aki

Kennedy Alencar

cadastre-se aqui
aki
Geral
26-11-2016, 7h38

Fidel mudou o mundo

Líder cubano era o último grande personagem do século 20 ainda vivo
17

KENNEDY ALENCAR
BRASÍLIA

Fidel Castro mudou o mundo. Ele era o último grande personagem histórico do século 20 ainda vivo. Foi um mito que inspirou toda uma geração de pensadores, políticos e militantes de esquerda ao liderar a Revolução Cubana em 1959.

Cuba, porém, repetiu a experiência do socialismo real soviético. Indicadores sociais são avanços inegáveis na ilha que sofre com o bloqueio americano, mas o país fracassou na economia e virou uma ditadura, sacrificando liberdades individuais _algo nunca defensável.

Vale ler “O Homem Que Amava os Cachorros”, de Leonardo Padura, para entender a complexidade da vida cubana, com seus aspectos positivos e negativos. Fidel morreu ontem aos 90 anos, em Havana.

Ouça o comentário sobre a morte de Fidel feito às 7h10 no “Jornal da CBN”:

Foto da capa: Ismael Francisco/ Cubadebate / Fotos Públicas

Comentários
17
  1. E a vida continua. disse:

    Mais um que achava que os fins justificam os meios… que o poder do estado deve prevalecer sobre a individualidade do homem.

    • walter disse:

      E a vida continua, concordo contigo; os Cubanos foram ludibriados, com 80 homens, infiltrou-se no País, expulsando Fulgêncio Batista outro ditador; na época em que se amarravam “cachorros com linguiça”, os Cubanos acreditaram dando total apoio.
      Nesta hora o comunismo vendeu, falsas verdades, e após assumir gostou tanto do poder; tomou a ilha, espalhando vigilância por “todos os lados”, e com isso nunca mais liberdade…faltou inteligência ao Povo já sacrificado, mas ludibriou com falsas batalhas. Nesta hora caro Kennedy, nada tem a ver com ideologia, mas Cuba não ganhou ou venceu qualquer coisa; vivem em total sacrificio desde então, trata se de um povo triste. Poderíamos enquanto País, ser conduzidos a um desespero semelhante; fomos ludibriados por escolhidos, de todos os partidos, que se deixaram levar por facilidades”, que nos atrasaram por pelo menos 10 anos, de muito trabalho. Portanto, qualquer tentativa, ou desvios duvidosos de qualquer governo aqui, o Povo vai reagir…

  2. Alberto disse:

    Caronte veio buscá-lo.

  3. Mauro disse:

    “Os fins nunca justificarão os meios”
    Assim como Pinochet no Chile, os meios de Fidel para chegar e manter-se no poder, nunca justificarão qualquer avanço ou melhoria que possa ter acontecido ao povo cubano.
    Fidel Castro era um ditador sanguinário e opressor como tantos pelo mundo afora e só “cantou de galo”, quando teve o apoio da extinta União Soviética e mesmo assim não proveu seu povo de condiçoes de prosperidade, pois o comunismo provou em Cuba tambem, que é bom para quem está na cúpula do poder, pois para a população em geral, só resta a obedecer calada as provaçoes que o regime impoe, pois do contrário restam a prisão ou a morte.
    Esse projeto de ídolo tentou a todo custo exportar sua revolução mundo afora e só conseguiu êxito na faminta África e na Nicarágua, em paises miseráveis e com povo subjugado.
    Não se deve guardar lembrança de Fidel Castro e os milhoes de cubanos expatriados, mortos e presos por opinião sabem muito bem disso.

  4. João Grilo disse:

    Nossa… Quantos especialistas em Cuba, nesses comentários, que nunca botaram os pés lá…

    • Mauro disse:

      Eu botei os pés lá sim e vi de perto a miséria em que vive a maioria do povo cubano, com racionamento de comida, luz e etc…!
      Antes que se fale besteira, fui a trabalho, em um grupo, para instalar uma central telefônica. Não voltaria com dinheiro de meu bolso, sob hipótese nenhuma.

      • João Grilo disse:

        E qual a sua “análise” sobre o sistema de educação e saúde de lá ?… A ONU recomenda…
        O que é “miséria” ? Alguém dorme nas ruas por lá ?
        Todo lugar tem qualidades e defeitos.

  5. Uelton disse:

    Não sei se seria melhor viver em Cuba sobre a ditadura ou se no Brasil sob a ditaduro dos ladrões políticos vestidos de democracia.

  6. joao dias disse:

    Na primeira década do regime Fidel, realmente o mundo ocidental sofreu uma grande transformação de pensamento, principalmente, no Brasil, com fora ” Os Ianques ” e a preferencia para o ” Cuba Libre “. Com certeza, alguma coisa de bom, para o comportamento dos Jovens, foi consolidada. Como hoje, está havendo uma insatisfação mundial contra a gravisssima concentração de riquesas e a globalização. A classe menos favorecida, está cobrando, dos governantes, mais parcimonia na administração dos recursos do erário e no planejamento das prioridades. Abusaram demais os governantes e, hoje, querem transferir a fatura para os mais fracos, com a redução de direeitos sagrados. O clamor é universal.

  7. Dario IELTS disse:

    Fidel já foi tarde, finalmente Cuba se livrou desse monstro que assombrava o país.

  8. Felipe disse:

    Não entendo como tem pessoas aclamam um ditador, só porque é de esquerda.

  9. Wellington Alves disse:

    Cuba deveria ter aberto sua economia nos anos 90. Foi um erro mortal do regime. Mas é mérito, produzindo apenas fumo e açúcar manter uma educação em elevadíssimo padrão. Por que nós, com uma economia muito mais dinâmica, nunca conseguimos? Quem será que tem lições a aprender?

  10. "AMIGOS E IRMÃOS"... disse:

    Ninguém pode negar a “boa intenção” de Fidel e seus revolucionários, que era livrar Cuba da ditadura de Fulgêncio Batista, período de miséria do povo, e ilha de prazer dos turistas americanos.
    O problema é que, como estava acontecendo aqui recentemente, o gosto do melado contagiou, e quando isso acontece, os ideais caem por terra, e o público vai às favas, e o pessoal toma conta!
    Aí o cara se torna ditador e, aos amigos, tudo, aos inimigos, nada!
    OBS. Por que será que sempre se consideraram “AMIGOS E IRMÃOS”: FIDEL CASTRO , LULA, HUGO CHAVES, MUAMAR KADAFI, EVO MORALES ETC”!!!

  11. Roger disse:

    Foi tarde!!! mais um que pelo poder matou muitos.!! Graças a ele CuBa parou na década de 50!!.

  12. mano disse:

    prezados: precisamos reconhecer as virtudes do regime Cubano e não somente os defeitos. O ódio traduzido em palavras insensatas é sinônimo no mínimo de desequilíbrio emocional. Imagina se o acidente do avião que transportava o grupo da Chapecoense tivesse acontecido em Cuba, na Venezuela, na Bolívia ou no Equador como seriam os comentários insensatos!. Mas aconteceu em solo Colombiano cujo regime político é democrático e alinhado aos Estados Unidos da América. Cabe também que a aeronave é de fabricação britânica. Um momento para reflexão sobre a linguagem da intolerância.

Deixe uma resposta para Wellington Alves Cancelar resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados

Não serão liberados comentários com ofensas, afirmações levianas, preconceito e linguagem agressiva, grosseira e obscena, bem como calúnia, injúria ou difamação. Não publicaremos links para outras páginas devido à impossibilidade de checar cada um deles.

2020-12-03 13:31:57