aki

cadastre-se aqui
aki
Política
11-11-2014, 9h13

Dilma deve casar reforma ministerial com eleição na Câmara

Planalto tem resistência à candidatura do líder do PMDB na Casa
30

KENNEDY ALENCAR
BRASÍLIA

A presidente Dilma Rousseff usará a reforma ministerial do segundo mandato para fazer acordos no Congresso a fim de derrotar o líder do PMDB, Eduardo Cunha (RJ), na disputa pela presidência da Câmara. O governo faz uma avaliação das suas forças na Câmara, pois, hoje, haveria risco de perder a batalha para Cunha.

A eleição para a presidência da Casa acontecerá apenas em fevereiro, mas os partidos já começaram suas articulações porque existe uma insatisfação com Dilma e o PT.

A relação entre o governo Dilma e a Câmara foi difícil no primeiro mandato. Hoje, há um espaço que tenta ser ocupado pelo líder do PMDB na Casa. A insatisfação com Dilma e o PT abriu caminho para Eduardo Cunha tentar amarrar uma aliança do PMDB com PR, PTB, PSC e Solidariedade. Juntos, esses cinco partidos formariam o chamado “Blocão”, com 152 deputados na próxima legislatura.

O PT é a maior bancada, com 70 deputados, mas, se ficar isolado, perderá para o “Blocão” de Eduardo Cunha, que tenta criar um fato consumado. No entanto, o peemedebista começou a articular cedo demais. Isso pode permitir uma reação do governo e do PT.

Dilma vai jogar toda a sua força para tentar impeder Cunha de presidir a Câmara. É um cargo muito poderoso, que decide quais projetos entram ou ficam fora da pauta de votação.

O governo, portanto, avalia as condições reais para saber se conseguirá derrotar Cunha. Há uma tentativa de tirar o PR, que elegeu 34 deputados, do blocão. Assim, essa aliança cairia de 152 para 118 deputados. Se o PT obtiver o apoio do PR, do PC do B, do PSD, do PDT, do Pros e do PRB, chegaria a 202 deputados. Claro que essas somas levam em conta acordos que façam com que todos os deputados eleitos por um partido deem apoio ao candidato. Mas sempre há defecções. O governo precisará aumentar deserções entre aliados de Cunha, inclusive no PMDB.

É real a chance de uma aliança governista isolar Cunha se Dilma usar a reforma ministerial do segundo mandato para amarrar o apoio desses partidos. A presidente pretende fazer isso. A reforma ministerial deverá ser casada com as eleições no Congresso.

Para vencer a disputa para a presidência da Câmara, são necessários pelo menos 257 votos, a maioria absoluta dos 513 deputados. Se um candidato não obtiver esses 257 votos no primeiro turno, é realizado um segundo turno.

Noutro movimento para enfraquecer Eduardo Cunha, o Palácio do Planalto já disse que aceita a reeleição de Renan Calheiros no Senado. No PMDB, o vice-presidente da República, Michel Temer, avisou Cunha de que, se ele for hostil ao governo, vai trabalhar contra ele. Ou seja, Cunha é forte, mas não é imbatível. O governo tem bala na agulha e está fazendo um cálculo: ou entra para derrotá-lo Eduardo Cunha ou faz uma composição.

Hoje, a chance de compor é baixíssima, porque a presidente avalia que teria uma adversário no comando da Câmara, apesar de Cunha dizer que será um candidato independente e não de oposição.

O PT apresentou os nomes de Marco Maia e de Arlindo Chinaglia, que já presidiram a Câmara, para disputar novamente o cargo. Chinaglia tem leve favoritismo. Mas não são nomes que empolgaram. Podem surgir outras opções.

Numa eleição para a Câmara que ocorra em dois turnos, como é provável se houver dois candidatos da base do governo, existe chance de a oposição apoiar Cunha numa segunda fase só para derrotar Dilma. Juntos, PSDB, PSB e DEM terão 110 deputados.

O senador Aécio Neves (PSDB) defende que a oposição trabalhe pelo deputado federal Julio Delgado, do PSB de Minas. Mas há, nos bastidores, o desejo de complicar mais a vida de Dilma. Daí, um suporte a Cunha não ser desconsiderado.

Se o governo não tiver força para enfrentar Cunha e se não souber fazê-lo, correrá o risco de sofrer uma derrota, como aconteceu em 2004 com a eleição de Severino Cavalcanti para a Câmara. Naquela época, a insatisfação política da maioria dos deputados em relação ao governo levou a uma derrota do PT. Esse risco existe em 2014.

