aki

cadastre-se aqui
aki
Geral
14-08-2013, 12h01

Invadir hospital é desserviço à saúde


A tentativa de invasão do hospital Sírio-Libanês, em São Paulo, é o tipo de manifestação que não pode ser aceita. Protestar contra o senador José Sarney (PMDB-AP), um ex-presidente da República, está no jogo. Pedir melhorias na saúde é legítimo. Mas há formas mais adequadas de fazer uma coisa e outra.

Sarney está internado no Sírio-Libanês. Os direitos humanos dele devem ser respeitados, bem como os direitos humanos de todos os pacientes do hospital. Que protestem noutra freguesia.

A manifestação de ontem na frente do Sírio-Libanês quebrou vasos e cadeiras no setor de emergências, afetando um atendimento fundamental para salvar vidas. Foi o segundo protesto na porta do hospital.

Contrariar a lei não é permitido. O limite das manifestações deve ser sempre a lei. Contrariar a lei dessa forma é uma burrice política. Trata-se de um desserviço à causa da saúde. E ainda gera uma insólita solidariedade a Sarney.

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados

Não serão liberados comentários com ofensas, afirmações levianas, preconceito e linguagem agressiva, grosseira e obscena, bem como calúnia, injúria ou difamação. Não publicaremos links para outras páginas devido à impossibilidade de checar cada um deles.

2020-10-23 21:30:18