aki

cadastre-se aqui
aki
Economia
15-05-2015, 22h08

Ganha força tese de corte mais alto no Orçamento de 2015

20

Postado por: Daniela Martins

Ficou mais forte na cúpula do governo a tese dos que defendem um corte de gastos mais robusto no Orçamento Geral da União de 2015.

A intenção da presidente Dilma Rousseff e de seus ministros é discutir no domingo e anunciar até a próxima quinta-feira, dia 21, o tamanho da tesourada no Orçamento deste ano. A tendência, hoje, é o corte ficar em torno dos R$ 80 bilhões _um pouco menos, um pouco mais.

Irritadíssimo com o resultado da votação das medidas do ajuste fiscal na Câmara dos Deputados, o ministro da Fazenda, Joaquim Levy, acha que o Congresso entregou um ajuste menor do que o necessário. Como consequência, ele prevê que, além do corte de gastos, talvez seja necessário elevar impostos.

Neste domingo, Dilma vai se reunir com os ministros Levy, Aloizio Mercadante (Casa Civil), Nelson Barbosa (Planejamento) e Edinho Silva (Comunicação Social) para debater os cortes. No entanto, a divulgação deverá ocorrer na quinta-feira da semana que vem, dia 21/05.

*

Ainda haverá notícias negativas sobre a Petrobras nas páginas policiais. É cedo para considerar superados os episódios de corrupção e de intervenção política excessiva. Mas é fato que a empresa voltou a ocupar o noticiário econômico de um modo mais positivo. A intervenção política diminuiu.

A semana terminou com alta na Bovespa e boa performance das ações da estatal. A empresa já apresentou lucro neste ano. O balanço do primeiro trimestre foi positivo (R$ 5,3 bilhões), acima da expectativa do mercado. A estatal está ampliando a produção de petróleo do pré-sal de forma mais significativa.

Isso é bom. Uma recuperação da Petrobras ajudaria a melhorar a economia como um todo. E o país está precisando de boas notícias.

*

Comentários
20
  1. César disse:

    2015 será conhecido no futuro, como o ano que não começou. Com um corte orçamentário gigantesco, a paralisia vai se agravar e as demissões nos canteiros de obras, serão inevitáveis. O encolhimento do PIB, deve ser revisto para baixo, após o anúncio, se o corte no orçamento se confirmar. E a recessão deve se aprofundar e se alongar, caso seja necessário novos aumentos de impostos para se cumprir as metas fiscais e atingir o superávit primário. As irresponsabilidades com as contas públicas do primeiro mandato, terão consequência graves para os brasileiros e para toda a América do Sul, países membros do Mercosul também sentirão os efeitos da recessão brasileira. A crise atingirá à todos, mas, principalmente, os mais pobres.

  2. Quanta mentira. Corte no orçamento do dinheiro do POVO. Não se vê falar em cortar nenhuma mordomia de vereadores,deputados,senadores,ministros, etc…..

    • Andre Pereira disse:

      É isso ai Aloísio, palavras de quem esta ciente que a questão politica não se trata de corte de orçamento, mas de uso correto do nosso dinheiro. Chega de roubalheira, chega de salários altíssimos e chega de benefícios estrondosos como jatinhos, passagens aéreas, ferias com bonificação. Precisamos nos unir (Trabalhadores) que levantam cedo de que doa o seu tempo longe da família para ver um país melhor e em contra-partida, somos massacrados com tantos impostos e sem nenhum resultado “Beneficio” como saúde, educação, salario mais digno. Chega, basta!!!!!!

      Vamos exigir uma lei que tenha para cada posição na politica um salario compatível com a massa trabalhadora, ou seja, cria-se salários para o cargo mais baixo ao mais alto e votado pelo povo, assim, acabamos com as regalias e sobra mais dinheiro para investir em nosso país, afim de transforma-lo em um Brasil de primeiro mundo e que de prazer de viver no mesmo.

