aki

cadastre-se aqui
aki
Política
14-12-2015, 9h18

Fatores STF e Cunha ditarão ritmo do impeachment

Presidente da Câmara afasta gente das ruas e da tese de queda de Dilma
23

KENNEDY ALENCAR
BRASÍLIA

O ritmo de decisão do processo de impeachment da presidente Dilma Rousseff dependerá de dois fatores que ficarão mais claros nos próximos dias.

Primeiro, se o STF (Supremo Tribunal Federal) tomará uma decisão definitiva nesta quarta-feira que será aceita por governo e oposição ou se esse embate jurídico vai se estender pelos próximos dias e semanas.

O segundo fator é a permanência ou não de Eduardo Cunha (PMDB-RJ) no comando da Câmara. Cunha é um peso para quem defende o impeachment.

O presidente da Câmara é um dos principais motivos da baixa adesão aos protestos de ontem _mais do que o tempo exíguo para convocação. O país inteiro só discute impeachment, o noticiário só trata disso. O país está informado sobre o debate do impeachment.

Um político cercado de denúncias de corrupção ter dado o pontapé no impeachment em revanche por não ter sido protegido pelo PT no Conselho de Ética da Câmara afasta boa parte da opinião pública das ruas e da tese de queda da presidente Dilma Rousseff.

O governo tem um argumento forte para acelerar uma decisão sobre o impeachment: a atual paralisia administrativa e econômica do Brasil.

Faz sentido esticar esse processo por mais três meses? Do ponto de vista da vida real das pessoas e das empresas, não.

A insistência do PSDB nessa estratégia pode permitir ao governo carimbar a oposição como mais focada em chegar ao poder sem voto, pelas mãos do vice-presidente Michel Temer, do que realmente preocupada em resolver os problemas do país.

Na hipótese de o Supremo decidir na quarta e todos os lados aceitarem isso, Eduardo Cunha vai tentar arrastar essa discussão para depois do recesso, porque interessa ao peemedebista manter paralisado o processo no Conselho de Ética.

Cunha continuará mantendo a Câmara refém dos seus interesses? Se o Supremo anular a comissão especial eleita na semana passada no voto secreto, ele fará logo uma votação para formar a nova comissão ou adotará novas manobras regimentais protelatórias?

As respostas a essas questões, que deverão ser dadas nos próximos dias, ditarão o ritmo da guerra do impeachment.

*

O efeito imediato dos protestos de ontem é trazer algum alívio ao governo e alguma preocupação à oposição. Ontem, houve uma presença menor do que nos protestos contra o governo que aconteceram ao longo do ano.

Para quem trava uma luta pela sobrevivência, foi vitória pontual. Sem multidões nas ruas fica mais difícil viabilizar um impeachment. É necessário um conjunto de fatores, entre os quais mobilização popular.

Mas o fato de haver menos gente não significa que o risco de impeachment tenha sido afastado, porque a luta política segue feroz nos gabinetes em Brasília, seja no Congresso, seja no STF. Neste momento, aliás, a luta é mais importante nos gabinetes do que nas ruas.

Se não houver uma decisão do Supremo que invibialize o pedido de abertura de processo impeachment desencadeado por Eduardo Cunha, o governo tentará acelerar a votação na Casa. Já a oposição, diante do falta de adesão popular maciça mostrada ontem, vai procurar adiar a votação do impeachment para depois do Carnaval.

Ouça o comentário no “Jornal da CBN”:

Comentários
23
  1. Mauro disse:

    O STF, por intermédio de vários ministros já sinalizou que a tramitação do processo de impeachment, embora tenha componentes juridicos, é uma decisão politica e o maior tribunal do pais vai interferir o minimo possivel em todo o processo.
    Burramente, mais uma vez o governo quer forçar uma saida de Eduardo Cunha da presidência da Câmara, mas talvez se esqueça que um novo presidente, muito provavelmente será alguem ligado as oposiçoes e mais interessado no processo de impeachment, pois como todos sabem e viram, a quantidade de votos que o governo tem em seus pares na Câmara, está muito pequena para que Dilma imponha qualquer vontade. A saida de Cunha, vai fortalecer a oposição.

