aki

cadastre-se aqui
aki
Política
22-09-2015, 21h59

Dólar em alta deve levar Senado a manter vetos de Dilma

9

Postado por: ISABELA HORTA

A disparada do dólar, que fechou o dia cotado a R$ 4,054, levou o Congresso a votar nesta terça-feira os vetos presidenciais a medidas da chamada “pauta-bomba”. A tendência é que os senadores mantenham os vetos da presidente Dilma Rousseff.

Os senadores querem resolver de vez a ameaça de aprovar projetos que aumentem o rombo nas contas públicas. Atrasar a votação só postergaria o problema.

Depois de contar os votos de possíveis aliados, o governo tentou adiar a sessão do Congresso. Mas a solução encontrada pelos senadores aconteceu independentemente da vontade do Palácio do Planalto.

Até a bancada do PSDB no Senado pretende manter os principais vetos da presidente Dilma Rousseff, a fim de evitar que a crise se agrave e que o Congresso seja responsabilizado.

Os vetos presidenciais têm de ser votados separadamente por deputados e senadores. Se apenas uma das Casas os mantiverem, é suficiente para que continuem valendo.

A sessão no Congresso não havia sido concluída até as 21h45.

*

Nesta terça, o governo reduziu sua previsão para o PIB de 2015, que deverá cair 2,44% na comparação com o ano passado. Antes, a avaliação era de que o Produto Interno Bruto teria uma queda de 1,49%.

A redução na projeção do PIB ocorreu porque a recessão é maior do que imaginada pelo governo. A arrecadação de impostos vem caindo num ritmo acelerado.

O agravamento da crise econômica aumentou o pessimismo do Palácio do Planalto. No governo, já há quem diga que o PIB poderá encolher até 3% neste ano.

É necessário um consenso político mínimo para aprovar medidas que evitem um desastre ainda maior.

*

Confira os temas do “SBT Brasil” desta terça-feira:

Comentários
9
  1. walter nobre disse:

    Caro Kennedy, esta reviravolta do governo, em aceitar a pauta bomba”, é uma estratégia suicida, mas ao mesmo tempo, passa a responsabilidade para o congresso.
    “O governo dilma esta a beira do precipício, mas ainda atira”; vão enrolar para sair…
    Nada poderá segura-los, são “muitas emoções” a frente; todas as denuncias daqui para a frente, estarão fundamentadas; o “cerco esta se fechando”, nem o lula se livra da cadeia.
    A triste noticia, o País esta agonizando, levaremos décadas, para levantar a cabeça…

    • mario machado disse:

      Nobre senhor Walter:

      Essa noite de 22/09/15, quando a Primavera se preparava para desabrochar às 05h20m na madrugada de 23 – hoje, pois – assistimos umas pantomimas do Congresso. Mais uma entre as muitas. Votavam-se os vetos da presidente petista – as chamadas “pautas-bombas” – que, aprovadas, fariam o governo central tremer nas bases e ter um colapso à sua continuidade. Anteriormente, as duas Casas Legislativas mais importantes da Nação aprovaram os reajustes dos aposentados a um mesmo patamar, e não mais diferenciados como mostro: aposentadorias de um salário-mínimo terão, vamos imaginar 9% de acréscimos mais o índice de inflação do período anterior aos reajustes; aos demais, aos que recebem mais de um mínimo, caberiam um índice que já nos está levando ao mesmo baixo patamar dos que recebem o mais vergonhoso e injusto salário no Brasil: R$ 780,00 ao mês, atualmente, no máximo a 5% secos! E qual seria o “prejuízo” (falsa assertiva) para a Nação no caso de todos receberem iguais reajustes por direito e por justiça? Por volta de R$ 800 mi pelos idos dos anos 2050! Daqui a 35 anos! Até lá, o Brasil ficará estagnado ao seu pífio desenvolvimento e à sua economia capenga ou já estaremos respirando oxigênio mais puro e comandando, em todos os sentidos, o hemisfério-Sul como liderança imbatível? Se o pessimismo atual vencer hoje, é claro que isso deverá se perpetuar além dos anos 2050. Incrível a falta de planejamento para o futuro. Bem, o passado do Brasil foi de nebuloso, de certa forma; presente, nós não temos, ou ainda: temos, sim, mas desprovido de sólida base social, estrutural e tudo o mais; como poderemos idealizar um porvir grandioso capaz de confirmar o velho e célebre dito de que é o “Brasil, país do futuro?” Tudo não passará de quimeras casadas a pesadelos. Tudo e todos têm um fim. 2050 nos dirá, se estivermos vivos até lá. Abraços.

