aki

cadastre-se aqui
aki
Política
30-09-2016, 12h26

Lava Jato contribuiu para STF avalizar impeachment

PT defende governo de esquerda que não existiu com Dilma
31

KENNEDY ALENCAR
SÃO PAULO

É improvável que prospere o novo recurso apresentado à Justiça pela defesa da ex-presidente Dilma Rousseff a fim de tentar anular o recente impeachment. O STF (Supremo Tribunal Federal) deverá manter a tendência de deixar a última palavra a respeito das questões de mérito desse processo a cargo do Congresso Nacional.

A queda de Dilma consagra a atual legislação sobre impedimento como um processo mais político do que jurídico. Na prática, é como se o impeachment fosse um voto de desconfiança ou uma moção de censura do sistema de governo parlamentarista. Líder que não souber lidar com o Congresso no nosso presidencialismo de coalizão correrá o risco de perder o poder.

O PT e movimentos sociais defendem um governo e uma presidente que não existiram, porque, na prática, Dilma e sua gestão jamais foram de esquerda. O temas caros aos progressistas ficaram em segundo plano. Houve, sim, um intervencionismo voluntarioso na economia e uma administração desastrosa.

Dilma quebrou o Brasil. Caiu porque fez um governo ruim, que legou desemprego elevado, juros na Lua, inflação fora de controle, política fiscal destruída e retrocessos em programas sociais implementados com a chegada do PT ao poder em 2003. Defender um governo que não existiu é um erro da esquerda, porque aprofundará a desconexão do PT e do ex-presidente Lula em relação à dura realidade que precisam enfrentar.

Além do conjunto da obra, a Lava Jato pesou muito a favor da queda de Dilma. Aliada aos erros políticos e econômicos, a descoberta de um enorme escândalo de corrupção contribuiu para que ministros do Supremo ficassem na defensiva perante a opinião pública e adotassem a linha de que caberia à corte apenas um controle externo formal do processo de impedimento.

Sem a paixão do momento e com a tradicional impiedade objetiva, a História fará um julgamento severo a respeito de todos os atores do processo de impeachment _inclusive dos 11 ministros do STF. Apesar do êxito da narrativa do golpe e da saída como vítima, tampouco Dilma ficará bem na foto. Ela facilitou o jogo dos conservadores.

A incompetência da então presidente criou as condições políticas para que seus aliados no Congresso se rebelassem e aplicassem um golpe parlamentar avalizado pelo Supremo. Formalmente, a lei foi cumprida, mas as pedaladas fiscais e os decretos de crédito suplementar se transformaram num pretexto para derrubar a petista. Tomada a decisão política, encontraram-se os motivos jurídicos na legislação do impeachment, que permitiu ampla interpretação para responsabilizar Dilma e viabilizar a saída semiparlamentarista.

Prova disso: a então presidente recebeu a pena máxima, a perda do mandato, mas o Senado manteve os seus direitos políticos. Isso reforça o argumento de que se tratou de um processo mais político do que jurídico, ilustrado nos últimos dias pelas visões antagônicas dos ministros Ricardo Lewandowski e Gilmar Mendes a respeito do eventual “tropeço” da nossa democracia.

Comentários
31
  1. Marco Túlio Castro disse:

    Exito da narrativa do golpe ? Só na sede da CUT né Kennedy, porque pelo menos para o resto do mundo (a parte civilizada, o que exclui Venezuela, Equador, Bolívia e Cuba) esta estória não colou. Aqui em Portugal só os “morde a própria orelha” do Bloco de Esquerda que entraram nesta mas foram tão criticados que já não falam nada.

    • Carlos Renato Faria disse:

      Desonestidade intelectual sua marco Túlio. TODA a MÍDIA INTERNACIONAL (diferente da mídia comprada e marrom do Brasil) adotou o discurso de GOLPE. Os principais veículos, pensadores, especialistas e opinião pública DO MUNDO apontam um golpe judicializado e chamam o Brasil de República das Bananas. Até o Presidente Turco, que sofreu um atentando em seu país disse: Vocês estão achando que isso aqui é uma Republiqueta da América Latina? Sem crime de responsabilidade, é GOLPE SIM.

      • Mauro disse:

        A midia internacional de maneira generalizada, nem se posicionou contra ou a favor, só noticiou.
        Em verdade pouco importa a tal da midia, pois o que manda são os capitais investidores e esses já estão com muito mais credibilidade no pais, que nos tempos do governo ladrão.
        O que manda no mundo é lucro e o que ele pode proporcionar e para esses capitais pouco importa que uma infeliz tenha sido deposta.
        Equador, Bolivia, Cuba e Venezuela, são o resto do resto do resto do terceiro mundo e quem sériamente liga para eles? Ninguem!

