aki

cadastre-se aqui
aki
Economia
05-01-2015, 21h44

Levy sinaliza fim do “clube de amigos” do BNDES

7

Postado por: ISABELA HORTA

Nesta segunda-feira, o ministro da Fazenda, Joaquim Levy, fez um discurso de posse recheado de recados. Ele tomou cuidado para não trombar com a presidente Dilma Rousseff. Por isso, falou em fazer ajuste econômico preservando os direitos trabalhistas.

Levy passou três mensagens bem claras: haverá aumento de impostos, o BNDES vai deixar de financiar as empresas amigas do poder e o Tesouro não vai mais bancar benefícios bilionários para setores econômicos específicos. É uma guinada e tanto em relação ao primeiro mandato de Dilma.

No último sábado, Dilma desautorizou o novo ministro do Planejamento, Nelson Barbosa, que havia dito que poderia mudar a regra de reajuste do salário mínimo. Barbosa queria mudar o cálculo para diminuir o reajuste real.

A presidente impôs o primeiro freio à equipe econômica e decidiu manter a regra que, nos últimos 10 anos, garantiu mais 70% de valorização real para o salário mínimo.

Nos bastidores, Barbosa reconhece que falou demais. Ele deveria seguir o exemplo de Joaquim Levy, que falou duro, mas sem escorregar em casca de banana.

Comentários
7
  1. antonio barbosa disse:

    Diz o ditado que: “Não se faz omeletes sem quebrar os ovos”. O único problema é que os ovos somos nós, o povo, mais precisamente a classe média. Desde o inicio de 2014 os economistas diziam que deveríamos nos precaver para 2015, independentemente de quem ganharia as eleições presidenciais. Tudo está se confirmando. Alertei muitos amigos para não se endividarem para este ano e pouparem o máximo que puderem. Dito e feito. Tivemos o pior natal para o comércio dos últimos cinco anos. Com o aumentos dos impostos quem for esperto vai cortar gastos como: vestuário, cabeleireiros, teatro, viagens, ou seja, tudo que não for essencial vai ficar de lado e com isto a economia vai retroceder no comércio e na indústria. Haverá desemprego e com isto aumentará a inadimplência. Vamos assistir novamente o inicio do governo FHC. Portanto apertem o cinto porque o LEVY_ATÃ vem ai.

    • walter.nobre disse:

      NÃO SE PREOCUPE CARO…O BNDES ESTA TOTALMENTE PREJUDICADO, SEGUNDO EXPECTATIVAS, OS ESCÂNDALOS, E OS PREJUÍZOS; SÃO CINCO VEZES MAIORES, QUE O PETROLÃO…A “VACA VAI TOSSIR”.
      DEFENDER O GOVERNO HJ, OU COMPARA-LO AO FHC, É RIDÍCULO…
      A CAMPANHA JÁ PASSOU, A GESTÃO PT NÃO EXISTE; ELES DEIXARAM SEUS ALIADOS E AMIGOS, A VONTADE COM A COISA PÚBLICA.
      O LEVY, VAI CAIR DE COSTAS, SE ABRIR A CAIXA PRETA…COMO PODE UM PAÍS DEMOCRÁTICO, TER CONTAS SECRETAS?????
      QUEM VIVER VERÁ; SE HÁ JUSTIÇA MÍNIMA NESTE PAÍS, A DILMA NÃO SOBREVIVERÁ, A OUTROS ESCÂNDALOS…NÃO SÃO POUCOS NÃO!

  2. Manoel Rodrigues da Silva disse:

    Acredito que o Ministro está certo em fechar a porta do cofre do BNDS, pois é muito comodo para o meio político cumprimentar os empresários amigos do Poder com o chapeú dos Contribuintes, que são os financiadores da gastança do Executivo……

  3. Carlos Ferreira Augusto disse:

    Na proa ou na popa?

  4. ZENON FERREIRA DOS SANTOS disse:

    A presidente sinalizou que a equipe econômica não tem cem por cento nas decisões.

  5. carlos henrique freire disse:

    e tudo mentira, o pais esta quebrado, o clube de amigos continua em outros setores,
    ninguém fala das elétricas, da nafta, entre outros, das mineradoras, e tudo um grande clube de amigos…pena que o povo não tem a mesma condição que o povo alemão, estive la e vi faculdade de graça e acesso ao conhecimento, todos politizados, preços baixos e condição de vida igual pra todos…vergonha, mas o nordeste e norte elegeram essa mulher que esta ai tentando concertar as cacas do mandato passado…pena um pais maravilhoso como este, com uma matéria prima contaminada…pena – desculpem os erros de português tbem sou outra vitima do sistema..rsrs

  6. Edmir disse:

    “O papel, tudo aceita”
    Esses discursos de posse são como os discursos de campanhas eleitorais: apenas promessas.
    Palavras ao vento !
    Não consigo entender porque se gasta tanto tempo analisando esses discursos.
    O que vale mesmo é o que manda a chefe deles.
    Vamos ver daqui a 6 meses se as ações têm alguma coisa a ver com as promessas de campanha e os discursos de posse.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados

Não serão liberados comentários com ofensas, afirmações levianas, preconceito e linguagem agressiva, grosseira e obscena, bem como calúnia, injúria ou difamação. Não publicaremos links para outras páginas devido à impossibilidade de checar cada um deles.

2020-09-24 16:03:41