aki

cadastre-se aqui
aki
Política
08-10-2013, 0h15

E agora, Lula?

4

Desde sábado, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva perdeu um pouco mais de sossego. Petistas e aliados perguntam o que fazer agora? Ou seja, sobrou para Lula descascar o abacaxi Eduardo Campos-Marina Silva.

Publicamente, o ex-presidente defende a presidente Dilma Rousseff com unhas e dentes. Nas conversas reservadas, diz que nunca viu tanta gente reclamando ao mesmo tempo da presidente e dizendo quase sempre as mesmas coisas.

Empresários, sindicalistas e políticos em geral têm levado um rosário de queixas ao Instituto Lula. Tem até gente achando que Dilma passou a escutar menos os conselhos do antecessor. Mas, segundo interlocutores, Lula demonstra fé na presidente. E responde que é preciso ter calma, porque ainda falta muito tempo até outubro de 2014.

Comentários
4
  1. ricardo disse:

    mais parece uma convocação de Lula para o enfrentamento

  2. Flavio disse:

    Kennedy

    Não sei se é um abacaxi ou na verdade um mamão com mel, essa aliança por enquanto é de fato só mais um ato do espetáculo partidário que movimenta a política brasileira. Marina não tem projeto, oscila entre um ecologismo despolitizado e determinadas posições reacionárias a direita até mesmo do PSDB. Seu grupo de “apoiadores” é tão heterogêneo, que hoje incluí de Heloisa Helena até Ronaldo Caiado e Paulo Bornhausen, passando pelo grande Heráclito.

    A eleição será muito difícil, mas ainda não é possível determinar o maior adversário do PT, poder ser inclusive o Aécio, o que facilitaria ainda mais para o lado dos petistas.

    A única coisa que é possível afirmar é que se o fracasso eleitoral do PSB for muito grande, Marina será descredenciada como quadro político nacional importante.

  3. Willams disse:

    Meu caro Kennedy, é muito fácil perceber o “cansaço” político que o PT está causando no Brasil, apesar dos bons índices de aprovação apresentados em algumas pesquisas, fica claro que há uma tendência de queda e de fadiga junto ao eleitorado brasileiro. Se as ‘centenas’ de pontos negativos do Governo Dilma-Lula forem bem explorados numa campanha eleitoral, se houver uma proposta clara de discutir os problemas do país explorando o que o PT poderia ter feito e não fez as chances de uma vitória do Campos são reais. O problema é que ainda falta muito tempo para as eleições e o PT tem o nas mãos a máquina pública que poderá ser empregada contra possíveis ameaças à sua soberania e eu penso que ele (PT) a usará fortemente contra o Campos e a Marina daí a fala do Lula pedindo calma.

  4. Nilson Moura Messias disse:

    Kennedy, o que é fadiga de material? O PT é, segundo as insuspeitas pesquisas: O melhor partido do Brasil, apesar da campanha de 99% das mídias golpistas contra; tem o ex presidente melhor avaliado da história; fez o melhor governo da república, só comparável a era Vargas, quem diz são os números, a atual presidente é melhor avaliada que seus adversários, em termos de honestidade, fez as leis mais rigorosas contra a corrupção. O caixa dois foi o maior pecado do PT, chamado de mentirão, finalmente os números e estatísticas não mentem. O Partido dos Trabalhadores não entregará a Petrobras, a Caixa Econômica, O Banco do Brasil, nem a BNDES, Banco do Nordeste e nossas áreas estratégicas e, e realmente, preocupado com a maioria do povo brasileiro. PT, mais 4 com Dilma Rousseff, 8 com Luis Inácio Lula da Silva, depois, fadigado, deseje curtir mais 8 com Fernando Haddad, Abraços.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados

Não serão liberados comentários com ofensas, afirmações levianas, preconceito e linguagem agressiva, grosseira e obscena, bem como calúnia, injúria ou difamação. Não publicaremos links para outras páginas devido à impossibilidade de checar cada um deles.

2020-09-25 20:56:31