aki

cadastre-se aqui
aki
Geral
22-08-2013, 15h50

É boa notícia levar médicos cubanos ao interior

27

É correta a decisão do governo de firmar um convênio com Cuba a fim de trazer 4 mil médicos daquele país para o Brasil. O caráter emergencial e temporário justifica a medida.

Há carência de médicos para fazer o atendimento básico em regiões mais pobres do interior e nas periferias dos grandes centros urbanos. O governo lançou um programa, o “Mais Médicos”, para tentar sanar essa necessidade. Foi dada preferência aos brasileiros.

Menos de 15% das vagas foram preenchidas. O governo do Brasil firmou um convênio com o governo de Cuba por meio da Opas (Organização Panamericana de Saúde), um braço da OMS (Organização Mundial de Saúde).

Ora, não há nada de comunista ou de romantismo em relação a Cuba. Existem tratados semelhantes da ilha caribenha com outros países. Uma entidade da ONU endossa o acordo.

No Brasil, 701 cidades não foram procuradas por nenhum médico que poderia se inscrever no “Mais Médicos”. A maior parte dessas cidades está no Norte e Nordeste.

Os médicos estrangeiros serão avaliados em universidades públicas e poderão atuar apenas naquelas áreas para as quais foram designados, sob determinadas regras e período.

Não há competição nem avanço sobre o mercado de trabalho dos profissionais brasileiros. A presença de médicos estrangeiros no país é insignificante.

O Brasil é um país de migrantes. Soa algo xenófobo a resistência à entrada de médicos estrangeiros. E, para aqueles que estão em cidades sem médicos, obviamente é melhor ter um do que nenhum.

São importantes os debates sobre mais infraestrutura e aperfeiçoamento do curso e da formação dos médicos. O governo merece ser cobrado nesse sentido.

Mas são questões que podem e devem ser respondidas à parte. Trata-se de um erro combater uma medida que vai levar atendimento básico a quem está abandonado.

Comentários
27
  1. Gilberto Mota disse:

    vc não acha que o fato de os médicos não querem ir para o norte ou nordeste, passa pelo fato de condições de trabalho e salário…? Para a realidade cubana, qualquer salário minimo é fortuna…
    Não estou convencido que essa seja mesmo a melhor saida.

    • Luis Felipe disse:

      É claro que a questão é majoritariamente salarial, ou você acha que as condições de trabalho são maravilhosas nos grandes centros? Eu não vou ficar julgando os médicos brasileiros, até porque cobrar altruísmo do próximo é muito fácil. Eu também não sei se trocaria o conforto da capital por um salário um pouco melhor no interior.

      Porém, se tem médicos estrangeiros querendo ir trabalhar lá, é dever do Governo contratá-los. A medicina de Cuba é reconhecida internacionalmente (médicos cubanos já foram contratados em esquema semelhante para trabalhar no Reino Unido e na Suécia). Fazem muito com pouquíssimos recursos. Além dos médicos, o Brasil poderia adotar a filosofia da medicina cubana. Passou da hora de abandonarmos a ideia de que a medicina é um produto para curar doenças, ancorada em pesquisas caríssimas e tratamentos inacessíveis aos mais pobres. Medicina deve ser, antes de tudo, para prevenir doenças. É mais simples e barato, e dá resultado.

      • Luis Felipe disse:

        *É claro que NÃO é majoritariamente salarial.

      • Antonio disse:

        Meu caro kenedy, em qualquer lugar civilizado, médico é quem tem seu diploma reconhecido por um conselho ou órgão que regula o exercício da medicina. Ou seja, os cubanos no Brasil estarão exercendo ilegalmente a profissão. Segundo, foi criado uma medicina de terceira classe para a população mais carente ( o SUS é a segunda classe) e duvido muito que vc leve seu filho para tratar com um falso médico. O único problema que será resolvido com estes falsos médicos é o das pesquisas eleitorais, porque lamentavelmente a população carente é inocente e não sabe diferenciar um atendimento médico de qualidade. Afirmar que a medicina em Cuba tem qualidade suficiente para dispensar o revalida é no mínimo desinformação do sr., aliás o sr poderia fazer um grande sucesso como jornalista em Cuba .

    • André disse:

      Salário mínimo a partir de R$ 10.000,00? Tá bom, viu. Melhor você se informar, amigo, sobre o que é a medicina em Cuba. É de qualidade, referência mundial em diversas especialidades. Menos preconceito e mais praticidade.

      • Pascal disse:

        Esse dinheiro vai para Cuba, sem mané… se informe! Os médicos (curandeiros escravos, na verdade, pois não tem diploma brasileiro e não podem ir e vir) ficam com estimados 20% do dinheiro

  2. João Ferreira disse:

    Kennedy, via de regra a maioria dos profissionais adoram reserva de mercado, muito mi mi mi mi mú mú mú.

