aki

cadastre-se aqui
aki
Política
15-05-2015, 9h43

Dilma corre risco de fazer governo regressivo

Anos dilmistas podem ser de retrocesso político, econômico e até social
55

KENNEDY ALENCAR
BRASÍLIA

Dilma Rousseff corre o risco de terminar seu mandato como uma presidente que fez um governo regressivo na política, na economia e até na área social.

Uma série de motivos contribui para isso. Faltam bom senso e equilíbrio no mercado político. Sobram inabilidade a Dilma e oportunismo aos aliados e oposicionistas.

A derrota do governo na quarta-feira na votação de uma emenda à MP (medida provisória) 664, flexibilizando o fator previdenciário, é um exemplo do risco regressivo que paira sobre o Brasil.

O balanço do governo Dilma, quando comparado ao país que a petista recebeu em 2011, poderá ser o de uma época em que terá prevalecido o atraso em detrimento da modernização.

No primeiro mandato, quando tinha enorme capital político até junho de 2013, Dilma abriu mão de propor reformas constitucionais ao Congresso. Errou. Por exemplo: deveria ter encaminhado uma reforma da Previdência para estabelecer uma idade mínima de aposentadoria para os trabalhadores da iniciativa privada. Já existia todo um debate sobre acabar com o fator previdenciário.

O governo nada fez. Agora, apressa-se para apresentar uma alternativa ao fator previdenciário, regra criada em 1999 no governo FHC a fim de desestimular aposentadorias precoces.

O Palácio do Planalto tropeçou em mais uma casca de banana que o presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), colocou no meio do caminho. A flexibilização do fator previdenciário é ruim porque permitirá aposentadorias aos 60 anos de idade ou menos _um limite baixo em tempos de PEC da Bengala.

Se não houver uma outra solução, as gerações futuras serão sacrificadas. Por ora, o governo estima gastos adicionais na Previdência Social de R$ 40 bilhões nos próximos 10 anos e de até R$ 300 bilhões em 20 anos. Essa conta terá de ser paga por quem estiver trabalhando. Todo mundo merece uma aposentadoria digna, mas são necessários recursos para sustentá-la.

Além da ação de Eduardo Cunha, parcelas do PMDB e do PT não deram votos suficientes para derrubar a emenda que flexibilizava o fator previdenciário. Os aliados PC do B e PDT votaram contra o governo. O PSDB, que criou a regra em 1999 no governo FHC, apoiou maciçamente a alteração. Faltou coerência aos tucanos. Foi um ação que obedeceu a um discurso radical e a uma marcha da insensatez, expressão feliz usada pela jornalista Renata Lo Prete em comentário na rádio CBN.

Há uma combinação de motivos a alimentar essa marcha da insensatez, envolvendo sobretudo a classe política _a sociedade como um todo também tem a sua parcela de responsabilidade.

A inabilidade política da presidente contribuiu para a perda de força do Executivo, que passou a ser atropelado pelo Legislativo. Investigados no Supremo Tribunal Federal, os presidentes da Câmara, Eduardo Cunha, e do Senado, Renan Calheiros, adotam uma agenda congressual para emparedar o governo, o Ministério Público e a Justiça.

Fortalecido pelos erros políticos de Dilma, Cunha, por exemplo, pode estimular a aprovação de uma emenda constitucional para impedir a recondução do procurador-geral da República, Rodrigo Janot. É uma medida institucionalmente sem sentido, mas que serviria para tirar da chefia do Ministério Público quem hoje investiga os presidentes da Câmara e do Senado.

A Câmara discute uma reforma política que acaba com a reeleição, que tem dado certo na maioria das vezes. Institui o distritão, uma nova regra para eleger deputados que vai dificultar a representação das minorias. E não toca no tema central, que é limitar para valer o financiamento eleitoral por grandes empresas. Fica mantida a força do poder econômico na política.

