aki

cadastre-se aqui
aki
Política
30-10-2015, 21h56

Governo avalia que teria hoje voto para barrar impeachment

Mas pressão de parte da opinião pública traz riscos para Cunha e Dilma
17

Postado por: ISABELA HORTA

O governo acredita que teria votos hoje para barrar na Câmara a eventual abertura de um processo de impeachment contra a presidente Dilma Rousseff. Essa avaliação foi feita por articuladores políticos que analisaram os resultados de recente pesquisa Datafolha com deputados federais.

Na Câmara, Dilma teria uma situação mais confortável do que o presidente da Casa, Eduardo Cunha. Motivo: para que um eventual processo de impedimento da petista seja aberto na Câmara, a oposição precisa obter de 66% (dois terços) dos 513 deputados, o que equivale a 342 votos. Segundo o levantamento do Datafolha, apenas 39% dos parlamentares entrevistados pelo instituto seriam favoráveis hoje à abertura do processo.

O problema é que, se Cunha aceitar um pedido de impeachment, haverá pressão de parte da opinião pública para que os deputados votem contra a presidente.

Nesse contexto, o governo trabalha em duas frentes. Deputados do PT devem recorrer ao STF (Supremo Tribunal Federal) contra uma eventual decisão de Cunha neste sentido. Ao mesmo tempo, os articuladores políticos do governo dizem que hoje que teriam votos para vencer uma votação sobre esse tema na Câmara.

No entanto, pressão de parte da opinião pública é um fator que traz riscos para votações na Câmara da eventual cassação do mandato de Eduardo Cunha ou de um pedido de abertura de impeachment da presidente.

A leitura da pesquisa Datafolha é mais negativa para o presidente da Câmara, Eduardo Cunha. Se for a votação em plenário uma recomendação de cassação de mandato do peemedebista, a tendência é que ela seja aprovada pelos deputados. Diante da gravidade das acusações e da pressão de parte da opinião pública, Cunha provavelmente seria punido.

Por isso, interessa ao peemedebista ganhar tempo, esticando todas as etapas do processo que começará a tramitar para valer na semana que vem no Conselho de Ética da Câmara.

Outra arma de defesa do presidente da Câmara é o poder de barganhar com governo e oposição porque pode detonar a abertura de um processo de impeachment de Dilma.

*

Confira os temas do “SBT Brasil” desta sexta-feira:

Comentários
17
  1. César disse:

    Há muitas incertezas no cenário político brasileiro, enquanto o país continua paralisado. Muitas variáveis nos desdobramentos possíveis e incertos. O que me parece certo é que perderemos as outras duas notas de crédito das agências de risco e o capital estrangeiro vai minguar. Se o FED aumentar os juros, teremos uma debandada de recursos para fora do país. O Presidente da Câmara Eduardo Cunha e a Presidente da República Dilma Rousseff, não veem a hora deste ano terminar e começar logo 2016. Férias e carnaval no começo do ano e logo depois Olimpíada, para distrair o povo. A Presidente Dilma aposta na criação da CPMF para conseguir algum recurso para se segurar no cargo até 2018 e em 2017 vai gastar recursos até não poder mais, para fazer o seu sucessor. O Deputado Eduardo Cunha aposta no corporativismo dos políticos, nos rabos presos que muitos parlamentares tem, na fragilidade do governo Dilma, que aceita qualquer acordo para não cair e na morosidade da justiça, para se manter no cargo.

    • robyson andreotti disse:

      O Cunha aposta no corporativismo, mas as pesquisas do Data Folha, mostram que esse corporativismo é uma furada pra ele, pra essa pesquisa do Data Folha dou Aleluias!!!
      mostrou que não é bem assim, o negócio, a maioria dos 513 não tem o rabo preso com ele.

      • walter disse:

        Caro Robyson andreotti, não é bem assim, seus aliados são de alguma forma ligados pelos segredos…o cunha não brinca, se precisar “ameaça”; trata-se de um pastor evangélico carioca…
        Caro Kennedy, ali ninguém é confiável, nem de um lado, e nem do outro, a dilma esta sim nas mãos do cunha; nesta hora, o cunha se segura, mas sabe, que terá que transitar; entregará o tal “comando”, para um de seus aliados, mas pedirá o impedimento…
        A dilma não tem qualquer “moral”, ou apoio para continuar; o País precisa de “sangue novo”; quem vai decidir seu futuro de fato, salvo o impedimento, é o próprio lula, se demorar o PMDB irá debandar, quem não foi ainda; estão a um passo do portão.

