate palmas…o próprio artigo diz tratar-se “de uma estratégia para recuperar cacife político”…logo…

  108. luciano disse:

    Só para os negros? muitos negros estão melhores de vida financeira que muitos brancos, índios e sem tetos. Eu sou branco ganho um salario minimo por mes e não tenho onde morar e nem um privilegio como esse

  109. A iniciativa, infelizmente tem objetivos puramente politicos conforme comentarios do blogueiro, so se pensa na soblevivencia politica e não em projeto abrangente.

  110. Sandra Márcia Faria Ubiali disse:

    Para mim vai ser bom, muito bom aliás e eu vou aproveitar se esta lei for aprovada. Sem medo de ser feliz, tenho 52 anos de idade criei dois filhos, um com 26 anos cursando o 3o ano de Medicina na USP ( Ribeirão Preto ) o outro no 3o ano de Imagem e Som ( Universidade Federal de São Carlos ), faço academia sou plenamente ativa me sinto intelectualmente capaz . Acabei de prestar o Concurso DETRAN- SP de 100 pontos em um cargo consegui uma pontuação de 78 e 73 no outro, entretanto a relação candidato/vaga num dos cargos foi de mais de 300/1 e no outro mais de 200/1. Tenho ascendência Negra e vou usar esta cota para ter acesso mais fácil ao cargo dos meus sonhos Auditor fiscal da Receita Federal. Se esta medida é ou não assistencialista, ou um aceno à esquerda como descreve o autor do texto acima eu estou nem aí. Adorei a notícia, vou torcer para ser aprovada a lei, e já estou estudando…..

  111. Ricardo disse:

    Negativo: cota racial é injusta. A pobreza atinge à todos, e o corte ou a cota deve ser social. As cotas raciais estão estabelecendo regras e oficializando a discriminação. Ponto!

  112. Ativistas equivocados da raça negra, de forma equivocada, está extrapolando nas reivindicações de privilegios. A presidenta precisa repensar que o Brasil tem muitas raças .

  113. nilson disse:

    Isso de cota para negro é a maior injustiça que o governo faz com os brancos a cor da pele não diz quem mais ou menos inteligente ….. Eu sou a favor sim da cota social essa não faz covardia com ninguém!!!

  114. EDINEI ROBISON MATIAS disse:

    SOU NEGRO CASADO COM NEGRA, E TANTO EU COMO MINHA ESPOSA SOMOS CONTRA COTAS PARA NEGROS …OBS SOU AFOR SIM DE UMA POLITICA DE TRABALHO JUSTA IGUAL PARA TODOS BRANCO NEGRO AMARELO. A COR NAÕ DEFINE O CARATER E NEM A CAPACIDADENÃO SEI QUAL A PORCENTAGEM MAS NÃO SOU 6% PIOR NEM MELHOR QUE NINGEM LEI DA COTA SIM É RACISMO ESTA DEVALORISANDO OS NEGROS

  115. Valter Farias disse:

    É um absurdo falar que a Presidente acerta com essa medida. O serviço público não pode ser utilizado para corrigir problemas sociais. O Brasil necessita de servidores públicos qualificados e não que se utilize desse mecanismo, que não passa de um projeto eleitoreiro. Depois vão reclamar da qualidade dos serviços públicos. Chega de paternalismo nesse país. É necessário implantar a meritocracia, assim como ocorre nos países desenvolvidos. Essa de ficar só concedendo para aqueles que “não tiveram oportunidade” vai contra os objetivos de se tornar uma nação próspera. E o que dizer daqueles que gastam muito dinheiro em cursos preparatórios? O governo, em vez de criar oportunidades para todos, cria ainda mais desigualdade e discriminação. É uma vergonha ser brasileiro. Infelizmente.

  116. MARCIO CHEQUINI DE SANT'ANNA disse:

    Excelente iniciativa do nosso Governo. Parabéns por fazer sua parte PRESIDENTA! Continuarei a fazer a minha! Espero que o congresso faça a sua! Para isto sair do papel, o voto tem que ser aberto.

  117. Narjan Rodes disse:

    Realmente vejo necessario essa politica de cotas, pois os pobrizinhos dos negros são mais burros, mais pobres e precisa de uma politica de proteção….
    Mais essa agora, onde já se viu isso, sou contra e vou ser contra 100% de cotas para negros, as cotas deveriam ser social cotas para pobres, pois existem pobres Brancos, Negros, Morenos, Indios, mameluco de todas as cores, e no final somos todos de uma mesma especie Humana.
    Cotas para negros é um absurdo é excludente, se continua assim, quando for em um consultorio que ver um medico vou ficar com medo de ser atendido por ele, vou pensar esse entrou pela cota, não deve saber muito, negros e brancos todos somos iguais, agora pobre tem de todas as cores, COTAS SOCIAIS. NÃO A COTAS RACIAIS.

  118. Carlos Adalberto disse:

    Mais uma medida eleitoreira e injusta. Essa atitude só serve para fomentar o racismo e a discriminação racial, tratam os negros como uma raça inferior, que não tem competência para se destacar na população, o que é uma grande mentira e devido a grande miscigenação logo não existirão mais brancos ou negros e todos serão mestiços. Mas enquanto isso o governo vai aproveitando para faturar votos dos complexados que se sentem inferiorizados.

  119. Isso e ridículo, cotas para negro no serviço público, isso é segregação de raça até no serviço público,cotas para pessoas que tiveram formação nas escolas públicas eles não fazem, porque isso seria assumir a péssima qualidade no ensino no Brasil,cotas para pobres eles também não querem, porque eles não querem pobres mudando de classe social, preferem enviar o “Bolsa esmola” e dizerem que assim estão ajudando a mudar o Brasil…Aqui no Brasil temos negros em toda as classes sociais, necessitamos de medidas que melhore os mais pobres, necessitamos sim de equiparação social no Brasil, cotas para uma raça não traz melhoria na desigualdade social no Brasil. Somos um povo multirracial, em minha casa meu pai é negro, minha mãe e branca, meus irmão são pardos e brancos, portanto, uns tem direito outros não, sendo que todos passaram pelas mesma condições sociais, tiveram a mesma criação e os “brancos” até sofreram mais discriminação quando criança (porque o pai era negro e filho branco, como no meu caso) diante da sociedade, e agora adulto continuo sendo discriminado pelo Governo com essas COTAS, não tenho culpa que minha pele ficou clara e comparação a dos meus irmão…

  120. ricardo disse:

    Cotas é a medida de maior discriminação que existe, é como dizer aos negros: como voces são mais burrinhos vamos facilitar para voces. Cade a tao falada igualdade, porque não contas para carecas, gordos, brancos, gays, prostitutas, estupradores, etc, etc.

