aki

cadastre-se aqui
aki
Economia
20-05-2016, 21h03

Governo Temer opta por previsão fiscal mais pessimista

Se Congresso aprovar medidas, deficit será menor do que R$ 170,5 bi
22

KENNEDY ALENCAR
BRASÍLIA

O governo Temer optou por fazer uma estimativa mais pessimista do rombo nas contas públicas deste ano. A previsão de R$ 170,5 bilhões de deficit é um teto, como disse o ministro do Planejamento, Romero Jucá.

Se forem aprovadas medidas pelo Congresso ou adotadas providências administrativas pelo Executivo para cortar gastos ou elevar impostos, o deficit poderá ser menor. Essa é uma conclusão da fala do ministro Henrique Meirelles (Fazenda).

O governo agiu com pessimismo devido a três razões: a queda da arrecadação de tributos, o tamanho da recessão econômica e a incerteza em relação à aprovação de medidas duras no Congresso.

Essa nova meta fiscal reforçará o discurso do governo Temer de que recebeu uma herança maldita da gestão Dilma. Também servirá para pressionar o Congresso a aprovar medidas de austeridade. Mas carregar nas tintas também assustará o mercado financeiro e os agentes econômicos, que continuará a esperar resultados reais.

*

Uma certeza frieza do mercado financeiro em relação ao novo governo se deve à falta de medidas concretas para combater a crise econômica. O governo resolveu antecipar de segunda para sexta a divulgação do buraco nas contas públicas para começar a próxima semana já pensando em propostas concretas.

Nesta semana, a Bolsa e o dólar não tiveram o desempenho eufórico que precedeu o afastamento de Dilma Rousseff porque os investidores querem ver se Michel Temer terá força para fazer uma reforma da Previdência para valer e se conseguirá aprovar mesmo suas propostas no Congresso.

Na primeira semana do novo governo, sobraram tropeços dos ministros em geral e boas promessas da equipe econômica. O mercado quer ver para crer.

Assista aos temas de hoje no “SBT Brasil”:

Comentários
22
  1. walter disse:

    Veja só que absurdo caro Kennedy; mais uma da dilma para os defensores idiotas…
    Apresentar ao congresso uma aprovação de 90 BI de déficit, quando na verdade,o valor seria no mínimo o DOBRO; chega a ser uma afronta a sociedade, esta mulher se condenou…
    Como não aumentar impostos, terão que sacrificar as reservas do fundo soberano, ou de fato cortar investimentos; por isso, a dilma não fez a transição; passaria vergonha…
    Imaginem, o que virá a mais; uma semana de governo, e já se deparam com excesso de irresponsabilidade assim, o que mais vai aparecer…a Eletrobras por exemplo…
    Espero sinceramente, que sua condenação pelo congresso, e consequentemente pelo supremo, seja exemplar; uma mulher sem escrúpulos, que zombou do nosso Povo.

    • CLEITON MENDES disse:

      Apesar de tudo isso, Dilma ainda nutre esperança de voltar, tamanha é a falta de noção de realidade dela. Que o Senado condene esta senhora o mais rápido possível, e expurgue de vez essa delinquente!

    • Maria Aparecida Ramos Tinhorão disse:

      Walter, meu caríssimo colega desse foro de debates.
      Mais uma vez, concordo e aplaudo suas sempre sábias palavras.
      Zombar do povo brasileiro é no mínimo, elegância da sua parte.
      Ela tripudiou, escarneceu do povo brasileiro nos taxando de idiotas.
      Espero que a penalidade dela não seja o esquecimento, pois se assim for, estaremos condenados a repetir essa catástrofe !