  2. Por mais que os banqueiros continuem lucrando com a crise, o PT não tenha equilibrado as contas e resista a reduzir ministérios – medida esta que, por motivos políticos óbvios, tornaria o governo, já sem musculatura, ainda mais frágil, pois haveria de tomar cargos dados a partidos aliados forçando-os a se voltarem contra o Planalto – a presença de servidores do judiciário durante a votação dos vetos da presidente, hoje, no Congresso Nacional, a fim de pressionar a derrubada dos vetos que aumentam o salário dos servidores, por mais que seja legítimo do ponto de vista da democracia, é mesquinho e vergonhoso diante da crise instalada e da necessidade de corte de dívidas.
    Em julho deste ano, foi aprovado pela Câmara e o Senado aumentos que variam de 53% a 78,56% para os servidores do Poder Judiciário. De acordo com o Ministério do Planejamento, atualmente, 117,5 mil servidores, entre ativos e inativos, serão contemplados pela proposta.
    O custo total do reajuste acumulado de 2015 a 2018 será de R$ 25,7 bilhões.
    Após 2018 o custo adicional seria de R$ 10,5 bi por ano. Entre 2005 e 2008, todas as carreiras do Judiciário tiveram suas remunerações reajustadas em percentuais próximos a 60%. Ainda segundo o Ministério, entre 2009 e 2012, não houve reajuste, mas a partir da negociação salarial de 2012, as carreiras do Judiciário foram contempladas com o índice de 15,8%, pagos em três parcelas anuais, de 2013 a 2015.
    Diante destes números, o grupo que representa a categoria dos servidores do judiciário nesta sessão, leva consigo a máxima do “farinha pouca meu pirão primeiro” e que dane-se o resto. Uma visão imediatista da situação, pouco diferente do que fez a oposição ao aprovar os aumentos vetados por Dilma.
    Se os servidores reclamam de salário o quê dizer dos professores? Dos policiais/bombeiros, médicos e agentes de saúde? Profissões igualmente importantes, mas de impacto mais imediato no serviço à população.
    Uma classe instruída como a dos servidores do judiciário, deveria dar sua parcela de colaboração com o país e, por hora, adiar seus interesses imediatos, para que, lá na frente, com a crise superada, poder apontar o dedo e cobrar àqueles que verdadeiramente contribuíram com a quebradeira nacional.

  3. CBarros disse:

    Segundo o assessor de imprensa do PSDB, o partido “Está preocupado com a situação do país devido a alta do dólar, por isso votará pela manutenção dos vetos”. Esse não é o discurso dos líderes no congresso.

  4. Pasquale disse:

    Vamos ter 2 anos de recessão.Fato inédito na história.
    Mas o Brasil é grande e tem pasto a vontade,então vamos pastar.
    Como os 5.000 tercerizados da Petro,fora o que ainda vem dentro do presente.
    Black Friday na Petro,vc diz o que quer comprar e nós vendemos pra vc.

  5. Pereira disse:

    No que se refere-se ao vetos presidenciais a medidas da chamada “pauta-bomba”, isso já era esperado, já disse e continuo dizendo é a forma do toma lá, dá cá, faça isso, que eu lhe faço isso em troca e por ai vai.
    Nada muda, pois o aperto continua sem dar trégua, o governo ainda nada fez para reduzir os seus gastos, fusão de ministérios, não é redução e sim, estratégia para enganar os menos esclarecidos.
    Sem demora pelo andar da carruagem desgovernada o dólar já chega em R$ 5,00. A realidade é que a conta só quem paga é o povo brasileiro.

