aki

cadastre-se aqui
aki
Economia
08-09-2015, 9h17

Dilma quer acordo político para aumentar impostos

Governo também estuda corte de gastos para fechar contas públicas
21

KENNEDY ALENCAR
BRASÍLIA

No pronunciamento de 7 de Setembro, divulgado apenas as redes sociais, a presidente Dilma Rousseff disse que serão necessários “remédios amargos” para superar a atual crise econômica. O principal deles é aumentar impostos.

Para isso, o governo tem dois caminhos. Tentar criar um novo tributo ou elevar alíquotas de impostos que já existem. Criar imposto é mais complicado, mas, a depender do tipo, poderia ter um impacto menos desigual. Aumentar alíquotas de tributos pode penalizar mais alguns setores da economia.

Dilma está discutindo os dois caminhos. Sabe que são medidas difíceis de implementar devido ao desgaste. Elas vão exigir um acordo político, avalia a presidente. Dilma tentará articular um entendimento com o Congresso, empresários e outros setores da sociedade civil.

O longo pronunciamento de 7 de Setembro, de mais de oito minutos e inadequado para a divulgação na internet, foi uma tentativa da presidente de preparar terreno para um acordo em torno dos “remédios amargos” que virão.

Alguns já estão em plena execução com o ajuste fiscal implementado até agora. Mas esse ajuste é insuficiente para fechar as contas públicas. O mal maior seria a perda do grau de investimento, como tem alertado o ministro da Fazenda, Joaquim Levy.

O ministro da Fazenda também tem falado em aumento de impostos para fazer a travessia e ajudar a fechar as contas públicas. A solução, no entender do governo, é essa. E deverá vir acompanhada de outro remédio amargo, que seria algum corte de despesas.

No entanto, a presidente já disse que cortou tudo o que podia no projeto orçamentário de 2016 que enviou ao Congresso. Ou seja, ela não teria mais espaço para cortar nas chamadas despesas discricionárias, aquelas que não são obrigatórias.

De agora em diante, sugere Dilma, só cortando despesas obrigatórias, o que depende de acordo com o Congresso e com os setores sociais que serão atingidos.

*

Por ora, a decisão da presidente é manter Aloizio Mercadante na Casa Civil e Edinho Silva na Comunicação Social. Os dois passaram a responder a inquérito no STF (Supremo Tribunal Federal) devido a acusações feitas por Ricardo Pessoa, presidente da UTC e um dos delatores da Lava Jato.

A saída de Edinho Silva, que foi tesoureiro de Dilma no ano passado, poderia ser vista como reconhecimento de alguma ilegalidade na campanha. Dilma e Edinho negam irregularidades.

Mercadante é o ministro mais próximo de Dilma. Ela confia nele e já desconsiderou inúmeros conselhos do ex-presidente Lula para tirá-lo da Casa Civil. Mercadante também nega ter recebido doação ilegal de Pessoa.

Na reforma ministerial que virá até o final do mês, na qual acontecerá redução do número de pastas, os dois tendem a ficar nos cargos em que estão, salvo uma decisão inesperada e surpreendente de Dilma. E não há, por ora, sinais de que ela vá surpreender nesse sentido.

*

Ouça o comentário no “Jornal da CBN”:

 

Comentários
21
  1. Thalisson disse:

    Cortar os ministérios essa desgraça não quer né?

    Só tem uma solução, o povo na rua! Não podemos aceitar isso!

    Tem notícias em outros sites falando que governo quer elevar imposto de pessoa física para 35%!!!!

    A Cide da Gasolina pode subir de R$0,22 para R$0,60 centavos. Ou seja, nossa mijulina vai para casa dos R$4 reais o litro!

    CHEGA DE PT! O PT deu PERCA TOTAL no BRASIL!

  2. Augusto Bocci disse:

    Ao meu ver é mais necessário uma política de exportação para entrada de divisas. E não empobrecer ainda mais a população…que nesse caso acredito que as classes mais privilegiadas é quem ficariam com a conta…

  3. antonio brandeleiro disse:

    O governo pensa o governo estuda, todo dia um lenga lenga novo, dá até para adiantar o papo furado de amanhã, o vice vai apoiar ! em 2016 a inflação vai cair ! o brahma disse que a propina (digo a doação ) foi legal ! O Mercadante o Edinho e a Dilma receberam dinheiro dentro da lei ! É SÓ ADICIONAR UM NÃO EM CADA NOTICIA E ESTARÁ TUDO DENTRO DA REALIDADE.

  4. Maria Aparecida Ramos Tinhorão disse:

    Dilma não tem que querer NADA ! O imenso vazio de ministros no palanque do desfile de Brasilia dá a exata dimensão da debandada desse enorme naufrágio. Ninguém quer ser visto ao lado dela … pega mal ! Queima o filme e o futuro político de qualquer um !

