aki

cadastre-se aqui
aki
Política
30-09-2016, 9h13

Doria, Haddad e Erundina se saem melhor no debate da Globo

Marta, Russomanno e Olímpio executam mal suas estratégias
13

KENNEDY ALENCAR
BRASÍLIA

No balanço geral do debate da TV Globo com os candidatos a prefeito de São Paulo, João Doria (PSDB), Fernando Haddad (PT) e Luiza Erundina (PSOL) executaram melhor as suas estratégias do que Celso Russomanno (PRB), Marta Suplicy (PMDB) e Major Olímpio (SD).

Ao contrário de outros debates, Doria e Marta fizeram dobradinhas. Isso foi bom para o tucano, porque evitou confronto com uma candidata que costumava fustigá-lo. Marta preferiu jogar junto com Doria a fim de tentar desgastar o prefeito Fernando Haddad.

Foi um sinal de preocupação da peemedebista com a possibilidade de ser ultrapassada pelo petista. Marta imaginava usar o voto útil contra Haddad na reta final, mas é ela quem pode ser vítima desse apelo agora.

Erundina bateu duro em Doria, mas ele evitou revidar na mesma moeda, buscando uma atitude olímpica e de bom moço, mas soou arrogante. O tucano procurou sair do debate com o menor dano possível.

Haddad priorizou marcar diferenças com Russomanno, tentando mostrar fragilidades do candidato do PRB ao discutir propostas para a cidade em mobilidade urbana e saúde.

Major Olímpio teve papel de coadjuvante, porque está completamente fora do jogo. Procurou apertar Doria, criticando o governador do Estado, Geraldo Alckmin. Nessa hora, houve um raro momento em que Doria partiu para a ofensiva, afirmando que Olímpio parecia ser candidato a governador e não a prefeito.

Erundina, mesmo sem chance de ir ao segundo turno, foi quem mais esquentou o debate ao bater em Doria, Russomanno e Marta. A candidata do PSOL suavizou os ataques que fazia a Haddad e fez um discurso correto sobre a valorização da política. Ela criticou Doria, dizendo que ele é um candidato com práticas políticas velhas, apesar de se vender como empresário e gestor moderno.

Russomanno deixou para bater em Marta no último bloco. E a senadora do PMDB só defendeu o governo Temer ao rebater uma pergunta de Erundina, dizendo que a crise econômica não é culpa do atual presidente, mas da incompetência de Dilma. Antes, a ligação com Temer constrangeu Marta. Ela defendeu, mas também criticou a reforma do ensino médio, por exemplo.

Em resumo, foi um debate quente, que deixou a clara impressão de que Doria já está na segunda fase, mas que a briga pela outra vaga ainda está aberta entre Marta, Russomanno e Haddad. O prefeito de São Paulo teve o seu melhor desempenho num debate. Foi feliz ao dizer que críticas de Doria, Marta e Russomanno à redução de velocidade em vias rápidas são demagógicas e podem aumentar a violência no trânsito.

Resta saber se a reação do petista nesta reta final surtirá efeito para levá-lo à segunda fase. Não será fácil. Mas é fato que Marta e Russomanno trocaram ataques e demonstraram, no debate, que têm medo de Haddad e que sentiram o peso da pressão de uma reta final disputada.

Ouça o comentário do “Jornal da CBN”:

Comentários
13
  1. Renato disse:

    Coitada da Erundina. Fazendo esse papelão de poupar o Hadad depois de ter sido trocada por Paulo Maluf. Que final de carreira.

    • Mauro disse:

      Não vejo Erundina como coitada e sim como ultrapassada, pois hoje as pessoas vêem um prefeito como um administrador competente de sua cidade.
      Um prefeito é eleito para decidir.Ter a palavra final. Carregar o ônus e os bônus do cargo.
      Erundina ainda carrega em sí a idéia de decisão colegiada, que tem seus méritos em pequenas coisas, mas não determina os destinos de uma grande metrópole como São.Paulo, pois ela acha que deve ouvir todos a todos os instantes para todas as questoes e isso já está provado não leva a nada e só cria confusão. Tem que ter “peito” para decidir o que é melhor e isso se ela teve um dia, esse dia ficou lá atrás! Ouvir a sociedade, mas ter a palavra final e é isso que o cidadão espera de um dirigente público e isso Erundina não tem a capacidade de ser!