Ouça o comentário no “Jornal da CBN”:

Comentários
30
  1. Laurindo disse:

    Política é, inclusive, a arte da composição, no bom sentido, tá? Portanto, com algumas exceções, a maioria dos nomes, de qualquer partido da base, seria razoável, mas Eduardo Cunha NÃO! Ele não é composição, ele é PUTREFAÇÃO! Seu único interesse não é nem o de fazer oposição encarniçada ao governo Dilma e nem o de trabalhar pela sua quadrilha, desculpe, partido, o PMDB, mas sim, o de atuar em causa própria, a qualquer custo p/ o estado, p/ o povo, p/ a governabilidade. Se ele crescer mais do que já cresceu, a cirurgia necessária p/ salvar a vida do paciente implicará a retirada de membros indispensáveis à vida, como acontece com todo tumor grande.

    • walter.nobre disse:

      Fato caro, mas as duvidas da Dilma, deve-se, ao fato de ser refém, quanto ao ministério e seus 40 ou mais ministros…enfim, ela precisa acertar e acertar…engessar é preciso…mas tem que funcionar; não pode ser mais vendida, em suas aprovações de MP. Aliás, será um drama os 4 anos.
      Ela precisa integrar-se a todos, ser humilde, neste momento, que é uma coisa que a Dilma não conhece e não sabe.
      A Política tem uma beleza discreta, quando há honestidade; quando os envolvidos pensam no País, é raro mais existe.

    • Lucio disse:

      O grande tumor hoje em nosso Pais, é este Governo, que trabalha em causa própria, não trabalha em beneficio do povo, todas as verdades estão se desenrolando e possivelmente ira mostrar os responsáveis por tudo de ruim que esta acontecendo no Brasil, quem roubou !, quem sabia dos fatos !; Sou a favor de uma oposição seria, que busque colocar os responsáveis fora do governo e quem sabe, dentro das celas, com certeza teremos 4 anos difíceis pela frente, onde teremos que pagar pela corrupção dos cofres de varias empresas, isso sim é um tumor maligno a sociedade, mais como vivemos em uma ¨Democracia¨ iremos pagar o preço de reeleger este governo do PT que nos mostrou porque veio e porque esta no poder é só olhar os aumentos apos as eleições e os outros que viram.
      Só tenho que lamentar que um partido que nasceu no berço dos trabalhadores, tenha se mostrado totalmente diferente da ideologia do passado, E Salve o Lula dos anos 70 e 80 por que o Lula dos anos atuais deixa a desejar e muito.

      • domingos pedralino da silva disse:

        Quem é “povo” pra você, cara pálida!Que eu saiba, este 12 anos de governo petista foi o único que governou a favor do “povo”, os menos favorecidos,desde o governo de Getúlio Vargas, falecido em 1954.

  2. Marcela disse:

    A casa está desmoronando para o PT, estamos vendo o inicio do fim do partido mais hipócrita da História.. O segundo governo Dilma será uma catástrofe… quem estiver com o PT vai naufragar junto daqui a 2 e 4 anos…

  3. Carlson Nunes disse:

    Enquanto estes irresponsaveis brigam pelo poder o cidadão esta sem representatividade real e as leis que deveriam proteger o povo só faz beneficiar os foras da lei A POLITICA É A ARTE DOS INDIOTAS !!!!

  4. Luiz Mattos disse:

    Pelo que vejo a Politica Brasileira não vai mudar nunca, é a mesma ladainha que toma lá dá cá.
    Quando teremos um congresso e um senado onde o interesse maior é melhorar nosso Brasil.
    Fico cada mais surpreso com a distancia dos políticos com a realidade do povo.
    O PMDB é e sempre foi um partido maria vai com os outros, rema no sentido de estar no poder sempre e não admite oposição.
    Ficamos com saudade de grandes nomes deste partido que eram lideres natos e admirados pelo povo.
    Hoje fica claro que PT e PMDB são farinha do mesmo saco, envolvidos em escândalos e perpetuando a indecência que tornou o politico sinônimo de ladrão.
    Vamos mudar logo, mas não em 2018.
    Vamos para Rua novamente.
    Acorda Brasil.