No Senado, a sabatina de Luiz Edson Fachin foi um show de preconceito e desinformação sobre um indicado qualificado para ministro do Supremo, com acusação até de defesa da poligamia.

Há chance de redução da maioridade penal de 18 para 16 anos, o que é criticado por especialistas e pela ONU (Organização das Nações Unidas).

Numa hora delicada, parte do PT vota contra o próprio governo. O PSDB se esquece de que pode ser poder a partir de 2018 e terá de lidar com a lambança que está ajudando a criar. Os tucanos repetem um tipo de oposição que o PT fez no passado e que não ajudou o país.

Ao votar um ajuste fiscal, houve piora justamente da expectativa sobre a saúde financeira da Previdência no médio e no longo prazo.

Um procurador da República, Deltan Dallagnol, deu entrevista para explicar a denúncia contra ex-deputados federais na Operação Lava Jato e cobrou reforma política do Congresso. Reforma que pode piorar o que já está ruim.

O juiz federal Sérgio Moro, da Lava Jato, teve noite de celebridade, com os riscos que isso traz ao importante trabalho que tem realizado.

Há uma violência cada vez maior no debate público, com avanço de ideias conservadoras. As redes sociais viraram um campo de batalha no qual imperam difamações, ofensas e leviandades.

Na economia, foi travado o crédito para pequenos empreendedores que apresentam baixo nível de inadimplência. Isso faz sentido?

Os juros estão na Lua. A inflação anualizada passa dos 8%. E o crescimento do PIB (Produto Interno Bruto) é baixo. Tudo isso é resultado de uma política econômica aplicada no primeiro mandato com arrogância e desprezo às críticas.

Programas sociais simbólicos estão sendo afetados, como o Pronatec, o Fies e o Minha Casa, Minha Vida. Faltam recursos na Educação e na Saúde.

Em resumo, o país está regredindo na política, na economia e na área social.

Parabéns aos envolvidos!

Ouça o comentário no “Jornal da CBN”:

Comentários
55
  1. Arthur Sodré disse:

    Não dá pra negociar com acharcadores! se isso acontecer será culpa da oposição que prefere ver o país paralisado e afundado na crise porque não admite ser derrotado nas urnas.

    • robson disse:

      A oposição não fez esta politica econômica desastrosa e irresponsável do governo Dilma.E este governo teve maioria nos últimos 12 anos. É melhor acordar para os fatos e parar de culpar os outros. A arrogância e falta de autocritica do governo Dilma esta levando este pais a ruína. Sem falar na corrupção desenfreada, aparelhamento do estado e fisiologismo.

      • Amélia disse:

        Robson, A Dilma pode não está bem mas está muito melhor que FHC, que apos 08 anos, deixou o governo com aprovação de apenas 13%, e com inflação de 13%, juros de 24%, segundo maior desemprego do mundo (só melhor que a india), sem reservas cambias, risco brasil um dos maiores do mundo, pesquisa no google, veja o que era o brasil em DEZ/20012 e compare o que quiser, com a situação atual, estamos anos luz melhores. Quanto ao LULA que após 08 anos deixou o governo com mais de 80% de aprovação os tucanos nem ousam se comparar

        • João disse:

          Amélia, mas para voce comparar a avaliação dos presidentes ao final do mandato de cada um voce também tem que comparar as conjunturas das épocas. O FHC pegou um país quase que em frangalhos, no início de uma implantação de uma moeda e que tinha vários problemas, os quais para serem solucionados demandou aplicações de medidas bastante impopulares. Semelhante ao que está acontecendo com a Dilam agora. Voce acha que ela passará incólume a isto? Pelo andar da carruagem, se ela terminar com a aprovação do FHC ela vai ter que levantar as mãos pro céu e agradecer, pois ao contrário do presidente Tucano, ela foi uma das maiores responsáveis pela situação periclitante que estamos enfrentando agora.