    • Alberto disse:

      Corretíssimo caro sr Marco Túlio Castro.

    • Joaquim José da Silva Xavier disse:

      certamente o senhor não lê NYT, Le Monde, The Guardian, der Spiegel etc . . . devem ser todos venezuelanos!!!
      a mídia internacional foi quase que unissóna em afirmar que isso foi um golpe. os poiucos meio sde comunicação que não taxaram de golpe, se calaram

      se um cara sem nenhuma ligação com a esquerda, e sempre comedido nas palavras como o Kennedy, usa uma expressão forte como “golpe parlamentar” então é porque o negócio tá bem escancarado!!!

    • Wellington Alves disse:

      Houve golpe. Simples assim.

    • walter disse:

      Exatamente caro Marco Túlio, a choradeira será eterna, o problema que o Brasil, perdeu de 7 x 1, e isso é fato…os insatisfeitos pela saída, de uma presidente burra, como disse o Kennedy, incompetente…é de total responsabilidade do lula, que brincou com o Brasil…Indicar a dilma, com um povo sem esperança, foi a dose certa para o fracasso…
      A Lava Jato, só prospera, pelo tamanho dos fatos e desvios promovidos…veja o Palocci…tem dinheiro como medico sanitarista, sem exercer a medicina, que nenhum mortal trabalhador, com mil diplomas tem…uma vergonha, para as viúvas do PT, que ficam falando em “golpe”…tomamos um golpe sim, do ministro Lewandowisk, que admitiu o furo n água que promoveu no senado…foi um absurdo, para ser punido, quando afrontou a constituição na “cara dura”, junto com Renan…deverão ser punidos, em algum momento…

  2. mano disse:

    prezado Kennedy: observo uma coerência com a filosofia de Augusto Comte e com os conselhos do consultor político Nicolau Maquiavel na prática jurídica da operação lava jato e no processo de impeachment da presidente da república. Concluo o meu raciocínio entendendo que tudo isto acontece porque há um vazio político no campo da esquerda e dos movimentos sociais muito difícil de ser preenchido, seja por agenda incapaz de ser transformada em realidade ou mesmo por falsa agenda ideológica. A esquerda brasileira caiu em desgraça com o sistema político do governo de coalizão.

    • Mauro disse:

      A esquerda está vazia, porque essa esquerda é aquela esquerda de Marx, morta e enterrada no século passado com o fim da URSS.
      O discurso da esquerda acabou, porque provou-se que o ser humano é um ser com ambição e não suporta viver em regimes igualitários e onde eles ainda sobrevivem (Coréia do Norte e Cuba), é as custas de baioneta no peito de quem é contra.
      Esses “socialistas” brasileiros, ou são intelectuais com apartamento em Paris, ou gente que se diz para obter vantagens em cima da miséria alheia. Enriquecem enquanto o povo se ilude com migalhas.

  3. Santos disse:

    A “velhinha de Pasadena” quer voltar para acabar de destruir o que sobrou….é pior do que lêndea essa senhora…

  4. Raphael Sanches disse:

    Na verdade que sofreu o Impeachment fomos nós… a população do Brasil que foi convidada a se retirar do Governo…

    • Esdras disse:

      Mais ou menos. A Dilma perdeu o suporte porque ficou sem apoio de lado nenhum. Não nos esqueçamos do grave distanciamento que ela tomou das pautas Lulistas: ortodoxia econômica, seriedade no combate à inflação, ligação com os movimentos sociais, redistribuição de renda, educação.

  5. rogério marques disse:

    E desde quando governo ruim é motivo para depor presidente que não cometeu crime? O governo ruim foi pretexto para um golpe, insuflado pelos setores que jamais aceitaram a derrota nas urnas.

  6. Alexandre Silva disse:

    Acredito que houve sim erros da então presidente Dilma nas escolhas que podem ser comprovados somente agora. Porém na época destas decisões equivocadas na economia elas também poderiam ter sido uma jogada de mestre. Ao utilizar as forças econômicas que ainda tinha a Dilma escolheu proteger o povo gerando empregos e movimentando setores fundamentais. Isto seria dado como uma boa escolha caso a economia mundial rumasse para o crescimento e as commodities se recuperassem , o que não aconteceu. Era um risco que corria. Mas a outra opção seria escolher a austeridade e perder as eleições para a direita, fazendo com que as classes mais pobres também perdessem os direitos. De qualquer forma a crise foi agravada pelo golpe e mostrou que na política qualquer jogo sujo está valendo.

