aki

cadastre-se aqui
aki
Política
16-05-2014, 9h52

Gaviões da Fiel não pode atuar como polícia

30

Comentário no “Jornal da CBN” traz bastidor do governo federal sobre superquinta de manifestações. Para governo, protestos perderam apoio nas redes sociais, o que foi evidenciado por número pequeno de manifestantes nas ruas. Tem também avaliação sobre greve da PM de Pernambuco, movimento inadmissível. PMs fazem chantagem com governadores. Infiltração de torcedores da Gaviões da Fiel em movimento social para evitar protesto é ação paramilitar. No Estado Democrático de Direito, monopólio do uso da violência cabe ao Estado. Torcida organizada não pode atuar como polícia.

Comentários
30
  1. É lamentável a própria policia se aproveitar da situação complicada que o país está vivendo para se “juntar” e achar no direito de cuidar dos seus interesses também.
    Quando foi anunciado o interesse do Brasil em sediar a Copa do mundo o Brasileiro não fez manifestação cotra o por quê todas essas agora? É claro muita politicagem envolvida e chega ser nojento e vergonhoso para a parte do povo trabalhador que tem perdido seus empregos e os estudantes perdendo suas aulas por falta de transportes que foram alvos das manifestações e as paralisações provocadas pelos manifestantes. Inaceitável pai de família buscando o pão de cada dia para seus filhos impossibilitado de chegar ao destino.
    Contudo a torcida organizada esteve mais que certa em proteger o patrimônio que saiu caro para vândalos destruírem em segundos, pois a justiça do nosso país está mais do que perdida e a segurança pública é só para bandidos, corruptos…

    Juliana Trolezi.

    • Fernando Cordeiro disse:

      Juliana, parabéns por sua argumentação sobre a copa e a candidatura do Brasil para sediar o evento.
      A minha opinião sobre as torcidas organizadas é péssima, para mim, não passam de organizações criminosas.
      No entanto, dado a falência do Estado Brasileiro no quesito segurança pública, já que vem se encaminhando rumo ao sucesso na educação com o Enem, ProUni e Pronatec, assim como, na Saúde com o Programa mais médicos, é absolutamente de direito que torcedores de um time de futebol, cidadãos, exercitem o direito de defesa do patrimônio de seus clubes uma vez que são condôminos de uma fração ideal do patrimônio, ainda que essa fração ideal possa se constituir de valores como paixão ou amor pelo clube se coração.
      Na falência do Estado Brasileiro e na omissão dos governadores de Estados, todos querendo ficar de bem até com bandidos por conta das eleições, o cidadão tem todo direito de agir para proteger o seu patrimônio, seja ele físico ou moral.

    • Fernando Cordeiro disse:

      Juliana, parabéns pelos comentários adequados sobre a inexistência de protestos quando o governo Lula disse que o Brasil se candidataria ao sediar a copa do mundo de 2014.
      Quanto às críticas de Kennedy, sobre a participação da Gaviões da Fiel protegendo o Itaquerão, são legítimas apenas no seu aspecto formal.
      Kennedy deixou de observar que os governadores de Estados da Federação, no comando das polícias civil e militar, têm se omitido de impedir tais atentados ao patrimônio público e privado, para não desagradar a quaisquer das facções no comando das “MANIFESTAÇÕES PACÍFICAS”.
      Tratando o assunto de maneira formal, quando o Estado entra em falência no cumprimento de suas obrigações ocorre o Estado de Anomia. Legítima a participação de qualquer grupo, seja de cidadãos ou bandoleiros, para defesa de seus interesses já não há Estado para reclamar o monopólio da violência.

    • Carlos Elísio disse:

      Concordo 100% com vc Juliana, pois tenho uma revolta grande contra este bando de palhaços oportunistas. Quem nunca teve vontade de juntar um grupo e se opor aos grupos que, diariamente, além de depredar bens privados e públicos, tentam cercear o seu direito sagrado de ir e vir.

  2. Augusto disse:

    Não sou a favor da violência. Porem, se o governo não me dá segurança, eu sou de opinião que posso fazer a minha. Vamos há alguns exemplos: Como não há segurança, os bancos contratam seguranças particulares. Como não há saúde, quem pode contrata um plano de saúde. Como não há educação, quem pode paga uma escola particular. Concordo com as manifestações pacíficas e ordeiras e que respeitam o direito de ir e vir das pessoas respeitam propriedades e prédios públicos. Porem, se vão fazer baderna, quebra quebra, sou a favor do pau neles.