  3. madalena marques disse:

    Kennedy, sinto muito ver o povo brasileiro e cubano ser usado dessa forma. O brasileiro por continuar a ser atendido sem qualidade pois o médico mesmo o cubano precisa de estrutura para trabalhar e vc sabe que isso não temos. E o cubano que vem para o nosso país e diferente dos outros estrangeiros que aqui vão atuar não vão embolsar os 10 mil reais e sim o Governo de Cuba. Lamento ver o meu país participar disso. A pessoas serem tratadas como propriedade de seus governos. Sempre devendo, sempre pagando, sempre sangrando. Espero que os maus intencionados que fizeram parte desse desenho de solução tenham dado um tiro no pé. O futuro dirá.

  4. Mario Ramos disse:

    Até porque o mesmo conselho federal de medicina que quer revalidar os médicos estrangeiros não aceita VALIDAR os formandos brasileiros, com exames eliminatórios como os da OAB… Realmente é cômico…

  5. Ana Maria Bitencourt disse:

    Sou totalmente contra, até porque sabemos que Cuba embolsará grande parte do salário desses médicos, ou seja, dos R$10 mil reais oferecidos. Será sim um bom negócio somente ao governo Cubano. Lamentável!

  6. Ricardo disse:

    É claro que o forte componente ideológico está presente nesta negociata com cuba. É um convenio que não foi feito da noite para o dia, e já tinha sido decidido a tempos. A manifestação de jun.13 foi providencial para colocar em pratica essa ideia autoritária federal. Na verdade,trata-se de enviar recursos brasileiros para Cuba (que são impostos pagos por nós),os médicos são apenas vetores que permitem essa transação. Qual será a postura do Ministério do trabalho e direitos humanos nesta história ? De mais Saúde e inocência, esta manobra não tem nada.

  7. Silvia disse:

    Se um médico estiver viajando por uma estrada, ele vai deixar de atender um acidentado porque não tem condições de trabalho e salário? Como era nos tempos antigos, quando ainda não havia tecnologia e nem existia a máfia dos exames e dos medicamentos? É melhor ter um médico que possa atender e colaborar para um diagnóstico real das condições de saúde e de atendimento da população que nunca teve acesso a nenhum tipo de tratamento.

  8. Gustavo Aguiar disse:

    Gostaria de saber baseado em que essas pessoas afirmam que o Governo de Cuba vai ser quem irá receber os salários do médicos que estarão trabalhando e morando no Brasil? E se for o que vocês tem com isso? O fato é que o Brasil carece de mão de obra de vários profissionais devido a falta de investimento em educação por vários anos,dentre eles dos profissionais de medicina. Claro que a falta de médico não é o único ponto negativo de nossa saúde pública, que também precisa de mais investimento, mais estrutura, mais medicamento,etc, mas não podemos negar que há vários locais com boa estrutura e que a saúde não funciona por falta de profissionais para o atendimento básico, e é para esses lugares onde nós procuramos e não achamos médicos é que irão esses médicos. SEJAM BEM VINDOS MÉDICOS CUBANOS E DE QUAISQUER OUTROS PAÍSES QUE QUISEREM VIM!

  9. Kennedy!!! Com certeza!!! A Presidente Dilma está respondendo , imediatamente, a voz que veio das Ruas!!! O Problema da saúde Pública não foi criado no governo do PT, ele é de longa data e vem se alastrando como um CANCÊR!!!A Presidente está tentando resolver com muita coragem e vai conseguir atenuar esta crise do setor da saúde!!! Nossos médicos não aceitam irem para periferia portanto não a o que se discutir sobre este propósito!!! Que venham os cubanos, portugueses, espanhóis…

  10. Plácido Borges Campos disse:

    Havia um tempo em que enfermeiras e farmacêuticos resolviam tudo, só coisas realmente serias iam aos médicos. Ninguém morria por falta de recurso. Foram proibindo tudo e só médicos podiam, tudo se vai ao pronto socorro. Virou isto, o caus. Sou a favor de melhorar todos os cursos da área de saúde e dar autônima para quem for preparado para tanto. Estudam quase as mesmas coisas mas umas classes não podem atuar por corporativismo. Muita coisas enfermeiras poderiam fazer em casa, sem hospital.Saúde virou artigo de luxo e bem comercial.Basta!!!

  11. Maria de Fatima Medeiros Santana disse:

    Não sou contra a vinda dos médicos cubanos. Sou contra a forma de pagamento. Não podemos compactuar com a escravidão imposta pelo governo cubano. Por que não pagar diretamente para os médicos? Lógico que é para garantir o retorno dos mesmos á Cuba. Não podemos nos esquecer que o governo petista devolveu, sem o devido processo legal, os desportistas no passado.

