aki

cadastre-se aqui
aki
Política
18-07-2017, 22h02

Fantasma da conspiração ronda Temer e Maia

Para cumprir meta fiscal, governo estuda aumentar imposto sobre gasolina
2

KENNEDY ALENCAR
BRASÍLIA

Já havia uma negociação antiga de deputados do PSB para ingressar no DEM, mas ela estava em banho-maria. Quando cresceu a possibilidade de o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), ocupar o Palácio do Planalto, essa negociação voltou a ganhar força.

Temer soube e reagiu. Teve reunião hoje com o mesmo grupo do PSB e sinalizou com a possibilidade de filiação ao PMDB.

Na avaliação de Temer, Maia teria conspirado tentado a virar presidente da República. Na visão de Maia, Temer seria injusto, porque ele estaria dando prova de lealdade.

Marcado por iniciativa presidencial, o jantar desta terça em Brasília entre Temer e Maia é uma forma de tentar apaziguar ânimos e espantar fantasmas de ambas as partes.

*

Contas públicas no vermelho

Temer estuda a possibilidade de aumentar um tributo que incide sobre o preço da gasolina, como deseja o ministro da Fazenda, Henrique Meirelles. A tendência é elevar o imposto.

No entanto, há um complicador político: em agosto, o governo deverá travar batalha na Câmara para evitar que o Supremo Tribunal Federal analise a denúncia da Procuradoria Geral da República contra o presidente. Seria hora ruim para anunciar mais uma medida impopular.

Sem aumento de impostos, dificilmente o governo cumprirá a meta fiscal deste ano, que já prevê um deficit de R$ 139 bilhões. Se não cumprir a meta, a equipe econômica perderá credibilidade. E isso poderia ser pior para o destino de Temer em meio à atual crise política.

Assista aos temas do “SBT Brasil”:

Comentários
2
  1. walter disse:

    Caro Kennedy, como sempre a conta sobra para os desavisados brasileiros, como os economistas de plantão, que ingressam no governo, são sangue sugas, a procura de sangue dos reais trabalhadores; como sempre a conta não fecha, entra governo, sai governo e a formula é a mesma…Falando dos partidos e do troca troca; não acredito na traição, já que o DEM ou PSDB, vão sempre se entender, mesmo em situações como esta; não podemos esquecer que o Aécio esta a solta, tentando aglomerar muitos votos ao temer, e por tabela, livrar sua cara…fica a questão das reformas; qual será o preço, para os tais partidos, preocupados com o social, votarem a favor de mudanças positivas; estamos num momento crucial para o País, precisamos fazer a economia caminhar, e o temer esta a fim, e deve se aproveitar deste movimento para aprovar a -previdência…tomará esteja certo; com isso irá até o fim, se não tropeçar…com a fraqueza da oposição,poderão surgir movimentos positivos do nada, e fazer bem ao País…

  2. mano disse:

    prezados: lembram do desgoverno Collor! Do jeito que as coisas estão caminhando a classe média alta, média média e média baixa precisa tomar cuidado, além de desemprego o dindin poupado/aplicado pode perder valor real e transformr-se na melhor das hipóteses em valor nominal. Aí eu quero ver: A histeria será grande e o enfarte será a causa mortis mais provável. O deficit público é enorme, a conta não fecha. O governo não paga a dívida e rola os juros. Quanto aos pobres, não morrerão de enfarte porque já morrem de fome.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados

Não serão liberados comentários com ofensas, afirmações levianas, preconceito e linguagem agressiva, grosseira e obscena, bem como calúnia, injúria ou difamação. Não publicaremos links para outras páginas devido à impossibilidade de checar cada um deles.

2020-09-27 06:48:41