    • roberto chaves disse:

      Nao sou petista e nem pro Dilma, mas acho que as coisas tem que ser ditas corretamente e com clareza. Abram 0s 170 milhoes de deficit que Temer/meireles estao divulgando agora , agindo como aproveitadores e verao que incluem no deficit , os 53 milhoes de perdao de divida dos estados, que nunca foram concedidos pelo governo Dilma e que Temer é que pretende aceitar, e mostrem que estao incluindo no deficidt os 26 milhoes de CPMF , que Dilma ja punha na contda do deficit como receitas. Façam as contas: 170 – 53 -26= 91 era o deficit anunciado antes. Vejam a composiçao do novo deficidt anunciado e confirmarao isso. Temer quer jogar toda a responsabilidade para o passado para ter argumentos para emplacar medidas duras e principalmente novos impompostos. O que eu como contribuinte nao aceito. Nao é esse o caminho correto.Espero que kennedy laia isso e como jornalista isento , mostre de fato a transiçao de deficit anunciado para o novo deficit que se anuncia.

  2. Se a mudança no orçamento do governo for aprovada encima do déficit anunciado e o déficit for este mesmo, até que ficou pequeno. Por que o Presidente do BRADESCO disse que imaginava um número perto de $270 bi de déficit. Mesmo assim $170 bi é bem conservador por não estarem ai os números dos prejuízos da Eletrobrás e as multas bilionárias que terão que ser pagas pela Petrobrás aos investidores que entraram na justiça no exterior.
    Queda no PIB de 3,8 e inflação de 7%, ainda acima da meta de 6,5%. Números ainda bem longe do ideal. Por isto espero que o Congresso tenha responsabilidade na aprovação urgente dos ajustes. Os empregos não podem esperar! Os empregos não vão esperar!

  3. Eu diria realista e não pessimista.

  4. joao dias disse:

    Que os nossos governantes, passem, de fato, a partir de agora, a conviver, em respeito à sociedade, com a realidade na administração da coisa pública, seja no Poder Legislativo, no Executivo e no Judiciário. Daí porque, a credibilidade está atrelada a Transparência. E governo Transparente não é favor, é obrigação, embora muitos governantes ainda não entenderam que foi preciso aprovar uma Lei , para impor a vontade do Povo. E, como reforço, a União pode exigir que a liberação de recursos do Tesouro, para Estados e Municípios, seja condicionada ao cumprimento da Lei da Transparência. Mas voltando ao deficit, continuo achando que sacando parceladamente e até dez por cento das reservas internais, em torno de 37 bilhão de dólares, transferidos como Capital ou Empréstimo ao BNDES, a economia poderia ser alavancada, com investimentos diretos e parcerias, mais rapidamente seriam traduzidos em produção, mais empregos, renda e consumo, com seleção de prioridades e retorno econômico e social.

  5. Romanelli disse:

    então, quando no 2o semestre de 2015 DILMA tentou falar a verdade, o Congresso e a mídia “ex-pecializada” a execraram
    .
    FATO ..longe de mim defender um governo tão imprevidente qto o de DILMA ..mas nos enganarmos e fingirmos que o quadro de hoje, em TODA a sua desgraça, não é devido a esta turma do PSDB e PMDB que queriam tomar o poder a qq custo ?! ..isso não né ?
    .
    Coloca ai nos R$ 170,5 as contingencias que DILMA queria cortar ..a CPMF defendida por Barbosa e Levy ..mais a CIDE, mais a parte devida a imposto sobre capital externo ..mais a ainda a reforma da previdência e veja o número que da ?!
    .
    mais ..tratemos esta Nação c/respeito ..c/isso baixe-se a SELIC a níveis internacionais, reponha o crédito, vá atrás dos grandes devedores, financie a produção e moradias ..e veja como a DIVIDA PUBLICA, pelo sopro de desenvolvimento, cai rapidinho
    .
    sim ..e não podemos nos esquecer de tratar os US$ 400 bi de divisas que nos dão um CUSTO de juros danado, coisa que os ricos não tem

    • roberto chaves disse:

      Romanelli, concordo plenamente com vc. Ainda falta por ai a tributaçao das grandes fortunas e heranças e o controle das aplicaçoes dos fundos de pensao privados e dos regimes proprios de estados e municipios, onde os gestores ja gastaram ou mascaram ou manipulam os seus valores. E precisamos dizer que estao inflacionando o novo deficit que anunciam , com exageros para por a culpa toda no passado e terem folga para enrolarem o povo. Estao incluindo no aumento do deficit 53 milhoes de perdao de dividas dos estados, que nao haviam sido concedidos no governo anterior e que Temer vai perdoar, enquanto querem por mais impostos na conta do contribuinte. Nao podemos aceitar essa perdao, para estados que ja foram perdoados , no governo FHC. Isso nao tem fim. Estados que se virem. O rigor deverá faze los mudarem de ideia, pois continuam a gastar desbragadamente e nao podemos aceitar mais impostos