  7. ANDRE disse:

    O Brasil é um pais presidencialista com a uma constituição de inclinação parlamentarista, então já temos dois impeachment de lá para cá. O dano que tudo isto causa às nossas instituições é imenso e demora anos para serem reparados. O Brasil voltou a passar a ideia de republiqueta para o mundo. Qual foi o último nos EUA? ninguém vai achar pois nunca houve. Invejo os britânicos com seu parlamentarismo e suas instituições, será que um dia na política poderemos ser igual? Como vem ocorrendo sempre na nossa história, a câmara de deputados com a sua mão enlameada, com seus pares impios, com seus personagens dantescos lança o Brasil no abismo das instituições. Sempre canalhas, a matar o Brasil. CANALHAS!!

  8. Ricardo disse:

    Bem, então voce confirma que foi GOLPE, certo Kennedy? Todas as razões que voce elencou NÃO estão previstas como fundamentos de impechment. Isto posto deixo uma questão: Como Dilma “quebrou” o país sem deixar dívida com o FMI e, ao contrário, deixou U$ 500 bilhões em reservas? “Quebrar” é quando nem banco quer te emprestar dinheiro, como aconteceu com FHC, que deixou ZERO em caixa e dívida com FMI de U$ 40 bi. Pode explicar Kennedy?

  9. Ray Magno disse:

    Uma reviravolta no processo do impeachment é não somente 99.999% improvável quanto igualmente uma quimera petista.

    Não dá para pensar seriamente em algo assim. Quem ganhou, ganhou. Quem perdeu, perdeu. Agora é continuar a tratar legalmente das raposas, dos ratos, de sanear a dissoluta política e devolver aos “brasileiros e brasileiras”, tudo o que lhes tiraram de fato e de direito durante décadas de república.

  10. Mauro disse:

    A Lava-Jato (ainda em curso!) legitima e legitimará para a história o impeachment de Dilma, pois prova cabalmente a cada dia a tal “cleptocracia” implantada pelo PT.
    Dilma caiu sim pelas pedaladas, que foram o mote para sua derrubada, mas tambem pelos escândalos sem fim provocados principalmente pelos membros de seu partido e apesar de todas as evidências, provas, testemunhas, delaçoes e condenaçoes em nenhum momento ela se posicionou para criticar os roubos, atos de desvio e corrupção.
    As frases prontas na boca de Dilma até hoje são: Não sei de nada! Não me disseram nada! Não me diz respeito! Muita hipocrisia e mentira para uma pessoa só, aliada a total incapacidade de frear a sanha corrupta de seus pares.
    Muito ainda está por vir e cada vez mais os apoiadores desse governo que foi excluido terão menos motivos para usar essa palavra golpe, pois golpe foi o que sofreu o pais na mão dessa quadrilha de ladroes.

  11. Gustavo José disse:

    Se não tomasse impeachment cairia por lava jato ou TSE!! Não conheço essas pessoas que defendem o governo Dilma pela internet mas parecem bem estudadas pra saber que o país estava indo rumo ao abismo, sendo de filosofia esquerdista ou de direita, todos concordam que assim foi melhor para o Brasil sendo golpe ou não, politico ou não, não dá para entender o fundamento para que esse governo continuasse quando até os projetos sociais, que foi o melhor beneficio já criado para o povo, não tinha mais verba e tenderia a se extinguir!! Quanto a opinião do exterior se apoiava ou não o governo, só tenho uma coisa a dizer, o Brasil foi boicotado internacionalmente no comercio até que o presidente em exercicio tomou posse e fez uma viagem internacional negociando 20bi com paises que se diziam que não apoiavam o impeachment, falam uma coisa mas pensam outra entenderam!!??

  12. Reinon disse:

    Meu esse povo não quer largar o osso !!

  13. RAYMUNDO AVELINO disse:

    Caracas!! Vejo que a discussão dos eleitores, tem sempre o viés partidário, em detrimento da real situação em que nosso país se encontra por que houve uma administração equivocada que durou enquanto havia dinheiro para mantê-la e, comprar a sustentação políticos partidos aliados, inclusive; com o esvaziamento dos cofres das empresas estatais e, no esvaziamento do cofres do Banco do Brasil, CEF e BNDES, para manutenção dos chamados “Programas Sociais – CUT, UNE, MST e outros) e, também, com a distribuição de um cala boca para as empresas, através das desonerações da folha de pagamentos e, a redução do IPI para o setor automobilístico e, de produtos da linha branca, pra a manutenção artificial do número de empregos.O dinheiro acabou e, o resultado e este que todos nós vemos diariamente nos noticiários: A União e, os Estados estão falidos. Ou seja:Dizem que Cristo é Brasileiro. Portanto; só mesmo um milagre para que possamos sair do fundo do poço.

  14. VIVA O BRASIL! ABAIXO AS QUADRILHAS DE ROUBADORES DOS COFRES PÚBLICOS! disse:

    Lula, Dilma, Gleisi, Paulo Bernardo, Pimentel, Renan, Jucá, Cunha, Palocci, Dirceu e tantos outros de históricos idênticos, ainda vão ser muito úteis ao país: em cana!

