aki

cadastre-se aqui
aki
Política
07-11-2016, 9h09

Frente de esquerda depende de PT ceder espaço

Para viabilizar ampla aliança, partido deve abandonar tentação hegemônica
21

KENNEDY ALENCAR
BRASÍLIA

A necessidade de sobrevivência deveria viabilizar uma frente de partidos de esquerda para disputar os mais diversos cargos nas eleições de 2018. Diante da derrota que essas legendas sofreram nas eleições municipais, o melhor caminho seria criar essa frente ampla. O ex-presidente Lula voltou a defender essa ideia, que poderia ser batizada de Frente Democrática de Esquerda.

Existe uma crise da esquerda e outra do PT, cada qual profunda, mas com as suas diferenças. A do PT tem o agravante da confusão com a corrupção. A da esquerda, o dilema entre moderar o discurso econômico e político mantendo os ideais programáticos.

Durante o processo de impeachment de Dilma Rousseff, essa frente de esquerda funcionou de modo informal. O impeachment foi aprovado, mas a narrativa do golpe teve sucesso. Ou seja, num momento de dificuldade do PT, o PSOL, o PCdoB e políticos de esquerda da Rede tiveram uma ação conjunta num contexto de guerra política. Nos últimos dias, houve uma reação de toda a esquerda à ação abusiva da Polícia Civil de São Paulo na sexta-feira na Escola Nacional Florestan Fernandes, entidade de formação política do Movimento Sem Terra. São exemplos de que essa frente poderia ser viável.

No entanto, para a ideia dar certo, o PT teria de abrir mão da tentação de ser hegemônico e passar a pensar de modo mais coletivo. A frente deveria ter um candidato único à Presidência da República. Nos Estados, apresentar apenas um candidato a governador e outro a senador. Haverá duas vagas ao Senado em disputa. Com um nome de toda a esquerda, seria maior a chance de eleição para o Senado. Puxadores de voto deveriam ser lançados candidatos a deputado federal e estadual.

Para isso, o PT teria de cogitar a possibilidade de apoiar, por exemplo, Ciro Gomes, do PDT, para presidente, e Marcelo Freixo, do PSOL, para o governo do Rio. A candidatura de Lula, que enfrenta obstáculos políticos e jurídicos, não poderia ser automática.

Se tiver condições políticas e jurídicas, Lula até poderia ser candidato, porque tem impressionante intenção de voto mesmo sob intenso bombardeio, mas o ex-presidente e o PT deveriam, se querem levar mesmo adiante essa ideia da frente, ter disposição para lançar outro nome à Presidência.

*

Factoide

Em busca da chamada “agenda positiva”, o governo Temer faz hoje uma reunião de ministros para discutir cerca de 1.600 obras inacabadas no Brasil. No governo, avalia-se que essa reunião possa render repercussão positiva na opinião pública.

Apesar de necessária, a PEC do Teto é popular apenas no mercado financeiro. A reforma da Previdência, que Temer disse que pretendia enviar ao Congresso até o fim do mês de outubro e continua em banho-maria, é outro tema espinhoso em termos de apoio popular. A reforma do ensino médio via medida provisória se revelou um erro político. Nessa hora, discutir obras inacabadas muda um pouco o debate público.

Mas o Brasil vive uma imensa crise fiscal, com dificuldade para fazer investimentos. Não será uma reunião de um dia que dará solução mágica para acabar essas obras. A Casa Civil já tem um mapa das prioridades de infraestrutura e deveria estar com foco cotidiano nessas obras. Esse é um trabalho de formiguinha, que dá resultado em etapas.

O governo Temer já deveria ter enviado a reforma da Previdência ao Congresso. Está perdendo uma janela de oportunidade, porque o ambiente político vai piorar com as delações da Odebrecht. Essa reforma é fundamental para viabilizar a nova regra do teto orçamentário. Correr para aprovar o teto e achar que pode deixar para depois a reforma da Previdência poderá ser revelar um erro político.

Claro que é importante terminar obras, mas essa reunião de hoje tem cara e focinho de factoide. O foco maior e objetivo deveria ser a agenda do Executivo no Legislativo. É de lá que virão as respostas para a crise econômica.

Ouça o comentário no “Jornal da CBN”:

Comentários
21
  1. João Alberto Afonso disse:

    Com todo o respeito, o PT, desde há muito deixou de ser esquerda, bastando observar o enriquecimento ilícito de suas figuras de proa, sem prejuízo dos hotéis de luxo, jatinhos, quadros de artistas renomados, descanso em Paris e por ai afora. Também entendo que não há, com exceção do PSOL, nenhuma ideologia nos demais partidos. Seus componentes, em quase sua totalidade, têm como ideologia a imoralidade.

