aki

cadastre-se aqui
aki
Política
14-12-2016, 9h18

Lobby de juízes a favor de supersalários é vergonhoso

Em tempos de PEC do Teto, juízes exibem corporativismo no Senado
36

KENNEDY ALENCAR
BRASÍLIA

Com a aprovação da PEC (Proposta de Emenda Constitucional) que cria um teto para o crescimento das despesas públicas, limitando-as à inflação no período de um ano, o maior desafio será discutir em detalhes as prioridades do Orçamento Geral da União. Nesse contexto, é vergonhoso o lobby de juízes e procuradores a favor dos supersalários que ultrapassam o teto constitucional (R$ 33,7 mil).

A partir de agora, haverá uma briga de foice pelo dinheiro público. A PEC do Teto terá efeito no médio e no longo prazo, mas é importante desde já defender prioridade para políticas sociais e investimentos em infraestrutura. É preciso cautela em relação aos lobbies corporativistas, como os pedidos de aumento da magistratura, do Ministério Público e das carreiras da alta burocracia estatal.

Os lobbies empresariais são outro risco. Fala-se muito no aumento dos gastos, mas sempre fica em segundo plano a enorme desoneração _reduções de tributos para setores empresariais feitas no governo Dilma e mantidas na gestão Temer.

Ou seja, as elites do funcionalismo público e da iniciativa privada sempre se apropriaram mais dos gastos públicos do que os pobres. É preciso arrumar a casa para manter políticas sociais, mas elas são as primeiras sacrificadas nas crises, o que é injusto com o conjunto da sociedade.

Ontem, o Senado aprovou projetos contra os supersalários. Havia lobby da magistratura defendendo uma ilegalidade, que é receber acima do teto constitucional. Juízes e procuradores deveriam ser os primeiros a tomar medidas para cumprir o teto, mas ontem o que se viu foi um show explícito de corporativismo.

Esse tipo de show prejudicará os pobres no contexto de uma regra orçamentária mais rígida. É vergonhoso invocar o combate à corrupção e demonizar os políticos para defender salários acima do teto.

*

Sinal de alerta

O placar de aprovação da PEC do Teto caiu de 61 para 53 entre a primeira e a segunda votação no Senado. É um sinal de alerta para o presidente Michel Temer tomar mais cuidado com a articulação política.

Apesar de o presidente ter dito que o horário de votação numa terça-feira à tarde dificultou a presença de aliados, o fato é que o governo teve apenas 4 votos a mais do que o necessário para aprovar uma medida de tamanha importância e impacto.

É uma medida grave demais para passar raspando assim. Tem algo errado. O clima político piorou nas últimas duas semanas, o governo se enfraqueceu e pode enfrentar problemas com a tramitação da reforma da Previdência na Câmara e no Senado.

*

É correta e necessária a tendência de Temer de deixar a indicação para a Secretaria de Governo, que faz a articulação política, para depois de fevereiro, quando ocorrerão eleições para as presidências da Câmara e do Senado.

Para aprovar a reforma da Previdência, Temer precisa mais do apoio político do centrão na Câmara do que agradar ao PSDB, que já tem postos de poder importantes no governo.

O PSDB é um dos pais do impeachment. Logo, tem compromisso com Temer, apesar de seus caciques ensaiarem distanciamento e alimentarem a possibilidade de queda do atual presidente.

Quando o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso chama o governo Temer de pinguela e diz que não seria bom que fosse escolhido candidato indiretamente caso seja cassada a chapa Dilma-Temer em 2017, está enfraquecendo o governo. Temer não precisa agradar ao PSDB. Precisa tomar cuidado com o PSDB.

Ouça o comentário no “Jornal da CBN”:

Comentários
36
  1. Wellington Alves disse:

    A PEC do TETO não garante o fim dos privilégios. Apenas reforça que , com pouca farinha, meu pirão primeiro. Reforçado pelos patos que pediram Impeachment. Não se importam com gastos com educação e saúde. Não usam serviços públicos. Importava o impeachment.

    • Jorge Daher disse:

      Perfeito Wellington, é isso mesmo. Acho inclusive que os patos não são tão “ingênuos”, sabiam o que viria inclusive o aumento da corrupção.