  15. Sueli Agradano disse:

    Que coisa não é Kennedy?, a insistência de golpe parte de vc mesm, pelo que vejo aqui só tem PT, de que demopcracia estão falando? Do PT? Esqueceram que ela queria tornar ministro o Lula para ele se safar do juiz Sergio Moro? Pq ele fez isto? Pq é inocente? O que falta para provar que o PT foi o partido mais corrupto deste país? A foto do Lula com a arma na mão???? Um país inteiro aparelhado, corrupção como jamis se viu, mil vezes maior do que qualquer político corrupto.estamos afundados na lama por causa do PT, mas o que mais impressiona são pessoas que se dizem inteligentes participarem desta estorinha inventada de “golpe “coitadinha” da Dilma. Sou mulher e criei cinco filhos sozinha, perdi muita coisa, mas nunca senti nenhuma ajudazinha desta mulher que prometeu tb governar para as mulheres, para todos!!! Alguém aí que tanto defende a ex-presidenta poderia me dizer o que ela fez para ajudar? A não ser para o espetáculo do minha casa minha vida, hoje falida?

  16. ja era disse:

    DESTRUIRAM UMA NAÇÃO POR IDEOLOGIA ULTRAPASSADA, CARCOMIDA POR POLITCOS DOENTES.

  17. Ramiro disse:

    Excelente análise!

  18. Marco Vaz disse:

    Quando Kennedy diz que a narrativa do golpe colou não quer dizer que todos acreditam nisso, mas que uma parcela relevante – maioria ou não – acredita que sim. Os meios juridicos do pais tendem a, em maior oi menor grau, pelo menos endossar a discussao a respeito. A propria discussao aqui neste blog mostra o quanto a sociedade se divide. Portanto, esta longe de ser um processo juridico-parlamentar-constitucional regular, que tenderia a ser aceito por ampla maioria. Concorde-se ou não ter sido um golpe, é dificil honestamente negar que a narrativa colou. Eu particularmente, concordo com a tese do Kennedy, de golpe parlamentar endossado pelo STF. Ou seja, um processo eminentemente politico, com precaria camuflagem juridica.

  19. O PT age como o príncipio dos bárbaros na idade média, sou maior e mais forte por isso mereço tudo. Pelo amor de Deus Dilma, vai curtir suas férias na Venezuela.

  20. Rita Isabel disse:

    Por que ainda dou um voto de credibilidade ao PT? Como o Sr. sabe, o partido é formado por uma convergência de forças internas, então quando um grupo é acusado de corrupção não é correto afirmar que o partido é feito de corruptos, a grande maioria é de trabalhadores de paz e bem. Este partido é o único que tem atividades partidárias e não se reúne apenas para pegar a boquinha eleitoral, alugar horário, fazer embromação…
    A Presidente Dilma é tão inocente que os Senadores indiretamente reconheceram este processo frágil e não a condenaram a perder seus direitos políticos, se o STF não cumprir o que deve ser feito em relação ao processo que deve ser político-jurídico fica evidente a narrativa do complô “parlamentar” contra o POVO.
    Para obter este resultado, as elites e empresários fizeram pacto para desarticular empregos, investimentos e renda. E conseguiram: Quebraram o Brasil e a si mesmos!

    • p/Rita Isabel. disse:

      Montou-se um claro “projeto criminoso de poder” – que não esmoreceu, mesmo com a queda de José Dirceu, José Genoíno, Delúbio Soares etc – no escândalo do Mensalão; continuaram e, o mais grave, com mais ímpeto ainda, fatos que a Lava Jato vem escancarando, dia a dia, para que a nação veja para onde estávamos caminhando – algo próximo a virarmos uma nova Venezuela!
      O maior problema de nosso país está na base, que é a “Educação”. Num país com 60% de analfabetos funcionais, os políticos corruptos têm muito espaço.
      Que a Lava Jato continue colocando na cadeia, doa a quem doer, todos os participantes desses crimes que levaram o país à situação em que está, moral, política e economicamente.
      OBS: Vergonha o que fez Renan Calheiros (mais de dez investigações por corrupção deitadas em berço esplêndido no STF, e Lewandovski (ardoroso defensor dos criminosos do Mensalão), no final do julgamento do impeachment: manter os direitos políticos de Dilma.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados

Não serão liberados comentários com ofensas, afirmações levianas, preconceito e linguagem agressiva, grosseira e obscena, bem como calúnia, injúria ou difamação. Não publicaremos links para outras páginas devido à impossibilidade de checar cada um deles.

2020-09-28 11:11:51