aki

cadastre-se aqui
aki
Política
16-06-2017, 8h23

FHC abraça diretas; Lula e Marina devem apoiar

Tucano sugere antecipar eleições gerais, que seria boa solução para crise
22

KENNEDY ALENCAR
BRASÍLIA

O ex-presidente Fernando Henrique Cardoso mudou de posição em relação à saída para a atual crise e sugeriu, por meio de nota, a antecipação de eleições gerais. Falou em “gesto de grandeza” do presidente Michel Temer.

Essa mudança aconteceu após a repercussão da decisão do PSDB tomada na última segunda-feira de continuar apoiando o presidente Michel Temer, mas deixando claro ao mesmo tempo que o partido poderia romper diante de fatos novos. A nota de FHC expressa também a insatisfação com essa decisão, que significa continuar em cima do muro.

Uma parcela dos tucanos entende que vale a pena continuar com Temer por uma série de razões. Proteger Aécio Neves, senador afastado e presidente licenciado do partido. Tentar combinar o cronograma da crise com os interesses eleitorais do governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, e do prefeito de São Paulo, João Doria Jr. Dificuldade para fazer um discurso ético de rompimento quando tucanos estão em maus lençóis na Lava Jato, como Aécio. Compromisso com um governo que colocou no poder ao liderar a campanha pelo impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff.

Mas outra ala do PSDB entende que, apesar das razões para permanecer com Temer, o desgaste perante a opinião pública foi enorme. FHC tem sido dúbio desde o começo da crise desencadeada pelas delações da JBS. Agora, ele sugere romper com Temer e abraça uma ideia que teria apoio popular: numa hora de crise grave, com descrédito da política e a enorme força do Judiciário e do Ministério Público, eleições gerais poderiam reequilibrar o jogo, dando legitimidade a um novo Executivo e Legislativo escolhidos pela população.

Mas há perguntas. Eleições gerais significariam também novos pleitos municipais, que acabaram de acontecer em outubro do ano passado? Ou os prefeitos e vereadores eleitos ficariam fora da proposta de FHC? O tucano precisa detalhar melhor a ideia.

É inegável a importância de o ex-presidente FHC ter mudado de posição, conforme ele mesmo admite que fez levando em conta a gravidade da crise. Há duas semanas, ele escreveu que uma PEC (Proposta de Emenda Constitucional) para realizar uma eleição presidencial seria um “golpe constitucional”.

Mas FHC conseguiu aprovar uma PEC para permitir a reeleição em 1997. Ou seja, no terceiro ano do primeiro mandato dele, patrocinou a aprovação de uma mudança da regra do jogo que o beneficiaria no ano seguinte, porque ele foi reeleito em 1998.

Logo, uma PEC para fazer uma eleição direta para um mandato tampão ou para antecipar o pleito de 2018 seria constitucional. Nunca poderia ser classificada como um golpe.

Há na Câmara uma proposta de reforma política que restabelece o mandato presidencial de 5 anos. Essa proposta, do relator Vicente Cândido, do PT paulista, também prevê que os deputados federais passem a ter mandatos de 5 anos e os senadores de 10 anos.

Se houver um entendimento entre grandes líderes políticos, como FHC, Lula e Marina Silva, por exemplo, é possível que o movimento por diretas ganhe força e deixe de ser algo hoje desejado apenas pela esquerda.

Lula e Marina devem dar apoio a essa ideia.

Um acordo entre esses três políticos poderia convencer deputados e senadores a aprovar uma reforma política que crie uma cláusula de barreira, para diminuir o número de partidos, e acabe com a coligação proporcional. Poderia antecipar para outubro deste ano uma eleição presidencial e deixar que governadores, senadores, deputados federais e estaduais sejam eleitos em 2018 com mandato de 4 anos, mas que passem a ter mandatos de 5 anos a partir de 2022. Seria uma forma de fazer eleição direta já só para presidente e sincronizar mandatos daqui a cinco anos.

Ou governadores, senadores que terão de disputar em 2018, deputados federais e estaduais poderiam aceitar a antecipação. Essa, no entanto, parece uma saída mais difícil.