  2. Alberto de Araújo disse:

    A rejeição do prefeito Haddad impede qulaquer esperança de se chegar ao segundo turno. Os votos que que se encontram nas pesquisas são da militância petista. O Partido dos Trabalhadores se encontra na UTI. Sofre sério risco de via.

  3. Wellington Alves disse:

    A redução de velocidade foi a melhor coisa. Era um risco entrar na marginal. Ficou mais suave. é só andar dentro da velocidade que o radar não multa. O problema é a classe média brasileira, só pensa em si e não na coletividade. Que continue sim expansão de ciclovia e corredores de ônibus. A mobilidade tem de ser pensada na coletividade, que é o que acontece em países desenvolvidos. Estamos com a mesma mentalidade de país pobre desde que tropeçamos na democracia, com esses pró impeachment que contaminam a nação.

  4. Joaquim José da Silva Xavier disse:

    era sabido antes da eleição que Haddad subiria, nasõ se sabia se subiria o suficiciente, mas subiria, assim que fosse mostrando sua administração ao povo!!!
    numa campanha mais longa, com certeza Haddad estaria no segundo turno . . .

  5. Mauro disse:

    Não vejo outro horizonte nessa eleição, senão o predominio do voto de rejeição e esse é que vai determinar a eleição de um candidato.
    Não há entre os 5 mais destacados, um que se possa dizer que tem todas as boas caracteristicas de um bom politico, ou de um exemplar administrador e isso os nivela, com diferenças poucas e com grande dificuldade para o eleitor.
    Ganhará aquele que tiver menos rejeição e entre os menos rejeitados pela ordem, são Dória, Russomano e Marta.
    Haddad é carta fora do baralho e indubitavelmente isso será confirmado domingo a noite e resta saber entre Marta e Russomano, quem enfrentará Dória no segundo turno. QUEM VIVER, VERÁ!

    • Anderson da Silva Gonçalves disse:

      Cara, vc está bem por fora! Até parece que não esteve aqui nas ultimas eleições… a cada eleição essa história se repete, Russomano começa em primeiro nas intenções de votos, e ao decorrer da campanha vai caindo a ficha dos menos informados q logo o rejeitam deixando-o entre as últimas colocações. De fato ninguém garante que estas pesquisas Ibope e outros institutos são realmente confiáveis, ao que me parece não são (talvez apenas uma tentativa desses institutos de induzir o voto daqueles menos engajados fazendo-os votar por aquele pensamento equivocado do “vou nesse pq já ganhou mesmo”). Então de uma coisa estou certo, não importa quem vá chegar ao segundo turno, ou ganhar as eleições, mas Russomano não ganha e é muito provável que sequer chegue perto das intenções de voto do segundo colocado. A rejeição por Haddad é midiática, sendo mais pelo partido que pelo próprio candidato e pode ser revertida, já pelo Russomano essa rejeição só tende a crescer conforme surgem os fatos.

  6. João Alberto Afonso disse:

    Que pena que a Erundina esteja fora do páreo, visto como, para mim, deles todos, pouco importando sua ideologia, é a única honesta.

  7. Cleber Vieira disse:

    Só eu percebi que a Marta e o Dória já entraram no debate com um acordo de cavaleiros, pra um ficar jogando confete no outro?? Ridículo, e o povo ainda vai eleger esse cidadão!! Triste!

  8. Adnan El Kadri disse:

    HaDDaD, com certeza, foi o melhor no debate. Aliás, é de LONGE o melhor candidato. Sai de uma gestão riquíssima para a cidade e para cidadania de São Paulo. HaDDaD conseguiu mudar parâmetros para governar a grande metrópole. HaDDaD terá meu voto e milhões de brasileiros de São Paulo. HaDDaD13.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados

Não serão liberados comentários com ofensas, afirmações levianas, preconceito e linguagem agressiva, grosseira e obscena, bem como calúnia, injúria ou difamação. Não publicaremos links para outras páginas devido à impossibilidade de checar cada um deles.

2020-10-21 07:54:51