  121. Carlos Henrique dos Santos Nunes disse:

    Infelizmente mais uma medida populista…

    O que deveríamos fazer é investir realmente na educação. É muito fácil dar uma “canetada” e criar uma lei deste tipo e continuar pagando um salário de miséria para os professores. Não é possível continuar acreditando que a igualdade seja conseguida via imposição.

    Estamos acreditando por conveniência que o problema dos negros é unica e exclusivamente devido a “dívidas históricas do Brasil colonial”. Crasso erro. Por que será que há negros que, sem ajuda do governo, conseguiram chegar a uma posição respeitável em suas profissões? Ficaram esperando pelo governo ou fizeram sacrifícios, muitas vezes heróicos, para conquistar tempo e outros recursos que favoreceram seus estudos? Conheço vários negros que tiveram sucesso a custa de sacrifícios, assim como os brancos. Reduziram suas saídas, investiram nos estudos, inclusive individuais pegando livros e apostilas emprestadas, cortaram determinados tipos de atividades para conquistar algo melhor em suas vidas. Penso que é assim que deve ser, no entanto, aqueles sentimentalistas de carteirinha querem atender mais interesses políticos do que provocar mudanças reais em nossa sociedade e ainda divulgam em profusão tais ideias que só levam a população pobre e negra a ficar se escondendo atrás do governo e a se posicionarem como vítimas. Continuarão sendo vítimas enquanto ficarem dependendo do estado…

    Muda Brasil…investimento em educação é sinônimo de igualdade. Se nosso sistema público educacional fosse realmente bom e também universal os negros estariam capacitados para concorrerem em pé de igualdade com os brancos…vamos pensar no Brasil senhores políticos e não apenas em sua permanência no governo…

  122. Luciane disse:

    Já basta as cotas nas universidades. Para trabalhar, a pessoa deve mostrar competência. Espero que a Dilma seja atendida por um médico que passou no concurso só por causa das cotas. Isso é uma desvalorização do serviço público.

  123. gilberto disse:

    Bom dia a todos absurdo cotas ,, depois dizem que não há preconceito … o pior que vem do governo , dos mais intelectuais ,,, não sou um exemplo de estudado tenho 5ª serie de escola entro e saio de onde quero e ainda deixo conselhos faça o que mando não faça o que eu faço e muitos seguem agora vem o governo com cotas para negros ,,, cada uma guarda ,, sua capacidade e tem livre direito a ela não cabe a ninguém descidir onde vamos e o que fazemos dentro dos nossos direitos e obrigações , não devemos ser controlados , deixar estes pequenos manipuladores dizer a uma população como a nossa de um povo misto acolhedor que somos por natureza , ouvir uma frase podre como esta ,, cotas ,, como se o poder realmente fosse deles por natureza , elegemos quem merece não damos direito a esta conversa ,, cota ,, não queremos ser taxados como cotistas se vamos e entramos em algum lugar é pelos nossos próprios méritos não porque nos deixaram ir ,, somos um povo livre somos um só povo .. não defendo placa, cor , credo religioso , sou branco defendo minha bandeira minha pele .. para mostrar que amanha não vou deixar alguém do governos ou outra repartição publica que eu também mantenho dizer você somente entrou porque tem uma cota para você ,, pois não estudou é considerado não alfabetizado ,, não vai trabalhar .. gente não sei se estou certo mas nem sei porque estou neste desabafo .. acho que encheu ,, SOU BRANCO E DEFENDO TODAS AS PELES POIS TODAS SANGRA DEFENDO TODAS CABEÇAS POIS TODAS DOEM DEFENDO TODOS CORAÇÔES POIS A DOR QUE ELE SENTE NINGUÉM DESEJA SENTIR .. SE EU TIVER CERTO não se esquece tenho 41 anos nunca consegui sair da 5ª serie trabalhei muito .. hoje não mais me interessa ser formado .. não me sigam não sou o exemplo estudantil .. hoje tiram seu couro ,, desculpe Abraço a todos ..

  124. Leandro disse:

    Isto é um absurdo! Respeito a opinião do colunista, mas cotas para negros é RACISMO, desrespeito aos brasileiros em geral e um gigantesco serviço à ineficiência!

    Não sou contra cotas para pobres em universidades públicas, mas sou contra cotas para negros.

    Ocorre que, o negro não é um incapaz. Muito pelo contrário! Não existe esta distinção que o governo gosta de fazer. O negro não deixa de ser humano e inteligente por causa da cor da sua pele. Mas o pobre possui deficiências de acesso a universidade pública, devido a sua preparação em escolas públicas.

    Reservar cotas para negros no serviço público é um absurdo muito maior, porque, serviço público é para quem tem condições de passar num concurso. Imagino um Juiz leigo, que só assumiu o cargo por causa da cor da pele ou um delegado na mesma situação. Ou ainda, um professor da rede pública.

    Se as coisas já estão ruins, não quero nem imaginar como ficarão, com um monte de semi analfabetos em cargos que exigem muito conhecimento.

    Não estou dizendo que o “negro” não deve ocupar estas posições. Estou dizendo que qualquer um que almeja um cargo público deve fazer por merecer. O povo não é idiota e o “negro” não votará na reeleição desta ameba ambulante só porque ela vai soltar esta pérola administrativa.

    Conheço médicos, dentistas, advogados, professores e juízes negros. Tenho uma sobrinha negra que é dentista e 2 filhos negros, que quero que mereçam o sucesso. Eles nunca precisaram de cotas e, com certeza vão se sentir ofendidos pelo desgoverno ao saberem desta matéria.