    • walter disse:

      Caro Mauro vc tem razão…existe uma saturação do Povo; sair a Rua com Sol na testa, no Domingo de laser; falta motivação geral…precisamos de de motivação com fatos capitais…
      Quanto as convocações de certos grupos, deveríamos saber quem esta por traz; frentes de libertação fantasmas, assustam…
      Kennedy, o Cunha é um mico, mas incomoda muito masi, os ataques do governo contra ele…já estão pagando caro por isso, não aprenderam nada…o próximo pode ser pior”…

      • walter nobre disse:

        Vale lembrar Kennedy, que a vida do Michel não esta ganha; não adianta colocar a faixa por baixo do paletó; tem muita água por baixo desta ponte…ele não tem unidade entre os seus; não é candidato único; falta a união dos caciques, nesta o Michel perde feio.
        A dilma tem sido sagas com pmdb; tem acontecido traça pés dos membros do pmdb, mas não justifica um presidente(temer, e vice da república esta tão por baixo;é simples de entender, ele sempre acreditou, que tinha um certo domínio, isto não esta claro…
        Vale resaltar também, os depoimentos, depois do lula, serão muito mais abrangentes; quem tem o que falar, esta na hora; o lula vai se complicar, que segurar a onda agora, poderá ter uma possível delação, IMPUGNADA, ou seja; não teria mais valor; o apenado, terá que cumprir pena integral; VALE PARA OS AMIGUINHOS, QUE ESPERAM UM MILAGRE”…

  2. Mauro disse:

    Grande e infantil erro, se o governo comemorar de alguma forma, a “baixa” participação popular nas manifestaçoes desse domingo, em todo o Brasil.
    Em primeiro lugar, se o governo prestasse, não haveria ninguem nas ruas e em segundo lugar os protestos não são mais do “sudeste/sul maravilha” e seus habitantes “privilegiados/rebeldes sem-causa” e sim se espalharam por todo o pais, inclusive nos estados e capitais onde Dilma teve maioria nas ultimas eleiçoes, mas que agora viram que cairam num grande engodo ao votar no PT.
    Se Dilma se apega aos 2 ou 3% de vantagem de votos nas eleiçoes para convalidar todos seus erros e incompetência, com certeza, se realizadas eleiçoes hoje, ela não seria eleita nem para suplente do suplente de deputado. O Brasil, que não se beneficia de maracutaias e bolsas-tudo, que Dilma, de preferência governando alguma comunidade esquimó lá no Polo Norte.Nada menos do que isso!

    • marcio disse:

      A GRANDE VERDAD E QUE QUEM DEFENDE O IMPEACHMENT SÃO OS MESMOS QUE VOTARAM NO PSDB, NÃO ACEITAM A DERROTA E VÃO NESTA LENGA /LENGA até 2018, e ainda dizem que defendem o interesse nacional, não foi o que eu vi nas ruas não…

  3. Pior que Acreditei disse:

    Receio que não seja bem isso. Como o espaço é exíguo, priorizarei a síntese. O que mais me parece é que a população “perdeu o tesão”. Tomo por mim, que já desacredito completamente que este impeachment aconteça. O 1o balde de água fria veio com as declarações de FHC em favor da não materialização do impedimento. O 2o, com o engavetamento do pedido que foi promovido por Cunha. O 3o, com a intromissão protelatória do STF. O penúltimo com a postura “tatibitati” do vice. E agora o próximo está sendo o agendamento das manifestações para março/2016. O movimento vinha num crescente mas foi habilmente esvaziado com aquilo que o brasileiro sabe fazer de melhor: protelar, ou procrastinar, se quiser assim. E a mente do povo não é um eletrodoméstico que se pode ligar e desligar ao bel prazer daqueles que estão bem, mesmo num país em plena crise. Quando se tenta fazer isso, as cabecinhas dão “tilt”. Brazil lembra brasa. Devíamos nos chamar Mornacéia, ou Gelândia.

    • Mauro disse:

      É cristalino que Dilma não reune mais condiçoes de governar e o impeachmnt será uma bençao para o governo dela, pois ela apesar de expulsa, para parte da população que ainda acredita nesse governo, seria tida quase como uma martir perseguida.
      O fracasso de um impeachment representará literalmente o inferno na terra para esse governo, pois provavelmente não conseguirá aprovar no Congresso nenhuma medida que sustenta o poder. O Congresso será de oposição ferrenha, até porque os politicos precisam descolar a imagem desse desastre chamado governo Dilma e todos querem se distanciar de qualquqer ligação com isso.

