aki

cadastre-se aqui
aki
Política
23-08-2016, 9h02

Janot sinaliza limites a procuradores e advogados

Procurador-geral rompe negociação de delação de Leo Pinheiro, da OAS
23

KENNEDY ALENCAR
SÃO PAULO

Há claramente uma disputa de poder entre procuradores da força-tarefa da Lava Jato e ministros do Supremo Tribunal Federal, como Gilmar Mendes e Dias Toffoli. Reportagem recente da revista “Veja” é inconsistente para sustentar eventual crime de Dias Toffoli.

Pelo que foi publicado, no máximo, há exposição de uma relação de amizade entre o ministro do STF e o presidente da OAS, Leo Pinheiro, que seria, no limite, inadequada para um magistrado. No entanto, não aponta crime ou indício de delito cometido por Dias Toffoli.

Logo, se isso realmente faz parte de pré-acordo de delação, é injusto com Dias Toffoli. Também é preocupante, porque revelaria a aceitação por parte da Procuradoria Geral da República de uma informação com valor apenas para criar constrangimento a um ministro do Supremo.

O procurador-geral da República, Rodrigo Janot, reagiu rompendo a negociação da delação de Leo Pinheiro, o que sugere que o comandante do Ministério Público Federal considera que advogados da OAS tenham vazado essa informação para criar um fato consumado ou que tenha havido algum abuso de sua equipe.

Estão em curso duras negociações entre o Ministério Público e as empreiteiras OAS e Odebrecht. Há relatos de que investigados se queixam de que são pressionados a carregar nas tintas. Do lado dos investigadores, existem suspeitas de que delatores procuram esconder fatos graves.

A suspensão da delação de Leo Pinheiro não significa que ela não possa ser retomada, mas sinaliza um cuidado de Janot em colocar limites para a sua tropa e para advogados.

Quando Dias Toffoli libertou o ex-ministro Paulo Bernardo, procuradores o criticaram publicamente. O ministro Teori Zavascki já fez reparos a decisões de Sérgio Moro que considerou indevidas. É natural que haja conflitos, mas é importante separar o joio do trigo.

É fundamental que haja uma medida entre a pressão dos investigadores para descobrir fatos e a real responsabilidade dos acusados. Carregar nas tintas poderá manchar a Lava Jato e estimular comportamentos autoritários de quem deveria agir sob o império da lei, o que produziria injustiça.

*

Negócio da China

De acordo com enquete da “Folha de S.Paulo”, dos 81 senadores, 48 admitem votar a favor do impeachment definitivo de Dilma Rousseff. Nove não declararam voto. E 4 se dizem indecisos.

Apesar de o levantamento mostrar que faltariam seis votos para chegar aos 54 necessários a fim de afastar Dilma, tende a zero a chance de a petista vencer.

Senadores estão escondendo o jogo. Dos nove senadores que não revelaram o voto, seis já se manifestaram contra Dilma nas fases anteriores. Haveria ainda quatro indecisos. No julgamento final do impeachment, o voto de cada senador terá muito valor político. Será uma grande oportunidade de obter benefícios do futuro governo Temer.

A maioria dos que escondem sua opção está negociando no balcão do Palácio do Planalto. Nessa altura do campeonato, as decisões estão praticamente tomadas. No entanto, esticar a corda renderá cargos e verbas a senadores que marcharem com Michel Temer.

Ouça o comentário no “Jornal da CBN”:

Comentários
23
  1. Maria Aparecida Ramos Tinhorão disse:

    É vergonhosa essa atitude de senadores vendendo a alma pro diabo por um voto que é obrigatório, saneador e moralizante.
    Importante anotar os nomes desses senadores, na próxima eleição o eleitor pode promover a higienização dessa promiscuidade política.

    • Mauro disse:

      Politicos não vendem a alma ao diabo e sim a quem oferece mais, seja em poder ou em visibilidade e isso todo governo faz, sem exceção.
      Com esse sistema politico-partidário que temos a unica coisa que um governante pode fazer é negociar e ceder a esse modo de se fazer politica e isso dá sustentação e caso contrário teremos novamente uma “Dilma” isolada e encastelada, sem qualquer apoio, porque não negociou ou cedeu. Infelizmente é assim e enquanto não houver uma profunda e ampla reforma, assim continuará sendo.
      Esses “indecisos”, nada mais são do que negociantes e com certeza votarão contra Dilma e a favor do Brasil e é isso que farão, sob o risco de irem direto a um limbo, coisa que fatalmente acontecerá com Gleisi Hoffman, Vanessa Graziotin, Humberto Costa, Lindbergh Farias e outros defensores da senhora que está sendo banida do Planalto. Esses se arrependerão amargamente e pagarão caro esse “quixotismo” sem razão e sem sentido.

