aki

cadastre-se aqui
aki
Economia
27-11-2015, 21h11

Governo tentará mudar meta fiscal na terça

Crise e caixa vazio cancelam viagem de Dilma ao Japão e Vietnã
10

KENNEDY ALENCAR
BRASÍLIA

A presidente Dilma Rousseff cancelou parte de sua agenda internacional na semana que vem por, basicamente, dois motivos.

O primeiro é o agravamento da crise política, que voltou a complicar a vida do governo no Congresso. O Palácio do Planalto vai tentar aprovar na próxima terça, em sessão do Congresso, a mudança na meta fiscal de 2015. Ou seja, autorização para ter um buraco na contas públicas de até R$ 120 bilhões.

O segundo motivo é que na segunda-feira passarão a valer o corte adicional de despesas de R$ 10 bilhões e a proibição de realizar novos gastos. Dilma volta da França na segunda, mas cancelou a ida ao Japão e ao Vietnã a partir de terça.

Além do gesto simbólico de austeridade, Dilma age assim para pressionar o Congresso a alterar a meta fiscal. Sem a mudança, faltará dinheiro para viagens ao exterior, mas também para despesas básicas federais, o que penaliza a população.

*

Versões furadas

As explicações apresentadas até agora pelo senador Delcídio do Amaral (PT-MS) e o banqueiro André Esteves não convenceram os investigadores da Lava Jato e os políticos.

Delcídio alegou razões humanitárias para justificar uma conversa na qual há uma confissão de crimes. A versão do banqueiro André Esteves, de que tratava da economia e de projetos no Congresso com o senador petista, foi vista com desconfiança pela Polícia Federal. Delcídio já disse à PF que tratou com Esteves da situação do ex-diretor da Petrobras Nestor Cerveró.

No Palácio do Planalto, a reação ao episódio continua tímida. A presidente evita falar do assunto, porque há rumores de que Delcídio poderia fazer uma delação premiada. O governo não vai defendê-lo, mas não quer agravar ainda mais a situação dele.

Assista aos temas do “SBT Brasil”:

Comentários
10
  1. Pasquale disse:

    Mas a esposa do cidadão,fala que não vai aceitar o marido preso.
    Ela quer que ele abra a boca.
    Se o país continuar do jeito que esta…vai sucumbir de vez.
    NÃO SOMOS UMA PADARIA,NEM UMA LAVANDERIA.

    • walter nobre disse:

      Toda a razão Pasquale, estão protelando a saída da dilma; que meta fiscal que NADA, não tem MORAL, para alterar coisa alguma, a dilma é refém do PMDB, acabou-se com o delcidio…
      Cara o Kennedy; já passou da hora para jogarem a toalha; serão escorraçados…
      O ACASO caro, você se lembra; venho falando nisso a dois anos; prefiro lembrar agora das forças ocultas também; HJ estão reféns da incompetência coletiva; faltará tudo…
      O lula não tem MORAL nenhuma, estão a caça dele, se o delcidio delata-lo, morrerá…

  2. Pasquale disse:

    O que a Presidente vai fazer na França?
    Ela não sabe falar, e muito menos ouvir.

  3. Frei Tuck disse:

    Delcídio tem a boca mole. Vai fazer um estrago considerável. Quem sabe se não é desta fez que Dilma “entra na roda”. Pode ser que não, mas aposto que já tem um monte de gente comprando velas votivas.

  4. Alberto disse:

    Gesto simbólico de austeridade? Como diz Delcídio trata-se de um gesto “humanitário”.

  5. NETO DE PRESO POLÍTICO disse:

    “Ali Babona”, mais uma vez, será salva pela sua quadrilha de mais de 40 ladrões!
    Congresso Nacional, virou sinônimo de crime institucionalizado.

  6. ERA UMA VEZ UM PAÍS...(1) disse:

    Foi encontrado afixado num poste de rua por um cidadão anônimo, que posteriormente o transcreveu na internet, um texto com o título “Amo o meu país”, relatando o seguinte:
    “Era uma vez um país em que o presidente era ladrão.
    A maioria dos ministros de estado, ladrões.
    Legislativo e Judiciário, com raríssimas exceções, ladrãozada!
    Em cascata, governadores, prefeitos, deputados estaduais, vereadores, a expressiva maioria, ladrões.
    Empresários, profissionais liberais, funcionários públicos, trabalhadores das mais variadas atividades, só tinham valor e consequentemente poderiam gozar das benesses de relações comerciais e benesses com os governos, os mais ladrões.
    Líderes religiosos, a maioria, ladrões qualificados, especializados em roubar e ainda serem abençoados por todos.
    Ser ladrão nesse país era mérito, quem não soubesse roubar não tinha valor.
    Quem não era ladrão era visto como um otário, um trouxa, idiota, babaca!
    (CONTINUA NO PRÓXIMO COMENTÁRIO)

  7. ERA UMA VEZ UM PAÍS... (2) disse:

    Contava-se que muitos anos atrás um filósofo popular havia difundido entre o povo a idéia de que o melhor negócio nessa vida era “levar vantagem em tudo”!
    Com o tempo vantagem passou a significar autoridade, dinheiro¸ poder!
    A impunidade foi logo vista como a garantia para que a ladroagem prosperasse.
    Aí foi só conluiar Executivo, Legislativo e Judiciário para implementar a idéia: nada deveria passar dos xingamentos, acusações, ameaças…no máximo umas puniçõezinhas de vez em quando para “subalternos” que porventura deixassem muito os rabos a descoberto, cometendo atos que costumavam chamar de “alopragem, mal feito” etc.
    Cadeia passou a ser para os ladrões pequenos… aqueles que não prosperavam na especialidade de roubar que se contentavam em pequenos roubos – incompetentes na arte de roubar sem demonstrar que roubou.

  8. ERA UMA VEZ UM PAÍS... (3) disse:

    Aí, um dia surgiu um juiz de “saco roxo, patriota de verdade, indignado com tanta ignomínia”… e começou a mudar tudo isso!
    O povo gostou do juiz de “saco roxo, patriota de verdade, pois também estava indignado com tanta ignomínia”…
    E o país começou a mudar!
    E instituiu-se naquele país uma lei que ganhou o nome: “LEI DA VERGONHA NA CARA”!

  9. Marco Túlio Castro disse:

    Li hoje num livro uma frase interessante.

    “Quando a ditadura é um fato a revolução torna-se uma obrigação”

    Dilma tem que sair a qualquer custo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados

Não serão liberados comentários com ofensas, afirmações levianas, preconceito e linguagem agressiva, grosseira e obscena, bem como calúnia, injúria ou difamação. Não publicaremos links para outras páginas devido à impossibilidade de checar cada um deles.

2020-09-28 11:28:46