  125. WILIAN disse:

    Concordo não…e se criasse cotas para Brancos?? seria racismo?? Cada um que defenda o seu lado com sua capacidade…Quem está dizendo isso?? UM NEGRO…

  126. Helen disse:

    Sou afrodescendente por parte da minha mãe. Sou formada em Eng. Eletrônica numa das melhores faculdades de Engenharia do Brasil, a FEI. Nunca precisei de cotas. Minha irmã e boa parte dos meus primos são formados em universidades públicas. Eu e minha irmã somos funcionárias concursadas de órgãos públicos. Ninguém da minha família precisou de cotas !!! Eu fico indignada com esse tipo de lei. O que o Brasil precisa é melhorar a Educação. Cotas geram ainda mais preconceito e podem cometer injustiças. Tenho primas brancas, mesmo tendo sangue de negro, a exemplo da “Escrava Isaura”. O filho de uma delas é loiro de olhos azuis, por ter sangue de negro e de italiano. Esta criança, que é afrodescendente, conseguiria cotas futuramente ??

  127. gesiel disse:

    Sou a favor de cotas para negros, mas ACHO QUE ISSO TEM QUE TER UM PRAZO DE VALIDADE. As cotas deveriam ser extendidas AOS NECESSITADOS e não ficar apenas nos negros. E’ preciso entender que o Brasil NÃO É UM PAIS DE MAIORIA NEGRA, como muitos tentam passar. Somos: BRANCOS 47,3%; PARDOS 43,1%; NEGROS 7,6% e INDIOS E ASIATICOS 2,4%. Portanto, MESMO QUE JUNTADOS OS NEGROS COM OS PARDOS, situação dificil, pois NEM TODO OS PARDOS SE DECLARAM NEGROS; ainda assim o correto não seria dizer que o BRASIL SERIA UM PAIS DE NEGROS E PARTOS; e sim de PARDOS E NEGROS visto que os PARDOS TAMBÉM SÃO MAIORIA FRENTE AOS NEGROS. O fato é que o Brasil É SIM UM PAIS DE GRANDE MAIORIA “BRANCA”, com problemas sociais que atingem, talvez em percentual mais negros do que brancos, mas CERTAMENTE PELA IMENSA MAIORIA SER BRANCA, a quantidade de BRANCOS ATINGIDOS PELA DESIGUALDADE SOCIAL deva ser maior em relação aos negros.

  128. Valdeci disse:

    Que exista cotas para negros concordo,porém tanto pessoas negras quantos as brancas devem ter as condições técnicas mínimas para se excercer um cargo,estudei numa escola Etec,que tinha pessoas negras e afrodescendente que não tinha as mínimas condições para acompanhar o curso,prejudicando toda uma turma.

  129. Cristina Santos disse:

    Bom dia,

    Vou colocar o meu exemplo.
    Sou bisneta por parte de pai:
    bisavô de Makal e Bisavó portuguesa
    a filha deles se casou com meu avô indio

    por parte de mãe:
    bisavô de francês e Bisavó africana negra
    a filha deles se casou com meu avô filho de árabes.

    O que eu sou, que cota posso querer, eu sinceramente acho um absurdo.

  130. SÉRGIO disse:

    È A MAIOR FORMA DE PRECONCEITO O SISTEMA DE COTAS UMA VEZ QUE COMPETÊNCIA NÃO SE MEDE POR RAÇA, CREDO, COR NEM TAMPOUCO QUESTÃO SOCIAL, UMA VEZ QUE A ÚNICA FORMA DE INCLUIR SE É A TRAVÉS DA EDUCAÇÃO, DEVERÍAMOS SIM TER UMA ESCOLA PÚBLICA DE MAIOR QUALIDADE E QUE AS PESSOAS OCUPASSEM SEUS RESPECTIVOS ESPAÇOS COM SUAS QUALIDADES INERENTES DE QUALQUER CIDADÃO – ABAIXO A COTA

  131. Joaquim Salvador do Brasil disse:

    Avenida Teodoro Sampaio, e avenida Rebouças são homenagens a dois fabulosos engenheiros negros do século XIX, ambos de origem escrava. Milton Santos é geógrafo mundialmente famoso e é negro. Aleijadinho, Juliano Moreira(psiquiatra do século XIX reconhecido pelo mundo afora), Lima Barreto, jornalista filho de escravos, Ernesto Carneiro Ribeiro , grande médico e literato baiano eram negro; Joaquim Barbosa, Ministro do Supremo que dispensa qualificações. Essa história de cotas, segundo Pelé e Aguinaldo Timóteo só ofende, degrada e humilha aos negros que devem fazer como os demais que saem bem sucedidos e não se submeter a ajudas humilhantes. Quanto aos que não são negros o mais indicado é estudar história do Brasil , lembrando também, que nos Estados Unidos um projeto de lei dessa natureza foi rejeitado pela Suprema Corte, tendo como Juíz relator um negro, que sequer quis entrar no mérito daquilo que considerou um repulsivo assinte.

  132. wilson nogueira disse:

    Um absurdo, “cota”, pois o servico publico deveria ser por capacidade, por meritismo… e cota para isto, cota para aquilo….isto e ja temos um dos piores servicos publicos do mundo…..agora com cota…a coisa vai piorar, nao que os “cotados” sejam piores,mas e que como vai “ter vaguinha garantida”ate eu que sou + bobo, vou colocar o paleto na cadeira….
    Agora, um colunista de seu padrao achar que e correto…..vamos fechar esta pais…

  133. Célio Ramos disse:

    Parabéns a nossa presidente por esta decisão tao importante, independente se é por interesses políticos ou nao.Não obstante ja ter acabado com a escravidão, na prática ela nunca foi abolida, continua deixando marcas, grandes sequelas, muitos marginalizados, sem oportunidade ao menos de permitir que essas pessoas sonhem e lutem para fazer os seus sonhos se concretizar, o governo, bem como a sociedade brasileira tem uma dívida impagável com os negros e essa iniciativa da presidente é uma parcela mínima da grande reparação que deve aos negros.

  134. Carlos de Jesus disse:

    Para quem se levanta contra qq. aceno em dar ao povo NEGRO BRASILEIRO o seu lugar ao sol..acrescento que foi dado aos imigrantes europeus nos anos 50 em diante do século 19 beneses oriundas do erário público, foram dadas garantias de direitos civis, casas, escolas e doadas terras e até temos cidades inteiras construidas para os privilegiados imigrantes…alemães, italianos etc..enquanto ao POVO NEGRO “recém liberto da maldita escravidão” foi lhe dado as portas da rua da amargura, sem destino, sem estima e sem a devida REPARAÇÃO ..por tudo que até então tinha feito para o progresso economico do BRASIL ..ainda hoje racista e perverso. Estas atitudes do polo politico vigente..nada mais faz que uma inserção racial..em empresas públicas..OU será que o povo NEGRO ..ainda é uma mera “péça’ ?