      • Maria Aparecida Ramos Tinhorão disse:

        Mauro, obrigado pela sua feliz e oportuna intervenção.
        Quero apenas lembrar o nome de duas figuras, fortes candidatas ao esquecimento: Roberto Requião e Kátia Abreu.

      • P/Mauro - SEM VERGONHA NA CARA É TROCAR SEIS POR MEIA DÚZIA! disse:

        O QUE ESTÁ SENDO “EXPURGADO” DEVERIA TER ACONTECIDO LÁ NA ÉPOCA DO MENSALÃO! SE ISSO TIVESSE ACONTECIDO TALVEZ NÃO TIVÉSSEMOS O “PETROLÃO”!
        CERTAMENTE QUE ESTÁ SENDO EXPURGADA UMA QUADRILHA MAS, E COMO FICARÃO AS COISAS?
        SERÁ QUE TEREMOS O QUE O PAÍS MAIS PRECISA, QUE DESAPARECEU HÁ MUITOS ANOS – A VERGONHA NA CARA? COM CERTEZA, SEM VERGONHA NA CARA, TUDO FICARÁ COMO ESTÁ: UMA VERGONHA!
        “De tanto ver triunfar as nulidades; de tanto ver prosperar a desonra, de tanto ver crescer a injustiça, de tanto ver agigantarem-se os poderes nas mãos dos maus, o homem chega a desanimar-se da virtude, a rir-se da honra e a ter vergonha de ser honesto”.
        Rui Barbosa.

    • christian claudius carvalho disse:

      Como higienizar? Não há opção. Quem presta não quer se misturar à sujeira. O que temos que mudar é o modelo. O Estado deve ser um organizador, não um provedor. As pessoas precisam se apropriar de suas vidas e suas escolhas. Precisamos deixar de ser tutelados, pois nossos tutores têm falhas graves de caráter (e incluo metade dos membros da alta corte do país). Quando percebermos que o Estado é muito caro pelo que oferece, passaremos a resolver nossos próprios problemas. Essa é a evolução da sociedade. A resposta não está nos políticos.

    • walter disse:

      É isso Cara Maria Aparecida, nem tudo que é “Legal”, é moral…os senadores em questão, são sempre os sanguessugas de plantão; tem muitos desclassificados neste País,com objetivos escusos…as Urnas darão as respostas; renovar sempre…
      Quanto ao Supremo, pelo “amor de Deus”; se estão fazendo manobras, para livrar a cara do Toffoli, merecem ser interditados; o Léo pinheiro precisa da delação…só tem uma explicação razoável, estão aguardando o desfecho do Impeachment,por isso,esta sendo represado…Finalmente caro Kennedy, nesta hora a imprensa deve ficar de olhos abertos…este País precisa ser passado a limpo com urgência.

    • Edi Rocha disse:

      Temer trabalha há muito tempo nos bastidores para aprovar o impeachment. Uma coisa seria acontecer a perda do mandato da presidente sem a participação dele na história, outra coisa completamente diferente é o que ele faz para tomar o poder. Se isso não é ser um traíra, eu não sei mais o que é, e ter um cara com uma personalidade dessa tomando conta do país, é profundamente lamentável.
      .
      Não podemos ter alguém assim guiando o Brasil, a presidente Dilma errou bastante, o atual presidente interino demonstra não ser ético, não dá pra simpatizar com isso. Nem Dilma, nem Temer. O TSE poderia dar um basta nisso cassando a chapa, mas não sei porque bolas o processo não sai da gaveta.
      .
      O pior é que fora isso tudo, tem muitos deputados e senadores que tinham que sair também. Não tá fácil.

    • Joaquim José da Silva Xavier disse:

      o voto moralizante seria qual mesmo? a favor ou contra impeachment??

      porque se tomarmos por base os votos da Câmara, os deputados mais enrolados em casos de corrupção votaram tds a favor…

      • RicardoR disse:

        O voto moralizante seria para retirar senadores que votam pensando apenas em quem dá mais. Você pode ser pró ou contra o impeachment, o que não pode é ficar escondendo seu voto para vender pelo melhor preço no final.