Por último, seria preciso que Temer concordasse. Hoje, ele está empenhado em ficar no poder até o fim do mandato no ano que vem. Ontem, o presidente debateu com aliados a estratégia para barrar na Câmara a provável denúncia do procurador-geral da República, Rodrigo Janot.

A depender das circunstâncias, apoiar eleição direta já seria alternativa melhor do que renúncia e poderia ser uma saída política para encerrar a crise e evitar que os desdobramentos produzam um desastre.

Em resumo, é uma boa ideia discutir a proposta de FHC. O voto popular pode ser uma ótima saída para a atual crise.

Ouça o comentário no “Jornal da CBN”:

Comentários
22
  1. Mario Teixeira Dias Filho disse:

    Até acho uma solução muito lúcida mas entendo que ^ele Lula e outros que já foram não deveriam se candidatar O lula que a eleição agora pois em 2018 pode estar preso que seria o logico Enfim não podemos voltar tudo de novo

  2. se o psdb continuar a apoiar esse governo que nao existe diante da opiniao publica, corre o risco de se tornar em 2018.a menor bancada, tanto no congresso, quanto no estadual. pois, hoje so faria minoria dos deputados.

  3. DIRETO AO ASSUNTO: O POVO PRECISA FAZER A FAXINA GERAL “NAS URNAS”! disse:

    Uma opinião: Um mandato tampão até 2018 teria que ser condicional a desbancar a quadrilha de bandidos que aí está, pois o impeachment tirou uma quadrilha e colocou outra. Temer não tem nenhuma representatividade junto ao povo, mantém alguma apenas com os bandidos do Congresso. FHC seria a pessoa ideal para conduzir o país às eleições de 2018, desde que montasse outro ministério.
    O ponto principal seria apoiar e nada fazer para coibir a Lava Jato, doa a quem doer!
    Com FHC no comando o povo se prepararia para a maior lição que a ladrãozada desse país está precisando aprender: não ver nenhum desses ladrões ser reeleito. E caso introduzam a tal de “lista fechada” para ali colocarem os nomes dos bandidos, o povo dar outra lição: VOTAR NULO GERAL! O povo precisa ser orientado de que se houver 51% de votos nulos, a eleição é nula e na próxima os candidatos terão que ser “OUTROS”! É PRECISO O POVO FAZER A LIMPEZA GERAL NA POLÍTICA!

  4. José Douglas Da Lóia disse:

    Como sempre esse senhor sempre mudando de ideia e de opinião, principalmente dependendo da situação e das suas conveniências. Mas ele tem sorte pq está no partido certo. O partido do “em cima do muro”, o partido vacilão, o partido que nunca tem opinião formada e própria sobre nada e principalmente o partido que inverteu a ordem que sempre criticavam do seu “maior oponente”, que é criar a desordem e o ódio coletivo, principalmente através das chamadas “mídias sociais” onde eles podem se esconder e continuar a passar a imagem de bons mocinhos e de honestos. O pior de tudo é que tem trouxas e os que gostam de ser enganados, que acreditam nessa conversa.
    Resumindo é: Fernando Henrique sendo Fernando Henrique….rrss

  5. Itamaraty em Chamas disse:

    O FHC alucinou. A constituição não é para ser mudada o tempo todo, de acordo com as conveniências políticas dos partidos corruptos que causaram os problemas, e agora querem fingir que não é com eles.
    A regra da eleição indireta existe para economizar o gasto e o esforço de fazer uma eleição a mais, sem falar em todos os problemas sobre a duração do mandato tampão. Ampliar os mandatos para 5 anos é outra demanda da classe política que não tem qualquer relação com a demanda popular.
    Esses políticos tem de escolher alguém que possa comandar o país até a próxima eleição, que já é ano que vem, e que não esteja no lamaçal da roubalheira. Adiantar as eleições parece servir ao interesse somente do PT, que quer tentar emplacar o Lula antes que ele começa a ser condenado pelos inúmeros processos que estão estourando na mão dele por diversas coisas muito mal explicadas que ele sempre fez, e que ninguém nunca havia criticado.

