aki

cadastre-se aqui
aki
Entrevistas
14-06-2019, 9h36

Líder do PSB prevê reforma da Previdência inferior a R$ 800 bi

Tadeu Alencar diz que retirada de capitalização é vitória
3

Kennedy Alencar
BRASÍLIA

O líder do PSB na Câmara, Tadeu Alencar (PE), afirma que o plenário da Casa deverá aprovar uma reforma da Previdência com “impacto [fiscal] menor do que R$ 800 bilhões”. Segundo ele, a proposta sofrerá cortes para garantir a sua aprovação.

Alencar diz que o PSB apoiará uma emenda em plenário a fim de reintroduzir regras para Estados e municípios na PEC (Proposta de Emenda Constitucional). “Não tem sentido fazer discussão fragmentada.”

Ele vê “contradição” na retirada de regras previdenciárias novas para Estados e municípios do relatório do deputado federal Samuel Moreira (PSDB-SP), em análise na comissão especial da Câmara.

Alencar considera que a derrubada da criação do regime de capitalização foi “uma vitória muita expressiva da oposição”. Ouça a entrevista concedida ontem ao “Jornal da CBN – 2ª Edição”:

Comentários
3
  1. walter nobre disse:

    Kennedy, ainda acredito, na integralidade; estes governadores e municípios, estão com o pires nas mãos; esta reforma, beneficia o Brasil, permite que todos possam, recorrer com Caixa melhor; infelizmente, com o intuito em prejudicar o governo; tentando criar fatos, para a não reeleição remota do presidente; ato estupido, sem nexo, quando a maior preocupação em pauta, é a longevidade do sistema previdenciário como um todo…esta hipocrisia, causa asco, falta senso, já que os Governadores, dos principais Estados da federação, querem fazer parte…tem Estado que não arrecada, para pagar a “conta de Luz”, e fica causando; seus parlamentares, não merecem a representatividade que tem…Aliás certos Estados, não deveriam fazer parte mesmo.

  2. jose disse:

    Os parlamentares devem aprovar a reforma da previdência com os ajustes para não deixar que acabem com os direitos dos pobres. Pois, se aprovarem a reforma nos moldes do governo, a extrema direita (a justa, honesta) vai transformar o Brasil em sociedade de famintos, desempregados e de cemitérios diferentemente do governo de Lula que gerou emprego, distribuição de renda. O governo nem percebe que está caminhando para semelhanças com a tão criticada e odiada Venezuela. Depois de aprovada, eles vão inventar mais pretextos para manter o país em crise porque a normalidade acalma os ânimos e traz a sociedade à racionalidade e, aí, o governo de nada vira factualmente pó. Moro teve o voo da galinha mais curto da História de líderes fabricados pela emissora do jardim Botânico. São duais. Ambos estão na iminência da ladeira abaixo. Já vão tarde.

  3. jose disse:

    Numa de suas centenas de entrevistas à globonews, como de hábito, Moro venalmente disse que “Lula faz parte do meu passado”. Não, o doutor se enganou, o passado na História está na memória no presente, ensina Eudoro de Souza. Moro, o Lula não está no seu passado porque ele faz parte do seu presente e continuará pelo resto de sua vida, embora a contra gosto seu. Você criou essa confusão, essa farsa, essa mentira de proporções extremas. Você foi ambicioso e não soube controlar seu apetite político e nem se esforçou para respeitar a necessidade alheia da sociedade. Você é a figura na linguagem do “vôo curto da galinha” usada por seu colega não mais habilidoso Paulo Guedes. Se tivesse estudado filosofia e História, teria se contido. Teria ouvido vozes de veteranos e experientes, tal como o doutor Rogério Cerqueira Leite. Agora é tarde. A festa acabou. Não há mais música. Você frustrou o sonho de milhões. Esse preço pode lhe ser cobrado nas urnas se e quando houver oportunidade. Só inicia.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados

Não serão liberados comentários com ofensas, afirmações levianas, preconceito e linguagem agressiva, grosseira e obscena, bem como calúnia, injúria ou difamação. Não publicaremos links para outras páginas devido à impossibilidade de checar cada um deles.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

 
2019-09-18 21:12:32