    Parabéns Sr. Kennedy por sua coêrencia politica em sua opnião sobre o tema .

    YAWHE SEJA LOUVADO… -Carlos de Jesus -Salvador -BA

  135. jose disse:

    O governo devia se preocupar em dar educação para os jovens brasileiros pretos,brancos e amarelos. Precisamos ensinar pescar e não dar peixe.Aqui vevemos em paz entre todas as raças,Porem para agariar votos tem certos politicos que vive querendo criar conflitos.

  136. jessé rêgo disse:

    Acho um absurdo a cota para negros no serviço público, visto que há grande parte de outras raças que não têm oportunidade de ingressar no serviço público por ter estudado em escola pública a vida toda.O que deve ter é COTA PARA OS DE BAIXA RENDA.

  137. Rita disse:

    Eu acho que este é um dos mais importantes projetos, que já deveria, está vigorando, há muito tempo. Pois o negro, nunca têm vez. Espero, que a partir de agora,se olhem para nós, como gente, cidadãos.

  138. Alexandre Macedo disse:

    Não está certo não, Kennedy. Essa medida é equivocada. Privelegiar pessoas pela cor da pele é racismo. Essa decisão da Dilma envergonha todas as pessoas que são contra o racismo.

  139. Claudio disse:

    É extremamente esdrúxulo essa discriminação instituída, pois jamais será medida a capacidade intelectual pela cor de pele. Só gostaria de tirar uma dúvida, se 20% são reservados aos negros, 80% das vagas serão assumidas por brancos, amarelos, vermelhos e demais raças… será que isso não marginaliza mais ou inves de privilegiar??? Alias, se é para dar igualdade, o que dizer dos brancos, que já são minoria no país. OU TO ERRADO ??????

  140. Dilson Ubiratã disse:

    O que deve acontecer é políticas de verdade que construam ensino de qualidade nas escolas públicas,zero de greve salário digno para os docentes,abaixo a evazão escolar com empregos e boa remuneração para os pais de alunos ficarem despreocupados com o ano letivo de seus redentos.

  141. sergio monteiro disse:

    Esse cara só pode estar de sacanagem!!!!
    para aplaudir uma medida como essa só louco ou, deixa pra lá!!!!!!!

  142. Altamir Figueira disse:

    Como imbecilidade não tem limites mesmo, devemos reivindicar, na ala das baianas das escolas de samba, uma cota para brancas, para orientais e para homens…

  143. Neco disse:

    Cotas deveriam ter começo e fim, tanto escolares ou parlamentares. Senão, fica viciado.

  144. joao aires de vasconcelos disse:

    acho um absurdo pq esse negocio de agradar a uns e outros nao serve para o brasil.tem que agradar a todos na sua questao etica e moral. significa que vai colocar para trabalhar um punhado de pessoas sem qualificaçao adequada . cotas para escola é uma coisa e cotas para trabalhar é outra . acho uma coisa terrivel e absurda e indecente

  145. meiry bitarelli medeiros ribeiro disse:

    Dilma tem que ser rápida é uma atitude correta. Parabéns.

  146. Ricardo Luque Vasconcelos disse:

    Esse procedimento, assim como qualquer outro que destine vagas a esta ou àquela classe social ou minoria racial, é uma forma de remediar um problema muito maior que é a qualidade da educação pública. Por que então não se cria um artifício no qual se garanta que o ensino à estas mesmas minorias seja de qualidade igual ou superior àquele destinado aos mais afortunados contemplados com a possibilidade de estudar em escolas particulares com qualidade infinitamente superior?
    Isso é o cúmulo da hipocrisia! E achar que isso é uma forma de reparação da injustiça histórica é outra forma de hipocrisia!
    É muito mais fácil fazer isso. Nivelar por baixo.
    Esse país é uma eterna piada e a imprensa alimenta e dissemina essas anedotas. VERGONHA!!!

  147. marcos disse:

    Só fazem cotas para negros, e os indios, deficientes fisicos, gays, lesbicas…
    porque não fazem cotas para politicos honestos

  148. JULIO disse:

    Eu sou de cor branca e de raça mestiça e filho de pais pobres (o pai negro e mãe branca) e nem por ser branco as portas se abriram para mim. Algumas medidas, como a cota nas Universidades, são paliativas pois o correto é TODOS TEREM ACESSO A UMA ESCOLA DE QUALIDADE. E, no caso do Brasil, negros e brancos são invasores. Os índios, sim, é que estão abandonados e são os verdadeiros donos desse imenso território chamado Brasil. Mas a mídia e o governo falam de igualdade racial mas nem sabem o que é raça. Nem o IBGE sabe. Mas por que dá a devida atenção aos índios?! Índio não elegeu nem Lula nem Dilma. São insignificantes dentre os eleitores brancos, negros, mestiços e caboclos.

  149. antonio disse:

    comunista disfarçado. concorrencia tem ser igual para todos

  150. wellington santana disse:

    Mesmo que eventualmente possua alguma motivação eleitoral, não deixa de ser altamente louvável a disposição de Dilma em dar mais esse passo na direção de uma reparação com a população negra. Até que tenhamos uma melhor distribuição das oportunidades, faz-se necessário implementar esse tipo de política, mesmo que esta não venha a ser permanente.

  151. Ivan disse:

    Justificam muitas dessas medidas de compensação racial com o argumento da violência e falta de oportunidades que os negros sofrem. De fato, esse problema histórico deve ser combatido.
    Entretanto, é necessário lembrar que não é porque 20% das vagas do serviço público serão preenchidas por autodeclarados afrodescendentes que a violência vai diminuir ou que, nas periferias, a parcela de jovens negros assassinados vai ser menor. Uma coisa não afeta a outra. Dar vagas a um grupo de negros não vai beneficiar o outro.
    O problema da violência, discriminação e falta de oportunidades dentre os mais pobres só pode ser resolvido com educação, qualificação profissional, geração de empregos e presença do estado. Essas periferias estão abandonadas e 20, 30 ou 50% das vagas do serviço publico destinados a quem quer que seja não vai mudar essa situação.

