aki

cadastre-se aqui
aki
Geral
10-01-2019, 22h31

Isolamento da Venezuela não interessa ao Brasil

Amadorismo do Itamaraty chama atenção
7

Kennedy Alencar
São Paulo

O isolamento internacional da Venezuela não interessa ao Brasil. É um grande vizinho, com extensa fronteira seca, mercado relevante para companhias brasileiras e detentor das maiores reservas de petróleo do planeta.

O Brasil deve pressionar o presidente Nicolás Maduro, cuja posse hoje para um segundo mandato é contestada por boa parte da comunidade internacional. É correto endurecer com Maduro, mas o mesmo movimento deve ser feito em relação a uma oposição com tradição golpista.

A presidente do PT, a senadora Gleisi Hoffman (PR), associa o partido ao indefensável quando comparece à posse de um governante que trilhou caminho ditatorial. É contraditório criticar o autoritarismo do presidente Jair Bolsonaro, ausentar-se de sua posse e aplicar remédio diferente no caso venezuelano. Bolsonaro e Maduro têm muito mais em comum do que o PT e o chavismo.

Em conversas no primeiro mandato, Lula já tinha críticas ao estilo chavista. O PT governou durante 13 anos respeitando a democracia. Parte do partido criticou Gleisi, mas a presença da presidente da legenda na posse de Maduro traz mais danos do que lucros à esquerda brasileira.

*

Amadorismo

A trapalhada na Apex (Agência de Brasileira Promoção de Exportações e Investimentos) deixa mal o ministro das Relações Exteriores, Ernesto Araújo. Um diplomata deveria ter mais cuidado com a palavra escrita e falada. Ministrar via Twitter é arriscado.

Alex Carreiro, que acabou substituído, contestou a autoridade de Araújo e só deixou a presidência da Apex após decisão do Palácio do Planalto. O diplomata Mário Vilalva, indicado pelo ministro das Relações Exteriores, assumiu a Apex, mas a um custo político alto para Araújo.

*

Tá feio

Os recuos do governo Bolsonaro, um por dia de governo, segundo a “Folha de S.Paulo”, mostram despreparo para o exercício do poder. O imbróglio da base americana no Brasil, uma espécie de viúva Porcina, a que foi sem nunca ter sido, é mostra de falta de conhecimento do presidente até na área militar.

*

Interessante, né?

Parece que o padrão ético da Lava Jato acabou em 31 de dezembro de 2018. A forma como o caso Fabrício Queiroz vem sendo tratado não obedece ao sarrafo estabelecido nos últimos quatro anos.

O eloquente procurador da República Deltan Dallagnol, mesmo sem ser um político, deita falação nas redes sociais contra a possibilidade de Renan Calheiros voltar a presidir o Senado. No caso de eventual crime de Queiroz, não se vê a mesma verve.

*

Custo-benefício

Rodrigo Maia vai ganhando cada vez mais força na disputa pela presidência da Câmara. No entanto, ele abraça cada vez mais a agenda econômica de Bolsonaro. Assim, vai se distanciando de partidos de oposição com os quais tem pontes.

*

“Trumpices”

O jornalismo desaconselha o uso de clichês. Mas o papa Francisco tem razão ao dizer que a política deve construir pontes e não muros.

Ouça os comentários de hoje no “Jornal da CBN – 2ª Edição”:

Comentários
7
  1. walter disse:

    O que espanta qualquer um Kennedy, é a falta de lisura deste ditador; este sujeito e sua trupe, sambou encima de nosso país, com apoio incondicional da esquerda…fosse a China, Russia, poderíamos entender; trata se da Venezuela, descontrolada, e sem norte…o sujeito vive de ameaças, em ameaças…não há o que comemorar, podemos afirmar, que a derrocada na esquerda, em parte se deve a este espectro…Jamais haverá apoio do Brasil, isto esta escrito…o governo recua, para acertar na arrancada; não tem um mês, e nada estava pronto; melhor errar por falta, aguardando as melhores composições de ideias…o Queiroz esta convalescendo de uma cirurgia, devem os opositores aguardar…Ao meu ver, o Rodrigo maia, já é o presidente da Câmara, reeleito; não se pode conceber a eleição do Renan Calheiros…o país caminha a passos largos, para desapontar muitos que preferem a mesmice meu caro…

  2. Fabio disse:

    Kennedy, a Lava Jato era contra o PT e Lula, com Lula preso e o PT fora do poder, a lava jato deixou de existir.