  12. A falta de infraestrutura não se deve somente ao Governo Federal, pois as Prefeituras possuem muita corrupção. No entanto, é mais fácil reclamar do governo que fica mais longe do que daquele quântica na esquina. O governo Federal acaba se sentindo na obrigação de impor de cima pra baixo. isto ocorre em outras áreas também, como na questão da educação. Como os Prefeitos, Governadores, deputados e vereadores não cumprem com a obrigação de manter um sistema digno, nem a sociedade cobra, as cotas acabam por ser uma ação de cima pra baixo e que, bem ou mal, obriga a classe média finalmente cobrar por ima educação gratuita de qualidade. As pessoas sempre viraram as costas para estas duas questões, e agora ficam reclamando …

  13. Thedra disse:

    É impressionante como todas as críticas e protestos são apenas contra os cubanos… Já pararam para analisar os índices de saúde e mortalidade por países da OMS? Que lugar acreditam que ocupa o Brasil com relação a Cuba? Cuba tem um dos menores índices de mortalidade materno-infantil do mundo! Não sei baseados em que dados julgam os médicos cubanos?? Cuba inventou um medicamento contra um tipo de vitiligo, inventou um remédio para a cura do pé diabético que esta sendo usado por vários países principalmente da Europa, inventou a vacina pentavalente que foi inclusa em nosso calendário faz pouco tempo e eles já a utilizando há anos!!! O que a medicina brasileira aportou até hoje de benefícios para a humanidade??? Em Cuba se um médico abandona um plantão ele perde o direito de exercer a medicina pra sempre, no Brasil vemos esse escândalo quase todos os dias e nada acontece!!! O que falta no Brasil não é só infraestrutura e sim caráter para exercer de fato a medicina! Pessoas estão sendo influenciadas pelos presidentes do CRM e CFM sem saberem quais são as reais justificativas! O SUS esta falido por interesse dos políticos que são sócios/donos de planos de saúde assim como médicos que estão a frente de todo esse movimento contra o programa “mais médicos”! Estamos falando de médicos mercantilistas, donos de hospitais privados, planos de saúde, clínicas particulares… Não convém à essas pessoas que o SUS melhore pois o povo que deixa de comer para pagar por seus planos de saúde não precisariam mais “mal gastar” esse dinheiro! O problema vai muito mais além dos olhos que estão apenas olhando e aceitando tudo o que lhes é jogado pela mídia! Em Cuba se ganha pouco sim e justamente por isso que se estuda por amor, ao contrário do Brasil onde médicos escolhem a medicina por herança e/ou visando os altos salários! Um médico em Cuba ganha o mesmo que um professor pois todos têm sua importância na sociedade! Deveriam ler os conselhos de esculápio, essa é a base de uma medicina feita para o paciente e não para o bolso do médico! Deveriam deixar de criticar e analisar a situação! Quantos erros médicos são cometidos por brasileiros formados no Brasil?? Negligências? E o que acontece? Quando se escolhe uma profissão se conhece todas a suas falhas sejam internas ou externas, devemos estar realmente dispostos a exercê-la seja como for! Os cubanos tem muito menos tecnologias que o Brasil, menos medicamentos à disposição que o Brasil e assim mesmo cuidam melhor do seu povo, não falo por mim, vejam os índices da OMS!!! Todos os formandos no Brasil deveriam passar por uma prova de nivelamento para conseguir seus CRMs assim como a AOB! Existem muitas universidades e a qualidade de um aluno nunca é mesma! Professores se corrompem já foi divulgado, vestibulares são comprados… A prova de validação deveria ser igual e uniforme para todos sejam estrangeiros ou brasileiros!

  14. sergio eduardo de carvalho disse:

    Kennedy,

    Que venham médicos cubanos, mexicanos e marcianos para a saúde básica da família.Queremos médicos no interior do Brasil longe de shoppings e do ar condicionado.Especialistas na humanização da verdadeira medicina não corporativista.Medicina é sacerdócio, é cuidar do próximo e não para patrocinar time de futebol,segundo Hipócrates…

  15. jvc disse:

    Mina nossa!
    é claro que o governo cubano vai e deve receber parte do salario.. isso é politica de Estado de Cuba.. O governo cubano deu para estes médicos estudo, tratamento me´dico e odontologico, alimento, treinamento técnico, tudo tudo.. agora que eles estão otimos e bem treinados, o Estado Cubano exporta seu conhecimento e ótima medicina para outros paises como fonte de divisas ao país.. garanto que se perguntar aos médicos cubanos se acham ruim, praticamente todos vao dizer que estão totalmente de acordo com isso.
    Parabéns ao ministro Padilha e triste ao ver tanta gente com tanto ódio no coração de um país irmão, simpático, lindo e que respeita seus cidadãos como Cuba.