  5. mauricio jose da silva disse:

    O PMDB de Joseane Sarney, Jose Sarney, Renan Calheiros, e tantos outros que comprovadamente de uma forma ou de outra ja mostraram ser pessoas que não deveriam estar na gestão de um pais tão grande como o nosso e de nenhum outro governo!
    O Governo fica dependendo deste tipo de gente para formar alianças,Que politia podre esta nossa!Que pena.

  6. João Alberto Afonso disse:

    Resumo da ópera – O PT quer continuar no comando, não só para conseguir a aprovação de projetos, mas especialmente para evitar nova CPI da Petrobrás e outras tantas que se avizinham, todas envolvendo roubos do erário público praticados pelo PT e partidos aliados. Aliás, a CPI atual da Petrobrás, cujo relator e demais são do PT, está destinada a levar a nada.

  7. EU DUVIDO MUITO, OU MELHOR, TENHO QUASE 100% DE CERTEZA QUE DOS 513 DEPUTADOS FEDERAIS QUE ESTÃO NA CÂMARA E/OU DOS QUE IRÃO A PARTIR DE JANEIRO PARA A MESMA, ESTEJA PENSANDO NO POVO BRASILEIRO OU NO PAÍS. CARGO PÚBLICO ELETIVO NESTE PAÍS É USADO TÃO SOMENTE PARA O ELEITO SE LOCUPLETAR PESSOALMENTE E NÃO TRABALHAR PARA O POVO. EU QUERIA VER SE O MANDATO FOSSE CONSIDERADO DE IMPORTÂNCIA PUBLICA E NÃO FOSSE REMUNERADO, COM PAGAMENTOS SÓ DO ESSENCIAL PARA EXERCELO COMO ALIMENTAÇÃO, TRANSPORTE, MORADIA, ETC. SE TERIA NINGUEM QUE QUISESSE SE CANDIDATAR.

  8. Eliana R Z disse:

    Esse é o jeito PT de governar!!!!!!!!!!!!!!Será que existe algum político que pensa no povo? Se existe, por favor, me digam o nome desse santo!!!!!!!!!!!

  9. Pedro Alberto Alite disse:

    Alguém poderia mi responder para que 513 deputados, alguém do povo lembra o que esse pessoal fizerem de bem, nos últimos 10 anos custando para nós povo R$ 24.000.000,00 Vinte e Quatro milhões por dia, esse congresso podre, que muitos deles que aí estão, não passariam da portaria se candidatasse a uma vaga em uma empresa, graças a ignorância do povo, e esses leis idiotas que facilitam a entrada desses analfabetos, que entram com a finalidade só de ganhar dinheiro, se tivesse uma lei que obrigasse ter pelos menos um formação universitária e uma pós graduação, já eliminavam um monte desses vermes que aí estão, só comendo dinheiro, porque não tem nada para oferecer, aí dizem que não tem dinheiro para pagar aposentadoria, saúde, educação, etc. dinheiro tem de sóbra só que serve apenas para farra de muitos políticos, como diz o Boris Casóy, é uma vergonha.

  10. Pasquale disse:

    São Paulo – A Ministra da Cultura Marta Suplicy entregou às 10h desta terça sua carta de demissão à presidente Dilma Rousseff. A informação foi confirmada pelo Ministério da Cultura.
    A senadora falou ainda que espera que a presidente seja “iluminada” ao escolher sua equipe de trabalho para o próximo mandato, falando especialmente de uma equipe econômica “independente, experiente e comprovada que resgate a confiança e credibilidade ao seu governo e que, acima de tudo, esteja comprometida com uma nova agenda de estabilidade e crescimento para o nosso país”.
    ———————————————————————————–
    Eles próprios reconhecem que esta tudo errado.
    Na propaganda parecia que estava tudo certo.
    Pobre guerrilheira,sobra arrogancia e falta humildade.

    • PAulo disse:

      Só você que não sabia que isso ia acontecer! Ela só antecipou sua saída. Já estava acertado que não continuaria no ministério em eventual segundo mandato de Dilma. Sem o Suplicy ela tem que voltar ao senado para representar o PT de São Paulo na casa.

  11. Luiz Roberto Couto da Silva disse:

    Infelizmente a espécie Adâmica, esta apodrecendo e nunca vai conseguir amadurecer. Será que o “Soberano” esta nos pondo a prova o que do bem e do mal e nós que imaginamos inteligente ficamos dando milhos aos pombos.

