aki

Kennedy Alencar

cadastre-se aqui
aki
Entrevistas
22-08-2014, 20h03

Getúlio achava certo ser ditador para modernizar país, diz biógrafo

Não há prova de que Getúlio tramou atentado contra Lacerda, afirma Lira Neto
1

ISABELA HORTA
Brasília

Em entrevista ao “SBT”, o biógrafo Lira Neto afirma que o ex-presidente Getúlio Vargas não tinha “nenhum pudor” em se assumir como um ditador. Neto explica que, para o Getúlio, um governo forte e unipessoal seria a “forma moderna de governar”.

Neto é autor da mais recente biografia sobre o ex-presidente gaúcho. Para escrever os três livros que narram a história, teve acesso a mais de 1.600 páginas de cartas inéditas trocadas entre Getúlio e sua filha Alzira Vargas.

O escritor comenta o atentado na rua Tonelero, episódio que agravou a crise que levou Getúlio a cometer suicídio em 24 de agosto de 1954. No evento, o major Rubens Vaz foi morto e o jornalista Carlos Lacerda, opositor do ex-presidente, levou um tiro no pé. As investigações da época responsabilizaram pessoas próximas a Getúlio, inclusive o guarda-costas dele. Mas, segundo Neto, não há nenhum documento com credibilidade que mostre o envolvimento do ex-presidente com o atentado.

“Algumas perguntas estão até hoje sem resposta. A arma de Lacerda não foi entregue para a polícia. O tal tiro no pé, uma bala de [calibre] 45 no pé de uma pessoa teria feito provavelmente um estrago muito maior. O prontuário do Miguel Couto, onde Lacerda deu entrada para cuidar do ferimento, também está desaparecido até hoje.”

Para o biógrafo, o ex-presidente “produziu o Brasil moderno”. “Com todos os ‘senões’ da Era Vargas, é inquestionável que Getúlio modernizou o país. O Brasil de 30 é completamente diferente do Brasil de 54.”

Comentários
1
  1. eudes ribeiro de novaes disse:

    Já tenho os dois primeiros volumes desta biografia de Getúlio Vargas por Lira Neto. vou adquirir o último. Parabéns Kennedy.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados

Não serão liberados comentários com ofensas, afirmações levianas, preconceito e linguagem agressiva, grosseira e obscena, bem como calúnia, injúria ou difamação. Não publicaremos links para outras páginas devido à impossibilidade de checar cada um deles.

2020-11-26 00:55:09