  3. paulo victor c b braun disse:

    Verdadeiro! Mas o problema nao tem origem nem na torcida, nem com os manifestantes. A culpa é do poder publico, que tem medo de intervir durante manifestações. Quando algumas pessoas invadiu um laboratório e roubou uns cachorros – que estavam lá legalmente- a policia foi omissa, so faltou ajudar a carregar os bichos para fora. No inicio da semana, alguns sindicalistas atravessaram onibus na estrada do mboi mirim, prejudicaram milhares de pessoas por horas e a policia foi omissa. E assim vai, quando a propria torcida organizada invadiu o ct do clube, idem, a policia tambem foi omissa.

  4. Fernando Mathias disse:

    Isso é par o senhor ver como anda a segurança e o governo desse País.

    • Cláudia Stefani disse:

      Segurança é estadual.

      • Nuno disse:

        Concordo Claudia, E SE O GOVERNO ALCKMIN do PSDB tivesse “CORAGEM DE MANDAR O MARCOLA do PCC para um PRESIDIO FEDERAL COMO ja fizeram os governadores: do Rio de Janeiro, de Santa Catarina e do Maranhão; com os bandidos das quadrilhas que agiam por lá DA MESMA FORMA QUE O PCC AGE AQUI EM SÃO PAULO, CERTAMENTE A VIOLENCIA EM SÃO PAULO DIMINUIRIA. O governo Alckmin NÃO TEM O DIREITO DE COLOCAR A VIDA DA POPULAÇÃO EM RISCO, por picuinha politica. O GOVERNO FEDERAL NUNCA SE RECUSOU A AJUDAR A COMBATER O PCC e nem a violencia em São Paulo ou em qualquer estado do Brasil. O Maior culpado pela violencia em São Paulo é o Alckmin.

  5. hamilton ricardo disse:

    Se o Estado fizer a sua parte ninguém vai precisar se defender com as próprias mãos.
    Caso contrário, os que tiverem força de se reunir dentro da Lei tem todo direito de se defender desse bando de inúteis que andam pelas ruas fazendo baderna, intimidando a população, depredando estabelecimentos e locais públicos. Meu caro, existem coisas que são legais mas são imorais e existem outras tantas que são Ilegais mas são morais, conseguiu entender.

  6. Souto disse:

    Estas ações cheiram a conspiração. Felizmente o que vimos ontem foi pequenos grupos se manifestando contra a copa e, infelizmente, outros ainda menores saqueando e depredando. Agora, greve na polícia é motim, é insubordinação, é impensável. Medidas preventivas devem ser tomadas para evitar.

  7. edvaldo gomes da silva disse:

    Bom dia,

    O pais está sem rumo, que era para comandar o pais e dar exemplo, são os primeiros a roubar.

  8. Gabriel Oliveira disse:

    Quando o Estado não atua o Estado paralelo faz seu papel, isto esta mais do que evidenciado nos morros carioca.

  9. Jonas disse:

    A Gaviões tem todo o direito de lutar para proteger sua casa. A Arena é a casa da torcida do Corinthians. Só não estava lá porque moro longe. Vai Corinthians!

  10. Eudes Gouveia disse:

    Manifestação contra manifestação não pode? E se pode tem modelo a ser seguido, senão não pode? Tenha paciência….

  11. Paulistano disse:

    Mais um dos legados desta malfadada “Copa”, povo lutando contra povo, pra proteger um estadio particular financiado por dinheiro publico.

    • Nardo disse:

      Kennedy

      Eu tenderia a mesma opinião, salvo se tivéssemos segurança pública eficiente neste país.
      Contudo, diante a falência das Instituições públicas, neste caso a responsável pela Segurança, o proprietário tem o “dever” de defender o seu patrimônio.
      O que deveriam fazer então?
      Esperar que os manifestantes destruíssem tudo?
      Isso é uma consequência da desordem que assola o país.
      Aproveitando, para os menos avisados, o Corinthians é mutuário, como cidadão que financia sua casa própria. O bem é a garantia da dívida.
      Esqueçamos as diferenças clubísticas e paremos de falar asneiras.

