aki

cadastre-se aqui
aki
Política
24-09-2015, 9h05

Dilma faz reforma para obter 260 votos na Câmara

Governo quer reunir força para barrar recurso da oposição pró-impeachment
25

KENNEDY ALENCAR
BRASÍLIA

A avaliação consensual na cúpula do governo é que a reforma ministerial precisa garantir à presidente Dilma Rousseff, pelo menos, 260 votos na Câmara. O objetivo é barrar a aprovação de um eventual recurso da oposição que permita a discussão de abertura de processo de impeachment por uma comissão especial da Casa.

Essa avaliação foi uma das principais conclusões da reunião de ontem de Dilma com o ex-presidente Lula e ministros petistas. O encontro ocorreu no Palácio do Planalto.

Tem se dado mais atenção à votação de abertura do processo de impeachment, na qual são necessários dois terços da Câmara, o que dá 342 votos. Esse seria o número que a oposição teria de reunir. Para barrar a abertura de um processo de impeachment, bastaria o governo obter mais de um terço. Ou seja, mais de 171 votos. Não seria difícil, mesmo para um governo fraco.

Acontece que o presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), confirmou ontem o que se prevê regimentalmente a respeito dos prazos e procedimentos para abertura de um processo de impeachment. Cabe ao presidente da Câmara decidir se dá ou não seguimento a um processo. Se ele rejeitar os pedidos, a oposição pode apresentar ao plenário da Câmara um recurso para que uma comissão analise a questão e haja, depois, a votação determinante, essa que exige dois terços para abrir o processo.

Essa votação a respeito do recurso que cria uma comissão especial demanda maioria simples. O governo acredita que seria uma sessão bastante concorrida, com a quase totalidade dos 513 deputados. Daí a avaliação de que a reforma ministerial exige a obtenção de cerca de 260 votos na Câmara, o que seria um número suficiente para matar a estratégia da oposição para viabilizar o impeachment a partir da votação de um recurso contra eventual negativa do presidente da Câmara.

Na reunião de ontem no Palácio da Alvorada, prevaleceu a avaliação de que, se a oposição conseguir número para criar essa comissão especial e depois levar o pedido a nova votação, poderá criar uma onda política e tornar irreversível o andamento do processo de impeachment.

Essa percepção contribuiu para atrasar a reforma ministerial que deveria ter sido anunciada ontem. Lula foi claro e repetiu mais uma vez. Se ela deixar muita gente insatisfeita no PMDB, correrá risco de perder o poder. E Lula foi mais claro ainda ao enfatizar que, se Dilma permitir o afastamento cada vez maior do vice-presidente da República, Michel Temer, cometerá um grave erro. Ainda que Temer queira se afastar, Dilma deveria fazer gestos para amenizar ou dificultar esse movimento.

*

Se ouvir os conselhos de Lula e de Temer, há possibilidade de o anúncio da reforma ministerial ser feito depois da viagem aos Estados Unidos, marcada para hoje. A ideia seria amarrar com calma o maior número possível de aliados nas atuais condições de temperatura e pressão.

Mas Dilma é teimosa. Se fechar o acordo com o PMDB, poderá encerrar o assunto hoje. Na reunião de ontem, Lula aconselhou a presidente a deixar o PMDB com seis pastas para não piorar sua relação com Temer e com o senador Jader Barbalho (PMDB-PA), pai do ministro da Pesca, Helder Barbalho. Jader foi fundamental na melhora da interlocução de Dilma com o presidente do Senado, Renan Calheiros (AL). A Pesca será incorporada pela Agricultura. Barbalho será remanejado.

Dilma achou que bastava negociar só com as bancadas do PMDB da Câmara e do Senado. Viu que seria um erro, porque muita gente no PMDB ficaria contrariada.

A ideia da presidente continua sendo reduzir o número de ministérios de 39 para 29. Não há ministro da Secretaria de Relações Institucionais, que faz a articulação política, mas a estrutura continua funcionando.

O Ministério do Planejamento apresentou vários desenhos para Dilma chegar ao corte de dez pastas. Até ontem à noite, as negociações indicavam que ela conseguira cortar oito pastas. Faltava fazer uma ginástica para chegar a dez. O PT deverá ser o partido mais sacrificado para fechar a conta.

Ouça o comentário no “Jornal da CBN”:

Comentários
25
  1. Maria Aparecida Ramos Tinhorão disse:

    Chega !!! Não dá mais … É hora de sair, ninguém aguenta mais essa incompetência, essas incertezas e tanta safadeza. FORA !!