    • Ó Senhor da Távola Quadrada, vós quereis dizer que parte dos parlamentares do PT e do PMDB, todos os do PDT e todos os do PCdoB(quem diria!) são oposição? Isto quer dizer que provavelmente o vosso voto nas últimas eleições foi para a oposição?!

    • César disse:

      Sr. Artur Sodré, o PT e a Presidente da República Dilma Rousseff só estão colhendo o que plantaram. Se reelegeu as custas de muitas mentiras, que agora ficaram evidentes. Sabotaram o governo FHC como diz a matéria, sem olhar para o futuro e sem imaginar que um dia poderiam ser governo e estarem no poder. O discurso radical de ontem é o fantasma que os assombra hoje. A culpa é do próprio PT, que dividiu o país irresponsavelmente.

  2. carla Fachardo disse:

    Oi??
    Reeleição tem dado certo?
    Pelo amor!!
    Todos os Presidentes nos seus segundo mandato foram péssimos, adminstraram os problemas e nada mais.
    Fora que chega de Deputados e Senadores, fazerem carreira política e serem sustenatados com dinheiro público.
    E o voto Distrital é uma excelente ideia. Absurdo é ter um Congresso com 513 Deputados, onde só 38 foram eleitos diretamente.

  3. João disse:

    Sinto, pelo tom do comentário, que o colunista está com uma pontinha de saudades do Lula. Talvez se esqueça de que Dilma foi sua invenção.

    • Antonio Matarazzo disse:

      Senti que o comentario seu demonstra uma saudade da era entreguista FHC.

      • Robson disse:

        Entregar Portos em Cuba, refinarias para bolivia e venezuela pode?

        • Daniele disse:

          Ótimo, Robson!
          Vamos aguardar a opinião do nobre colega sobre o assunto…

        • Abel disse:

          Robson o que pode é entregar o país, vale etc, e ficar de quatro para o FMI. Graças ao LULA que após 08 anos, deixou o governo com mais de 80% de aprovação, o Brasil pagou a dívida externa e FMI aqui nunca mais, ou seja, se os tucanos voltarem……….

          • Marco Túlio Castro disse:

            Lula trocou a dívida externa bem administrada (o que ele não tinha quadros nem condições de fazer) por uma dívida interna totalmente descontrolada. Criou uma repúbllica baseada na corrupção (Leia-se as declarações no livro do Mujica) e agora a Dilma vai entregar tudo aos Chineses.

        • Gilberto disse:

          Engraçado… Como foi o PT que fez, é entregar, se fosse o PSDB, seria investir, né???

    • Luiz Francisco Cavalcanti disse:

      O cometário ao meu ver é justamente o prolongamento do governo Lula, que foi passado para Dilma e fez questão de seguir a própria cartilha arrogante, de tomar o poder por mil anos. Sonho do ilustre Hitler que, não se distancia em forma alguma dos regimes populistas sul americano pulverizando miséria e ditadura de esquerda na região.

  4. Andre Lacerda disse:

    Excelente texto Kennedy!!! Acrescente-se ao seu texto que tudo isto, alem da camuflagem absurda que ocorreu em 2014 (ano eleitoral) nas finanças publicas,’a mentira deslavada e desavergonhada da Presidente na campanha politica e horário eleitoral…(Devemos relembrar que Ela disse no começo de 2014 que se deve fazer o “diabo” pra ganhar a eleição).. Agora ela, Lula e o PT (justamente) e toda o restante da população (injustamente) estão pagando o preço por suas mentiras (Preço politico), acrescida de sua inabilidade, prepotência e arrogância. Por fim, vislumbramos que as mentiras contadas convenceram os mais humildes (Basta verificar os votos por classe social), e, infelizmente, são justamente estes os primeiros a pagar pelos erros deste governo pedante. Obs: Fanaticos petistas, nao venham quer comparar a um governo que nunca existiu (Aecio), vamos nos ater aos fatos atuais, existentes!!!

    • Edy disse:

      Muito bom comentário André.

