aki

cadastre-se aqui
aki
Política
16-02-2018, 8h52

Huck e FHC saem mal de aventura; Alckmin ganha

Apresentador de TV não tem preparo para tarefa
12

KENNEDY ALENCAR
SÃO PAULO

O apresentador de TV Luciano Huck desistiu novamente de concorrer à Presidência. Mas é prudente aguardar até 7 de abril. Em apenas três meses, ele desistiu duas vezes de ser candidato ao Palácio do Planalto. Convém esperar até o prazo final de filiação partidária para dar o caso como definitivamente encerrado.

Huck e o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso saem mal desse episódio. Invocando representar uma novidade, Huck teve comportamento de político tradicional. Negou o desejo de concorrer enquanto fazia consultas para tentar arregimentar apoio partidário que fosse além do PPS. Fracassou. O DEM fugiu da raia. Huck viu que se meteria numa canoa furada.

O apresentador de TV entrou e saiu da discussão política sem apresentar uma ideia que pudesse justificar uma eventual candidatura. Foi um fenômeno vazio.

FHC também sai mal porque tentou patrocinar uma aventura que expôs deslealdade em relação ao governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, nome mais forte do PSDB para disputar o Palácio do Planalto. FHC tem se movimentado como se fosse um lutador de Vale Tudo para achar uma alternativa que impeça a qualquer custo uma vitória do PT ou da centro-esquerda, seja Lula candidato ou não.

A má notícia para Alckmin é que o ex-presidente tucano poderá continuar procurando um Plano B. Mas o governador de São Paulo, jogando parado como fez com o prefeito João Doria, sai bem desse episódio. Apesar de contrariado com a deslealdade de FHC, não passou recibo público nem hostilizou Huck.

O apresentador de TV desistiu em função das próprias fragilidades. Viu que o escrutínio presidencial não seria brincadeira, a começar pela revelação de compra de jatinho com dinheiro barato do BNDES. Não suportou o primeiro teste sobre sua vida financeira e anteviu o pântano que poderia ser exposto.

Alckmin pode acabar sendo o principal candidato do campo de centro-direita por WO. Outros nomes desse campo não têm o seu peso político _tampouco a sua experiência e paciência. Superar Jair Bolsonaro (PSL), de extrema-direita, continuará a ser um obstáculo para Alckmin, que ainda precisará vencer batalhas internas no PSDB e no seu campo político em busca por alianças.

Mas é inegável que o governador paulista tem mais peso do que Huck, que está saindo de fininho de uma batalha para a qual não demonstrou o menor preparo. Lição desse episódio meio “Viúva Porcina”: política é algo muito importante para ficar a cargo de amadores.

Comentários
12
  1. Maria Aparecida Ramos Tinhorão disse:

    Alckmin obteve uma “Vitória de Pirro”… um pequeno fôlego insuficiente para se eleger presidente. Para isso ele precisa de liderança, carisma e estatura política ! Não tem .

  2. Georges C. Costaridis disse:

    Política é terra de aventureiros. Ninguém tem proposta concreta pra nada que faça o pais caminhar para a frente. Vivem de negociatas e outros subterfugios já amplamente conhecidos (e aceitos!) pela sociedade.Que o povo votaria em massa em um famosinho sem qualquer plataforma, haja visto que plataformas os midiáticos criam à galega para ludibriar o zé povinho, não me assustou. Mas um político do nível de um FHC apoiar uma aberração dessas eu não esperava. Sede de voltar ao poder? Com quais verdadeiras intenções? Menos teatro e mais responsabilidade com as funções que um governo deve ser para com o povo.

  3. nelson caldas silva disse:

    Muito bem abordado, kennedy!!!!!!!!!!!!!!

  4. Edélcio Walmir Salvador disse:

    Quem tem preparo para a tarefa?

  5. walter disse:

    olha Kennedy, eu já sabia…cheguei a afirmar, que nas entrelinhas o Huck queria ser vice de alguém…depois do episódio do BNDES, no governo Dilma; financiaram 17 milhões para o apresentador, um banco social!!!…quanto ao FHC é mais do mesmo, a velha guarda nefasta do PSDB, mais um carioca metido a esperto…terá que enfiar a “viola no saco”; este cidadão no fundo, tem medo da lava jato…por isso o termo, “tudo junto e misturado”, reflete bem o que é nossa política; “não há esquerda ou direita”, se juntam com objetivos nefastos a sociedade..imaginar no fundo, o Huck é PT até os dentes..kkk..realmente um cara duvidoso, gosta de se dar bem…

  6. Manuel Luiz Lopes disse:

    O FHC continua com a mesma falta de coerência e a mesma incompetência(?!) que demonstrou ao usurpar o mérito de Itamar Franco quando da criação do REAL.

    • Ingeborg Schportfeldt disse:

      FHC é o único caso em história política que o sucessor fez o antecessor !
      Itamar (o ressentido) só teve uma virtude: convocar FHC para seu staff.

  7. Acho que quem saiu fracassado foi o cacique do PSDB FHC sua corja que estão tentando desesperadamente o poder. Mas o povo demostrou que não vão cair na esperteza deles, votando em fantoche para que eles voltem ao poder de tabela. Se o Huck tiver um pouquinho de juízo cairá fora dessa enroscada. Nós queremos um governante com suas idéias e projetos próprios e forte para solucionar os graves problemas que o país está vivendo na saúde, educação e principalmente na segurança pública.

  8. Mário Damineli disse:

    Me impressiono como meu professor na USP, o FHC, pôde apoiar o TIRIRICA CHIC, que não foi capaz de de formular uma única ideia econômica, política, social. Com perdão ao Tiririca verdadeiro, que até disse o porquê de sua renúncia à política. Nem isso o Lucano Huck conseguiu fazer.

    • Aloisio de Arruda Camargo Sampaio disse:

      Você é mesmo o típico aluninho da USP, pouca informação, nenhuma instrução e muita arrogância petista. Melhor se informar sobre o vitorioso trabalho social e silencioso de Huck, coisa que você jamais faria… não tem capacidade, nem discernimento.

  9. FG disse:

    Eu ainda acho que é cortina de fumaça e no final Huck será candidato.

  10. Elias de Souza Dias disse:

    Luis Carlos Lima você acertou na mosca, eles não querem largar as tetas dessa vaca gorda que é o Brasil. E o povo que não acorda! O dardo anestesiante, vai fazer efeito por muito tempo.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados

Não serão liberados comentários com ofensas, afirmações levianas, preconceito e linguagem agressiva, grosseira e obscena, bem como calúnia, injúria ou difamação. Não publicaremos links para outras páginas devido à impossibilidade de checar cada um deles.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

 
2019-11-17 23:14:28