aki

cadastre-se aqui
aki
Política
11-05-2016, 22h01

Governo tenta evitar que oposição alcance 54 votos

Planalto crê que precisa obter apoio de 23 de 76 senadores em disputa
3

KENNEDY ALENCAR
BRASÍLIA

Ciente de que o afastamento da presidente Dilma Rousseff será aprovado pelo Senado, a estratégia do governo é tentar impedir que a oposição obtenha 54 votos nesta fase do processo de impeachment.

Se conquistar agora dois terços dos votos, os oposicionistas já terão apoio suficiente para a aprovação do impeachment, o que enfraquecerá ainda mais a estratégia de defesa de Dilma.

O governo conta com quatro ausências na votação e crê na abstenção do presidente do Senado, Renan Calheiros. Como são 81 senadores, haveria 76 votos em disputa. Portanto, o governo precisaria obter 23 votos.

Já a oposição considera que poderá alcançar 54 votos ou mais.

*

O caminho que restou

Apesar de nova derrota hoje no Supremo Tribunal Federal, a presidente Dilma Rousseff e o advogado-geral da União, José Eduardo Cardozo, avaliam que precisam persistir na judicialização. Eles preparam outras contestações. A principal delas será pedir o exame da chamada justa causa.

Ou seja, uma resposta do Supremo sobre o eventual cometimento de crime de responsabilidade da presidente. Acontece que todos os sinais já dados pela maioria dos ministros indicam que tribunal tende a deixar a análise do mérito do impeachment a cargo dos senadores.

É baixa a chance de sucesso de Dilma. O mais provável é que ocorra o impedimento em definitivo, porque o governo está em minoria no Congresso.

Assista à primeira participação desta quarta no “SBT Brasil”:

Comentários
3
  1. walter disse:

    Podem tentar o que quiserem Kennedy, a votação a favor do Impeachment, será esmagadora; O PT fez das suas,será uma votação, que poderá passar dos 60 votos, com folga…
    A situação esta definida, este esforço, só teria razão de ser, se não fosse a arrogância da dilma e seus ministro, que não farão a transição, por motivos óbvios; tem muito lixo embaixo deste tapete; as coisas no PT são descaradas demais, para não irmos além…
    A dilma não voltará; qualquer melhora econômica, vai gerar conforto ao Temer e sua equipe de competência clara; não sobrará, qualquer apelo, para questionamentos…
    O capitulo a parte, poderá ser, as complicações do lula, com uma prisão, após o afastamento; suas atitudes nestes últimos dias, estão sendo filmadas, e vigiadas; sua vida vai se complicar; tudo indica, que vai ser detido, e isto é fato…teremos um ex presidente preso, com diversas acusações e provas, será difícil sair desta…

    • Ulisses disse:

      E meu caro, que visão espetacular da história voce apresenta em algumas frases, alias , quase todos os palpiteiros da hora. Acham que podem resumir o que está acontecendo no país com algumas frases. Tolinho, acha que sabe muito, né, tá enfastiado do proprio conhecimento de tanta sabedoria, parece até o senador Aécio, que tardiamente já começa a ser procurado pela lava-jato em Furnas, mas , estão esperando que a execução da Dilma termine para abafar o caso. Se perguntarem a historiadores, filosofos, juristas, cientistas politicos,estes sim, qualificados para dizer emitir juízo profundo em sua maioria se posicionam contra este tribunal de exceção onde à maneira de nossa polícia quando , sob tortura, faz o réu confessar o crime que não cometeu. O resto é palpiteiro de botequim.

  2. Nimue disse:

    TCHAU QUERIDA

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados

Não serão liberados comentários com ofensas, afirmações levianas, preconceito e linguagem agressiva, grosseira e obscena, bem como calúnia, injúria ou difamação. Não publicaremos links para outras páginas devido à impossibilidade de checar cada um deles.

2020-09-23 10:03:13