  5. Santos disse:

    Da. Dilma inventa que corta alguma despesa de seu péssimo governo e não desiste de passar a conta da incompetência para a população através de impostos delirantes. Acho que qualquer aprovação de novos impostos TEM que estar condicionada a cortes REAIS de despesas do governo, e não apenas em discursos que já se provaram totalmente MENTIROSOS.

  6. Brasileiro disse:

    Quem apoiar este acordo, entrará na lista negra do Eleitor. Creio que com 42% de impostos que já pagamos, não é possível que tenha algum louco que apoie este projeto. Não é possível.

  7. antonio barbosa disse:

    Pois é né…quer dizer então que era o Aécio que daria o remédio amargo para o povo brasileiro? Os pseudos jornalistas e os blogueiros da esquerda caviar cansaram de falar disso na campanha de Dilma para o 2º turno. Aécio vai acabar com o emprego, Aécio vai acabar com os programas sociais, Aécio vai dar o remédio amargo para ferrar a vida do povo brasileiro, Aécio isso, Aécio aquilo. E agora José? Era tudo um grossa e deslavada mentira. Uma mentira gosmenta que escondia a esculhambação das contas públicas e o roubo abissal nas Estatais, principalmente na Petrobrás. Agora ela e seu partido querem a “união de todos”. Ora, ora, vá plantar batatas minha senhora. Só há uma saída para o Brasil, ou seja, a renúncia ou o impeachment. Nenhuma mentirosa deslavada pode permanecer no poder depois de tantos descalabros. Com a internet acabou-se a memória curta, acabou-se a notícia plantada nas grandes mídias. Hoje o povo faz a notícia, o povo sabe o que acontece e o povo reage mediante as ações maléficas praticadas pelos políticos. Blogs como este e outros nos dão voz para repudiar esta enganação sistemática que este jogo de poder tenta nos impor. Se a Sra. Presidente tivesse ao menos algum bom senso, algum resquício de honestidade, simplesmente reduziria os ministérios ao número de 16 que mantém os realmente importantes para República: Planejamento, Casa Civil, Fazenda, Trabalho e Previdência Social, Saúde, Transportes, Defesa, Educação, Educação e Turismo, Agricultura-Pecuária e Abastecimento, Ciência-Tecnologia e Inovação, Desenvolvimento-Indústria e Comércio, Relações Exteriores,Minas e Energia e Meio Ambiente. Todos os demais pode ser cortados que não farão nenhuma falta, a não ser é claro, para o apadrinhamento de militantes do PT. Quanto aos ministros que estão sendo investigados não se pode julgar antes de que fatos e provas estejam na mesa e devidamente esclarecidos e comprovados, assim como para Cunha e outros. Esta conversa de que já há um desgaste é conversa de opositores e detratores de imagens que não podem e nem devem ter respaldo para absolutamente nada. Quanto ao Lula é um absurdo o que este sujeito faz. Ele ataca a tudo e a todos não se importando se é opositor ou do seu partido, como fez recentemente com Haddad e sempre faz com Dilma. Ridiculariza qualquer um e trata todos no mesmo caldo da imbecilidade que o caracteriza como o pior político da história do Brasil.

  8. Carlos disse:

    Reduzir a maquina publica cortando ministerios e cargos comissionados desnecessarios nao se fala nada. Se acontecer, sera um acordo de corruPTos para saquear ainda mais o povo trabalhador brasileiro.

  9. Marco Túlio Castro disse:

    Vamos fazer assim, ela pede o boné, sai e pega um voo só de ida para um país qualquer e a gente negocia uma forma de resolver os problemas que ela causou.

  10. Sônia Ribeiro disse:

    Afinal, nem somos o país que mais impostos paga no planeta, né? E a digníssima presidente cortou vários ministérios inúteis e fez todos os cortes públicos necessários, não é mesmo? E a corrupção que desvia bilhões e bilhões está controlada! E em campanha pré eleitoral, a Sra. Dilma prometeu que seríamos uma pátria educadora…., blá…blá..blá. O governo precisa manter seus acordos “propinatórios”, para que continue a ascensão financeira dos companheiros, não é mesmo?
    Mas por incrível que pareça, eu ainda creio num país decente, APARTIDÁRIO, isento de exploração, onde todos efetivamente se preocupem com o bem comum…Utopia? Otimismo? Creio que só BRASILIDADE mesmo! Um dia essa corja cai e governantes realmente comprometidos com o país surgirão…., nem que daqui 1000 séculos, se este mundo ainda estiver de pé, não é, nobre jornalista?!!!

  11. Silva disse:

    É muita canalhice, muita conversa e pouca ação em prol do povo que trabalha, só vejo aumento da carga tributária, só esmolas aos menos abastados (conversa fiada) e tititata, na realidade só roubam o povo na cara dura.
    Corja ou bando isso é que são os políticos atuais, grande maioria trabalha em prol de arrecadar para permanecer no poder.

  12. Pasquale disse:

    Descobri como resolver o problema,os petistas pagam os impostos e esta tudo resolvido.
    Eu como não faço parte ,não pagarei.
    Eu tenho certeza que os petistas vão aceitar pagar,sem reclamar.
    Quem votou paga.