      • Raymundo disse:

        João Melo.
        Meus parabéns pelo seu comentário tão esclarecedor sobre a atual situação econômica e social em que se encontra o país. Nada tem a ver com governos anteriores. Principalmente, do FHC, que entregou o país ao governo petista, com uma situação econômica estável, o que permitiu a realização exagerada, dos programas sociais, com a clara intenção de produzir um curral eleitoral.
        Não só isso, mas de beneficiar financeiramente, países comunistas e bolivarianos.
        Raspou o fundo do taxo e agora, querem que os trabalhadores pague a conta, com este pacote de ajuste fiscal.
        O PT, chegou ao sue máximo grau de incompetência administrativa e política.Dilma, poderia prestar um grande serviço ao país, se pedisse sua renúncia. Poderia alegar problemas de saúde, etc., etc.

    • Henrique Luiz disse:

      André Lacerda, discurso de campanha é discurso de campanha, ou vc acha que quando o Aecio, na campanha, falava continuar com mais médico, bolsa familia, prouni, fies, pronatec, ciencia sem fronteira, era verdade ? Além disso o governo Aécio existiu sim, em MG, por 08 anos, e foi uma merda, tanto que a Dilma teve mais votos que ele em MG e o candidato dele (Anastasia) perdeu para o Pimentel (PT) no primeiro turno, quem conhece Aecio, como os mineiros não votam nele

  5. Felipe Pereira disse:

    Prezado Kennedy, no comentário de hoje de manhã na CBN, você foi perfeito. Resumiu em poucos minutos o atual estado social, econômico e político do Brasil. Parabéns! Grande abraço, Felipe.

  6. jackson figueiredo - MACEIÓ - AL disse:

    Parabens ao BLOG DO KENNEDY! MERECE DIVULGAÇÃO EXTREMADA, SEM LIMITES! COM RECURSO QUE
    PÓSSA ATINGIR ATÉ MESMO OS ANALFABETOS DIPLOMADOS(!) É PROFUNDO ESTE DEPOIMENTO!
    SUGIRO QUE TENHA ACESSO AO PLENÁRIO DA CÂMARA FEDERAL E DO SENADO FEDERAL!
    NÃO PODE É PASSAR EM BRANCO, POR SOBRE AS NUVENS! PARA GÁUDIO DA NAÇÃO, TÃO
    MITIGADA, MALTRATADA, ESPOLIADA! QUE AO MENOS ESTA PEQUENA LIÇÃO SEJA ENTREGUE
    À NOSSA PÁTRIA! AS VEREDAS ESTÃO A CADA INSTANTE MAIS BLOQUEADAS, SEM ESPAÇO!
    TENTEMOS DAR VOZES ÀS NOSSAS FORÇAS! SAUDAÇÕES KENNEDY!

  7. Na minha opinião, o governo da DILMA é vítima do governo do LULA, assim o governo de LULA foi vítima do governo do FERNANDO HENRIQUE. Da mesma forma que herança de família. O governo (AVÔ) ruim, ferra o povo, mas guarda dinheiro; o FILHO nobre, muito bonzinho, gasta tudo, e no caso mais um pouco, ao NETO pobre resta a conta. É muito simples, NÃO há riqueza sem trabalho e sem economia. E para os que acham que está ruim, vai ficar muito pior, pois ela não pode e não conseguirá inverter essa situaão, pois NEHUM SACRIFÍCIO ESSE GOVERNO VEM FAZENDO , NÃO CORTOU NENHUM MINISTÉRIO, NÃO REDUZIU NENHUMA MORDOMIA, querem simplesmente aumentar impostos, Á EXEMPLO DO AVÔ RUIM. Estamos ferrados.

  8. Pasquale disse:

    Dilma corre risco não,já fez com o Mantega um monte de besteiras
    Que nos colocaram na situação que estamos hoje.