  2. Maria Aparecida Ramos Tinhorão disse:

    A magistratura perdeu totalmente a moral quando decide aposentar juízes infratores ou corruptos.
    É um benefício ao invés de um castigo.
    Só falta agora legalizar “tabela de sentença” !

  3. Joaquim José da Silva Xavier disse:

    “as elites do funcionalismo público e da iniciativa privada sempre se apropriaram mais dos gastos públicos do que os pobres. É preciso arrumar a casa para manter políticas sociais, mas elas são as primeiras sacrificadas nas crises, o que é injusto com o conjunto da sociedade.”

    elites são basicamente iguais no mundo todo em termos de egoismo e predatismo, mas aqui no Brasil o problema sempre foi a nossa ignorante e facilmente manipulada classe-média, que acredita no papo mole das elites de que a culpa da falta de dinheiro é da corrupção e das politicas sociais!! mas nunca dos privilégios, rentismo e sonegação dos mais ricos.
    Qualquer um que vá pro papel e veja os números, percebe que o gasto com gasto com politicas sociais, é um grãozinho de areia perto do que nossas elite levam de graça . . .

  4. Observador disse:

    Dormindo com o inimigo.
    O PMDB com aliado com o PSDB, repete a história do PT aliado com o PMDB! Já diz o ditado, “pimenta no olho dos outros é refresco”! Agora Temer sabe o que é ter que chamar traidores de amigos! Todo castigo ainda é pouco!

  5. joao dias disse:

    Kennedy, estamos passando por um momento muito vergonhoso, em relação aos tres poderes da republica. Esqueceram completamente dos brasileiros e dos seus problemas. batalham abertamente na defesa e manutenção de privilegios pessoais e corporativos. Deixam claro o bordão ” Façam o que eu
    mando, mas nunca façam o que nós fazemos”.Falta somente falar que a constituição do Brasil não está mais valendo e que a lei não é igual para todos.É lamentavel que nos sete meses do governo Temer, se fale somente em cargos, regalias e corporativismo e abertamente. O Brasil está se voltando para a senzale e embarcando para uma republica de banana. Os parlamentares, representantes do Povo, já se voltaram contra o Povo. E o Povo só tem um palanque : reclamar nas ruas e democraticamente que não aceita mais financiar a corrupção, sacrificando a propria família e o futuro de seus familiares. Os poderes não podem continuar como um balcão de negócios. Não merecemos tanta irresponsabilidade eternamente.

  6. Yuri disse:

    Lamentável e realmente Vergonhoso..e anti patriótico Quem deveria dar Exemplos fazerem isso

  7. joao dias disse:

    Kennedy, a PEC 55 irá sacrificar diretamente a classe media e pobre. Já sacrificaram as familias que pagam mais de 1/3 dos seus rendimentos , só em impostos, com a promessa de reciprocidade pelo Estado. E há seculos vem acreditando que é verdade . mas acorda todos os dias, sabendo que a realidade é outra e perversa. O Povo é forçado a cada dia, buscar a previdencia privada e as escolas tambem. Inclusive achava, como analfabeto, que o dinheiro do governo tambem não era dele e
    podia ser misturado o público com o privado. O Estado não tem dado a reciprocidade e os problemas continuam na educação, na saude, na segurança, na habitação e tudo o mais de responsabilidade estatal. E mais serio, para garantir os ganhos do mercado financeiro, remuneram o FAT e FGTS e Poupança sempre abaixo da inflaçao.De fato, os trabalhadores não tem direitos. No entanto, bilhões de reais são transferidos a titulo de renuncia fiscal, para empresas que não trazem reciproca economica e social.

  8. Reinaldo Neves de Oliveira disse:

    Sim, Kennedy, é uma vergonha Juizes e procuradores defendendo os supersalários, principalmente na situação grave em que o país se encontra. Estes supersalários são uma tremenda injustiça que tem que acabar. Com relação à aprovação do PEC, é importante lembrar que qualquer medida que o Governo temer tente adotar, nunca será aprovada pelo pessoal do PT e do PCdoB, que foi o que aconteceu com o PEC. Eles levaram o país a uma situação falimentar, não aceitaram sair do poder, que aproveitaram para nos levar à calamidade atual, e agora querem afundar mais ainda o Brasil, para colocar a culpa no Temer e em 2018 eleger Lula de novo como Presidente. E o pior é que isto vai acabar acontecendo, se Lula não for preso antes pelos diversos crimes que cometeu. Coitados de nós, brasileiros.