  16. swamy disse:

    Kennedy, como você pode observar, a questão, para muitos, deixa de ser médica e passa a ser politica e ideológica, principalmente.
    Se fossem médicos americanos, será que haveria essas críticas? Acho que não.

    O senso crítico, a racionalidade e a mínima inteligência, já mostra que esse Programa deve ser respeitado, principalmente quando a crítica parte de gente do naipe de jair bolsonaro e políticos do PSDB.

    Muitos médicos brasileiros que criticam o Programa, são aqueles mesmos que durante um atendimento nem olham para o paciente ou que batem o ponto e fogem dos plantões. Hipócritas!

    Devemos parabenizar a Presidenta Dilma e rechaçar esses “médicos” que tentam, com a ajuda da oposição, boicotar um Programa que visa minimizar o sofrimento da população que mais sofre com a falta de médicos.

  17. Marina disse:

    Kennedy, ouço sempre você na rádio e gosto bastante. Espero que vc não acabe sendo derrubado pela enxurrada de ódio que existe na internet. Discutir política não é só falar de escândalos em corrupção. Vamos discutir ideias, soluções e parar de tratar este mundo como bem x mal. Obrigada pela lucidez de sempre.
    Abs,

  18. Victor disse:

    Estou bobo!
    Kennedy, voce reproduziu exatamente o discurso do Governo!
    Não fez qualquer analise, nso ouviu qualquer argumento fora da esfera governista, favorável ou contrario…. Como pode se vender desse jeito?
    Sou militante petista, psicólogo, bacharel em filosofia e fiquei realmente bastante preocupado com a idoneidade de todos os seus comentários anteriores.
    Globo se alinha com o poder, seja qual for.
    Nunca imaginei viver em uma ditadura disfarçada (e mal). Jamais aprovaria um Governo capaz de fazer uma jogada súbita como essa, comprando votos e apoio da midia de todo lado.
    ATENCAO: nao desistam de nós! Governo Dilma é diferente do PT.

  19. Rodrigo disse:

    Sem dúvida Kennedy um ótimo artigo.

    Ninguém pensa na população, por um lado a mídia sempre mordendo o PT, a classe médica mais protecionista do que nunca e os que acreditam na “grande invasão comunista”, e no outro lado o povo pobre que anda mais de 50 km atrás de um clinico geral!

  20. Pascal disse:

    O foco dos “protestos” da “mídia tradicional” não é em relação aos médicos serem cubanos. Se o estado brasileiro dar os R$ 10.000,00 para os médicos, e não a governo cubano, se o governo brasileiro não tirarem deles o direito universal de asilo político, se eles tiverem os seus direitos básicos, garantidos pela constituição brasileira, de ir e vir garantidos, e se eles responderem para o estado brasileiro, e não para o cubano, não vejo problema. Se eles são “bons” suficientes para atuar no programa “Mais Médicos”, porque não podem ter o seu registro e clinicar no país? Essa incoerências que são inadmissíveis.

  21. Jose Benedito da Silva disse:

    “Há brasileiros que precisam conhecer o país onde vivem.
    A Região Nordeste não é somente pobreza, nem miséria, nem gente analfabeta não, como é apresentada por aí, temos muitas riqueza também e uma gente hospitaleira e muito feliz.
    1) O problema da saúde brasileira é comum a todas as regiões;
    2) O programa “MAIS SAÚDE” vai sim salvar o nosso povo brasileiro que há muito vem sendo maltratado pelos médicos (alguns) do Brasil que estão no serviço público e não se dedicam ao atendimento de quem é a razão de sua existência, o povo doente;
    3)Os médicos brasileiros estão contrariados com o Governo brasileiro porque sabem que ele com o “Mais Saúde” vai garantir aos brasileiros (principalmente os que não podem comprar saúde) o seu direito constitucional que é ter saúde; e
    4) Quem deveria ser enquadrado por desrespeito a Constituição Brasileira eram os médicos que, num ato de desumanidade e equivocadamente, se negaram a atender ao chamamento do governo para se inscreverem no “Mais Saúde”, cuja atitude por si só já se configura motivo para o Conselho Nacional de Medicina cancelar o registro profissional deles,posto que ficou claro a sua infringência ao Código de Ética da Categoria no que diz respeito a eles estarem proibidos de se negar a exercer seu ofício a qualquer hora ou circunstância, mesmo que a necessidade do atendimento, como nos dias atuais, se apresente no chamamento de uma (da maior) autoridade do país.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados

Não serão liberados comentários com ofensas, afirmações levianas, preconceito e linguagem agressiva, grosseira e obscena, bem como calúnia, injúria ou difamação. Não publicaremos links para outras páginas devido à impossibilidade de checar cada um deles.

2020-10-21 15:48:21