  152. Adriano José Eduardo disse:

    Boa tarde.
    Concordo com você Kenndy,pois muita gente critica ações voltadas para a comunidade negra,e de fato a discriminação no setor de trabalho é muito gritante,não só com nós negros.Trabalho na área de saúde,estou vendo esta questão dos médicos cubanos(negros) que estão vindo para o Brasil.Vi gente comentando assim “você viu o médico é negro”,como se o negro não pudesse ser médico.No meu caso sou farmacêutico, frequentemente sou abordado com a seguinte frase “você é farmacêutico?,nossa como você parece com um segurança”.O Brasil esta mais que na hora de acabar com esse hipocrisia de ficar esperando ações do governo em relação á inclusão social,deveríamos dar oportunidades para todos,negros,indios,deficientes,gays..etc,pois só vai saber o que discriminação e exclusão quem acaba sofrendo elas.
    abs

    Adriano

  153. luizaorj disse:

    valeu dilma bjsssssssssssssssssssssss

  154. fabio disse:

    é o fim do mundo, somente no brasil mesmo tem cota para tudo, isso é preconceito. Mas da voto é o que importa.

  155. Neide disse:

    é uma vergonha quando fui a Londres e Paris fiquei surpresa ao ver
    no aeroporto o número de negros trabalhando em diversas atividades
    aqui não se vê nem na faxina

  156. Marcos Peturcio disse:

    Sou moreno e acho um absurdo um país como o Brasil estabelecer cotas. Se há cotas é claramente uma posição racista já que supõe-se que o negro não tem condições suficientes a chegar ao mérito pelo seu próprio esforço, ainda mais um pais tão miscigenado como o Brasil. Quanto a reparação histórica deveria colocar políticos corruptos na cadeia…isto sim é um mal que ninguém quer resolver. Se houvesse políticos confiáveis o bem estar seria geral e não precisaria de cotas.

  157. Jorge disse:

    Meu deus!!! cotas para negros para tentar reparar o passado. Com todo respeito, mas isso é uma mentira. Se quisesse reparar alguma coisa, o governo deveria dar bolsas de estudo para negros comprovadamente com baixa renda, para que eles que precisam, possam concorrer de forma igual com os demais. Essa vantagem de oferecer cotas para negros só vai ser abrangida por aqueles que são negros de boa renda, na sua maioria quase que absoluta, Negros que tem condições de pagar estudos não poderiam entrar com essa vantagem. Não se pode dar direitos em detrimento dos direitos dos outros.

  158. Renata disse:

    Para cargo de nível superior isto não tem o menor sentido. Após 10 anos de cotas nas Universidades, passará s ser reserva de mercado de trabalho. Há 10 anos todos tem acesso a formação superior, então estão em pé de igualdade ao finalizar o curso.
    Para cargo de nível médio ainda faz sentido.

  159. Eduardo Souza disse:

    É BEM PROVÁVEL QUE VOCÊ NÃO COSTUMA FREQUENTAR REPARTIÇÕES PÚBLICAS E FALA POR ACHISMO. CLARO QUE HÁ MUITOS NEGROS EM REPARTIÇÕES PÚBLICAS, BASTA O SR. COMPROVAR ISTO. AGORA CRIAR COTAS É ADMITIR UMA DIFERENÇA ENTRE NEGROS E BRANCOS. ISSO SIM É PRECONCEITO. CADÊ OS DIREITOS IGUAIS DOS TEMPOS MODERNOS??? POR UM CIDADÃO SER NEGRO, ELE É MENOS INTELIGENTE DO QUE UM INDIVÍDUO BRANCO, SEU KENNEDY??? ORAS, CHEGA DE HIPOCRISIA E MEDIDAS POPULARES PARA ATRAIR VOTOS! CADA PAÍS TEM A IMPRENSA QUE MERECE. ALIÁS, PARA AS COISAS MELHORAREM AQUI NO BRASIL, SÓ DESTRUINDO E RECONTRUÍNDO TUDO NOVAMENTE COM PENSAMENTOS COERENTES.

  160. Paulo de Souza disse:

    Eu acho impressionante essa colocação. Ser inteligente, ter estudo e qualificação, independe de raça, cor ou religião. O negro não foi escravizado por brasileiros, mas por Portugal, e não foram só os negros os escravos no Brasil. Os Italianos e Japoneses passaram situação idêntica ou pior, escravizados pelos senhores. Basta ler a história. Agora abrir previlégios para uma raça, isso sim demonstra racismo, ou desigualdade para com as demais raças. É um absurdo, da qual deveriam se envergonhar.

  161. Gilberto disse:

    Vç tá de brincadeira né???
    Se os nossos serviços públicos já são de péssima qualidade, imagina favorecer o acesso ao cargo público devido à cor da pele?
    Pelos dados do IBGE, a quantidade (em números absolutos) de indígenas é menor que o de negros, sem contar as “desvantagens” históricas sofridas por esses brasileiros. Então vamos criar cotas para índios, gays, moradores de rua.

  162. CARLOS PEREIRA BORGES JUNIOR disse:

    E no Brasil quem seriam os negros, eu também tenho antepassados negros; também tenho direito a esse absurdo?????!!!!!

  163. Odilon Silva disse:

    Gostaria que alguem me explicasse porque que a cor da pele vai garantir que uma pessoa será melhor funcionário público do que uma de outra cor. Vamos ter que ter cota para tudo, a cota por si é profundamente injusta. Tenta deixar todos iguais quando na essencia humana sabemos que isto é impossível. Cada ser humano tem capacidades e dedeicação diferenciadas. Tornar todos iguais via leis e decretos é hilariante, para não dizer patético. Todos deveriam ter a mesma oportunidade de boa educação e cultura. O resto é balela, enganação.

  164. Alex disse:

    Sou contra qualquer discriminação racial. As cotas raciais são prejudiciais ao trazer a segregação racial, para dentro de uma sociedade que sempre se apegou mais ao preconceito monetário que racial. Incomoda muito ver “ativismo negro profissional” a despeito das várias raças que compõe nossa nação. Mais útil e produtivo seria uma cota para alunos oriundos do ensino público e bolsistas de escolas particulares, aí sim estaríamos trazendo o mérito e o esforço ao serviço público.
    Sou brasileiro descendente de argelinos, espanhóis e japoneses. Minha descendência africana, motivo de orgulho e saúde, símbolo da intensa miscigenação brasileira que ocorreu já com os meus pais fica ofuscada por iniciativas populistas ridículas que buscam acima de tudo o aplauso dos “vagabundos profissionais” que incentivam tudo, menos esforço comprometimento, disciplina e empenho.