  3. Wellington Alves disse:

    Kennedy dando porrada em chico e francisco.
    Apesar da guinada autoritarista do chavismo, entendo legítimo o novo governo Maduro. E entendo também desnecessária a ida de Gleisi. É um mais um desgaste que a esquerda não precisava.

    • Aloisio de Arruda Camargo Sampaio disse:

      Você fala em guinada autoritária e legitimidade do governo Maduro?
      Qual lógica norteia tua vida ? A lógica da “Lei de Gérson”, claro !

    • Miguel Ângelo disse:

      A Gleisi Wellington tem que se inteirar do processo político a qual ela deu forma e elegeu o Bolsonaro, um homem abaixo da média – intelectual e histórica(soldado raso ruim que se promoveu porque estava na Ditadura) dos demais presidente do País. A primeira coisa que ela tem que entender que o PT terá a maior bancada devido um legado sindicalista que não se repetirá, por dois motivos: fim da contribuição federal(dinheiro) e o Lula na cadeia (liderança). Isto não mudará Dona Gleisi sem juízo e sem noção. Não aceitar que o Mundo interfira na Venezuela, por ser parceiro comercial, país estratégico quanto a questão de combustível e fronteira, ser um dos vizinho de maior força bélica – até mais do que o Brasil é uma boa causa. Apoiar o que seja, quem seja,é ignorância. Que só perde para a besteira militar de falar que temos comunistas, e tememos um socialismo, que só existe para o Judiciário do país e os milionários a custas do BNDES. Há se a classe média soubesse a força que tem!. Só Deus!

  4. Miguel Ângelo disse:

    Causa espanto é ter um presidente que não conhece o papel das FFAAs de seu País. Não existe meio termo, no dia que os americanos colocarem o pé em Alcântara ou qualquer metro quadrado do Brasil, não tiramos mais. Isto seria conceder por vontade da família Bolsonaro, e militares gagás, a invasão mansa. Só de comentar conceder uma base a País estrangeiro, os Bolsonaros já mereciam ir para corte marcial. Falar ao público em conceder território brasileiro a uma nação que pode ser hostil quando quiser é um crime de guerra. E só não fala isto como verdade quem não quer. A Venezuela resolverá o problema com Maduro. E a nós cabe movimentar frota para a fronteira deste País vizinho e amigo, para impedir ameaças de países estrangeiro a ele, o que prejudicaria a nós também brasileiros. Este é o papel das FFAAs do Brasil para com a Venezuela, um país soberano, e primeiro fronte contra qualquer invasão do Brasil. Onde estão os militares no Brasil que não enxergam isto. Há tá! Governando! Pra quem?

  5. jose disse:

    Tenho 55 anos de idade, mrei no Brasil durante os governos do PT e jamais me senti preso a um único pensamento, nunca vi e nem vivenciei política socialista ou comunista, jamais me senti preso à ideologia… Discursos sem eco na realidade. Mas vejo na imprensa (Pública) reportagem sobre altos, exorbitantes e injustos salários de quem não faz nada pela sociedade brasileira. o professor dá aula, o médico trata das doenças das pessoas, a polícia faz suas obrigações, todos fazem suas funções… o que fazem os milhares de militares neste país sem guerra e sem atrito diplomático com ninguém. Quais os resultados positivos da intervenção federal com militares na segurança pública do RJ, quais os resultados nas forças de paz no Haiti… tudo isso é movido a dinheiro público e devem satisfação, mas não com aqule minsitro do TCU das pedaladas… Chegou a dizer que falta peixe nos rios da Amazônia em tentativa de estigmatizar os índios. Nos últimos dias, sim, se tem visto aberrações contra direito

Deixe uma resposta para walter Cancel reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados

Não serão liberados comentários com ofensas, afirmações levianas, preconceito e linguagem agressiva, grosseira e obscena, bem como calúnia, injúria ou difamação. Não publicaremos links para outras páginas devido à impossibilidade de checar cada um deles.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

 
2019-03-23 17:31:48