  9. João Melo disse:

    Diferentemente do jornalista, acho que o grande culpado de tudo isso é o próprio PT com sua intolerância xiita e soberba. Como dizia o velho ditado popular. “Quem semeia vento, colhe tempestade” E o PT durante todos esses anos de governo não fez outra coisa se não semear vento. Usou de um maniqueísmo chulo para tentar criar um conflito de classes sociais para terceirizar a culpa de sua incompetência e falta de integridade. Infelizmente a esquerda latino americana é retrógrada e imatura. Se recusam a deixar adolescência para entrar na vida adulta. Como diria Fernando Pessoa, “O mal verdadeiro, o único mal, são as convenções e as ficções sociais, que se sobrepõem às realidades naturais”.

  10. jurandir disse:

    uma visão realista do que esta acontecendo.

  11. Franklin Cerqueira disse:

    Matéria sucinta e precisa…. Parabéns…

  12. Miguel Pimentel disse:

    O problema todo mundo quer ser o herói, mas na hora do sacrifício ninguém aparece, pelo politico que temos o Brasil esta voltando para seu lugar de direito.

  13. Conforme sempre eu falei, estamos descendo escadaria abaixo sem corrimão…

  14. marcos disse:

    E engraçado como jornalistas no Brasil gosta de te memoria cuta, na campanha Aécio Neves deixo bem claro que era favorável a mudança do fator previdenciário, então não ouve incoerência nem um do PSDB, mas sim do jornalista em questão, também lembro que FHC por varia vezes falou que o fator previdenciária não poderia dura para sempre, e pro pois por varis fezes reformas que esse governo ignorou.

  15. Estamos num momento em que fica claro a situação Política do Brasil, a qual não se deve comparar nem ao LIXO, pois do lixo se aproveita, transforma ou se recicla. Já dos partidos ( todos) em nada contribuem para a Nação, quer pela roubalheira ou pela incompetência. Caros leitores o caos apenas começou!

  16. marcopine disse:

    Se vc generalizar dessa forma, fica difícil! precisa ponderar as variáveis e chegar a uma conclusão. Quando vc fala em idéias conservadoras e redução da maioridade penal. A coisa não é simples assim. No primeiro caso, há o inconveniente de se criar o crime de opinião, no segundo, quase 90% da população brasileira apoia a redução da maioridade penal. E aí como fica!

  17. Carlos Alberto disse:

    O Brasil está regredindo há algum tempo. Insegurança jurídica, o povo está à mercê de fornecedores inescrupulosos, as multinacionais mandam e desmandam, as montadoras e as concessionárias são agraciadas com INs e benesses fiscais, e ainda assim aumentam o preço de seus veículos com cada vez menos qualidade. Aliás, a qualidade dos produtos brasileiros é igual à made in China, Paraguai, TaiWan.

  18. Sergio disse:

    Como é bom ler comentários de Jornalistas como você, sempre coerente. Parabéns !!!

  19. Marcio disse:

    É SÓ PARAREM DE roubar DESCARADAMENTE QUE O DINHEIRO DÁ! Isso é conversa fiada de perdedor (PTrrorismo Governistas e seus defensores corruPTos).

    Desde quando trabalhar mais merce ganhar mais é algo ruim? Só para um governo que prefere estimular a bangala de bolsas!

  20. Pedro Lago disse:

    Caro Kennedy, esta cenário tem um, ou única responsável. A Presidente, que se caracteriza pela figura do Incompetente com Atitude. Ela conseguiu, em 4 anos, destruir tudo o que foi conquistado em 8 anos do Governo Lula, goste-se dele ou não e dos 8 anos do Governo FHC, goste-se dele ou não também. Essa senhora nunca teve a menor competência para exercer qualquer dos cargos para os quais foi indicada, e posteriormente eleita. Neste sentido o culpado foi Lula, que inventou a personagem da Gerente Incompetente. Depois de eleita entretanto, a cupa é dela e apenas dela.