    • Adolfo disse:

      Mas a esquerda é justamente isso! Um pequeno grupo que almeja ter o poder eterno controlando o estado e manipulando o povo e os inocentes, deixando todo povo na ignorância e miséria enqto eles ficam no poder… Nisso o PT se encaixa perfeitamente como o maior representante da esquerda brasileira!

  2. Maria Aparecida Ramos Tinhorão disse:

    Espaço é o que o PT mais tem. É um imenso vazio ideológico e moral.
    Hoje é apenas um acampamento de descontentes e pequenos infratores.
    Quanto ao Ciro Gomes, é um cadáver político que esqueceu de deitar.

    • Joaquim José da Silva Xavier disse:

      cadáver que elegeu Governador do Ceará e Prefeito de Fortaleza . . . coisa que Aécio, fazendo parte do governo Temer não consegue em Mimas . . .

      portanto, se Ciro Gomes for cadáver, Aécio já se decompôs!!!

  3. Joaquim José da Silva Xavier disse:

    tal Frente ampla só prosperaria se o PT aceitasse o papel de coadjuvante, e o PSOL moderasse seu discurso, sobretudo o economico!!
    O nome de Ciro Gomes é o melhor do país no momento, não temos quadros com a inteligencia e preparo dele, além de ser ficha limpa, porém Ciro e seu pavio curto, não tem a característica de ser agregador, não sei se ele uniria pessoas ou separaria. Mas repito, não vejo candidatos ( tanto na direita quanto na esquerda) com a a capacidade dele para gerir e entender o Brasil.

  4. A POLITICALHA DOS SEM VERGONHA NA CARA, QUER CONTINUAR! disse:

    Mas que esquerda? Há esquerda no país? Lula é esquerda? Lula é um beneficiado por uma justiça inepta que envergonha mais ainda nosso país, já tão envergonhado por tanta sujeira, que ainda não o colocou onde deveria estar há muito tempo: na cadeia. Como Renan, Jucá e tantos outros.
    Agora estão querendo jogar tudo debaixo do tapete, anistiando o caixa 2, para livrar a ladrãozada da cadeia. Isso é uma vergonha, aliás, mais uma vergonha!

  5. walter disse:

    Caro Kennedy, o PT,jamais vai se livrar da empáfia; quem tem um lula radical,jamais livrar se a, dos vícios, que os condenam.
    O lula, continua causando, promovendo MST, instigando, as invasões nas escolas; já deveria estar enquadrado, mas tem cartuchos no supremo; a lava jato, vai prende lo, mas o Moro não tem pressa;são diversas acusações;ficará preso, indefinido.
    O PT não é dono da razão, já enxergamos a evolução do PSOL e da REDE; infelizmente, o excesso de radicalismo, os mantem lentos.
    Quanto ao Temer, precisa de fato, se preocupar, com a PEC do Teto; este ano, não se tem mais tempo para nada; vem muitas acusações, em 2017, que vai pesar para todos do planalto.

  6. shirley carvalho pitta rodrigues disse:

    Ah, me poupe, Lula, vc e o PT já eram!!!!
    Aceita que não dói tanto.

  7. José disse:

    Prezado, com a regra de transição que o presidente Temer quer emplacar (corte aos 50 anos completos, e não por tempo de serviço) o que vai se revelar um fisco é a pretendida reforma da previdência. A proposta de reforma é evidentemente injusta, nada tem de razoável. Muitos ainda não perceberam que o problema não é nem nunca foi a previdência, mas sim a má gestão e a corrupção, os privilégios e as mordomias, a imensa expansão de órgãos públicos nos últimos anos – para quê tanta “otoridade” com carros e motoristas bancados pelo Estado? para quê tantos órgãos de controle que, a julgar pela efetividade de suas ações, nada controlam? E os setores empresariais que não contribuem para a previdência, gozam de isenção? E o grande volume de beneficiários dos cofres da previdência que jamais contribuíram? É preciso pensar nessas questões para só então intentar-se novas mudanças. Digo “novas” porque já houve reforma da previdência há alguns meses atrás – lembra-se da famigerada regra 85/95?