  165. Juliana Mendes Arrivabene disse:

    Desculpe mas discordo totalmente. O problema social no Brasil não se resume apenas à dificuldade de se conseguir emprego. É um problema muito mais profundo que deve ser resolvido desde a formação primária de cada brasileiro. As crianças deixam de ter um ensino fundamental de qualidade, o ensino médio é uma piada, e só conseguem ingressa na universidade por meio de cotas. Isso é aumentar ainda mais a desigualdade. Qual a garantia que termos que aquele candidato que foi aprovado num concurso público em razão das cotas tem a mesma capacidade de um outro candidato que tenha sido aprovado da forma normal? O que o Governo quer, com essas medidas populistas é tampar o Sol com a peneira escondendo o verdadeiro problema da educação no Brasil. Vergonhoso.

  166. Jackson disse:

    Corrigindo: “precisasse”

  167. Roberto Ribeiro Jr disse:

    Antigamente, a vaga no curso era para quem estudava… Já agora… Salve-se quem puder!

  168. Marcio disse:

    Não entendo, qual a diferença entre pobre negro, branco, amarelo, vermelho??? Isso é populismo barato, deveria haver cotas para, por exemplo, oriundos do ensino público em primeiro e segundo graus, quando for o caso, aí sim seria mais justo.

  169. marcos f nunes disse:

    nao comcordo a pobreza nao tem cor e pelo visto estes movimentos raciais esta mais para politica do que resolver os graves problemas que o pais tem em educacao .

  170. Sergio Minatti disse:

    Estou esperando sair as cotas para os europeus.

  171. Marcos Gentil disse:

    Caro Kennedy,

    Acho um verdadeiro absurdo a reserva de cotas para negros, brancos, verde, amarelo, vermelho.
    Não podemos tentar corrigir um possível erro do passado qualificando os negros como incapaz reservando cotas para isso ou aquilo,acredito que essa atitude é uma das maiores demonstração de racismo e o pior instituído pelo próprio governo central.
    Há também brancos morando em favelas, sem emprego, sem estudo, ora como isso é possível se o branco foi ou é dono dos grandes das grandes propriedades latifundiária, portanto não deveria existir qualquer branco que seja pobre ou miserável estando portanto na mesma condição do negro, acredito que devemos deixar de vê-los como coitadinhos ou injustiçados social.
    Você sabe que os primeiros imigrantes Italianos vieram para serem escravizados no lugar do negros alforriados, contudo não foi possível escraviza-lo e porque são brancos? não, pois não se permitiram e se rebelaram, mas naquela época e não agora, os direitos e os deveres são atribuídos a qualquer cidadão sem distinção de raça, cor, crença e religião.
    Portanto sou totalmente contra a qualquer medida que vise hoje beneficiar um em detrimento de outro por uma simples melanina a mais na pele, isto porque a capacidade intelectual é igual o que a difere é a vontade de desenvolve-la ou não.

    Me diga, quando você ira voltar para a televisão estamos com saudade de suas inteligentes entrevistas.

  172. Marcelo Rocha disse:

    Primeiramente, é lamentável que seja utilizado um meio de comunicação em massa como o IG, para divulgação de uma opinião pessoal do autor do BLOG.
    Em segundo lugar, essa lei fere a própria constituição federal, pois não há isonomia. Esta lei põe os negros em um patamar especial, principalmente hoje, onde o sonho de se tornar funcionário pública permeia a maior parte da população brasileira, onde muitas encontram dificuldades onde eu mesmo enconrei por ser pobre, branco até conseguir ingressar na empresa que estou hoje.
    Em terceiro lugar, os milhares de filhos de negros ricos do país serão privilegiados. Privilegiados, por decisões erradas como esta que, define um negro pela cor da sua pele, quando na realidade somos todos negros, brancos, mamelucos, índios e amarelos!!! A cotização deveria existir sim, mas não subjulgando uma sociedade em detrimento de sua cor de pele, mas sim pela sua renda.
    Então, deveria-se criar cotas para gays, mulheres e pobres também.
    Deixo aqui minha indignação…

  173. Osmar F Peixoto disse:

    Não concordo com nenhum tipo de cota, afinal somos iguais perante a constituição e ponto.
    Quando se cria critérios baseado na cor da pele, estamos criando um grupo de pessoas privilegiadas. Cabe ao poder público criar condições para que todo e qualquer cidadão tenha condições de disputar cargos, vagas nas universidades, em pé de igualdade; assim o que premiaria seria o conhecimento, não a cor da pele. Pra mim essas facilidades para alguns, é um atestado de incompetência governamental que não consegue dispor à população uma educação de qualidade, só com ela se melhora uma sociedade.

  174. Jaime disse:

    Demoro!!
    Infelizmente toda a ação de um politico tem uma segunda intenção.
    Parabéns Kennedy pela lucides em tratar um assunto tão delicado quanto este.
    Jaime Poa RS.

  175. E como ficam os demais brasileiros que não são do PT, indígenas ou negros??? Vão ficar sendo prejudicados sempre??? Dilma quer fazer festa mas quem paga pelo bolo somos nós… Não sou contra políticas sociais, mas acho que elas deveriam atender a todos e não somente aqueles que trazem votos para ela. Jogo sujo isso!

  176. julio cesar disse:

    poderia também ter uma cota para trans formistas. digamos para alegrar um pouco a repartição.