    • walter disse:

      Cara Maria Aparecida Ramos Tinhorão, quem esta se enganando são os petistas, entendo vso desanimo; NINGUÉM, se preocupa de fato, com o “bem” do Brasil; estão se instalando no poder, o PMDB não presta
      A DILMA TEM UMA ENDEMIA, NINGUÉM A QUER NEM PINTADA; e se o PMDB fizer média, por exemplo, aprovando a CPMF, CHEGAREI A CONCLUSÃO, QUE NÃO DÁ MAIS MESMO; tem as pedaladas que não podem passar; as CPIS também, não caminham…só conversa para “boi dormir”…
      A única formula plausivel, É RUA, É O POVO NA RUA, NO CONGRESSO; ELES NÃO ACREDITAM; trata-se de um bando”…

      • Elaine disse:

        E para colocar quem no lugar? Cunha. Segundo a Constituição o primeiro sucessor de Dilma seria Temer e o segundo Cunha.
        É Cunha que vocês querem como presidente da república?
        Vocês são muito mal informados mesmo.

        • Maria Aparecida Ramos Tinhorão disse:

          O pedido de impeachment protocolado por Hélio Bicudo com suporte jurídico do Dr.Miguel Reali Jr, propõe um governo provisório, novas eleições gerais e tem total amparo legal. Vá você se informar !!

          • Elaine disse:

            Cuidado Maria! com os golpistas.
            O Brasil virou uma piada pronta.
            Se tiver novas eleições quem ganha é o LULA.
            Não posso acreditar que os derrotados da última eleição ainda estão inconformados e frustrados, hahahahahahahahaha

          • robyson andreotti disse:

            se lula concorrer nessa nova eleição, meu voto é dele.
            FORA!!! 300 picaretas com anel de doutor.

  2. skinsil disse:

    que q adianta agradar o governo ela tinha q ser GRANDE neste momento e botar pra quebrar ela nao chegar ao fim do governo com este congresso e a economia ou ela é retardada ou frouxa manda os caras se fuder pq eles vao botar ela pra correr e vai levar o pt junto se so o pmdb consegue governar de o cargo de presidente ao temer e vamos ver o q da

  3. Para quem esta do lado de fora e não quer o bem do Brasil e da Presidenta Dilma, é fácil de falar e incompetência e incentivar o confronto quem colocou essas aves de rapina no Congresso foi o povão, cuja cultura do enriquecimento fácil, não importa como, é da maioria, mas as novas gerações de jovens universitários,que estão chegando ao poder(militar,judiciário,legislativo,executivo) todos através de concursos e não apadrinhamento, mudarão o Brasil

    • César disse:

      Infelizmente para a política e para o Brasil, a nova geração de jovens universitários que está ligada a UNE(União Nacional dos Estudantes)braço político do PT, não vai mudar nada. A utopia da juventude é linda! Só que não!!! O Brasil precisa é de um choque de realidade. É só ver o movimento passa livre, como movimento que acordou o país, para os desmandos da política, foi lindo. Como algo pratico e viável, exigir que o transporte seja grátis, tarifa zero. Não é bom! O dinheiro público, é dinheiro de imposto. Não há milagres! Alguém vai pagar! No caso os papais, da esquerda caviar universitária e o resto da população contribuinte. Alguns mamam, todos pagam!

  4. Pasquale disse:

    Venda de aço plano por distribuidores no Brasil em agosto cai 29,6%, diz Sindisider
    Reuters24/09/201510h31
    _______
    Podemos colocar outro nome,desemprego.
    Fantástico PT,mais fantástico ainda é o eleitor e o dolar 4,20

  5. Joaquim disse:

    Nunca votei na Dilma, mas quando ela foi eleita torci para que fizesse uma meia culpa e tomasse imediatamente as rédias da economia. Mas o que vimos: ela foi tirar ferias, só montou um ministérios depois da posse, continuou fazendo campanha como se a eleição não tivesse acabado, uma trapalhada encima da outra. Como se a situação não precisa-se ser encarada com seriedade e pressa.
    Não adianta achar que o governo teve um vitoria na apreciação dos vetos, esta vitoria foi do mercado ( dólar, agencias de risco e juros a selic deixou de ser referencia para a rolagem dos títulos do pais). O governo estava e continua perdido e o que é pior sem um time e sem um projeto.
    Sempre coloquei a culpa no povo, porém com a nossa escolaridade e com a lavagem de cabeça feita pelos sindicatos ( que mamam em verbas publicas ) é muito difícil para a população enxergar o obvio.
    Não acredito mais em uma saída politica, pois este governo míope e corrupto não conseguirá acha-la.