  8. roberto mello disse:

    A ideia de um teto deveria ser colocada de forma mais responsável pela imprensa e seus atores. A possibilidade de um teto está cada vez mais clara que se trata de uma estratégia para enfraquecer os setores organizados da sociedade, no caso os sindicatos. A proposta atinge setores da sociedade que dependem de negociações coletivas por intermédio de suas entidades representativas. A iniciativa privada não entra no teto? Os insumos importados serão congelados? as licitações nos setores públicos exigirão preços nivelados para não estourar o orçamento nos gastos ? Me responda Kennedy, por favor. Ou melhor, no0s responda.

  9. Alberto disse:

    Frente de esquerda ? Fala sério !!!!!

  10. Santos disse:

    Os governos estaduais, municipais e federal enfiando a conta da sua incompetência na população apenas, se esquecendo que o exemplo deve sempre vir de cima e cortar primeiro nas mordomias e salários IMORAIS dos “3 podreres”, está conseguindo que a população fique contra algo ABSOLUTAMENTE imprescindível que é o corte de gastos e as reformas. Ou seja, fizeram a lambança, com o consentimento do legislativo e do judiciário, e agora fazem cara de paisagem, como se não tivessem nada com o assunto e ainda se preocupam em tentar aprovar toda sorte de manobras para livrar a cara dos seus pares na lava jato. Quanto a “esquerda brasileira”, enquanto ela se preocupar em manter benefícios de suas castas protegidas apenas e dar esmolas para os demais, só vai afundar mais e mais tanto o país como ela mesma.

  11. Sônia Ribeiro disse:

    Este Lula é o maior engodo já produzido no país. Comunistas de “iPhones” e nada mais! Um bando de iguais, corruptos e furtadores do dinheiro público e só! Não há qualquer chance da esquerda se reerguer, os brasileiros, quiçá, o mundo, já compreenderam que comunismo/socialismo é tudo ilusão. Temos que viver com o capitalismo responsável, progressista e inovador; o resto é balela e letras mortas em livros sem consistências. Ah….cadeia nele é a única coisa que o país ainda espera e que este STF, igualmente falido, se renove tb.

  12. Paulo Henrique disse:

    Temos alguns fatos que se não mudarem essa ideia piora
    O 1ª é : eles continuam acusando Elite daqui dali e acolá.
    O 2ª é : Eles continuam com a Ideia de Golpe, que na verdade é um Contra-Golpe, e foi apoiado pela massa de votantes.
    O 3ª é : O dinheiro a partir de Janeiro dos dizimistas vai se escassear, pois vão perder o posto de várias prefeituras e como o arrimo da família ficar desempregado.
    o 4ª é eles quererem ficar na mesma, com o Lula, a ascensão dele veio de uma situação onde o Brasil não se encontra mais, estávamos em um regime de exceção, os Movimentos Sociais eram mais fortes e condizentes com o que acreditavam, por isso não dá para usar as mesmas ideias em coisas novas, não dá para requentar essa comida.
    o 5ª é : Todas as manobras de invasão de escolas, fazendas, ruas e avenidas está prejudicando quem realmente trabalha e estuda e as pessoas estão ficando cansadas ao invés de ajudar prejudica.
    Precisamos de uma esquerda inteligente que saiba negociar para todos ganharem.

  13. ANDRE disse:

    Ciro Gomes, depois do Lula talvez seja o nome mais forte da esquerda, ao lado de Marina Silva. A Marina Silva, vem perdendo o impeto eleitoral, principalmente devido ao seu discurso indeciso, com indas e vindas. O Lula, a despeito de sua história, de ter feito um bom governo, e não adianta a tentativa de alguns de desmentir isto, pois os números confirmam, não seria um bom nome, pois só elevaria a tensão, e caso ocorresse a sua vitória, o Brasil poderia entrar em um abominável processo de divisão, com uma reação violenta dos postulantes vencidos e seus apoiadores. O Ciro é competente e tem ideias bem pavimentadas, como por exemplo, a respeito da política de juros que o Brasil aplica. Já foi ministro no governo Itamar, e ajudou o FHC a se eleger e ministro do Lula. Passou pelo PSDB e hoje está no PDT. Mas provavelmente pelo seu próprio temperamento, não teria um relacionamento fácil com o congresso, e neste caso temeria por um novo impeachment.