  12. walfrido disse:

    fico com vergonha de morar num Pais, Lindo como o nosso, povo trabalhador, nem parece que esses políticos nasceram no nosso Pais. não dão a minima para o povo.
    será que um dia seremos uma grande nação?..acho que vou morrer e não vou ver isso. só vejo falcatruas , tenho quase certeza que a DILMA, não termina esse mandato.não tem pulso para isso.
    ela tem de lembrar de uma coisa, o povo ja esta ficando cansado de tantas promessas em vão.

    • PAulo disse:

      Aceite a derrota. Vai chorar no cantareira. Se o governo de FHC foi tão bom assim porque ele não conseguiu eleger seu sucessor? Vocês vão ter que aturar mais quatro anos com Dilma e depois mais oito com Lula!

  13. Marcos Santos disse:

    O toma lá dá cá já começou, estes corruptos que por acaso estão de plantão no palácio pois a depender dos mais de 51 milhões de brasileiros não estariam mais neste plantão e só estão por questões sórdidas, manipulações, e da imbecilidade dos manipuláveis, está mentirosa ao invés de diminuir o números de ministério para algo em torno de 15 ou 16, acaba afundando mais o Brasil em despesas inúteis e conchavos para aliviarem as CPI’s que podem acabar com o impechmant dela e a prisão de alguns grandes tubarões, que inclusive um deles até hoje foge da Polícia Federal sendo acobertado por um ministrinho da justiça que está alçando o posto de ministro do STF para compor com os demais uma bancada PETISTA na mais alta corte da nação, os brasileiros ainda não acordaram e quando isto ocorrer não vai haver nem mais os espelhinhos das tomadas do palácio, aliás das que sobraram após a última mudança ocorrida com uns 10 caminhões né.

  14. Ricardo Neme Nasralla disse:

    Ah povo de memória curta. Como podem esquecer quem foi Prefeita de São Paulo e desviou dinheiro destinado a combater enchentes para “verba de relacionamento” ou seja, para comprar presentes como foi o caso de Marta Suplicy. Como podem esquecer quem remunera mal professores como a Marta e o Aécio? Não sabem que o povo de um País só melhora quando recebe uma boa educação e elimina a corrupção? Não sabem que pagar MUITO mal professores como fizeram é CORRUPÇÃO? Pior que tais fatores corruptores só vendendo empresas públicas, sob a bandeira de que elas são deficitárias! Um absurdo inominável! Assim, naturalmente as coisas vão se arrumando independentemente de Partidos e de quadrilhas existentes no País que estão depauperando as riquezas do povo trabalhador. Quem sabe um Suplicy honesto, o Eduardo, poderia ocupar a Pasta da Cultura. Confiem mil vezes mais nele.

  15. ILANA disse:

    É o recomeço do balcão de negócios. Toma lá da cá. “E tudo continua como dantes no quartel de abrantes”.

  16. Daniel disse:

    É triste ver que teremos mais 4 anos da mesma patifaria de jogos de interesse.
    Os ministros, novamente, não serão selecionados por competencia, mas sim, como moeda de troca de apoio partidário.
    É muita safadesa jogada na nossa cara. É muita cara de pau desse governo.
    Parabéns para que votou no PT. Vão afundar o Brasil.
    Agora eu pergunto: com essa liderança tão fraca e governo que visa interesse próprio, qual é a credibilidade que esse governo passa para a população e investidores(crescimento)?

  17. ROBERTO disse:

    TRISTE BRASIL! SEM PERPESCTIVA,SEM RUMO DEFINIDO,SEM UM HORIZONTE DE ESPERANÇA A MERCÊ DE POLITICOS “DE ESQUERDA” CORRUPTOS,OPORTUNISTAS E SEM COMPROMISSO COM A HONRA.

  18. Daniel disse:

    Antonio Carlos, porque você não comenta essa pilantragem de negociações de cargos publicos?
    Quais são seus argumentos Petistas?
    Já sei, vai dizer que antes também era assim, que começou com o FHC, blablabla….
    Típico.

  19. Robson Lucas de Oliveira disse:

    Alguém poderia apontar solução? Porque acusação encima de acusação,já sabemos que não vai a outro lugar alem do balcão do boteco.A maneira de obter ganhos que é o que todos eles querem é para criar o desacordo,e com isso provocar a barganha.Alguém ai teria uma solução já que sabemos o motivo?

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados

Não serão liberados comentários com ofensas, afirmações levianas, preconceito e linguagem agressiva, grosseira e obscena, bem como calúnia, injúria ou difamação. Não publicaremos links para outras páginas devido à impossibilidade de checar cada um deles.

2020-09-24 18:28:30