  9. João disse:

    PSDB é o principal golpista. Mas de golpes o PMDB de temer entende bem também. Dará uma boa briga. Quanto ao judiciário, ora o judiciário sempre foi meu pirão primeiro… Constituição?? onde, alguém viu??? Concurseiros mais caros do mundo… e autoritários….. sabe com quem está falando????? É… voltamos à bananolância (né mesmo Barbosão)

  10. walter disse:

    Prezado Kennedy, pela primeira vez na história do País, nos últimos anos, tomaram uma medida de peso, contra todos os abusos. Se há LOBBY dos Juízes, para super salários é lamentável, e desprezível; nesta hora o Renan tem razão, deve se limitar abusos. Quanto ao Placar, já foi constatadas ausências, por N motivos, não configura fraqueza; não quer dizer que o governo esta robusto; precisa de transparência…
    Os fatos de imediato, que vão circular com maior frequência caro, são as delações; isto inclusive, valorizará o judiciário como um todo, precisam acabar com disse que me disse, e homologar logo as delações Odebrecht; “dando nomes aos bois”…

  11. mano disse:

    prezados: a mídia não deve alimentar e sequer fazer referência ou vinculação da lei do teto salarial com possível retaliação à lava jato. Esqueçam isso, pois juízes e magistrados precisam dá exemplo para sociedade com relação a este tema e entender que super salários acima do teto constitucional é ilegal, imoral e uma afronta ao povo brasileiro. Desse jeito não é possível acreditar que o Brasil está mudando para melhor ou vai mudar para melhor.

  12. Rolando disse:

    O sacrifício, A AUSTERIDADE é só pro povão. Os nobres juízes, AS FILHAS/VIÚVAS DE MILITARES, os promotorezinhos não serão atingidos pela PEC. Parabéns coxinhas, parabéns MBL! Vocês são uns JENIOS>

  13. Rafael disse:

    As vezes me qstiono q ocorrera pos lava jato. Moro sairá de cena, (nem ki o joguem direto ao STJ) e nao haverao outros juizes com tamanha astúcia (viram algum outro se desamendrontando?)… o ki restara sao esses politicos de sempre e essa magistratura coorporativista que aceita qqr ordem por um subsidio polpudo.

  14. A QUADRILHA QUE SAIU E A QUADRILHA QUE ENTROU TÊM EM COMUM: PAVOR DA LAVA JATO! disse:

    Qualquer causa apresentada por um governo apoiado por Renan Calheiros, Romero Jucá, Jader Barbalho, Eliseu Padilha e coisas semelhantes… é caso de polícia!
    Que situação está nosso país: saiu das mãos de uma quadrilha e caiu em mãos de outra!
    Uma coisa em comum as duas demonstram escancaradamente: têm pavor da Lava Jato!

  15. Marco Túlio Castro disse:

    Tem razão Kennedy. A elite política sempre se apropriou dos gastos público, do dinheiro público, dos recursos públicos e deixou para o resto as sobras.

  16. Stanislaw: Tropa de choque deveria ganhar salário mínimo! disse:

    Se pelo menos já tivessem colocado na cadeia lula, renan, jucá, padilha, jader barbalho, humberto costa, gleisi, paulo bernardo, lindberg, a tropa de choque do STF, etc… mas é só “data vênia” para lá, “data vênia” para cá e super salários no fim do mês!
    E quando um juiz tem saco roxo para tomar certas atitudes, como Marco Aurélio, Moro e outros pelo Brasil afora, o STF monta a tropa de choque para proteger corrupto!

  17. Marco Túlio Castro disse:

    Não se demoniza o demônio. Politico bom morreu no parto e levou a mãe junto para que ela não tivesse uma segunda chance.

  18. Carlos disse:

    SUPER VERGONHOSO!!!!!!!!!

  19. CACAY disse:

    Vergonha pura…e o povo morrendo sem poder se aposentar…..49 anos de contribuição???? Super salários p/ quê??????