  6. Stanislaw: A CLASSE POLÍTICA NÃO ENTENDEU AS MANIFESTAÇÕES DO POVO NAS RUAS! disse:

    INFELIZMENTE O CRÉDITO DE CONFIANÇA QUE A NAÇÃO “SACRIFICOU-SE” EM DEPOSITAR NO SENHOR MICHELTEMER, POR TER SIDO ELE ATÉ HÁ POUCO TEMPO MEMBRO DOS DESGOVERNOS QUE JOGARAM O PAÍS NO MAIOR MAR DE LAMA JAMAIS VISTO NA HISTÓRIA DO PAÍS, JÁ PROVOCA DESCRENÇA.
    TEMOS VISTO EM OUTROS PAÍSES, GOVERNANTES, POLÍTICOS, EMPRESÁRIOS DE GRANDES EMPRESAS RENUNCIAREM QUANDO SÃO CONSIDERADOS “SUSPEITOS” POR CRIMES: AQUI É O CONTRÁRIO, SÃO NOMEADOS PARA MINISTROS SUSPEITOS E (OU) INVESTIGADOS PELA JUSTIÇA – SOB A JUSTIFICATIVA DE QUE SÓ É CRIMINOSO O CONDENADO E, IMPORTANTE OBSERVAR, “APÓS O TRÂNSITO EM JULGADO”!
    SEREM SELECIONADOS ENTRE 200 MILHÕES DE BRASILEIROS, PARA CARGOS DE MINISTROS, SUSPEITOS E (OU) INVESTIGADOS PELA JUSTIÇA, É UM ABSURDO, COM CERTEZA PARA A MAIORIA DA NAÇÃO!
    E ESSA MAIORIA É, COM CERTEZA, A QUE ESTEVE NAS RUAS NOS ÚLTIMOS TEMPOS E QUE COMEÇA A ENTENDER QUE NÃO FOI BEM COMPREENDIDA PELA CLASSE POLÍTICA!
    VIVA A LAVA JATO, SERGIO MORO, MPF, PF, RF, TCU…

  7. joao dias disse:

    Falando ainda na utilização criteriosa , planejada e parcelada, de apenas dez por cento das reservas internacionais, girando hoje em torno de 37 bilhão de dólares, com certeza a alavancagem na economia teria resposta imediata na produção, no emprego, na renda e no consumo, sem acarretar inflação.
    Como as reservas internacionais passam de 370 bilhão de dólares e são remuneradas nominalmente em menos de 5% a.a. e mantidas em razão da emissão de títulos de endividamento interno e remunerados pela taxa Selic. Logo, as nossas reservas internacionais, tem elevado custo para o Tesouro Nacional e anualmente. Mas esses recursos que sacar, tem que ser carimbados para a utilização exclusiva em obras em andamento, prioritárias e sem o cheiro de superfaturamento e que tenham inicio e fim , para evitar os ilimitados aditivos. Acredito que seriam bem utilizados esses recursos, pela competente equipe do Ministro Henrique Meirelles. E o Povo quer que o seu sacrifício seja compensado em reciprocidade.

  8. Alberto disse:

    A situação é muitíssimo ruim e,portanto,realista sim a previsão fiscal apresentada.Estamos só no início da apuração do embuste petista.