    • walter disse:

      Cara Maria Aparecida, mais uma vez agora a noite, vi o depoimento do Gilmar, e em seguida, do Janot…dentro das explicações que deram, ficou claro que os vazamentos são inverídicos…tem efeito o que disseram…se as delações se transformam em acusações infundadas, qual será o sentido delas…por outro lado, o acusador, através de uma reportagem foi a VEJA; nesta hora, qual a responsabilidade deste veiculo…por lado, como são feitos estes depoimentos, que vazão com uma facilidade alarmante; quem de fato é responsável…são perguntas que não quer calar…a sociedade deve saber se o Sr Leo Pinheiro esta mentindo…. de repente o procurador condenou a delação com muita rapidez, porque tanta pressa…se o sr Dias Toffoli não tem culpa, onde anda…acredito que o mesmo deveria se pronunciar; não pode ser intocável…todos os Brasileiros devem saber finalmente, o que o Dr Leo Pinheiros tem a declarar nesta altura…algo esta errado, ou muito suspeito, no “reino da Dinamarca”,acorda Brasil.

  2. Waldir Ribeiro disse:

    Conversa fiada do Janot. Ele recusou a delação do Leo Pinheiro porque o Serra e o Aécio estão atolados nela até o pescoço.
    Vimos o comportamento de vários procuradores durante a eleição, sã todos aecistas.

    • Joaquim José da Silva Xavier disse:

      pois é. 2 anos de vazamentos de delações na lava-jato, e só agora, de repente, resolveram anular delação porque houve vazamento . . . coincidência ou não, quando a delação não tem Petistas . . .

      quando se une lava-jato, grande mídia e PSDB, sempre brotam muitas coincidências . . .

    • p/Waldir Ribeiro - Cadeia tem que ser para os ladrões de todos os partidos políticos, sem exceção! disse:

      O que os bandidos de altíssima periculosidade travestidos de governantes, políticos e altos empresários não estão suportando, é verem escancarados seus “modus operandis” para saquear os cofres públicos. O que todos sabiam, escancarou-se, principalmente com os estouros do Mensalão e Petrolão.
      Ficou claro o porquê de tanta queda de braços entre o Executivo e Legislativo pelos “cargos” (o descarado “toma lá dá cá”, onde se despreza a competência e conhecimento técnico e privilegia-se a fidelidade à corrupção), principalmente nos ministérios, empresas estatais e de economia mista. Esses cargos são a “mina de ouro” que produz o dinheiro sujo para sustentar a ladrãozada!
      A ladrãozada da política está mobilizada para evitar que a cadeia chegue a todos os partidos pois, com certeza, a ladrãozada não é exclusividade do PT.
      Povo brasileiro, vamos exigir que a cadeia chegue a todos, doa a quem doer, seja o ladrão de que partido for!

  3. Mauro disse:

    Parece óbvio embora não esteja claro ,de que existe no STF uma vontade de tornar alguns mais iguais que os outros, perante a lei.
    Todos sabemos que muitos juizes querem ser mais reais que o rei, fazendo interpretaçoes e julgamentos de acordo com sua vontade, se apegando em minucias irreais e irrelevantes para proferirem decisoes, que muitas vezes são nubladas e sem consistência, batendo de frente com evidências e fatos do processo.
    Membros do Ministério Público tem obrigação de esclarecer, elucidar e esmiuçar indiciados, testemunhas, provas e evidências e um juiz deve fazer sua decisão em base no que for legal e não o que for mais satisfatório.
    O STF, claramente em muitos casos tem “puxado a corda”, mais para um lado que o outro, privilegiando nomes e cargos e isso causa essa confusão e pouco progresso em muitos casos que ja deveriam estar julgados.
    O STF não pode e não deve proteger Toffoli, e se isso ocorrer, que se “feche” o pais e que comecemos do zero. Seria a unica solução!

  4. Alberto disse:

    Mal explicado.Mais adiante saberemos os reais motivos dessa paralização temporária.Os motivos citados em comentário anterior não se sustentam.Ideologia estrábica,obviamente.

  5. Wellington Alves disse:

    Senadores barganhando voto. Digam-me se analisaram as evidencias do impeachment? Digam-me se isso não é golpe? As cartas já estão marcadas. A defesa foi apresentada à toa. Ninguém está se preocupando com as evidências. E não venham me falar de petrobrás, de desemprego,de conjunto da obra, porque não é esse o motivo do impeachment.

