aki

cadastre-se aqui
aki
Política
05-03-2018, 7h56

Dúvida sobre Lula favorece entrada de Boulos na eleição

Fragmentação eleitoral também atinge centro-esquerda
2

KENNEDY ALENCAR
LONDRES

A fragmentação eleitoral que atinge a centro-direita também produz efeitos no número de candidatos de centro-esquerda e esquerda. No sábado, o PSOL lançou a pré-candidatura presidencial do líder do MTST (Movimento dos Trabalhadores Sem Teto), Guilherme Boulos.

A dúvida em relação à viabilidade jurídica da candidatura de Lula é um estímulo ao nascimento de mais postulações no campo da centro-esquerda e da esquerda.

A candidatura de Boulos representa com mais força as ideias de esquerda com pitadas de centro-esquerda, porque o PSOL vem moderando, bem aos poucos, os seus posicionamentos políticos e econômicos. Boulos será um candidato mais à esquerda do que Manuela D’Ávila, do PC do B, e Ciro Gomes, do PDT.

Boulos teve o apoio de Lula para se lançar candidato. Ele tem sido um fiel defensor do direito de o ex-presidente disputar a eleição presidencial. Tem também participado ativamente de manifestações em defesa de Lula. Ou seja, Boulos ganhou crédito com Lula.

De certa forma e guardadas as diferenças, Boulos lembra o Lula do início de carreira. Tem os pés fincados numa forte base social e está num partido que hoje tem ideias mais radicais do que o PT na política e, sobretudo, na economia.

Vale para Guilherme Boulos o raciocínio sobre a fragmentação eleitoral usado para analisar a pré-candidatura do presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM). Num quadro tão dividido, Boulos e o PSOL não têm nada a perder se tiveram candidatura presidencial própria.

Há ainda um fator simbólico interessante, Boulos terá como vice Sônia Guajajara, uma líder indígena. É uma chapa que pode trazer questões sociais e culturais importantes para o debate eleitoral e conquistar simpatia no eleitorado jovem de esquerda e centro-esquerda.

Comentários
2
  1. É PRECISO PASSAR O PAÍS A LIMPO, DOA A QUEM DOER! VIVA A LAVA JATO! disse:

    “BOULOS LEMBRA O LULA DO INÍCIO DE CARREIRA”. Consequentemente deveria “alertar” para o “Lula de fim de carreira” – vários processos criminais, condenado, preso. Mas, como disse um dia Rui Barbosa: “DE TANTO VER TRIUNFAR AS NULIDADES, DE TANTO VER PROSPERAR A DESONRA, DE TANTO VER CRESCER A INJUSTIÇA, DE TANTO VER AGIGANTAREM-SE OS PODERES NAS MÃOS DOS MAUS, O HOMEM CHEGA A DESANIMAR-SE DA VIRTUDE, A RIR-SE DA HONRA E A TER VERGONHA DE SER HONESTO”. (RUI BARBOSA).

  2. BRAGA BH disse:

    Vale analisar também o filme exibido no evento do PSOL quando Lula apoia o candidato e lhe deseja ‘toda sorte do mundo’! O gesto é maior pelo que não foi dito. Lula não menciona Ciro como sendo de esquerda e nem como sendo adversário neste momento. É aquilo que já foi dito na entrevista para Monica Bergamo: se ele quiser apoio da esquerda terá que optar pela esquerda sem escrachar os partidos e candidatos desta mesma esquerda. Se quiser ser candidato da direita, que abrace a politica hoje do país. Ficar em cima do muro é que não dá pra ficar!

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados

Não serão liberados comentários com ofensas, afirmações levianas, preconceito e linguagem agressiva, grosseira e obscena, bem como calúnia, injúria ou difamação. Não publicaremos links para outras páginas devido à impossibilidade de checar cada um deles.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

 
2018-09-22 14:11:36