  21. Inacio C. R. Junior disse:

    Bem, tudo depende do que resta em responsabilidade para cada um nesse pais, para O Brasil atraso, para mim eu sei mais impostos, e para o Lula e o PT resta o papel de Pedro. Vocês estava com ela?com a Dilma e Lula e o PT dirá eu não ha conheço.

  22. João Melo disse:

    Não entendo essa falácia de colocar a culpa na oposição. Se há duas coisas que não existe no Brasil nos últimos 12 anos são: 1- partidos de oposição 2- partidos de direita. Quem quebrou ou vai quebrar o país não é a oposição, mas sim o partido da situação. Se muitos PTistas da base aliada votaram contra o pacote de Dilma, Como cobrar uma pseudo-oposição. Como se pode atribuir a culpa a uma oposição que nem existe, ou se existe é capenga.

    Como dizia Roberto Campos: “Admitir o ‘liberalismo explícito’, num país de cultura dirigista, é coisa tão esquisita como praticar sexo explícito em público. Não dá cadeia, mas gera patrulhamento ideológico. A etiqueta de ‘socialista’ ou ‘centro-esquerda’ dá um ar de respeitabilidade a qualquer patife ou imbecil, animais abundantes na praça”. Como dizia Roberto Campos, porém bem atual: “Com o atraso das reformas estruturais e das privatizações, o Brasil fica longe de realizar seu potencial. Poderia tornar-se um tigre e se comporta como uma anta”. Mas como desgraça pouca é bobagem, o PT governa como uma “Anta Treinada & Motiva. Logo tinha que dar nisso.

    • Certo Sr. Melo, mas me parece que as boas idéias e os bons escritos do ilustre Roberto Campos foram junto com o próprio para baixo da terra. Alguém se lembra do que ele escreveu sobre a ‘nossa'(de quem?) Petrobrás?. Pois é, para alunos burros de nada serve um bom professor.

  23. Daniele disse:

    Kennedy,
    Muito bom seu texto. Mas seria interessante somente substituir “Anos dilmistas”, por Anos petistas. Isso sim! O que estamos passando hoje e muito pior passaremos no futuro é culpa das “maquiagens”, “falácias” e mentiras contadas ao longo dos últimos 13 anos… Começamos a pagar a conta agora. Infelizmente, demoraremos no mínimo uns 20 anos (a partir de 2018) para voltar a ter algum avanço…

  24. Daniel disse:

    Kennedy, parabéns pelo texto. É um resumo do caos politico que se encontra o Brasil.
    As lambanças políticas estão gerando a ineficiencia economica.
    Parabens também ao povo brasileito que elegeu uma presidente incapaz de resolver o problema, e antes dela, elegeu um falso heroi que direcionou o país para o buraco.

  25. Marco Túlio Castro disse:

    Calma gente ! Faltam só 4 anos ! Desejo a todos muito progresso ! Agora com o Fachin no STF o PT já está garantido, portanto parem de choramingar e vão trabalhar para pagar a conta ! Dou graças a Deus todos os dias por estar a 14000 Km de distância do Brasil.
    Só tenho pena dos meus familiares e amigos que estão ai. De resto, cada povo tem o governo que merece.
    Morro é de rir quando vejo que alguns ai no Brasil acham que a culpa é da conjuntura internacional! Pois eu estou na conjuntura internacional e só estou vendo ir para o brejo a vaquinha de vocês. A nossa aqui soube nadar e já está a secar ao sol.
    Tomem dois remedinhos: sevirol e semancol e colham o que vocês plantaram.

  26. Eneas Henrique disse:

    Só existir uma maneira de reivindicar nosso direitos que nossa camara federal esta tirando, e o senadores em seguida, todos trabalhadores, demitir esses Politcos, que nos colocanos para proteger nosso direitos,na próxima eleição nos mostra que temos o poder na nossa mãos que é nosso VOTO.

  27. Rodrigo disse:

    Parabenize o petismo por todas estas conquistas. Foi a retórica petista, construída durante os anos de oposição e os 13 anos de governo que acirrou os ânimos da população. A política apenas seguiu a orientação popular.

