aki

cadastre-se aqui
aki
Entrevistas
20-06-2018, 20h43

EUA deverão indenizar famílias presas, diz Conectas

Migrantes são presos e filhos ficam separados dos pais
4

KENNEDY ALENCAR
BRASÍLIA

A diretora-executiva da Conectas Direitos Humanos, Juana Kweitel, afirma que é possível que pessoas presas pela administração Trump recebam reparação.

“O governo americano tem de reparar essas famílias”, diz Kweitel, em entrevista ao “Jornal da CBN – 2ª Edição”. Ela afirma ter confiança de que “haverá litigância no futuro para que o governo dos Estados Unidos” pague reparação a essas pessoas

Ela vê um “nível de crueldade chocante, inimaginável” na separação de cerca de duas mil crianças de seus pais. Também considera “chocante” o presidente Donald Trump ter dito que não poderia agir, mas apenas o Congresso. Ele assinou nota executiva revogando a separação entre pais e filhos detidos ao tentar entrar no país. Trump fez hoje o que ontem dizia não ser possível.

Para Kweitel, o presidente americano recuou devido à pressão internacional, mas também à reação interna à sua política de migração. Ouça a entrevista no áudio abaixo:

Comentários
4
  1. walter disse:

    Kennedy, se permitiram que um decreto chegasse a este ponto; ninguém de fato liga para mais nada, com Trump favorecendo os Americanos, em suas origens; acaba sendo um efeito colateral, deixaram a cadeira da ONU, por razões óbvias, já que as alegações procedem; manter Países que burlam os direitos humanos ali, confirma o antro que se transformou aquilo…depois o Trump tem o maior apoio que precisa; ou seja, Israel vai apoia lo, em qualquer circunstância, se for pouco, imaginem o quanto o Mundo mudará…quanto ao absurdo gerado, por separarem filhos dos Pais, começa no momento que as famílias que se arriscam, não respeitando os próprios filhos, transformando os em escudo…só estou explicando o óbvio; falta sensibilidade destas pessoas; talvez já esperem por isto; quem sabe, para tentar de alguma forma, gerar proteção aos seus…

  2. renata disse:

    Acho que Trump agiu corretamente!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados

Não serão liberados comentários com ofensas, afirmações levianas, preconceito e linguagem agressiva, grosseira e obscena, bem como calúnia, injúria ou difamação. Não publicaremos links para outras páginas devido à impossibilidade de checar cada um deles.

2020-10-19 12:22:51