  6. JOSE GOMES disse:

    Gente, na minha opinião a culpa é do Congresso Nacional. Tem partido, exatamente o PSDB, quanto pior melhor. Ninguém aguenta mais esse pessoal do PSDB e do DEM, todos os dias falam a mesma coisa. Só pensam em eleição e não fazem absolutamente nada pelos seus Estados. Isso é uma vergonha. Pensam que o povo é idiota.

  7. Sônia Ribeiro disse:

    Nunca vi tanta dificuldade para tirar uma maldição do caminho! Este partido é como erva daninha, que prolifera rapidamente! Haja oração, para tirar esses sanguinários do poder! Este demônio, que vislumbra um projeto de poder, em detrimento de toda uma nação. Será que somos tão “bananas” assim, a ponto de deixar que meia dúzia de marginais determine o rumo de uma nação inteira?! Até quando aguentaremos tal situação?! CHEGAAAAAAAAAAA!!!!!!!!!!!!!!!!!

  8. Alberto disse:

    Pelo visto só falta aos nossos dois presidentes atuais sairem na “porr…”. A coisa tá muito pior do que se imagina e até dá pane na ventriloquia do planalto.

  9. De cínico e louco só a bailarina é que não tem disse:

    Uma feira livre de interesses políticos, onde se vende a carcaça da população, retalhada ao gosto do cliente.

    Há fígado, bucho, coração, língua, traseiro (e como há traseiros, de montão) e rabos (muitos rabos), para comprar e vender à preço de prestígio, de mordomia, de imunidade, de cargos.

    O PMDB já vai exibindo sem pudor a sua irresistível simpatia pelos cargos. Venais, sempre soubemos que eles eram, mas a que ponto, isto ainda era desconhecido.

    Cunha está bloqueando a entrada dos pedidos de impeachment, enquanto Dilma organiza suas barricadas. É claro, depois do passeio (ninguém é de ferro) e do descanso mental, ainda mais considerando que ela tem um cérebro diminuto. Tico e Téco devem estar exaustos.

    O Excelentíssimo Dr. Moro teve uma boa parte de seus dentes arrancados. É o que dá ficar brincando com a presa. Enquanto se pavoneava ao sabor dos prazos judiciais, que são medidos em eras, serraram-lhe a metade do bico. Não vai mais conseguir abocanhar os rubros camarõezinhos entre as pedras, e nem usar o bico para quebrar côco.

    E assim, com a chegada da primavera, tudo vai voltando a ser como era na Pizzaria Brasil – de pai para filho desde 1822- (menos o US$, é claro). O amor enche os corações e os políticos em Brasília já iniciam a dança do acasalamento. Logo será dezembro, mês da fraternidade, do perdão, das reconciliações, das confraternização. E a hipocrisia encherá o ar. Paz na terra para os canalhas, vida eterna para aos vigaristas e ladrões.

    • p/"De cínico e louco só a bailarina é que não tem": EXECUTIVO, LEGISLATIVO E JUDICIÁRIO, VERGONHAS NACIONAIS! disse:

      “Paz na terra para os canalhas, vida eterna para aos vigaristas e ladrões” – e ferro no povo idiota que sustenta esses canalhas, vigaristas e ladrões, pagando impostos escorchantes e continuando a aceitar tudo isso!
      Cada povo tem o governo que merece!

  10. Gilmar disse:

    Não era até setembro que ia excluir 10 ministério? Ou é outra mentira da Dilma? Já estamos chegando ao final de setembro.

  11. César disse:

    Para barrar o impeachment bastariam 171 votos. Os números não mentem! São a cara do PT.

  12. César disse:

    Bem que poderia ir para a ONU, se encontrar com Raul Castro, pedir asilo em Cuba e nunca mais voltar. Como diz Paula Toller, sonhar não custa nada!

  13. César disse:

    Quem defende aqueles que destruíram o Brasil, quer que pensem que são o que?

  14. César disse:

    Conte estes votos também, 1.028.057 assinaturas, no abaixo assinado pro impeachment na internet.

Deixe uma resposta para Joaquim Cancelar resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados

Não serão liberados comentários com ofensas, afirmações levianas, preconceito e linguagem agressiva, grosseira e obscena, bem como calúnia, injúria ou difamação. Não publicaremos links para outras páginas devido à impossibilidade de checar cada um deles.

2020-10-20 11:35:17