aki

cadastre-se aqui
aki
Política
12-05-2020, 23h37

Fora, Bolsonaro!

País precisa reagir à covid-19; com Bolsonaro não dá, pois venha Mourão
14

Kennedy Alencar
WASHINGTON

O crescimento alarmante de casos de covid-19 mostra que Brasil precisa organizar uma resposta coerente ao coronavírus, a maior crise de saúde pública do planeta em 100 anos. Com o presidente Jair Bolsonaro no poder, isso é impossível. Saída constitucional existe. Que seja organizada essa reação num governo Mourão. Passou da hora. Fora, Bolsonaro!

Houve um número recorde de mortes em 24 horas: 881 fatalidades. O Brasil atingiu mais de 12.400 mortes hoje. São quase 178 mil casos de covid-19, levando em conta os números da Universidade Johns Hopkins, de Washington.

As pessoas no Brasil estão morrendo sem necessidade por ação e omissão de um presidente genocida, que comete em série crimes comuns e de responsabilidade. Já perdeu o sentido o argumento de que tirar Bolsonaro viabilizará um governo Mourão. Paciência.

Brasileiros estão morrendo devido a um presidente que dinamita todas as normas de saúde pública para enfrentar uma pandemia mundial. Assassino doméstico, Bolsonaro é um pária global. Ele tem de sofrer impeachment ou ser afastado por denúncia do procurador-geral da República após votação no Congresso.

A discussão sobre o vídeo da reunião ministerial em que Bolsonaro ameaçou demitir Sergio Moro para proteger a família é mais uma prova de crime de responsabilidade. Mas pior teria sido, segundo apuração de parte da imprensa, a admissão na reunião de que o presidente teria contraído coronavírus e agido como se não tivesse a doença. Se esteve doente, agiu como assassino ao encontrar pessoas em manifestações. Teria sido atitude dolosa, criminosa.

Mas Bolsonaro é um presidente criminoso pela série de delitos comuns e de responsabilidade que cometeu. A importância do vídeo dessa reunião ministerial é deixar mais claro esse padrão de comportamento, servindo de lição para que as instituições acordem.

A tragédia brasileira só se agrava com a permanência dessa figura asquerosa e cruel no poder. A solução constitucional prevê que, com o impeachment do presidente, assuma o vice. Aconteceu em 1992 e em 2016. Portanto, a solução constitucional é um governo Mourão. Paciência, repito. Bolsonaro é o caminho que a elite brasileira irresponsavelmente escolheu. Quantos mais terão de morrer por causa dele?

Todo mundo erra. Isso é viver. Insistir no erro e permanecer num caminho errado é responsabilidade pessoal de cada um. Paciência. Um dia a conta chega para cada um de nós. Esse acerto é pessoal. Pessoas e países fracassam, mas uma nação é diferente. Ela vai continuar depois da gente. Há um compromisso com as futuras gerações. A nossa geração tem a responsabilidade de encarar a verdade e corrigir o erro histórico de eleger um sociopata como presidente. Fora, Bolsonaro!

Estamos falando de um país, da vida de 200 milhões de pessoas, sobretudo dos mais pobres. Se não dá para ter ilusão com vida pessoal, menos ainda com o destino de um país. O impeachment no Congresso ou o afastamento via denúncia da Procuradoria Geral da República são caminhos constitucionais.

O país não tirou uma presidente do poder sem provas? Pois bem. Não faltam provas contra esse criminoso que preside o país e agrava a crise todo dia.

Todo dia Bolsonaro faz algo que tensiona, desinforma, divide, enfraquece, diminui, envenena, destrói o Brasil. Os filhos, despreparados que se agarraram às tetas públicas, fazem campanha de desinformação nas redes sociais. Bolsonaro e os bananinhas são o pior da política brasileira. Chega. As pessoas estão morrendo por causa da forma como o presidente conduz o país. É genocídio. Não dá para assistir calado. Como jornalista, a omissão não é um caminho. Nossas instituições não podem se omitir.

Fora, Bolsonaro!

Ouça o comentário no “CBN Noite Total”, ancorado pela Tania Morales, no qual também foi analisado o depoimento ao Senado de altos oficiais de saúde dos EUA que contradisseram discurso de Donald Trump sobre reabertura da economia nos EUA.

*

Testes negativos

Atualização às 13h45 desta quarta: os três testes de Bolsonaro sobre covid-19 apresentaram resultados negativos. Divulgação será feita em breve.