    Parabéns ao PT, o grande atraso do Brasil.

  28. alfredo sternheim disse:

    Desde que o sociólogo e presidente FHC criou o injusto fator previdenciário, mídia e autoridades e partidos batem na tecla de beneficiar com a medida a economia da nação, os custos. Mas a aposentadoria varia de profissão para profissão. Um lavrador, um PM e um atendente de saúde que começa a trabalhar com 20 anos, aos 55 anos de idade está com a saúde desgastada, sofrendo consequências estresse que um jornalista, um juiz, um deputado e outros de profissões mais intelectuais não sofrem. Não é justo igualar pelas previsões de longevidade. Varia também por classe social. Um juiz, um deputado tem melhor atendimento médico que um balconista de lanchonete, um gari. Me causa espanto a cegueira de muitos (inclusive jornalistas) diante desses dilemas, me espanta ver que os governos Lula e Dilma não se preocuparam com a questão com uma visão mais humanista do que econômica. O Congresso, azedo e bagunçado, deita e rola. Culpa nossa, culpa de todos

  29. Elaine disse:

    O Governo Dilma II tem cinco meses…Por favor, não esqueçam disto.
    Tem muita coisa para acontecer ainda, seja de bom ou ruim.
    A questão é que Dilma está arrumando as contas, a tal da consolidação fiscal.
    Quanto à previdência, a Dilma ainda pode vetar o fator previdenciário.
    A Lava Jato está recuperando o dinheiro desviado.
    Muita calma nessa hora.

    • César disse:

      Elaine, são só cinco meses de governo, mas as políticas adotadas por ela, são as mesmas políticas prometidas, durante a campanha eleitoral? Consertar o rumo do país, usando as políticas econômicas e promessas do candidato de oposição, é admitir que ela e o PT, e as políticas econômicas adotadas até aqui, estavam erradas e a oposição estava certa. A política econômica da oposição, é a que põe o país nos trilhos, segura a inflação e faz o país crescer com sustentabilidade, à longo prazo.

  30. Vanderlei Gregio disse:

    Fala-se tanto em rombo da previdência que também é uma caixa preta.
    Demonstrem claramente o que se arrecada e paga pelo setor privado e pelo setor público.
    Quanto são os benefiados em cada setor.
    Quanto é a divida do setor privado e quanto é a divida do setor público.
    Se houver honestidade vamos ver claramente onde está o problema e quais seriam as alternativas para resolve-los.
    É terrorrismo falar que o benefício aos trabalhadores da iniciativa privada sendo ajustado vamos ter tanto ou tanto de rombo.
    Busquem soluções para os desvios e roubos previdênciarios e punam exemplarmente que os pratica.

  31. delmo oliveira disse:

    Caro Kennedy;
    Primeiramente é bom esclarecer que o Lulopetismo começou em janeiro de 2003, e em nome de um projeto de perpetuação do poder, se une ao pior da política nacional. Agora o desgoverno II da Dilma Rousseff ” A Mentirosa ” está também carecendo de CREDIBILIDADE. Veja, em cerimônia na Cidade do Rio de Janeiro, no dia 12/05, ela chamou o ministro do Esporte de ministro dos Transportes. Logo em seguida trocou seu nome. Além de cometer outros equívocos na tal cerimônia. O presentes riram e fizeranm críticas à presidente diante do seu proceder. Ora, são 40 ministérios(estou incluindo o da Propaganda). E o pior é que Dilma vai para Pernambuco e fala de malfeitos na Petrobras, como se ela nada tivesse com os mesmos, chegando so agora no desgoverno do Lulopetismo. Não subestime nossa inteligência Petezada!!!