  13. Alberto disse:

    Discurso de “se cometemos erros,e isso é possível….”,uma mea culpa de meia tigela.Idem ao ridículo em se apropriar da crise migratória síria em sua fala.Aliás não é nenhuma novidade.Sempre pela tangente é característica básica.

  14. Pasquale disse:

    Sônia, 1000 séculos o homem já terá desenvolvido o seu lado moral,e tudo será diferente.

  15. Frei Tuck disse:

    A sociedade civil não está disposta a aceitar majorações tributárias ou a inclusão de novos tributos. Caso o governo venha a persistir, o que é quase certeza já que Dilma é teimosa como uma mula, então será colocado o prego que faltava em seu caixão na política.

    O cinismo de Levy em nomear o novo imposto como sendo um imposto “de travessia” não convence. Sabe-se que o partido petista é mentiroso, que Dilma também o é, e ninguém vai aceitar isso.

    Até petistas que pagam impostos se revoltarão e faltará recursos para serem remanejados aos programas assistencialistas. Os assistidos irão se rebelar na velocidade da luz.

    E pasmem, diante de uma vulnerabilidade como esta a presidente ainda decreta medida que desagrada as forças armadas (?). Será que tem dinheiro para gastar com segurança particular? Bem, talvez possa recorrer aos tagarelas da CUT, ou então do MST.

    O talento dela para errar é realmente insuperável. Quanto à falta de habilidade política, que é monumental, até perco a motivação para criticar, frente à absoluta falta de inteligência que lhe é peculiar pois que assume proporções estratosféricas, então nem há críticas que poderiam ser construtivas.

    Ela é uma vergonha para o povo, para o país, para o partido e sobretudo para a mulher, que tanto tem lutado para provar competência em um mundo masculinizado. Enquanto Lula se qualifica como Pixuleco, ela não está para Pinóquio, está mais para coveira do PT.

    Melhor assim, e isto talvez seja esta a travessia. Basta de populistas na política.

  16. Maria Aparecida Ramos Tinhorão disse:

    Remédio amargo é cortar a Bolsa-Esmola. É preciso ter coragem para isso. Nesse desgoverno ninguém tem !

    • Pedro Lobão disse:

      Isso, isso, isso. Cortar ministérios e cargos de comissão inúteis ela também não quer. Idem as verbas para a mídia chapa-branca reproduzir os seus interesses. Idem compra de artistas via Lei Rouanet. Seria bom se esta senhora nos elencasse quais foram os gastos que ela já cortou. Imagino que esta senhora, cujo pensamento vai para um lado e a oratória para outro, está mentindo pra gente só para não perder o vício…

  17. RobertoPará disse:

    O autismo político e social da Dilma é um perigo p/ o Brasil. Alguém precisa avisar a ela o que até os porteiros do Congresso sabem: NENHUM PARTIDO QUER UNIR-SE COM ELA OU EM TORNO DELA, E ISSO INCLUI O PT.

    Só uma pessoa altamente alienada do mundo acharia que,depois de destratar por anos o Legislativo, mentir sobre os partidos de oposição e destruir a economia brasileira, alguém teria interesse em afiançar um aumento ridículo de impostos causados pela incompetência orçamentária dela.

    Com Dilma, nada passa no Congresso e todos os setores da sociedade empobrecem diariamente. Se ela permanecer mais um mês no poder, o Brasil perde o grau de investimento.

  18. César disse:

    Os termos do único acordo possível para aumento de impostos, começam com a sua renuncia.

  19. ANGELA SOUZA disse:

    Eles também não vão tomar o remédio amargo, que tal eles começarem reduzindo salários já que não pode mandar parlamentar embora como as firmas fazem com seus funcionários, reduzir benefícios, para político desconta imposto de renda?

  20. Raymundo disse:

    Os dois caminhos para a solução desta crise econômica e política do país, principalmente a econômica provocada pela irresponsabilidade da PresdANTA em lançar mão dos recursos públicos para inflar sua campanha, está nas mãos do TCU e, do TSE.
    Pois para continuar pavimentando a campanha de Lula para 2018, o criador tem orientado sua cria, para aumentar e/ou ressuscitar a CPMF, imposto que segundo ele nunca deveria ter acabado e, conservar os programas sociais, moeda de troca para manter o PT no rumo de seu projeto de governo.
    A Sociedade, o Congresso e, os empresários têm dado clara sinalização, que não apóiam a criação e, nem aumento de impostos. Afinal, quem fez toda esta lambança na economia, foi o próprio governo. Como diz o ditado: Que pariu o Mateus, que o embale.

Deixe uma resposta para Alberto Cancelar resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados

Não serão liberados comentários com ofensas, afirmações levianas, preconceito e linguagem agressiva, grosseira e obscena, bem como calúnia, injúria ou difamação. Não publicaremos links para outras páginas devido à impossibilidade de checar cada um deles.

2020-10-23 03:00:02