  4. Carlos Roberto Mendes disse:

    Nada disso, o Povo não se mobilizou mais porque viu que agora o impeachment vai. Essa segurança de que a Câmara colocou pra andar tranquilizou o povo. Isso é o que ouvi hoje nas rodas de conversa na empresa que trabalho. Rejeita o impeachment ou não vota pra ver o que vai virar as ruas….

  5. Marco Túlio Castro disse:

    O que o impedimento da Dilma tem a ver com o Cunha ? Eel só acolheu o pedido. Quando Dilma sarir pode montar uma consultoria com o Cunha que já vai estar na iniciativa privada. Só que acho que ele não vai aceitar ela como sócia.

    Engraçado é ver os petistas até tentando vincular o dia 13 ao AI-5. Antes da manifestação o povo na rua tinha um protagonismo secundário agora que não foi muita gente como esperado têm um impacto tão grande que o PT quer acelerar o processo.

    Acho que os petistas estão com sindrome bi-polar. Muito divertido mas, vai tudo depender do PMDB e pelos movimentos já dá pra ver que a Dilma vai para o banco.

    • JEFFERSON NERY DE ALMEIDA disse:

      Me permita democraticamente discordar da sua opinião

      Definitivamente , quem encontra-se em transtorno psicológico, unipolar , é o PSB, DEM entre outros.
      Alias esse transtorno já vem de longas datas, há
      pelo menos três mandatos, naturalmente acentuou-se
      bastante recentemente, pelo simples exercício livre
      da sua incompetência, quando não explicaram que no Brasil as eleições para Presidente , por força constitucional limita-se a dois turnos

      Abraço

  6. Pasquale disse:

    O Pessoal de brasíla tinha que assistir a peça,os macaquinhos.
    Porque o povo ,já esta encenando essa peça desde que o PT entrou.

  7. Herbert Moreira Couto disse:

    Creio ser um equívoco concluir que a menor presença nos protestos de ontem trazem alívio ao governo e preocupação à oposição.
    A meu ver, isso se deu em razão da continua repetição de um mesmo meio de manifestação em curtos espaços de tempo. Nos protestos anteriores, as pessoas deixaram claros sua indignação e o inconformismo com a situação do país.
    Além disso, a Polícia Federal e o Judiciário demonstram estar em pleno funcionamento e atendendo às expectativas da população.
    Por fim, há de se destacar a esperança de que o Legislativo repercuta as vozes das ruas em suas decisões nos atuais processos que la tramitam.
    Assim, diante desses fatores, a menor presença nas ruas se apresenta como consequência normal.

  8. Ray Magno disse:

    “Cunha é um peso para quem defende o impeachment”.

    Acho melhor pensar de outro modo.

    Não fosse pelo Cunha o pedido de impeachment não estaria tramitando.

    Os favoráveis à saída de Dilma e não simpáticos ao presidente da câmara, podem até repetir uma frase batida e diminuir a pressão:”um mal necessário”.

    Mais tarde, o homem vai ter mesmo de explicar, de modo definitivo, sem subterfúgios, do seu calo arruinado: a conta no exterior.

    Pois uma coisa é certa: Cunha detém liderança incontestável. É temido e duro na queda. Mas de seus meios e modos de abraçar e tocar a política a dualidade agora, neste capítulo, está bastante vulnerável e visível a todos.

    Saudações.

  9. Luiz Alberto disse:

    A falta de opções é cada vez mais a razão para o descrédito da população que não é boba e não se presta a massa de manobra a interesses de alguns poucos. Um pedido de impedimento apoiado basicamente por pessoas sem o mínimo de credibilidade, fichas sujas, condenados recorrendo e por aí vai, pessoas que angariam dinheiro, para supostamente “financiar” as manifestações, em sua conta particular, sem prestação de contas. Venda de “kit impeachment” via internet. Creio que sairão muitos “líderes” candidatos no ano que vem. Está difícil enxergar luz no fim do túnel. Nada é tão ruim que não possa piorar!

