aki

cadastre-se aqui
aki
Política
30-01-2019, 10h23

Há articulação a fim de Bolsonaro nomear Dallagnol para PGR

Hoje tímido, procurador criticou duramente Dilma e Temer
20

Kennedy Alencar
BRASÍLIA

Há uma articulação de bastidor em Brasília para que Deltan Dallagnol seja indicado procurador-geral da República em setembro, substituindo Raquel Dodge.

Procurador da República e estrela da Lava Jato, Dallagnol tem adotado tom menos crítico em relação ao governo Bolsonaro do que aquele que usava em relação às administrações Dilma e Temer.

A ANPR (Associação Nacional dos Procuradores da República) faz uma eleição interna e apresenta lista tríplice ao presidente da República.

Nos bastidores do governo Bolsonaro, há simpatia por Dallagnol, quem tem sido econômico ao falar do caso Flávio Bolsonaro-Fabrício Queiroz.

Bolsonaro tende a não reconduzir Dodge. Se o hoje tímido Dallagnol disputar a eleição interna e ficar entre os três mais votados, terá legitimidade da categoria para assumir o comando do Ministério Público Federal.

Mas integrantes da gestão Bolsonaro dizem que o presidente poderia nomear Dallagnol mesmo se ele ficar fora da lista tríplice. Sergio Moro, ministro da Justiça, é o maior padrinho dessa possível indicação.

Nos governos Lula e Dilma, foi indicado o mais votado da lista, como forma de prestigiar a autonomia do MP. A gestão Temer optou pela segunda colocada, por entender que o primeiro da lista, Nicolao Dino, era muito ligado ao então procurador-geral da República, Rodrigo Janot.

Bolsonaro já deu a entender que pode não seguir o critério de seus três antecessores.

*

Fotografia na parede

Desdobramentos da tragédia de Brumadinho, o Brexit (saída do Reino Unido da União Europeia), a boa recuperação do presidente Bolsonaro e o incomôdo causado por declarações de Mourão também foram temas do comentário de ontem no “Jornal da CBN – 2ª Edição”. Ouça abaixo:

Comentários
20
  1. […] Fonte: Há articulação a fim de Bolsonaro nomear Dallagnol para PGR | Blog do Kennedy […]

  2. Moisés Silva Santos disse:

    Não entendi a parte que fala sobre ele ter sido econômico ao falar do caso Flavio Bolsonaro e fabricio Queiroz, são pré requisitos para sua nomeação??

  3. walter disse:

    Kennedy, trata se de uma prerrogativa do Presidente, a escolha, do PGR, porém vale salientar; Dna Raquel esta cumprindo o papel esperado; não seria surpresa alguma, a manutenção da mesma no cargo…Quanto ao Dallagnol, tem sim o perfil para a função, e por ter uma ligação forte com a LAVA JATO, e o DR Moro; leva este “handicap” no bolso; creio que as preferências do presidente, irão de encontro, ao ministro da justiça…a recuperação do Jair, terá melhor atuação, com mais disposição…quanto ao Brexit, terá o desfecho do Trump com a crise interna, vão empurrar com a barriga; teremos uma longa demora, como acontecerá com Brumadinho…

  4. PAULO LIMA disse:

    Excelente indicação, pois Dellagnol já provou que é um lutador contra a corrupção. Falou bastante contra Lula e Dilma, o motivo não precisa falar, todos sabemos; quanto ao Bolsonaro, ele não fala porque se trata de um honesto e que luta por um Brasil melhor. Por sinal Dellagnol tem isso em comum com o presidente. Será um excelente procurador Geral da República!

    • kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

    • kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

  5. Getúlio Medeiros disse:

    Tanto quanto o Moro, que no desenvolvimento da Operação Lava a Jato, que presumia, realmente uma verdadeira revolução no conceito “combate à corrupção”, escalou uma indicação ao cargo político que hoje ocupa, inclusive pedindo exoneração da magistratura federal.

    Dallagnol, não faz diferente, escalou bem, a próxima ocupação num cenário, que antes, era de pregação na lisura e na isenção, com frases de efeito, contra os conchavos políticos, e, as ditas ideologias,na prática, se mostra totalmente, “mais do mesmo”…Infelizmente!!!

  6. Agora para os brasileiros o quadro começa a ficar mais nítido. O grande cabo eleitoral de Bolsonaro já foi empossado como ministro da justiça, pronto para aceitar a corrupção de seus parceiros e amigos, calando-se no escândalo do “Inflávio”. O outro cabo eleitoral, que auxiliou de forma incansável agora está sendo cogitado para o PGR no lugar da Raquel (Ford) ou Dodge. Só falta arrumar um lugarzinho para o santo Edir Macedoe outro para o Michel Temer.

  7. Wellington Alves disse:

    Assim entendemos o motivos das manifestações desses pretensos agentes públicos.

  8. Edvaldo Gomes disse:

    Eu um simples contribuinte dos cofre públicos, dou maior apoio ao DELTAN.
    ESSA PROCURADORA DE VOZ MANSA NÃO PASSA CREDIBILIDADE.

  9. Francisco Viana disse:

    A prerrogativa de indicar é do presidente da república e ele indica quem ele quiser, acredito que Dalagnol seja úm bom nome para o cargo, é alinhado politicamente com o governo atual e já mostrou que não tolera corrupção. Que venha Dalagnol.

  10. Será a melhor escolha para o nosso País.

  11. Tiago disse:

    Dallagnol é um cínico da mesma laia que Moro, por isso não espanta a postura dessa figura sinistra diante dos escândalos bolsonaristas: o laranja Queiroz, os depósitos super-suspeitos e o envolvimento com milícias.
    Toda a indignação do pastorzinho com a “imoralidade” sumiu não só porque Bolsonaro não vem ao caso, como porque o rapaz tá querendo um carguinho.
    Há muitos cínicos que por razões políticas alimentam a fantasia de que moros e dallagnois são o retrato da decência, mas o mais espantoso e que muitos entram nesse barco furado ingenuamente. Tem muita gente que acha que tá arrasando, mas não passa de gente manipulada.

  12. MOACIR VIANA disse:

    Os partidários do Capitão, criticam muito o aparelhamento do estado, mas, quando é feito pelos outros, porém, é o que eles mais querem ! Se eles pudessem teriam os filhos do capitão como Presidente da Câmara e do Senado, Dellagnol, PGR, e logo que abrir uma vaga de Ministro no STF, será Sergio Moro indicado. Outros mais serão chamados para aparelhar o Estado, como eles dizem, democraticamente. Quem viver verá !!

  13. […] jornalista Kennedy Alencar, em texto nesta quarta-feira (30) em seu blog, afirma que o ex-juiz e atual ministro da Justiça de […]

  14. […] “Integrantes da gestão Bolsonaro dizem que o presidente poderia nomear Dallagnol mesmo se ele ficar fora da lista tríplice. Sergio Moro, ministro da Justiça, é o maior padrinho dessa possível indicação”, conclui Kennedy. […]

Deixe uma resposta para Wellington Alves Cancel reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados

Não serão liberados comentários com ofensas, afirmações levianas, preconceito e linguagem agressiva, grosseira e obscena, bem como calúnia, injúria ou difamação. Não publicaremos links para outras páginas devido à impossibilidade de checar cada um deles.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

 
2019-07-16 02:58:14