aki

cadastre-se aqui
aki
Política
26-10-2014, 19h15

Eleição no DF barra forças mais atrasadas

3

Postado por: ISABELA HORTA

O senador Rodrigo Rollemberg (PSB) foi eleito governador do Distrito Federal com 55,56% dos votos. Jofran Frejat (PR) obteve 44,44%. O adversário de Rollemberg era apoiado pelas forças políticas mais atrasadas, como o ex-governador José Roberto Arruda, preso em 2010 pelo envolvimento no mensalão do DEM. A eleição foi positiva para os brasilienses.

Líder nas pesquisas de intenção de voto no primeiro turno, Arruda desistiu de disputar o governo do DF sob risco de ter a candidatura cassada pela Justiça. Frejat, até então candidato a vice, assumiu o posto e, em seu lugar, Flávia Arruda, esposa do ex-governador, completou a chapa. Na segunda fase da campanha, a dupla prometeu passagens de ônibus a um real, a “tarifa Frejat”, que teria um grande peso no orçamento do Distrito Federal.

O atual governador, Agnelo Queiroz (PT), era candidato à reeleição, mas ficou em terceiro lugar na disputa. Isso é um reflexo da dificuldade que o PT enfrenta nacionalmente. A questão da corrupção é importante. O partido deverá enfrentá-la, vencendo ou não a eleição presidencial neste domingo.

*

Os presidenciáveis reclamaram que a disputa no segundo turno foi muito dura, com ataques pessoais. Para Dilma Rousseff (PT), houve “momentos lamentáveis”. Já Aécio Neves (PSDB) afirmou que a campanha ficará marcada como “a mais sórdida”.

Mas a campanha negativa, em que os candidatos apontam mais os defeitos do adversário do que ressaltam suas qualidades, é importante para que o eleitor conheça os concorrentes. O TSE não contribuiu ao proibir os ataques na propaganda política de rádio e TV. O eleitor sabe avaliar quando as acusações são de baixo nível.

O presidente eleito neste domingo deverá unificar as forças políticas, criar pontes com partidos e bancadas no Congresso Nacional. O clima político não será o mesmo encontrado por Dilma em 2011, quando o país crescera 7,5% no ano anterior e o então presidente Lula tinha uma aprovação muito alta. A base de apoio da petista no Congresso Nacional era maior que a do governo Lula. A economia também estava mais arrumada. Certamente, o cenário que o próximo presidente encontrará é de maior turbulência política e econômica.

Confira o comentário:

Comentários
3
  1. Pasquale disse:

    Mais 4 anos pastando e sendo roubados.
    Parabéns,poucos povos do mundo permitiriam que isso acontecesse.
    Não reclamem mais,o brasileiro merece que os ratos acabem com o petroleo da Petrobras.
    Um Feudo nojento, e a população pode se proclamar a mais idiota e imbecil que vi nos últimos anos.
    LIBERDADE,IGUALDADE E FRATERNIDADE.

  2. Pasquale disse:

    Aécio foi fraco,com um banquete de escandalos a sua disposição,tinha tudo para exterminar o PT.
    Ficou muito recatado,para quem almejava uma presidencia.
    Forneceu queijo para os ratos.
    Brasil
    Mostra tua cara
    Quero ver quem paga
    Pra gente ficar assim
    Brasil
    Qual é o teu negócio?
    O nome do teu sócio?
    Confia em mim

  3. Pasquale disse:

    O BRASIL AGORA FCOU DIVIDIDO.
    FICOU BEM CLARO, QUE METADE DA POPULAÇÂO NÂO QUER MAIS O PT NO GOVERNO.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados

Não serão liberados comentários com ofensas, afirmações levianas, preconceito e linguagem agressiva, grosseira e obscena, bem como calúnia, injúria ou difamação. Não publicaremos links para outras páginas devido à impossibilidade de checar cada um deles.

2020-09-29 16:15:21