Ouça o comentário no “Jornal da CBN – 1ª Edição”:

Comentários
14
  1. […] Fonte: Fora, Bolsonaro! | Blog do Kennedy […]

    • Sergio Missawa disse:

      Estão transformando o exército brasileiro em milícias dos bolsonaro’s. Vide alguns dos ministérios e outros cargos relevantes. Vide promoções desenfreadas de alguns militares.

  2. Walter Nobre disse:

    Kennedy, realmente o presidente sempre usou com sabedoria suas deixas, com desvios de assuntos; usando destes meios com habilidade suficiente para se eleger pelo conjunto. O grande problema foi se perder durante a pandemia, conseguiu se complicar, perdendo a direção ideal do governo, ser contra os métodos adotados por governadores, preocupando se com a economia é aceitável, já que seus compromissos constitucionais tem sido cumpridos, mas se perdeu com o ministro Moro, esta claro suas palavras no vídeo, tentar desqualificar o que disse mostra a falta de respeito a nossa inteligência, subestimou o ministro, acreditando que o tinha nas mãos, o Dr Moro escancarou o governo, ficou evidente a falta da capacidade em delegar. Tentou comprometer o ministro neste encontro com ministro sim. Infelizmente também perdeu o Rumo, dificilmente vai realizar as reformas, já que o Paulo guedes, não vai aguentar o que vem pela frente. Este vídeo não é suficiente para um impeachment, vamos em frente.

    • Claudio Freire disse:

      Fica claro entao que seu heroi é o Moro.
      Enquanto ele era ministro, voce defendia o governo Bolsonaro.
      Agora que Moro saiu do governo, voce está liberado para criticar o Bolsonaro, certo.
      Falta de coerencia é isto.

  3. Oswaldo Edison de Almeida disse:

    Parabens, Kennedy! Posição corajosa e adequada de sua parte!

  4. ELIAS HERMOSO disse:

    Boa tarde. Lhe admiro e sempre me interesso em ler seus artigos. Concordo contigo acerca da forma em que está sendo tratado o problema pelo presidente. Mas penso que o impeachment somente agravaria a situação. Na sua opinião, afora o impeachment, o que seria possível fazer para minimizar as mortes pelo civid-19?

    • Mourão é a chance dos acertos e também o última coluna da eleiçao montada pela Lava Jato disse:

      Elias, também pensava assim. Contudo, com o impeachment de Bolsonaro. Teremos as mudanças necessárias administrativas em andamento. A Reforma Previdenciária foi aprovada. Reforma política não será nem pensada esse ano. Reforma Tributária, agora, sem recursos, menos ainda. Então, o que resta é apenas administrar o Covid. Há mais tem a economia. Olha, se não houver discussão de distribuição de renda. Esquece planos econômicos. O Brasil venderá alguma coisa a mais externamente, e muito do que vendia, será desnecessário, já que EUA, Europa e países Afro-Asiáticos tendem a garantir as vendas de seus produtores internos. Mourão, é tão ruim quanto Bolsonaro. Mas, seria a última peça na jogada das urnas da Lava Jato. Errar, sendo militar, onde outro militar de araque já mostrou incompetência. É provar que a Ditadura Militar era covil de imprestáveis. Embora verdade. Não haverá Mourão querer a responsabilidade de evidenciar isso pela terceira vez. Num Brasil sem soberania. Ele é o responsável..

      • Mourão é a chance dos acertos e também o última coluna da eleiçao montada pela Lava Jato disse:

        com patente superior a de Bolsonaro. A aceitar a submissão do território brasileiro aos EUA. Pois, saiba que os Russo, Chineses e Indianos podem nos oferecer tecnologia igual ou superior a que os americanos tem em seus foguetes. Mourão é uma vergonha por aceitar o que Bolsonaro faz. Mas, dentro da guerra e política. Um temo submisso pode lhe levar a vitória da missão. Falta moralidade nele para aceitar a Ditadura Militar como erro. Foi. Que te virem do avesso, rasguem teu corpo no asfalto, e que pague tantos pau de arara. A Ditadura no Brasil é evidência do erro militar na política. O brasileiro corre o risco de dar em nada. Pois, a sociedade financeira é imediatista. Precisa de mel na “chupeta” para ser sentida necessária. Se esse país quiser voltar aos trilhos da seriedade. Devia aplicar impeachment e corte marcial a todo governo Bolsonaro. Para ajudar o covid e não viver ele 5 anos. Corte nos salários acima do teto para todo os 3 poderes. Logística de volta a atividade econômica.