  6. Marconi disse:

    Caro Kennedy: mais uma vez estamos vendo a seletividade da justiça brasileira que só investiga e pune que ela quer e não quem está contra a lei. A imprensa em coluio com políticos, procuradores, juízes, investigadores e policiais só pública aquilo que satisfaz os grupos empresariais que estão para lá da notícia. Isso nunca mudou e eu duvido muito que mude pelos nos próximos cem anos. com relação a troca de favores em que se transformou o impedimento da presidente Dilma, tenho a dizer que isso é normal em um país onde todos os políticos são desonestos.

  7. Antonio disse:

    Quanta enrolação com tudo isso… Enquanto isso, continuam mamando as custas do povo brasileiro. É tudo uma “VERGONHA”. Está na hora de uma grande reforma em nossas leis ultrapassadas… está na hora de diminuir esses partidos políticos e com isso a diminuição de senadores, deputados federais/estaduais e vereadores. É muito gasto e nada de retorno. Cadê nossa educação, nossa saúde e nossa segurança??? Um país que se rouba muito e pouco faz. Está na hora de mudanças… Bandido soltos e nós trabalhadores reféns de tudo isso.

  8. Eduardo Augusto Bianco do Amaral disse:

    Interessante como o Rodrigo Janot não se preocupou nem um pouco com os inúmeros vazamentos feitos pela Lava Jato (quando atingiam PT e PMDB, principalmente – vale lembrar que até conversas da esposa do ex-presidente Lula com os filhos foram vazadas). Agora, que o vazamento é contra o STF e integrantes do PSDB, cresce a preocupação com injustiças. A justiça (no sentido de justo) não é igual para todos. Infelizmente…

  9. Stanislaw - DIRETO AO ASSUNTO: É PRECISO PASSAR O BRASIL A LIMPO, DOA A QUEM DOER disse:

    É preciso muita competência, honestidade e cautela de todos os envolvidos no combate aos crimes de corrupção atualmente investigados no país.
    Colaboradores premiados e os denunciados compõem o grupo de maiores ladrões de cofres públicos do país – literalmente homicidas de altíssima periculosidade, insensíveis a tudo, indiferentes a serem causadores de verdadeiro genocídio de milhares de compatriotas – brasileiros dos quais roubam os recursos financeiros que lhes beneficiariam em inúmeras áreas, como Saúde, Educação, Segurança Pública, Saneamento Básico, Alimentação, Moradia, Previdência Social etc.
    Esses corruptos não têm limites e para enfrentá-los é imprescindível a união do Judiciário, Ministério Público Federal, Polícia Federal, Receita Federal, TCU, órgãos da sociedade civil e, indiscutivelmente, a população brasileira indignada!

  10. É PRECISO O POVO ELIMINAR A "LIXAIADA" NAS PRÓXIMAS ELEIÇÕES! disse:

    Com certeza nas próximas eleições haverá uma depuração muito grande nos quadros de senadores e deputados, pois ninguém está aguentando ver mais tanta canalhice, tanta falta de vergonha na cara, sempre na base do “toma lá dá cá”!
    Por mais íntegro, bem intencionado que seja um presidente, governador, prefeito, como governar no meio de tanto lixo? Tudo que se quer fazer, tem que “pagar pau”!E, o pior, os canalhas não permitem que se façam leis que coíbam tais situações – não se consegue fazer lei que mexa na forma de governar e legislar sem “toma lá, dá cá”.
    Mas o povo está aprendendo que é através do voto que se pode eliminar o “lixo”!

  11. QUEM AVISA, AMIGO É: CAUTELA E CALDO DE GALINHA NÃO FAZEM MAL A NINGUÉM! disse:

    Executivo, Legislativo, Judiciário, Ministério Público, não se esqueçam de que povo unido jamais será vencido… e que o povo se une quando vê que os limites do bom senso estão sendo ultrapassados para beneficiar alguns, em detrimento da maioria!
    Ninguém é otário mais, ninguém aceita mais ser cordeirinho de presépio e trabalhar 5 meses por ano só para pagar impostos que sustentam mordomias e altos salários de uma minoria privilegiada, que perdeu completamente a vergonha na cara, e que zomba da maioria!
    O saco do povo está no limite, ninguém aceita mais a troca de 6 por meia dúzia!
    É hora de se criar vergonha na cara, e o povo está criando.
    É bom que todos os que estão governando, legislando, julgando, façam o mesmo, para o bem geral e felicidade geral da nação!

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados

Não serão liberados comentários com ofensas, afirmações levianas, preconceito e linguagem agressiva, grosseira e obscena, bem como calúnia, injúria ou difamação. Não publicaremos links para outras páginas devido à impossibilidade de checar cada um deles.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

 
2019-10-19 04:53:37