aki

cadastre-se aqui
aki
Política
20-12-2013, 9h29

Haddad está certo na guerra do IPTU

7

Apesar da carga tributária alta e dos serviços públicos ruins, o que gera antipatia natural em relação ao aumento do IPTU em São Paulo, o prefeito Fernando Haddad tem razão na luta contra o PSDB paulista e a Fiesp.

Comentários
7
  1. Edson Pirinausky disse:

    Aumenta o IPTU para sustentar a corja de 1200 cargos comissionados

  2. Rafael disse:

    Excelente comentário.

  3. alexandre disse:

    Que absurso hem! ninguém reclamou do aumento em si, e sim o quanto esta aumentando. Impressionante, a cidade esta um caos e fica ainda defendendo esse prefeito.

  4. Elias disse:

    O Sr Haddad quer recursos, é simples, primeiro mande embora um bando de vagabundos do quadro de funcionários que estão só mamando nas tetas dos governos e acabe com a corrupção ( para não falar em roubo mesmo ) que existe nesse pais, ai vão ver que o dinheiro vai sobrar, até quando vamos ser reféns dessa classe de bandidos intitulados de políticos, que nos rouba na cara dura e ninguém faz nada, somos todos um bando de cordeiros e covardes.

  5. A sociedade está cheia destes aumentos de impostos e da alta carga tributária ,então os governantes tem que se orientarem melhor ,começando a cortar alguns custos ,como propaganda oficiais e cargos comissionados ,administrarem melhor os recursos públicos e deixarem de demagogia nas campanhas eleitorais ,fazendo promessas que sabem que nunca serão cumpridas .Haddad foi uma farsa que o Lula conseguiu emplacar em São Paulo e que já se mostrou muito incompetente como gestor público ,assim como foi quando ministro .

  6. mauricio disse:

    Excelente comentário. Dinheiro não nasce em árvore. Combater a corrupção, administrar melhor, são obrigações, mas não vai suprir a necessidade de recursos. Pensar diferente é acreditar em soluções mágicas, não querer acreditar que o bônus tem um ônus, deve-se escolher se vale a pena (a não ser que o cidadão ache que a cidade está boa assim mesmo).

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados

Não serão liberados comentários com ofensas, afirmações levianas, preconceito e linguagem agressiva, grosseira e obscena, bem como calúnia, injúria ou difamação. Não publicaremos links para outras páginas devido à impossibilidade de checar cada um deles.

2020-07-13 20:35:48