  3. francisco disse:

    OLÁ kENNEDY QUE MARAVILHA FOI SÓ O PT parar de atuar na Petrobrás que já temos boas notícias, que ele “PTs” fique longe de tudo, assim teremos crescimento. “FORA,FORA,FORA”

  4. Alfredo Zordenoni Junior disse:

    Incrível que qdo o governo se aperta (e ele nunca percebe que é, muito por causa da corrupção no meio dele) as principais medidas são atacar o povo com corte no funcionalismo público (que nunca atinge os funcionários fantasmas ou preguiçosos que infestam a máquina administrativa) e também a elevação dos impostos. Nunca pensam na redução dos salários absurdos dos políticos que ganham muito pra trabalhar pouco (quando trabalham, né), nas mordomias que recebem as vezes sem mesmo precisar como é o caso do auxílio paletó e o auxílio moradia, que são uma vergonha pro Brasil, ou então colocar na cadeia esses bandidos que figuram nos mensalões e java-jatos da vida e confiscar e devolver pros cofres públicos tudo o que roubaram do povo. Nisso eles não pensam não… e o povo só levando na cabeça… mas cada povo tem o governo que merece.

    • claudio disse:

      E agora, o Comandante do Exército Brasileiro, o general Eduardo Dias da Costa Villas Bôas, acaba de aplicar um cala boca histórico nos irresponsáveis que desejavam repetir o golpe de 64.

      Villas Boas não poderia ser mais claro. Dirigindo-se diretamente aos brasileiros que pedem intervenção militar, o general explicou que é preciso “compreender as normas da democracia brasileira antes de propor soluções sem fundamentação legal”.

      Para boas, o desejo de intervenção militar “não tem nenhum fundamento. O Exército é uma força de sustentação do Estado Democrático de Direito e deve obediência à presidente da República, que é nossa comandante-em-chefe”.COMO A MIDIA CONSERVADORA E GOLPISTA NÃO MOSTRA ISSO, PROCUREM NO GOOGLE.

  5. César disse:

    Vai vetar a mudança no fator previdenciário, mas não vetou o aumento, para o fundo partidário. O veto, depende de, “para onde vai o dinheiro”. Para este governo,”o povo não tem que receber, tem é que pagar as contas”.

  6. Gastaram demais antes, tem que fazer cortes agora. Não tem outra saída. O que não pode é aumentar impostos. Pelo contrário, é preciso apontar para uma redução paulatina da carga tributária.

  7. Rioleze matos disse:

    Tudo o que a Dilma pronunciou durante a campanha política,hoje se vê que foi tudo mentira e o povo continua aceitando,parece até que ela hipnotizou a todos.

  8. Maria Aparecida Ramos Tinhorão disse:

    Algum ministério foi extinto ?

  9. Modesto disse:

    Eu acredito que uma boa noticia seria,seria a letra da musica de Casusa, que diz Brasil mostra a sua cara.

  10. Angela disse:

    Corte em todos os benefícios dos políticos. Ah! os políticos pagam imposto de renda?

  11. jurandir Mazete disse:

    Ola Kennedy, Não vejo ou ouço a Dilma falar em redução dos cargos comissionados e diminuição dos ministérios. Só ouço diminuição do orçamento. Queremos menos parasitas no governo

  12. Luis Carlos disse:

    Estranho é como em 2014 tudo funcionava as mil maravilhas e este ano ANTES dos cortes o governo já está totalmente paralisado, sem dinheiro para nada e sem conseguir fazer nenhum superavite primário, ou seja, sem conseguir economizar dinheiro algum. Como pode não gastar e não ter dinheiro algum? Onde foi parar todo o dinheiro que existia no Brasil? Se houve uma redução na arrecadação a ponto de não haver dinheiro algum a recessão tem que ser absurdamente maior que os esperados 1%.

  13. Wesley disse:

    É tão estranho que nossos governantes não queiram por exemplo diminuir os juros pagos, pois isso por si só já poderia gerar mais da metade desse montante que tem que ser cortado, taxar grandes fortunas, cobrar impostos dos bancos… Ninguém fala disso, quem paga por todos os desmandos governamentais são os que menos tem, os marginalizados, os que realmente trabalham duro e não usufruem do resultado de seu suor… Não sou contra ter dinheiro, mas ter esse dinheiro com base na volta da escravidão por exemplo (terceirização) ou aumento de impostos é a face mais cruel dos governantes que temos.