  2. César disse:

    Que caiam todos s envolvidos em corrupção e todos aqueles os que os apoiam. Legisladores de causa própria! Vivem no luxo e no conforto, ostentando com o dinheiro roubado dos brasileiros. Jatinhos, iates, carros, imóveis, viagens, festas, tudo bancado com os recursos da saúde, educação, segurança e transporte que foram desviados.

  3. vagner disse:

    O primeiro objetivo do povo é a saída da Dilma, o resto vem depois . Vamos parar com esse calvário !

    • robyson andreotti disse:

      eu faço parte do povo que não quer impeachment, ainda mais agora, sabendo que a oposição é mais suja que um chiqueiro. quero que Dilma assista de camarote, a cassação de Eduardo Cunha, Agripino Maia, Paulinho da Força Sindical, Aluísio Nunes e os outros que faltam serem citados pelo procurador Janot.

  4. Alberto disse:

    Hummmmm,será mesmo?

  5. Maria Aparecida Ramos Tinhorão disse:

    Se o governo tem votos para barrar o impeachment é porque lançou mão da compra de votos. Fez no atacado (congresso) o mesmo que fez no varejo (bolsa esmola).

  6. Pereira disse:

    Não duvido de nada que venha a ser referir ao bem estar desse desgoverno em nossa atualidade. E tenho certeza que teria votos hoje para barrar na Câmara a eventual abertura de um processo de impeachment contra a presidente Dilma Rousseff. Gostarei de ver esse governo, Lula e o PT enfrentando novas eleições, o negócio é que esse governo atual, igualmente Lula tinham em mente que jamais o povo abriria os olhos, O BOLSA FAMÍLIA não tampa mais o buraco sem fundo que o PT e companhia vinham a muito tempo cavando no Brasil. O povo acordou e nem que quisessem teria mais como dormirem, pois é tanta conta, tanto imposto, tanto aumento, tanta cobrança e nada em troca. Temos muitas mentiras e falsas promessas que jamais foram cumpridas.

  7. César disse:

    A promiscuidade que rola neste bordel que chamam de Congresso Nacional, não espanta a mais ninguém.

  8. César disse:

    Este governo é bom mesmo!
    Consegue barrar qualquer tentativa de impeachment.
    Consegue barrar o aumento para os funcionários do judiciário.
    Consegue barrar o aumento dos funcionários públicos federais.
    Consegue barrar o aumento para os aposentados.
    Consegue barrar qualquer tentativa de barrar o aumento do desemprego.
    Consegue barrar o superávit primário.
    Consegue barrar o investimento externo.
    Consegue barrar a abertura de novas fábricas.
    Consegue barrar o crescimento do Brasil!
    Viva o governo Dilma! Um governo cheio de recordes negativos.

  9. robyson andreotti disse:

    mais uma notícia boa de se ler, os deputados estão percebendo, que quem não presta, quem não vale nada, está na oposição.

  10. Pasquale disse:

    Seg, 02/11/2015 às 07:45
    ________
    Brasil é único da AL que terá corte na oferta de voos em 2015
    ________
    MAIX NUM É PUSSÍVIU,UMA NOTÍCIA DESSAS.(A crise é mundial? ou será que é tupiniquim?)

  11. Pedro Lago disse:

    Beleza, e os votos para garantir os vetos da pauta bomba ? E os votos para aprovar o pacote fiscal ? Detalhes, o importante é se manter no poder, custe o que custar. Mesmo que custe a falência do Brasil, o desemprego nas alturas e a inflação de dois dígitos. Bando de pulhas que só pensam em se locupletar nas tetas do governo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados

Não serão liberados comentários com ofensas, afirmações levianas, preconceito e linguagem agressiva, grosseira e obscena, bem como calúnia, injúria ou difamação. Não publicaremos links para outras páginas devido à impossibilidade de checar cada um deles.

2020-09-27 06:47:23