  177. glauco disse:

    Não concordo como um acerto esta política, pois ser negro nunca foi incapacidade intelectual, o que o governo precisava fazer era dar melhores condições de trabalho e de vida, isto já está começando a ser feito com o programa bolsa e com cotas para universidades e pró-uni, para os pobres, mas a partir daí querer colocar como critério de seleção no concurso público, onde todos estão no mesmo nível de ensino e todos têm a mesma dificuldade no estudo uma cota por raça, está me parecendo mais uma lei eleitoreira. Não vejo isto de forma interessante e a alegação de que o serviço público tem poucos negros também não é motivo para uma ação como esta, pois o serviço público procura pessoas capacitadas, estudiosas para pertencer o seu quadro e não cores diferentes, isto não é um quadro para ter várias cores, é um serviço prestado à sociedade, quanto mais capacitado melhor, afinal, não são vocês mesmos, jornalistas, que exigem tanto um serviço público de qualidade, com pessoas que zelem pela eficiência que tenham plena capacidade de atuação? Pois então, como considerar isto uma notícia positiva? Já estão sendo feito reformas nas universidades para dar educação com a mesma qualificação, mas aí querer transformar o serviço público num espaço onde os negros necessitam de cotas é ferir a capacidade intelectual desta raça e ainda a capacidade intelectual de todos que se dedicam anos e mais anos para passar no seu concurso. Quer dizer que o negro que estudou em uma boa escola, com uma boa faculdade, teve condições de ingressar em um curso para concurso e ainda por cima não trabalha necessita de cota? E o branco que trabalha desde cedo, estudou em escola pública, trabalha e estuda, tem que estudar sozinho, tem que passar sem cota? Onde está a justiça social? Onde está a isonomia (igualdade), a não-distinção? Devemos tratar os iguais como iguais e diferentes como diferentes, mas se ser negro é ser diferente, então acredito que estamos achando que ser negro é ser deficiente e isto é o maior preconceito que poderia existir.

  178. Claudio disse:

    Se os negro são tão inteligentes quanto os brancos, os amarelos e os vermelhos, e todos estão no mesmo “sufoco”, tanto que estão fazendo concurso para conseguirem alguma colocação ou melhorar um pouco, então eu pergunto qual a necessidade dessa discriminação ao contrário?

  179. Essas iniciativas de criação de cotas, uma atrás da outra, sempre com a finalidade de beneficiar, de forma discriminatória e indevida grupos sociais distintos, condizem apenas com a falta de competência para a criação de políticas públicas que tenham por propósito criar condições de melhorias para a sociedade carente, de maneira abrangente, sem exclusão e nem muito menos discriminação, porque todos são igualmente merecedores dos cuidados do Estado. Urge que os governantes tenham sensibilidade e sapiência o bastante para vislumbrar que o desenvolvimento da humanidade não se harmoniza com ideias retrógradas de proteção ou segregação entre grupos raciais, em injustificável detrimento dos direitos de outros cidadãos brasileiros, igualmente necessitados da ajuda e da assistência amparadas pela Constituição Federal, que veda terminantemente qualquer forma de arbitrariedade, a exemplo da criação de cotas para negros no serviço público, que não encontra o mínimo amparo constitucional ou legal. Consequentemente, convém que os luminares, os ilustrados, os juristas, a sociedade civil organizada e demais cidadãos sensatos reflitam, com urgência, sobre mais um ato absurdo, com cunho visivelmente eleitoreiro, por deliberar em privilegiar parcela de brasileiros – não que ela desmereça – e prejudicar outros cidadãos em igual potencialidade de merecimento das mesmas medidas, com idênticas finalidades, como forma absolutamente necessária e digna dos grandes estadistas, que não têm o direito de achar que parte do povo deva ser beneficiada e a outra não. Atitudes que beneficiam segmentos sociais, em claro menosprezo aos demais cidadãos, nas mesmas condições de carência, ajuda e assistência do Estado, não condizem verdadeiramente com os princípios fundamentais de igualdade inter pares, justiça social e respeito aos direitos humanos, tão em voga na atualidade, como forma de serem garantidas a integridade, a insuspeitabilidade e a constitucionalidade que devem imperar na administração pública do país. Acorda, Brasil!

  180. José Antonio da Silva disse:

    Prezado Kennedy, desculpe-me. Costumo concordar com você, mas desta vez não. Acho que permitir cotas em Universidades, por exemplo, já direciona que a parcela negra da população possa tentar galgar cargos no serviço em pé de igualdade com os demais. Ademais, acho que é uma medida eleitoreira, assim como o Mais Médicos, pois o que observo é uma Dilma priorizando, de forma interesseira (a reeleição), projetos que em realidade deveriam ser mais discutidos pela sociedade. Além disso, acho que a medida amplia a diferença racial, na medida em que reforça na sociedade critérios de avaliação por cor. Entendo que devemos corrigir erros de nosso processo histórico, contudo este deveria ocorrer focando em melhor ensino – para todos, sejam brancos ou negros – e através de esforços efetivos nesse sentido conseguir que negros, brancos, pardos, ou qualquer outra classe possa ter meios de atingir condições adequadas de trabalho em qualquer condição. Um abraço.

  181. paulo disse:

    Acertou? afff…. Inacreditável.

  182. Vinícius disse:

    Kennedy, eu vejo aí algumas incongruências. Primeiro: Tão antiga quanto essa compensação social pretendida aos negros, está o fato de se discutir sobre o enxugamento do Estado. A economia estagnada é um reflexo de se ter priorizado o emprego público ao invés da livre-concorrência, do empreendedorismo, do Estado não-patriarcal. Segundo: Cotas não deveria para atender a minorias? Se hoje a maioria absoluta da população se declara pardo ou negro, qual o sentido desse projeto de lei, senão eleitoreiro? Terceiro, quando se falou em cotas raciais em universidades, não houve a contrapartida em melhorias da educação básica à longo prazo. Quando se falou em bolsa família, não se previu condição de ascensão social que não fosse só uma renda a mais (essencial) para os atendidos.Então, em que esse PL tende a melhorar o serviço público? Nós pobres precisamos de educação pesada e transformadora. Precisamos de emprego e não de favor.

  183. Paulo César disse:

    Concurso público é meritocracia. Quem promove esse tipo de política pública ou a apoia, simplesmente favorece a ineficiência e o clientelismo.

    Premio para os incompetentes.

  184. Penso que a política de compensação já deu… O governo possibilitando com as cotas nas universidades já ajusta a isonomia no que tange ao equilíbrio da possibilidade de uma largada rumo aos objetivos e metas inerente à todos nós, mas querer agir com cotas para serviço público é uma palhaçada, pois aos invés de propiciar uma largada isonômica, atingirá uma chegada não isonômica!!!