  9. Maria da Consolação disse:

    Vamos ver até quando Temer vai colocar a culpa em Dilma. Mas vai chegar uma hora que essa desculpa não vai colar mais. Quanto ao fato do mercado (esse ser “estressado”) não ter reagido até agora, isso apenas demonstra que o problema é mais embaixo. A crise econômica não é exclusividade do Brasil. O mundo está em crise, desde 2008. Aliás, passamos muito bem por ela até 2013. Agora estamos sentido o que o mundo já tinha sentido antes. Talvez agora a imprensa comece a explicar melhor a crise mundial, afinal, o bode expiatório (Dilma) já saiu. Ou é melhor esperar até o Senado tirá-la definitivamente? É, é melhor não arriscar, com certeza irão aguardar. Por enquanto a desculpa de que Dilma foi a culpada é bastante apropriada.

  10. Maria da Consolação disse:

    170b e Petrobras falida ,ainda querem o que?

  11. Alex Cardoso disse:

    Esta claro como água, que essa novíssima “meta” de R$ 170bi desobriga o governo de realizar ajustes de imediato. E, então, se for aprovado algum ajuste, o que vier será lucro. E evidentemente, com essa “meta”, Temer fica livre do risco de ter medidas questionadas pelo TCU. Ótimo gestor!! Palmas!! Fala sério!!

  12. Pasquale disse:

    Romanelli,eu admiro o quanto a sua opinião se afasta dos fatos reais e indeléveis.

    • Romanelli e Maria da Consolação. Então será que o Kennedy Alencar é golpista quando diz que Dilma e o PT erraram a mão na economia e na condução do país?
      Será que o Luiz Nassif é golpista quando publica em seu site que o PT errou sabotando o governo FHC?
      Será que o Dr. Hélio Bicudo é golpista por não concordar com os rumos que o PT tomou desviando-se das propostas iniciais?
      Será que todos os Vereadores, Prefeitos e Deputados petistas que agora saem do partido são golpistas.
      A imprensa apenas narra fatos,e cada jornalista o faz a partir de sua ótica.
      Na política a oposição existe para isto mesmo! Apontar os erros e cobrar mudanças.
      E a Justiça, o Ministério Público e a Polícia Federal comprem o seu papel de mantenedores das leis e da ordem, investigando e punindo quem descumpre as leis.
      Auto reflexão e correção faz bem para quem errou. Pedir desculpas quando se erra, não diminui a ninguém.
      A corrupção está ai para que quiser ver!

  13. joao dias disse:

    De acordo com dados do FMI , com todos os problemas de governança e abusos com a aplicação dos recursos do erário, o Brasil ainda está entre as dez maiores potências do Mundo, ainda com o universo de mais de 200 milhões de consumidores internos. Tudo isso mostra, que a nossa crise se resume em solução dos problemas com material humano e reforma profunda e imediata do Estado brasileiro.

    Estimativa do Fundo Monetário Internacional (2015)[6]
    Posição País/Região PIB (milhões de U$D)
    Mundo[7] 73,170,986
    1 Estados Unidos 17,947,000
    União Europeia[7] 16,220,370
    2 China 10,982,829
    3 Japão 4,123,258
    4 Alemanha 3,357,614
    5 Reino Unido 2,849,345
    6 França 2,421,560
    7 Índia 2,090,706
    8 Itália 1,815,757
    9 Brasil 1,772,589
    10 Canadá 1,552,386

  14. joao dias disse:

    As ferrovias norte/sul e transnordestina, importantes para a integração nacional são exemplos de cono é fácil começar uma obra que não tem prazo devinido para terminar, mas alimentadas permanentemente pelos termos aditivos. Hoje o Jornal O POPULAR, de Goiânia, trás matéria registrando que a norte/sul, iniciado ainda no governo Sarney ( 1980 ), foi entregue em 2014, sem as necessárias providências para torna-la operacional nos dois sentidos. Em razão dessa liberalidade com o dinheiro do povo, com essas e outras obras inacabadas, bilhões de reais continuam faltando para o Estado cumprir com as prioridades reclamadas pela sociedade. Lembro que a norte/sul tem 1.500 km e que a China, em apenas 12 meses constrói uma norte sul.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados

Não serão liberados comentários com ofensas, afirmações levianas, preconceito e linguagem agressiva, grosseira e obscena, bem como calúnia, injúria ou difamação. Não publicaremos links para outras páginas devido à impossibilidade de checar cada um deles.

2020-09-30 21:47:12