  6. Durceli Braz disse:

    Tivemos eleições diretas e tanto Dilma como Aécio se revelaram grandes corruptos! O povo não teve opção, quem garante que teremos? O povo não está apático, está descrente! Para que sair às ruas para tirar Dilma e colocar Temer? Tirar Temer e colocar Lula? Chega de enganação. Sem uma ampla reforma política que retire privilégios e acabe coma as indicações políticas, é melhor ficar sem ninguém, pois estamos sem governo desde 2014 e a trancos e barrancos vamos sobrevivendo. Nunca pensei que defenderia o voto anulado, mas sem reforma política NÃO VOTO EM NINGUÉM!!!!

  7. jairo temporini disse:

    É no mínimo absurda a postura do ‘boca mole’ do fhc. Faria um imenso favor ao povo brasileiro se cala-se a boca, e sumisse! Graças a atuação nefasta desse velho, estamos hoje em situação desconfortável. O imprestável pode considerar-se o anfitrião do malefício marxista atual. Desemprego, desindustrialização em andamento, crise econômica que persiste, conflitos sociais no seio de nossa sociedade, processo covarde de desqualificação dos órgãos de segurança e forças armadas, e outros problemas que nos envergonham!

  8. Roberto Ramos disse:

    O País não aguenta tantas trocas de Presidentes. O FHC não sabe o que quer. Será que ele está pensando em ser candidato? nunca jamais. O país hoje não tem uma liderança forte, capaz de substituir o Temmer. Qualquer mudança o País vai para o fundo do poço. Vejamos: LuLa enrolado e ser´[a preso. Aércio Enrolado e poderá ser preso. Bolsonaro um problemático.
    Alkmim no mesmo caminho vai aparecer muitas coisas contra ele.
    Só tem uma solução: ROBERTO RAMOS – para presidente. Nenhum dos politicos que estão aí tem moral para tal.

  9. fernando cardoso disse:

    Essa Atitude de FHC não ajuda em nada o Brasil.
    Que diferença faz um ano a mais para que se cumpra a lei.
    Que candidato com legitimidade teríamos hoje.
    Sinceramente, acho oportunismo.

  10. walter disse:

    Que fique claro caro Kennedy, neste momento, imaginar que esta saída seja a melhor ao Brasil…não poderia partir de um FHC, lula ou Marina; soa como um falso pretexto, para organizarem mais a “bagunça” a favor dos mesmos;representação com digitais, das “raposas felpudas”; este tipo de postura, ignora soluções prudentes, como as reformas em pauta,e dão apoio ao temer, por mais Tempo…Sinceramente, só de imaginar, como será as eleições de 2018, já nós causam calafrios…temos um bando de oportunistas comprometidos, querendo sacanear a lava jato…ou seja, querem mudar de assunto…estes sujeitos, fazem o “Dr Ulisses se contorcer no mar”…estamos diante do espelho, ninguém de fato quer justiça; pretendem apenas, passar um pano no espelho…o circo meu caro esta sendo armado…o País precisa se unir, mas não pelas diretas, e sim pelas “indiretas dos inimigos da Pátria”; estamos todos sem animo por tudo isso; precisamos de Apoio total na Limpeza do País com Urgência…

    • Maria Aparecida Ramos Tinhorão disse:

      Walter está corretíssimo !
      Lula, Marina, Ciro Gomes, etc. etc… São a síntese do retrocesso !
      Parece o dia do juízo final, em que os mortos políticos erguerão das sepulturas partidárias.

  11. Stanislaw: O resto é conversa fiada! disse:

    Solução imediata: mandato tampão para FHC conduzir o país até às eleições; área no Temer e processos nele, Renan, Jucá, Padilha etc; cadeia imediata no Lula e Aécio, impeachment no Gilmar Mendes… aí dará para “começar ” a colocar o país nos trilhos. É claro, com a Lava Jato a pleno vapor!!

  12. Não consigo enxergar outro candidato que não seja o Lula, estão tentado queima-lo, mas não conseguirão o fazer.
    Pois a respeito dos resultados do lava-jato, são encontrados, mas a própria Justiça federal está fazendo vista grossa, os que estão preso certamento esfriando a situação, encontrarão outras formas de legalizar o que não é legal, onde uma boa parte do brasileiro é bom nisso.