  185. Flavio disse:

    Que absurdo, esta não é uma pauta da esquerda. Cota nas universidades tudo bem, mas depois de formados a disputa deve ser igualitária. O serviço público deve ser um espaço meritocrático.

    Dilma está facilitando as coisas para direita. As críticas serão muitas e justas.

  186. Onda Vermelha disse:

    É Kennedy! Pelo nível dos argumentos dos comentaristas que aqui me antecederam logo se vê que muitos nada aprenderam com o histórico julgamento do STF que, por unanimidade, julgou constitucional as cotas nas universidades. Está lá no Youtube para quem quiser rever, se atualizar e compreender por todos os argumentos possíveis e imagináveis, sejam eles jurídicos, filosóficos, sociológicos, antropológicos ou históricos porque precisamos de ações afirmativas para a população afrodescendente neste país. É sintomático do nosso “racismo” ainda muito resistente que as “ações afirmativas” beneficiando idosos, deficientes, crianças ou mulheres estão presentes em praticamente em todas as ações estatais, em todas as esferas de governo de todos os matizes ideológicos, mas apenas aquelas destinadas aos afrodescendentes despertam tanta contrariedade ou tanta ira mesmo de alguns setores sociais. É de conhecimento de todos que historicamente, imensos contingentes de migrantes portugueses, espanhóis, alemães, japoneses, etc que para cá vieram e ajudaram a construir essa imensa nação foram beneficiados pelo Estado com alguma ajuda ou subsídio como um naco de “terra” ou imensos latifúndios mesmo. Até os índios vem sendo contemplados com as suas “Reservas Indígenas”. Já aos negros foram reservados “espaços privilegiados” como as “favelas”, os “quilombos” em algum canto esquecido do nosso Brasil profundo ou em nossos já “superlotados presídios”. Os afrodescendentes não devem ter vergonha alguma de pleitear “cotas” e reparação do Estado por séculos de exploração e descaso com as condições desiguais a que foram expostos! São os eurodescendentes que devem ter “muita vergonha” de receberem imensos contingentes de médicos negros cubanos e não ver quase nenhum médico negro brasileiro aqui formado mesmo depois de 125 anos da abolição da escravatura neste país! A Dilma (e o PT) não nega a sua história de vida e acerta mais uma vez!

  187. Carlos Alberto Rodrigues Bassi disse:

    Realmente é impressionante que um jornalista deste gabarito exprima sua concordância com uma medida unicamente eleitoreira.
    Eu não tenho nenhum erro histórico para reparar e não aceito que você me inclua nisso.
    Porque vc não critica a falência da educação na periferia.
    Já não existe cota nas universidades, o conteúdo não é o mesmo para um pardo, mestiço, etc…
    Porque deve haver cota em um concurso publico. Isto é discriminação.
    Se eu fosse negro teria vergonha de ser taxado como incapaz, ou melhor, ser taxado como “burro”, pelo próprio governo.
    Kennedy, sua posição na minha opinião é deplorável.

  188. Flavio disse:

    Sr. Kennedy Alencar, perdeste uma grande oportunidade de permanecer calado.
    Milhões de brasileiros (brancos e negros de todas as classes sócio-econômicas) hoje estudam ardorosamente para concursos públicos. O nível elevadíssimo exigido para a aprovação já prova que, uma única questão errada, em um universo de 120 questões, pode determinar ou não a sua vaga.
    Criar uma “raia” específica, pelo critério único e exclusivo de cor de pele, a um determinado segmento da sociedade é uma excrescência.
    Medida inconstitucional e demagoga (52% da população brasileira compõe-se de pardos e negros, aproximadamente 100 milhões de votos).
    Cotas para negros em universidades? Sim, educação.
    Cotas para negros em concursos públicos? Não, desmeritocracia.
    A última esperança de racionalidade será o STF.

  189. valdir vegini disse:

    VAMOS TIRAR A ESTABILIDADE DE EMPREGO PUBLICO, E VAMOS PRODUZIR A RIQUEZA DESTE PAIS, SERIA MAIS FACIL DAR EDUCAÇÃO SAUDE E SEGURANÇA, MAS TUDO FICA MAIS FACIL QUANDO NÃO PRECISAMOS TRABALHAR, E FAZER POLITICAS DOS FAVORECIMENTOS.

  190. Levi Barbosa disse:

    Por que não Cotas Sociais ou Econômicas?
    Por que não usar como critério a renda sobre a cor da pele?

  191. Douglas disse:

    Essa e uma medida emergencial que deve ser temporaria.Cotas nunca vao ser a solucao.O adequado, o certo seria o governo redistribuir o dinheiro dos impostos para
    algo util que beneficie toda populacao, individuo sem disticao.Ao inves de jogar nosso dinheiro dos impostos no lixo.Lixo como carnaval e construcao de estadios de futebol que nao servem para nada.O governo ao inves de jogar nosso dinheiro no lixo deveria construir escolas com boas instalacoes e investir na formacao de qualidade dos professores para que todos tenham acesso a uma educacao de qualidade, que os possibilite concorrer em pe de igualdade com individuos que nasceram em berco de ouro e por isso teve acesso a cultura, informacao.
    Essas cotas nao podem ser vistas como medidas definitivas.Essas vao ter um impacto cultural negativo que reforca o preconceito.O governo tem a obrigacao de dar um ensino de qualidade; escolas bem equipadas, prodessores bem qualificados para lecionar, atividades culturais.As escolas aqui no Brasil tem que ficar abertas de segunda a segunda para compensar uma educacao que vai de mau a pior.Essas cotas nao seriam necessarias se o governo cumprisse com o que esta escrito na instituicao federal.

  192. Patrícia disse:

    Todos com certeza brancos aqui, paciência. Lutem vão para rua pedir cota a vocês!

  193. Pensador disse:

    Só existe cotas porque a população beneficiada é muito numerosa e gera muitos votos. Se a população beneficiada fosse pouco numerosa, não produziria votos e não beneficiaria os políticos que se dizem preocupados com a desigualdade social, mas na verdade só estão de olho nos votos que irão receber nas urnas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados

Não serão liberados comentários com ofensas, afirmações levianas, preconceito e linguagem agressiva, grosseira e obscena, bem como calúnia, injúria ou difamação. Não publicaremos links para outras páginas devido à impossibilidade de checar cada um deles.

2020-09-21 13:13:27