  14. ANDRE disse:

    Com relação aos candidatos mais a direita, acho que pelos mesmos motivos do Lula, o Aécio Neves não seria um bom nome, pois a sua imagem está muito ligada a uma oposição destruidora, e também acirraria a divisão do pais. Neste contexto, vejo o Geraldo Alckmin, com mais chances que este, já que teria mais facilidade em pacificar o país, no entanto teria que se mostrar mais nacional e menos regional. O FHC pela idade não tem mais condição. O Temer, após o término deste mandato, será um cadáver político. O Meirelles e o Serra, são muito insossos e já eram. A eleição de 2018 promete muito. Quem viver verá.

  15. Gustavo disse:

    Caro Kennedy,
    sua afirmação – “O impeachment foi aprovado, mas a narrativa do golpe teve sucesso.” – é meia verdade, pois a teoria da conspiração atraves do golpe só durou até as eleições, já que na contagem dos votos o PT perdeu 50 milhões de votos, colocando em xeque inclusive a credibilidade das eleições presidenciais de 2014 e os institutos de pesquisa, que corroboraram para uma parafernália midiática em torno de Dilma e o PT para depois serem pegos com “a mão na botija” no que tange à suborno e corrupção passiva.

  16. Marcello disse:

    Kennedy: Infelizmente o Ciro não ganharia uma eleição para presidente. Ele não decola em nenhuma pesquisa e não tem penetração entre os mais pobres. Além disso, o Freixo também não ganharia uma eleição para o Governo do Estado, ele não tem penetração fora da Zona Sul do Rio. O pior não são estas derrotas certas, o pior é que parte da militância do PSOL carioca tem ódio e a palavra é essa, parte da militância tem ódio do PT e do Lula. São jovens que nasceram após 85 e não acompanharam as conquistas do PT. Na minha humilde opinião haverá forte expansão de políticos populistas evangélicos em praticamente todo o país.

  17. thales disse:

    Eu concordo. E acho que Lula deveria vir com o senador. Acho inclusive que se tivesse feito isso na segunda eleição de Dilma está ainda estaria no governo e quem sabe Lula teria sido presidente do senado. Falto visão e humildade para isso. Não deveria ter sentado em sua popularidade e acreditado que a elite brasileira o aceitaria como um grande presidente….

  18. Ricardo Ernesto Vasquez Beltrão disse:

    Bom o artigo, com o qual concordo plenamente quanto à necessidade de o PT ser ágil na viabilização da frente ampla. Mas adjetivar como “necessária” a PEC do teto é, com todo o respeito, grave equívoco. Reforça a ideia amplamente disseminada de que, embora amarga, a medida é tecnicamente recomendável, como se a medida fosse neutra, um preço que a sociedade, como um todo, precisasse pagar. Necessária é a busca do equilíbrio fiscal (e mesmo disso muitos discordam!). Mas a PEC joga a conta, inteira, nas costas dos de baixo, e garante aos setores rentistas ganhos ainda mais vultuosos. O mesmo vale para a reforma da previdência que o governo pretende. Sob o verniz do insípido termo “ajuste”, na realidade políticas regressivas, que somente aprofundarão a desigualdade e a concentração de renda no Brasil.

  19. João Luiz Pereira Tavares disse:

    Ciro Gomes, por exemplo, ora xinga Lula, ora fala bem. Um papo confuso. Utiliza daquele papo-furado sobre “golpe”… Frases-clichês antiquadas e desgastadas, defendendo Dilma.

    “GOLPE”: é pura narrativa. Apenas questão de LINGUAGEM. Nunca houve GOLPE na prática, MAS SIM NA NARRATIVA. Fechou o livrinho de texto, voltamos para o REAL. A vida concreta.

    Lembremos outras NARRATIVAS PETISTAS:

    ===
“Coração Valente”
===

    Tudo nesse mundo contemporâneo é uma questão de NARRATIVA! E muitos FORMADORES DE OPINIÃO utilizam-na em abundância. Muitas vezes NARRATIVAS apenas publicitárias! Tal qual aquela exata de sabonetes. Isso mesmo, sabonete.
    Bastante desse papo é pura narrativa! Veja abaixo e lembre-se do passado recente, na política, por exemplo, do PT.

    Já sabemos que “Golpe” é propaganda de sabonete em caixinha de papelão. Com muitos textos…

    O PT tem o poder das NARRATIVAS. Perceba as ocupações e invasões de escolas secundárias e as contradições presentes.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados

Não serão liberados comentários com ofensas, afirmações levianas, preconceito e linguagem agressiva, grosseira e obscena, bem como calúnia, injúria ou difamação. Não publicaremos links para outras páginas devido à impossibilidade de checar cada um deles.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

 
2019-11-21 04:37:08