  13. Geraldo disse:

    Antes de tratar de PEC para a Eleição Direta, frente à situação que se encontra o Brasil no momento, referente à Temer, tem um ponto mais delicado que presenciaremos na semana que vem, um parlamentar natural do Chile, na Presidência da República e, sendo tolerado na Presidência da Câmara dos Deputados, visto que são duas situações defesas na Constituição Federal de 1988, conforme dispõe o parágrafo 3º do artigo 12 da Constituição Federal:
    Art. 12…
    § 3º – São privativos de brasileiro nato os cargos:
    I – de Presidente e Vice-Presidente da República;
    II – de Presidente da Câmara dos Deputados;
    (…)

  14. jose vale disse:

    Vindo de FHC? LULA? MARINA? Coisa boa não pode ser!

    Alguém ainda dá credibilidade a essa gente? triste!

  15. João Gloria disse:

    O Mineiro PROVINCIANO que governou MG de Copacabana, não aceitou perder, quiz 3º tempo, incendiou o país – DESTRUIU A INDÚSTRIA e derrubou a economia nacional, derrubou, com o aval dos caciques e do bandido condenado Cunha, a Presidente eleita democraticamente.

    CADEIA NESSE AÉCIO.

    kAMIKAZE POLÍTICO.

  16. adelio alves da silva disse:

    É melhor ele cuidar de sua biografia e sua bibliografia. Suas campanhas foram financiadas pelo Emílio, dinheiro sujo, do contribuinte

  17. CARLOS CARVALHO disse:

    Antecipar eleições… eleger quem!!!???? Estamos perdidos…!!!! Estamos no fundo poço em matéria de lideranças… e continuaremos noo fundo.

  18. VIVA A LAVA JATO, A ÚNICA ARMA ATUAL DO POVO, DOA A QUEM DOER - EM 2018 TEREMOS OUTRA ARMA : O VOTO! disse:

    O que mais indigna é ver o país sangrando e Temer e seus asseclas só articulando para se manterem no poder. Não estão nem aí para o país, o que importa é a manutenção do poder. Crápulas, perderam completamente a vergonha na cara, não têm o mínimo respeito pelo povo. As gravações e depoimentos são mais do que claros que estamos nas mãos de uma quadrilha de corruptos: saiu uma quadrilha e entrou outra!

  19. Desde que o eleito governe por cinco anos.

  20. Dimas disse:

    Estranho o questionamento se as eleições incluiriam os prefeitos e vereadores. Ora, o que está em jogo é a presidência. Quando muito, antecipação de eleições seria naturalmente aquelas que devem se realizar em 2018. O que inclui deputados federais, senadores e a presidência. O que está em questão é a legitimidade do presidente, e principalmente do legislativo que cometeu o golpe. Trata-se de um congresso conspurcado pela compra descarada de votos inclusive para aprovar reformas rejeitadas pela maioria esmagadora da população. Não vejo como possa haver alguma dúvida sobre isso.
    “Lula e Marina devem dar apoio a essa ideia”? Como assim? Pelo que sei, Lula e a esquerda a defende desde sempre. Quem passou a apoiar, pelo menos até amanhã, é FHC. Quanto a Marina, não vejo como possa ter alguma importância. Omitiu-se completamente diante do quadro político. O que esta senhora representa hoje? Seu partido tem parlamentares muito mais presentes, combativos e decentes que ela.

  21. Marco Túlio Castro disse:

    FHC assim como Lula e Marina representam tudo de mais antigo na política brasileira. São moralmente mais antigos de Dom João VI.
    O Brasil precisa ter as cadeiras do Planalto, Senado e Camara além das Assembleias Legislativas e Camaras Municipais Prefeituras etc lavadas com Água Sanitária para limpar a sujidade deixada pelos políticos brasileiros.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados

Não serão liberados comentários com ofensas, afirmações levianas, preconceito e linguagem agressiva, grosseira e obscena, bem como calúnia, injúria ou difamação. Não publicaremos links para outras páginas devido à impossibilidade de checar cada um deles.

2020-09-23 10:57:50