  32. antonio barbosa disse:

    Você falou de tantos assuntos ao mesmo tempo que não dá nem para escalonar. Só vou falar da previdência. Por quê o funcionalismo público pode receber salário integral e ser atualizado todo ano pelo índice da inflação e os demais brasileiros comerem pó? Meu tio se aposentou com 3 salários mínimos e hoje ganha apenas um. Você acha isto correto??? Criticar a oposição é como atacar pedra no espelho. Vamos deixar de hipocrisia porque tudo que esta acontecendo tem apenas e tão somente um único culpado: A ideologia marxista do PT e seus partidinhos asseclas. Fazer continência com o chapéu alheio é fácil.

  33. Tartufo disse:

    É exatamente o que acontece quando executivos não trabalham. Dilma passou 2014 viajando, postando em redes sociais e cuidando do cabelo. Seu mentor, muito provavelmente, deitado na rede e agarrado à sua jarra de caipirinha.

    Acreditaram que agora era só “relaxar e seguir na banguela”. Puro engano. Todo o sistema, baseado em assistencialismo, dependia da elevada tributação gerada pela movimentação do consumo.

    O consumo regrediu, por razões inflacionárias. Os parlamentares não estão dispostos a permitir que o PT tente cobrir seus gastos com projetos assistencialistas às custas do dinheiro do povo.

    O governo está quebrando feito um banco que aplica mal os depósitos de seus clientes. E agora? O que se sugere? O que fazer para equilibrar contas da previdência em um governo que fomentou a informalidade na economia?

    Como pagar as contas dos universitários? Um investimento com payback de longo prazo.

    Como fornecer saude contanto com um sistema desgastado e precário que foi concebido para prover serviço à totalidade dos cidadãos, gratuito, sem escalonamento nem distinção?

    Como e onde construir casas a granel sem fundos específicos na CEF? Absorvendo as cotas de fundo de garantia? Se é que já não foram…

    Como continuar distribuindo alimentos e incentivando desta forma a natividade de indivíduos que não terão onde trabalhar para garantir seu sustento no futuro?

    E é por isso que se dá ênfase à Educação? É por que o mazelado atendido pelo fome zero gerou filhos, que agora tem de ser atendidos da mesma forma? Por isso temos o bolsa família. Agora é uma família inteira que está nas costas de quem paga impostos?

    E estas crianças precisam de escola. Então quem vai pagar a conta da pátria educadora?

    E quando estiverem “escolados”, vão trabalhar em que? Na Petrobrás?

    Fato é que um sistema assistencialista só funciona em cenário de pleno desenvolvimento. Quando há muitos bezerros para mamar e a vaca está magra a teta seca.

    E o que fazem os executivos? O que faz o PT? Passam o ano preocupados com obras superfaturadas da Copa do Mundo, twitando com Felipão e apertando os preços da gasolina e da energia elétrica. Assim como mentindo em campanha para preservar o poder.

    Tem gente preocupada com o emprego. Vou além: vai ter gente passando fome e morrendo de doenças curáveis outra vez. É como se Lula não tivesse existido, aliás, que pena que não foi assim.

  34. NETO DE PRESO POLÍTICO disse:

    Intitular o capitalismo de selvagem, é papo de gente preguiçosa, incompetente ou inocente.
    Alerto aos socialistas de porta de universidade, que sem educação, sem trabalho, e consequentemente sem geração riqueza, não existe programa social que se mantenha.
    Certamente a crise atinge a quase todos os brasileiros, principalmente aos pobres, e aos escravos da ignorância e do bolsa miséria.
    Os falsos socialistas e os falsos trabalhistas de plantão – Dilma, Lula, Fernando Henrique, Aécio, Dirceu e outros – preferem perpetuar e aprimorar a corrupção institucionalizada.
    Reconhecida pelo STF a capacidade investigativa dos procuradores, certamente novos escândalos de corrupção surgirão.
    O caos só está começando!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados

Não serão liberados comentários com ofensas, afirmações levianas, preconceito e linguagem agressiva, grosseira e obscena, bem como calúnia, injúria ou difamação. Não publicaremos links para outras páginas devido à impossibilidade de checar cada um deles.

2020-08-12 11:30:26