aki

cadastre-se aqui
aki
Economia
05-11-2014, 22h43

Inflação de 2014 deve definir tamanho do reajuste da gasolina

5

Postado por: ISABELA HORTA

A presidente Dilma Rousseff autorizou a Petrobras a realizar um reajuste nos combustíveis ainda neste ano. Mas determinou que o impacto não faça a inflação de 2014 ultrapassar o teto da meta oficial, que é de 6,5% ao ano. Por isso, é mais provável um aumento perto de 5% do que dos 8% desejados pela estatal.

A equipe econômica também avalia se aplica o reajuste já em novembro ou apenas em dezembro. Se ficar para o último mês do ano, o impacto sobre a inflação de 2014 seria menor.

Em resumo, haverá aumento, mas o governo está fazendo uma conta de chegada para que o reajuste não estoure o teto da meta oficial de inflação.

Confira o comentário:

Comentários
5
  1. Samurai disse:

    De fato, é uma questão matemática, porém não é fácil de equacionar. Há que considerar a variação do câmbio, o preço do barril, o mix entre petróleo importado e produzido aqui, a qualidade do petróleo que define destinação de destilo, o efeito desta majoração na cesta de produtos, a dívida da Petrobrás, o efeito psicológico no mercado, o acréscimo nos insumos e nos preços dos produtos dependentes do petróleo, a paridade álcool x gasolina, o subsídio do diesel, e… bom, tem mais, só que não lembro. Diria que o valor acaba saindo pelo método MATE (método aleatório de tentativa e erro). O preço da ação é o que menos importa. No passado, quando ações da Petrobrás foram negociadas em New York é óbvio que foram compradas por Brasileiros com informação privilegiada. Como aconteceu com a SABESP. Algo assim como “privatizar” do governo para participantes ou para indivíduos próximos ao governo. Bem… mas isto é minha teoria, apenas uma suposição. As ações são preferenciais mas, a menos que sejam nominativas, não há o que afirmar. Fato ou sonho, é bom que suba o preço da gasolina (e leve o do alcool junto). Afinal por aqui ninguem mais consegue andar de carro. O diesel é que precisa ser visto com carinho.

  2. CARLOS Z disse:

    VÃO PELO MENOS DESCONTAR OS 3% DE PROPINA COBRADAS PELO PT?

  3. gesiel disse:

    NESSA ELEIÇÃO, “”A GRANDE MIDIA”” tentou de todas as formas CRIAR SITUAÇÕES DE INFLAÇÃO, chegando ao CUMULO de “””INVENTAR””” uma forma INEXISTENTE E CANALHA DE MEDIÇÃO DE INFLAÇÃO, “””PEGANDO MESES DO ANO ANTERIOR”””; mas mesmo assim NÃO CONSEGUIU PRODUZIR UMA ALTA DE INFLAÇÃO. O que deve se lembrar sempre é que “””INFLAÇÃO SE MEDE ANUALMENTE”””, no curso do ano vigente ou seja, “””DE JANEIRO A DEZEMBRO DO MESMO ANO”””. Portanto, “””NÃO EXISTE A INFLAÇÃO ACUMULADA NOS ULTIMOS 12 MESES, como quis FABRICAR a grande midia”””, mas sim a INFLAÇÃO dos ultimos 10 ou 11 meses, visto que NÓS AINDA ESTAMOS EM NOVEMBRO, mês 11. E isso nos mostra que a inflação está em 6,5%, DENTRO DA MEDIA ESTIPULADA PELO GOVERNO DILMA, que é a MESMA DO ANO PASSADO, e dos ultimos 9 ANOS, que é METADE dos 12% que era no governo do FHC ha 13 anos atras.

    • walter.nobre disse:

      Caro Gaisel, vc é um dos míopes, que fazem questão, de ver tudo colorido; lembra a Ditadura; não tem como não se ver a inflação, se vc não sabe….ele chega pequena, mas continuará galopando…infelizmente, esta prática é assimilada pelas indústrias e comercio, rapidamente…a desconfiança, e as manobras, para detectarem o menor numero possível, engana e ludibria…como fazem na ARGENTINHA…os índices lá, são todos maquiados;aliás a nossa volta, ninguém se salva.
      Então…é melhor vc olhar a sua volta, olhe todos os preços, como sobem, somos enganados o tempo inteiro, o próprio PT engessar o IBGE, e outros que medem…

  4. Peraí, não estão fazendo uma festança danada com o país da maravilhas do nóvidedo conseguir afinal ser autosuficiente em petróleo? Que história é essa de subir o preço da gasolina? Se for para garantir mais recursos para a educação, se for para ‘desencarrear’ as ruas de tantos carros – que o PT isentando de impostos para as indústrias montadoras não demitirem, colaborou diretamente, se for para contribuir para a desaquecimento global, se for para não endividamento maior dos brasileiros, aí sim, então deverão reajustar o preço do litro para uns R$ 10,00, aí, inclusive sobrará mais verbas para serem investidas em PASADENA, em Paulo Roberto Costa, em doleiro Alberto Roussef, ops. Youssef e tantos outros.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados

Não serão liberados comentários com ofensas, afirmações levianas, preconceito e linguagem agressiva, grosseira e obscena, bem como calúnia, injúria ou difamação. Não publicaremos links para outras páginas devido à impossibilidade de checar cada um deles.

2020-09-28 11:36:59