  10. Rubens G disse:

    Caro Kennedy, gosto de seus comentários mas as vezes você, intencionalmente ou não, omite alguns aspectos da questão em sua análise.Aqueles que defendem que o impeachment seja decidido apenas no próximo suspeitam que eventual julgamento no senado presidido pelo atual presidente do STF não terá a necessária imparcialidade pelos motivos que todos já conhecem. O governo por sua vez quer apressá-lo porque tem ciência de que a situação tende a se agravar de tal forma que suas teses e alegações serão indefensáveis. Quanto ao Cunha, independente da sua situação perante a justiça, ainda é legalmente o presidente da câmara e era sua obrigação legal em virtude do cargo aceitar ou não o pedido sob as penas da lei. Agora, quanto às mobilizações, os movimentos que as lideram já haviam avisado que seriam menores porém mais constantes e, para fazer qualquer afirmação de que esfriaram devemos aguardar os próximos passos e decisões, pois se vier algo contrário ao que a maioria deseja….

  11. Paulo disse:

    Acho que não devia ter impeachment. O pt deve se arrastar no governo por mais três anos e acabar a destruição total do país. Talvez isso ensine o povo brasileiro de uma vez por todas a não acreditar em falsos profetas, populistas e falastrões. Com mais três anos de destruição, o pt deixará de existir e praticamente todos os seus líderes acabarão na prisão. Por que livrá-los do fardo do governo e permitir que culpem os outros por todo mal que fizeram?

    • Mauro disse:

      Te dou razão e começo a pensar que o melhor mesmo, seria dar toda a corda do mundo e manter Dilma e todos seus asseclas no poder, pois só assim viveriam o inferno na terra, que é o que merecem.
      Caso seja condenada e enxotada, pelo impeachment, ainda é capaz de a tornarem uma martir, quando na verdade todos queremos que esse partido que está fraturando o Brasil, queime-se com seu próprio fogo e tenha uma derrota inesquecivel e imensa nas próximas eleiçoes. Será lindo ver os candidatos do PT, perdendo de goleada…tipo uns 25 x 0, em um parametro de futebol. Merecem e devem ser humilhados, para nunca mais brincarem de roubar o pais!

  12. Daniel G.Magalhães disse:

    PSDB + PMDB E outros estão numa canoa furada, com cunha a frente, o cunha está podre,e vai levar esses políticos oportunista pro buraco junto com ele.Vão perder a eleição de novo como da outra vez ,apesar dos golpes baixos após tentarem manobras de todo jeito,agora tendo frente um sujeito corrupto com contas na Suiça, que mentiu a todos,que procura ganhar tempo atrapalhando até as ações da PF e do conselho de ética,antes era Aécio,agora é cunha e os seus comparsas, para colacar no governo sem voto o seu amigo Temmer. Ora,é tentativa de golpe,é obvio,está claro.

    • Mauro disse:

      Se PSDB e PMDB, estão em uma canoa furada, é uma hipótese vinda de um desesperado que tenta jogar sua falta de credibilidade nos outros, mas uma coisa é mais do que certa…O PT,é um Titanic, que afundou um pais. Nem Hollywood faria um enredo tão desastroso e catastófico como o realizado pelo partido castrista/boliviariano/quadrilhista.#PTLIXO

  13. wagner gomes disse:

    Kennedy a baixa adesão ontem é porque o povo está de saco cheio, entendeu! SACO CHEIO. Não aguentam mais tanta mentira e gente safada. Sei que meu texto não tem importância nenhuma para você. Assim como meu protesto não tem importância nenhuma para os políticos. Acha que RENAN CALHEIROS liga para o que pensa a opinião publica? CANSAMOS. Não vai dar em nada. Será que quatro protestos no ano não serve como recado!!! Bom, você não vai ler mesmo minha mensagem.

  14. Alberto disse:

    No próximo dia 16 o STF poderá(?)dar parecer ao processo do PCdoBolso. É direito do enforcado balançar as pernas.

  15. JEFFERSON NERY DE ALMEIDA disse:

    Mamãe já dizia

    Quem anda com porcos farelo come

    Diga com quem tu andas , que te direis quem tu es

    Essa é a saga dos golpistas de colarinho alto

    Abraço

  16. NRA Borges disse:

    Nos primeiros comícios havia cartazes com dizeres: “Somos 200 milhões de Cunhas”. Parece que essa identificação micou. Quantos Cunhas ainda serão, nestas alturas dos acontecimentos? Os desbocados destampatórios que aconteceram ontem são resultado da ressaca? Corrupissaun!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados

Não serão liberados comentários com ofensas, afirmações levianas, preconceito e linguagem agressiva, grosseira e obscena, bem como calúnia, injúria ou difamação. Não publicaremos links para outras páginas devido à impossibilidade de checar cada um deles.

2020-09-22 09:40:05