        • Bolsonaro grita aos empresários no Brasil. Enquanto para Trump faz vozinha de chamego apaixonado disse:

          Hoje você já tem na mídia o vazamento do pedido do pior presidente do país. Aos empresários. Para que forcem a volta a atividade econômica. Novamente, Bolsonaro e sua equipe de imprestáveis erram. Primeiro, voltar a atividade, onde existe risco iminente de infecção e morte. Deveria ser repensado pelos sindicatos como atividade de risco. E nesse período, até que o governo tenha vergonha na cara e tome atitude para não ampliar o prazo de contaminação. Deveriam emitir unificados incorporação de adicional aos que estão sendo obrigado trabalhar. Independente da área. Também Bolsonaro corre o risco. De haver mobilização, em cima da paralisia econômica devido ao Covid. Para um pedido da criação de salários mínimos estaduais acima do mínimo federal. Se forçarem os empresários a volta. Os trabalhadores deviam forçar a eles, e governo, maior valor da força de trabalho que 15 reais diários. Desgoverno Bolsonaro, só não lhe dá a escravidão. Porque tem custo alto. Mas vai tentar.

  5. Mourão. Um pesadelo para o Brasil e Bolsonaro e seus bolsomínios. disse:

    Bem Kennedy, o impeachment de Bolsonaro e posse do Mourão. Exigirá dele, o vice presidente, maior esforço político e administrativo. A essência militar terá a sombra do militarismo capenga do desgoverno Bolsonaro. E infelizmente para ele. E por causa daqueles ruins generais que estão com Messias não patriota. Evidenciam despreparo: político, administrativo do erário, das políticas públicas, e principalmente soberania e trato externo com parceiros comerciais necessários. Esse governo não tem estratégias para economia, saúde, segurança externa, interna nas fronteiras, ofende e submete a PF, assombra o povo desarmado com a clara ideia de formação de grupo armado miliciano – que sejam de controle nas favelas, agrupados em Brasília ou espalhados pelo país. Mourão terá que criar alerta militar contra as células milicianas e religiosas bolsonaristas. Onde o calcanhar de Aquiles do pensamento da Ditadura seja combater grupos civis militar de sua chapa eleitoral. Uma pintura da Lava Jato!

  6. Marcelos de Carvalho Caldeira disse:

    Parabéns, Kennedy!
    Espero que sua coragem sirva de exemplo para outros jornalistas. Por outro lado, continuo muito pessimista com relação ao futuro. Enquanto a FIESP e o agronegócio mantiverem-se firmes no apoio incondicional ao Bolsonaro, nada vai mudar.

  7. Kiko Uruguaiana disse:

    Nas minhas contas, apenas dois generais se submetem ao capitão o auto-proclamado INCOMPETENTE Heleno, que estava sentado sobre 29kg de Cocaina e não enxergou, proporcionando um vexame histórico na sua pasta que é a segurança do capitão do mato, o outro não menos competente é o Vilasboas, que juntamente com o Heleno já foram humilhados e ofendidos pelo Olavo De Carvalho e os Filhos do Capitão Do Mato, bueno, tomara que os outros Generais estejam cozinhando o Capitão e na hora H, lhe internem em um hospital militar a Bem Do Brasil, o Mourão assume e nunca mais ouviremos o estelionatário Olavo, caem os Ministros piadistas da Educação, Relações Internacionais, Secom, Economia, Saúde, Meio Ambiente, e com certeza a Damares que já assinou por várias vzs seu atestado de Incompetência e cegueira proposital, as instituições ficam mais encorpadas e menos Covardes, prendem o Carlos e o Flávio, Caçam o mandato do Eduardo e fazem Uma Varredura Conjunta Nas Milícias Pró-Bolsonaros.

  8. […] permanência de Bolsonaro no poder impede a organização de uma resposta efetiva à covid-19, resultando em mais mortes e mais casos do que haveria se o presidente da […]

  9. […] permanência de Bolsonaro no poder impede a organização de uma resposta efetiva à covid-19, resultando em mais mortes e mais casos do que haveria se o presidente da República […]

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados

Não serão liberados comentários com ofensas, afirmações levianas, preconceito e linguagem agressiva, grosseira e obscena, bem como calúnia, injúria ou difamação. Não publicaremos links para outras páginas devido à impossibilidade de checar cada um deles.

2020-10-27 00:42:41