  6. Pasquale disse:

    É necessário um consenso político mínimo para aprovar medidas que evitem um desastre ainda maior.
    ____
    Eu não entendo, em outubro de 2014.Estávamos exuberantes,inclusive a Petrobras.
    O que aconteceu? Em tão pouco tempo? Será que acreditaram que era verdade? E agora querem CPMF?
    Desemprego? recessão? Dando, quer dizer vendendo a Petro em partes a preço de banana?
    Nós brasileiros perdemos a vergonha na cara?

  7. mario machado disse:

    A NOITE DOS BRUXOS E BRUXAS

    Constituiu-se a uma total e vergonhosa falta de coerência e fidelidade, nessa terça-feira, 22/09/15, às crenças que os senhores parlamentares colocaram a rés do chão do nosso Congresso, após a aprovação anterior, pelas duas Casas Legislativas, dos reajustes aos salários do Judiciário e aos dos aposentados que recebem mais de um salário-mínimo pelos descontos aos mais altos valores enquanto na ativa. Compreende-se a farsa desses ditos partidos da oposição como o PSDB, por exemplo, retirando-se num ato de obstrução e emperrando por longo tempo as resoluções sobre essas duas “pautas bombas”. Se eles sonham ainda em “ser” e “ter” Poder, já iniciaram muito, mas muito mal, a uma medida como essa. O que eles não desejam para o futuro são aumentos de salários, e muito principalmente dos aposentados pelo INSS. Não desejam agora, esses senhores que arrotam oposicionismo um compromisso a ser mantido a favor dos menos favorecidos pelo sistema republicano atual e que se iniciou no governo FHC com o malfadado Fator Previdenciário e à afirmação do então presidente Fernando Henrique de que nós, aposentados, não passávamos de “vagabundos” da Nação. Ora, ele teve amnésia crônica e aguda ao mesmo tempo: aposentou-se duas vezes e muito cedo. Quero ver o entusiasmo desses mesmos senhores quando estiverem tratando de seus próprios ganhos. Veremos se eles estarão “pensando” em termos de Brasil que foi levado a esse abismo por uma incompetente comandante de um navio com rombo ao casco maior do que a própria embarcação. Faz água por todos os lados, mas vai levando de roldão seus vetos a troco de outra vergonhosa atitude: compra de consciências a quem já não as tem. Ministério pra cá – PMDB – e confirmação dos vetos pra lá – Palácio Presidencial – onde habitam bruxos e bruxas. Que belo e radiante cenário vive-se atualmente por essas bandas hemisféricas. Ah, meu Brasil brasileiro, terra de bandoleiros e do nunca se realizar como Nação.

  8. Sônia Ribeiro disse:

    Dólar em alta! Euro nas alturas! O Brasil está se dissolvendo. Esta sra. tem que renunciar URGENTEMENTE! Se não o fizer, não restará mais nada em pé! Quando não há governança num país, tudo desaba. Haja vista arrastões no RJ, com população querendo se defender pessoalmente, ou seja, vamos começar a viver num faroeste urbano! Os “lulistas” que se gabavam de terem conseguido erradicar a miséria, na verdade, apenas a jogou para debaixo do tapete. Ela voltará com força total. Se houve algum avanço nestes anos, foram todos perdidos! Violência sem controle, saúde, como produto de troca política, educação lamentável. Recessão, inflação, penúria total. Este partido maldito apenas enganou os brasileiros, em benefício próprio. Golpistas são todos eles. A sra. presidente mentiu para permanecer no poder. Não quer largar o osso, de jeito algum. O país atolado na mais profunda crise! Os jovens desesperançados, querendo viver em países de primeiro mundo, dignos! Agora, literalmente, só Deus na causa. Todos os “politiqueiros” com rabos presos. É o crime organizado formado por políticos em geral, parlamentares, congressistas, governantes.O Brasil sucumbe, nobre jornalista e é função de V.Sas. se unirem ao povo e tentarem defender o país, já que estão no mesmo barco que o povo, em geral!

Deixe uma resposta para walter nobre Cancelar resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados

Não serão liberados comentários com ofensas, afirmações levianas, preconceito e linguagem agressiva, grosseira e obscena, bem como calúnia, injúria ou difamação. Não publicaremos links para outras páginas devido à impossibilidade de checar cada um deles.

2020-10-29 22:38:25