  20. Cesar Ivanildo da Silva disse:

    Estes juízes se comportam igual a Corte de Nicolau II:O país afundando, e eles fazendo cara de paisagem.

  21. ANDRE disse:

    Falamos muitos dos erros da Dilma, mas depois que os fatos viram história é muito mais fácil ver qual alternativa era melhor. Hoje muita gente da imprensa apoia esta PEC dos tetos, vamos ver quando ela se tornar historia, o que dirão estas mesmas pessoas. Determinar por decreto o que se pode gastar, por si só já demonstra a incapacidade de quem administra o orçamento. Uma empresa quando faz o seu orçamento, geralmente ela se baliza pela inflação, mas permite que haja espaço para outras despesas desde que justificadas e que estejam atreladas ao crescimento da empresa ou a sua própria existência. Acredito que um gestão eficiente, pautada na austeridade, onde fosse combatido os desperdícios, os privilégios, a corrupção, a sonegação, as acomodações suntuosas seria muito mais eficiente que simplesmente congelar despesas.

  22. luiz sergio trindade disse:

    Até que enfim temos o Kennedy que abre a caixa preta e denuncia que os ricos sempre foram as pessoas que recebem esmola do poder público. É de se esclarecer que a esmola para o rico é bem mais polpuda do que a miséria que é destinada aos mais pobres.

  23. Luiz DePaula disse:

    Kennedy, é vergonhoso essa atitude de juízes e procuradores, como você mesmo comenta…Às vezes a gente não acredita no que está acontecendo, não é concebível certas declarações e atitudes…Dá uma sensação de RAIVA, IMPOTÊNCIA…sei lá…
    Ontem,por exemplo, Gilmar Mendes declarou que é muito sério, o vazamento seletivo, antes de chegar a autoridade que é o Ministro Teori…Gilmar, agora, declara que o Supremo tem que discutir essa situação…Justamente agora, que o PSDB e o PMDB foram atingidos? Quantos vazamentos seletivos aconteceram? Até um grampo da então, Presidenta? Ninguém disfarça mais…tudo agora é às claras e temos que engolir…é brincadeira!!!

  24. Octavio disse:

    “as elites do funcionalismo público”
    Quem são as elites do funcionalismo público. Falar de uma maneira geral, leva as pessoas a pensarem que a maioria do funcionalismo público ganha muito bem e tem vários benefícios. Muitos funcionários pagam a sua previdência particular. Pagam até pelo cafezinho que ele tomam, quando não tem que comprar o papel higiênico. Diferentemente de alguns privilegiados que tem verdadeiros banquetes pagos pelo Estado (juízes e parlamentares por exemplo). Além disto, juízes não são funcionário públicos. São servidores públicos.

  25. Ricardo disse:

    Olha, se o Temer conseguir acabar DE FATO com os supersalários, eu vou passar a torcer por ele. Se bem que ele já deu sinais de falta de coragem ao retirar os militares da Reforma da Previdência.

  26. Felipe Mateo disse:

    Caro Kennedy, já concordei com você em outros temas, mas neste, tenho que discordar.

    Várias são as razões para sermos contra esse projeto de lei. Dentre elas: – o Tribunal indefere as férias por excesso de serviço (e diferente do que ocorreria na iniciativa privada) não poderemos receber a devida indenização. (Confesso que não sei como ficaria essa questão – o projeto de lei não prevê)
    – o acumulo de serviço entra no teto. Ou seja, se o juiz precisar cumular duas varas não receberá praticamente nada por isso – considerando a diferença de remuneração que é regra constitucional art. 93, V da CF (diferente do que ocorre na iniciativa privada – basta ver decisões da Justiça do Trabalho sobre acumulo de funções)
    – O auxilio moradia é previsto na LOMAN nos casos em que não se tenha imóvel funcional. Isto porque, pela CF é obrigatório que o juiz more na comarca em que trabalha (art. 93, VII da CF). É um benefício da classe, assim como os deputados e senadores possuem imóveis funcionais. Esse benefício é completamente transparente, sabendo todos seu valor. Se se concluir que, pelo projeto, o teto é o subsidio do desembargador, esses não receberam nada. posto que já estão no teto
    Há outras questões, mas acho que, por ora, essas são suficientes.
    Atenciosamente,
    Felipe

    • Alberto disse:

      Perfeito caro sr Felipe Mateo.Muito se fala por ouvir dizer.

