aki

cadastre-se aqui
aki
Política
06-04-2015, 20h55

Dilma estuda colocar Padilha, do PMDB, na articulação política

2

Postado por: ISABELA HORTA

Seguindo o conselho do ex-presidente Lula para tentar melhorar a relação do governo com o PMDB, a presidente Dilma Rousseff estuda deslocar o ministro da Aviação Civil, Eliseu Padilha (PMDB-RS), para a articulação política. O petista Pepe Vargas (Relações Institucionais), atual responsável pela área, seria demitido. Dessa forma, o PMDB, que já comanda oito ministérios, ficaria com mais uma pasta.

O governo poderia acomodar o ex-presidente da Câmara Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN) na Aviação Civil. Mas o ex-deputado deseja comandar o Turismo, ministério chefiado por Vinícius Lages, afilhado político de Renan Calheiros (PMDB-AL).

O tema deve ser tratado em reunião de dirigentes peemedebistas nesta segunda-feira. Dilma não quer contrariar Renan e piorar ainda mais a relação com o presidente do Senado numa hora de crise do projeto político petista.

*

Desafios de Janine Ribeiro

De acordo com os especialistas, há três grandes desafios para o novo ministro da Educação, Renato Janine Ribeiro, que tomou posse hoje em Brasília.

O primeiro é estabelecer um currículo nacional único, do Oiaopoque ao Chuí.

O segundo, investir na formação de professores.

Obter mais recursos é o terceiro. Apesar de a presidente Dilma ter dito que manterá os programas principais do ministério da Educação, Renato Janine deixou claro em entrevista que o ajuste fiscal afetará o orçamento da pasta. A missão do novo ministro não será fácil.

Confira o comentário do “SBT Brasil”:

Comentários
2
  1. César disse:

    O PT continua a perder espaço no governo da Presidente Dilma Rousseff, o PMDB impõe a sua pauta. A Presidente Dilma Rousseff tenta realocar Ministros e fatiar cargos, mas faltam postos para tantos pretendentes, para tantos nomes, para agradar aos padrinhos poderosos que exigem a sua fatia, e querem pedaços bem polpudos, cobram a sua parte de contribuição para reelege-la. Paga o preço de ter transformado o governo e o país em balcão de negócios, paga agora o preço por ter comprado cada minuto do horário político eleitoral com cargos do governo, e não ter calculado a dificuldade de se ter uma base enorme de apoio no Congresso Nacional, conquistada ao preço de leilão das estatais para os partidos que a apoiam. E o preço da traição ao seu maior aliado, que sempre cobrou alto pelo apoio, e que agora está inflacionando ainda mais cada voto em seu poder, por se sentirem ameaçados por sua aproximação com rivais em potencial de fazerem frente ao seu poder, até então sem concorrentes. O Ex-Presidente Lula vai tentar a todo custo ( para não falar a qualquer custo) salvar a legenda para salvar a sua candidatura para 2018. Mais uma vez vai colocar os seus interesses pessoais à frente dos interesses do país. Se preciso for vai aconselha-la a vender a alma ao diabo( lógico que será a alma dela)para não perder o controle do país e jogar fora a chance de voltar em 2018. Ética é uma palavra que não existe no dicionário do Ex- Presidente. Pobre país, que é negociado como mercadoria barata, por dirigentes corruptos e gananciosos. 12/04/15,por um país melhor.

  2. César disse:

    Educação! A única forma de se construir um futuro melhor para o Brasil. A esperança que nos resta para transformarmos o país é através da educação.

Deixe uma resposta para César Cancelar resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados

Não serão liberados comentários com ofensas, afirmações levianas, preconceito e linguagem agressiva, grosseira e obscena, bem como calúnia, injúria ou difamação. Não publicaremos links para outras páginas devido à impossibilidade de checar cada um deles.

2020-10-29 05:01:54