  14. Reinon disse:

    Ano passado tudo estava ótimo onde foi parar toda a GRANA… O governo mentiu e muito

  15. Getulio disse:

    Tesouro e Tesoura; tudo a ver quando a situação está complicada sempre a usam para cortar o lado mais fraco!
    A do Povo Brasileiro!
    Sim, por que esse governo que ai está com a figura decorativa de Dilma ;sendo governado pela Camara de Cunha “cara de vilão” e o Senado com Renan “roubalheiras” nas mãos dess PMDB escoprião alias os dois desse partido deveriam pedir para sair já que são suspeitos de corrupção tambem.
    Setores de “direita no Brasil” entraram em guerra declarada apoiados em parte de midia, judiciario , politicos, contra o lulismo que começou a dominar o cenario politco de um pais gigantesco e quanto mais conseguirem desestabilizar jogando a culpa no PT melhor para essa oposição morinbunda!
    Lula faz bem bem aos se descolar da imagem de Dilma já não pode salva la dessas piranhas está deixando a ser abocanhada dia a dia …

    • César disse:

      O Ministro da Fazenda Joaquim Levy é ministro da Presidente da República Dilma Rousseff. Os Deputados, que ajudaram a aprovar o ajuste, retirando direitos trabalhistas, são do PT e da base do governo da Presidente da República Dilma Rousseff. A crise, foi criada pelo governo da Presidente da República Dilma Rousseff, que é do Partido dos Trabalhadores. Quem indicou a Presidente da República Dilma Rousseff, foi o Ex-Presidente Lula. Em todos os momentos de crises, a Presidente da República Dilma Rousseff, foi se aconselhar com o Ex-Presidente Lula. Na semana passada, no dia 14/05, o Ex-Presidente Lula, se reuniu com o Senador Renan Calheiros. E você ainda quer colocar o PT e o Ex-Presidente Lula, como se fossem vítimas, da mídia e da oposição? E eu, nem citei a corrupção.

  16. Marco Túlio Castro disse:

    Pode começar cortando as diárias de 7000 euros para ela e a turma em hoteis aqui em Portugal e jantares no Eleven. Meus amigos portugueses comentaram que nem sabiam que existia hotel de 7000 a diaria.
    Eu conheço a embaixada brasileira aqui e aquilo lá é um castelo. Mas a rainha precisa de espaço não é mesmo ?
    Depois tomar os cartões corporativos descontrolados. Na epoca do FHC ficavam os ociosos Mercadante e Suplicy vigiando os gastos nos terminais do Congresso, agora é tudo secreto (democracia é assim não é?).
    E acabar com o Ministério da Propaganda e outros que não servem para nada. Fora mais umas 300 Secretarias inúteis.
    Depois volte pra falar de economia.

  17. Lúcio Antonio de Barros Rodrigues disse:

    Ai vai uma ideia para diminuir gastos….Acabar com auxílio a moradia valor absurdo da para comprar um apartamento em 02 mandatos. , quem comparece 02 vezes por semana na câmara não precisa aluguel fixo mensal, pode muito bem pagar 08 diárias em hotel mensal. Aluguel de veiculo dentro do próprio município é um absurdo o politico tem usar meio de trasporte por sua conta.
    Auxilio a roupa Ridículo chega ser podre..e outros auxílios mais ridículos ainda…Temos que ter uma visão que o governo seja ele, Federal, Estadual ou Municipal, são empresas onde o povo vota para selecionar quem serão os funcionários que vão administrar os serviços, e se este escolhido usar de corrupção ou não cumprir com os compromissos exigidos pelo cargo, ser convidado a se retirar do cargo devolver o que roubou ai quem sabe ele pode viver por 03 meses recebendo auxílio desemprego e ser proibido para sempre de poder concorrer a cargos públicos..
    Seria um sonho….

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados

Não serão liberados comentários com ofensas, afirmações levianas, preconceito e linguagem agressiva, grosseira e obscena, bem como calúnia, injúria ou difamação. Não publicaremos links para outras páginas devido à impossibilidade de checar cada um deles.

2020-09-24 16:58:58