      Arnaldo
      Bauru/SP

  12. Eduardo disse:

    Se comportou como milícia!!!
    Isso sim. Leiam os textos do Cosme Rimoli. Ele fala mto sobre esse tema.

    Abs

  13. Eduardo disse:

    Não é atuar como polícia e sim como legítima defesa que é um direito de todo cidadão. A lei classifica como legítima defesa o ato de defender sua própria honra, vida ou patrimônio.
    Todo protesto é legítimo desde que não se transforme em depredação ou violência.
    O que a Gaviões e a Camisa 12 fizeram foram apenas se colocar em prontidão para defender, se necessário fosse, seu patrimônio, sua casa. Quem de nós, se soubesse que haveria uma manifestação na rua de sua casa, não correria para lá e ficaria em alerta pronto para defender sua casa de possíveis vandalismos?

  14. Mauro Zilli disse:

    Acho certo que a torcida do Corinthians defenda o seu patrimônio contra um bando de desocupados que querem “causar por causar”. Quem vai pagar o empréstimo do BNDES é a torcida, comprando ingressos, consumindo no local, portanto, a Arena Corinthians é um bem privado que pertence à torcida corinthiana e que não pode ser envolvida nesta vergonha que são os protestos contra a Copa do Mundo, financiados por algum político com objetivos excusos.

  15. Paulo Henrique disse:

    É claro que tal atitude da Gaviões fosse muito discutida, organizar-se para defender um patrimônio é algo muito rara neste caos brasilis, antecipadamente até desarmaram os homens bons.Quantos dos sem-tetos estão dispostos á pagar os custos de uma vida em sociedade, com compromissos de horários e contas do mês, não é difícil notar a baderna pura e simples, organizar-se para defender e preservar é a base da Democracia e não do Socialismo.

  16. João Paulo disse:

    Até onde eu sei não houve confronto entre torcida e manifestantes – estes sim, tendo atitudes parecidas como paramilitares, promovendo desordem e quebra-querab. Acho o fanatismo da torcida do Corinthias um saco, mas dessas vez eles estão de parabéns!!

  17. Fabio disse:

    Muitas opiniões, dentre elas muitas verdades,porém, o que fica evidenciado realmente é a falta de compromisso dos poderes com o povo, que fica como aquele cachorro que possui muitos donos e por isso e apesar disso passa fome. Não é de hoje que cobramos, cobramos e cobramos pacificamente sem nenhuma resposta significativa, será que fazendo de outra forma seremos ouvidos? Com a palavra …

  18. REGINALDO PEREIRA NETO disse:

    Estamos caminhando para o caos.
    VIVE O PT !!!!!