    • Rodrigo disse:

      Auxílio-moradia é totalmente ilegal e imoral. Se ele se aplicasse apenas ao juiz que tivesse de residir em comarca distante, já seria obsceno pelo valor (R$4.377 mensais… que aluguel é esse?). Mas não, ele é pago a TODOS, mesmo que o juiz more ao lado do fórum.

      De salientar – a ESMAGADORA MAIORIA reside na comarca onde atua ou em comarca considerada contígua, num mesmo núcleo metropolitano. A ESMAGADORA MAIORIA, se comparece três vezes ao trabalho na semana, é muito.

      Nada há na realidade fática que justifique o obsceno auxílio. Tanto é que ele se encontrava quietinho há décadas na LOMAN, previsto não como obrigação mas como possibilidade, e ninguém movia um dedo para implantá-lo.

      Foi tirado do limbo numa queda de braço salarial, para compensar indiretamente um índice que a União não deu, e não porque subitamente os juízes descobriram que não têm imóvel funcional. Um desvio de finalidade explícito e vergonhoso.

  27. Ray Magno disse:

    Devem os magistrados receber bons salários? Sim, naturalmente. Mas nós também, e não temos as incríveis e mirabolantes benesses que Vossas Excelências desfrutam.
    .
    E isso dói muito como um sentimento de enorme e profunda injustiça justamente vindo de quem precisamos neles confiar.
    .
    São imprescindíveis aos destinos de uma nação! Mas o que vemos claramente é que se colocam sempre num patamar superestimado. Elitizado. E o momento é de apertos a todos.
    .
    Duas coisas os governos anteriores fizeram questão: 1. Atender às reivindicações salariais e de benefícios extras aos magistrados. 2. Idem aos militares (embora um pouco menos).
    .
    Temiam os presidentes do passado perder o apoio dessas duas categorias para governar.
    .
    Portanto, essa missão do Presidente Temer é dificílima e corajosa e veremos adiante se ele estará jogando para a galera ou não.
    .
    Saudações.

  28. JOSE LUCIO DE ARRUDA GOMES disse:

    na verdade não são 4 votos, porque se apenas 2 trocam de posição estaria rejeitada a PEC.

  29. Pasquale disse:

    Se voce quer mudar o Brasil comece por voce

  30. joao dias disse:

    Os governantes dos municipios, estados e Uniao, estão anunciando que agora vão ser rigorosos no trato da coisa pública. Com isso, estão confessando que antes não tinham rigor com os gastos com recursos do erário. Não tinham preocupação nenhuma em atender as prioridades cobradas pelo Povo, a prioridade era buscar emprestimos. para chegar ao limite do endividamento e da insolvencia. Não culparam os incentivos fiscais desordenados, sem retorno economico social, obras super faturadas,obras inacabadas, asfalto de vida curta, aditivos, projetos, assessorias e acreditando que seriam novamente premiados com a rolagem da divida,como aconteceu no governo FHC. E, realmente aconteceu. usando recursos do tesouro nacional e alongamento da dívida. E já buscam novos financiamentos, para nova insolvencia. E a fatura da irresponsabilidade já está sendo transferida para o Povo de bilhão de reais. sem nenhuma reciprocidade. E a educação continuará caotica e o transporte e segurança pública, tambem”””

  31. Paulista disse:

    Os primeiros a cuspir na Lei e na Constituição para defender a ganância de salários milionários enquanto o povo passa fome são justamente os bandidos chamados procuradores e juízes. kkkk
    Meu, tem que desintegrar este “país” imundo, e fazer nascer vários países menores.

  32. Mas esse papo do pessoal do governo em justificar a redução de votos favoráveis, por causa do horário, por causa do dia da semana, etc… é balela, pois todos os senadores sabiam que haveriam votação dessa medida naquele dia e naquele horário.
    Não compareceram porque não queriam votar e ponto final, oras bolas

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados

Não serão liberados comentários com ofensas, afirmações levianas, preconceito e linguagem agressiva, grosseira e obscena, bem como calúnia, injúria ou difamação. Não publicaremos links para outras páginas devido à impossibilidade de checar cada um deles.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

 
2019-10-19 05:23:47