  19. Jorge Luiz disse:

    O baixo número de adesão, ab inicio, não pode ser comemorada pelo governo e por parte da imprensa que vai lucrar e muito com a “copa das copas”. Pois só em venda à anunciantes nos jogos da Seleção da CBF dentre outras, vai gerar uma fortuna a todos os meios de comunicação. A parte da imprensa que critica os gastos (apesar que tem uma parte dela que morde e assopra – critica, mas, vai passar todos os jogos), só o faz porque não vai participar do bolo. Ou porque não quis, ou porque não conseguiu entrar nessa. Entendo que, o caso do cinegrafista da band, fez com que parte dos manifestantes ficassem com medo de ir a rua. Ocorre que, o caso do cinegrafista, é um fato isolado, e que se a gente pensar dessa forma, era para a PM ser extinta, junta com as Forças Armadas. Além do mais, pouco se comenta sobre a falta de equipamento adequado para o profissional que vai as ruas cobrir um ato desse. No caso em tela, ele sequer estava de capacete e colete a prova de balas. Daí, vem a indagação: será que se ele estivesse portando esses equipamentos de segurança, ele viria à óbito? Bem, como não estamos falando do caso que, infelizmente, se deu da pior maneira possível, com a morte de um profissional, voltamos a discussão sobre a baixa adesão da população. Entendo que o número de pessoas vão aumentar, aos poucos, até a “copa das copas” que, aliás, é sinônimo de vergonha e deboche da imprensa internacional que a todo o momento orienta seu nacional a tomar todas as precauções em “nosso” País. Sem perder mais uma vez o foco, que, na verdade, não se perde, pois um tema está ligado ao outro, espero que os jovens retornem as ruas com suas bandeiras e façam manifestações ordeiras (se o governo e a polícia deixar), protestando, sim, contra os abusos e descaminho que o Brasil vai levando. E que cobrem com todo a força tudo aquilo que é direito nosso. Na minha opinião, a melhor forma de protestar seria o boicote. Devemos ir as ruas e deixar claro que vamos boicotar todas as empresas que patrocinam os jogos da “copa das copas” e das Olimpíadas Rio 2016. Bastava não adquirir seus produtos e deixar isso muito claro nas redes sociais e nas ruas. Não precisava quebrar nada. Bastava não meter a mão no bolso. Deveria, ainda, ter o boicote de assistir aos jogos. Já que o governo não resolveu o problema da mobilidade urbana, com obras, mas, com uma caneta esferográfica decretando ponto facultativo e feriado, podemos pegar esse tempo e nos reunir-mos para uma tarde de leitura, ou ouvir música, ou ajudar as pessoas mais necessitadas na ruas e hospitais. Porém, não devemos perder o foco do boicote financeiro sobre as marcas que apoiam esse evento e o próximo que virá em 2016. Deve-se se estender esse boicote aos meios de comunicação, aos políticos e seus partidos. Sei que tudo isso pode ser uma utopia. Mas, lembre-se que a própria passeata dos jovens de junho de 2013 um dia foi uma utopia e deu no que deu. Por que não é hora da gente pensar e planejar esse tipo de boicote? Afinal de contas, esse tipo de protesto e indignação não é ilícito e nem ilegal. Ao contrário. É pacífico, ordeiro e de cunho humanitário. Essa é a minha opinião sobre tudo isso. Caso queiram discutir o assunto, é só mandar para jorgeluizvaz@ig.com.br.

  20. Fabio disse:

    Interessante:

    kkkkk, Esta mesma torcida invadiu a “fazendinha” estourando portões, depredando carros e o “patrimônio” deles e só não aconteceu uma tragédia com possíveis mortes, porque os jogadores/ídolos se trancaram no banheiro, ou seja, o “patrimônio” só eles podem destruir e quando o povão chega perto do “Itaqueron” eles querem proteger o “patrimônio” só rindo mesmo, chega a ser hilário…

    Isto é Brasil,

  21. fatima disse:

    concordo plenamente com você Fabio é hilário,as pessoas são demagogas demais,a maioria que está contra a copa tenho certeza já compraram ingresso para assistir a copa da nojo isso é jogo politico.

  22. Siomi do Espirito Santo disse:

    Acordos espúrios fizeram essa e todas as arenas com dinheiro público em detrimento das áreas onde o governo deve atuar,gastou-se mais de 30 bilhões de reais e na olimpíada será pior,se o indivíduo ou algo que simpatize é beneficiado então esta tudo bem,é o jeito de dar circo para continuar no poder.Neste País predomina a lei de Gerson mesmo que principios éticos e morais sejam jogados no lixo.

  23. André disse:

    Se qualquer meia dúzia de exaltados consegue parar as maiores avenidas do Brasil e tornar-se manchete em algumas manifestações que só ganham projeção pela mídia, é óbvio que temos um Estado fraco, amorfo. Daí, nada mais natural do que organizações para-estatais tomem a frente para também defender interesses de um grupo social, dessa vez antagonista aos baderneiros. O resto é conversa de botequim.

  24. Carlos Martinez disse:

    Não simpatizo e não defendo nenhum tipo de torcida organizada. Ouvindo atentamente o seu comentário, lembrei realmente que num “Estado Democrático de Direito” o monopólio do uso da força pretende ao Estado.
    Esta como muitas outras leis vale para os que estão na parte inferior da pirâmide social. A parte superior da pirâmide, faz uso de seguranças particulares para se defender (O que é legítimo). E por acaso para defender quem lhes paga o salário estes seguranças mandam flores ou fazem o uso da força se necessário.
    Vão dizer que as empresas de segurança são regulamentadas pelo Estado, etc, etc. Ok mas aqui no Brasil alguns são mais iguais do que os outros.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados

Não serão liberados comentários com ofensas, afirmações levianas, preconceito e linguagem agressiva, grosseira e obscena, bem como calúnia, injúria ou difamação. Não publicaremos links para outras páginas devido à impossibilidade de checar cada um deles.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

 
2020-01-24 05:32:06