aki

cadastre-se aqui
aki
Política
10-07-2018, 20h09

Lobby no STF trama incorporação de privilégio a salário

ideia é "legalizar" o indefensável auxílio-moradia
10

KENNEDY ALENCAR
BRASÍLIA

Lá vai mais uma série de notas sobre os comentários e informações de hoje no “Jornal da CBN – 2ª Edição”:

*

Trama federal

Há um lobby de parcela do Poder Judiciário e do Ministério Público para pressionar a ministra Cármen Lúcia, presidente do STF (Supremo Tribunal Federal), a propor a incorporação do auxílio-moradia aos salários da magistratura a partir de 2018.

A jogada é a seguinte. Cármen Lúcia já disse que não pretende propor aumento salarial no Orçamento de 2018 para os ministros do STF, cuja remuneração serve de referência para o teto do funcionalismo público.

No entanto, o ministro Luiz Fux tem ouvido pedidos para convencer os colegas do STF a propor a incorporação do auxílio-moradia no lugar de eventual reajuste salarial. A saída seria uma forma de legalizar um privilégio de cerca de R$ 1 bilhão anual que está ancorado numa decisão precária e liminar do próprio Fux.

O auxílio-moradia, de R$ 4,3 mil, é indefensável num país em crise fiscal, mas parcela do Judiciário e do Ministério Público acha que pode dar um jeitinho para abocanhar fatia do Orçamento Público quando o STF discutir a questão salarial de seus ministros em agosto.

*

Distribuiu reprimenda

O corregedor do CNJ (Conselho Nacional de Justiça), João Otavio Noronha, deu um puxão orelha no juiz Sergio Moro e nos desembargadores Rogério Favreto e João Pedro Gegran Neto. Determinou investigação sobre as condutas dos três no solta e prende de Lula no último domingo.

*

Mais política

A decisão da presidente do STJ (Superior Tribunal de Justiça), Laurita Vaz, de declarar Rogério Favreto incompetente para soltar Lula mostra que a liberdade do ex-presidente duraria pouco. Ela negou um pedido de habeas corpus apresentado por um advogado que não integra a defesa de Lula. A solicitação pedia revisão da decisão do presidente do TRF-4, Thompson Flores, que manteve o ex-presidente preso no domingo.

Vaz aproveitou para agir politicamente e defender que um juiz de primeira instância possa se insurgir contra decisão de magistrado de corte superior. Isso só estimula a quebra dos ritos da Justiça.

*

Inaceitável

Ameaças contra a integridade física do juiz Moro precisam ser investigadas com celeridade pela PF (Polícia Federal). A internet virou campo fácil para criminosos e levianos, que merecem ser punidos.

As empresas que são donas das redes sociais devem aperfeiçoar seus mecanismos de controle e ajudar a esclarecer a identidade de criminosos anônimos. Elas são empresas de mídia e não apenas de plataforma tecnológica.

*

Risco institucional

A situação política do prefeito do Rio, Marcelo Crivella, está se complicando na Câmara Municipal. Será discutido eventual impeachment dele, remédio que não deveria ser vulgarizado no país.

*

Saúde pública

Reportagem de Rodrigo Serpa na CBN mostra que a vacinação infantil é questão de saúde pública no Brasil e que os pais precisam levar seus filhos para serem imunizados. O Estado tem a responsabilidade de aperfeiçoar controles para que o Estatuto da Criança e do Adolescente, que prevê a obrigatoriedade de vacinação, seja respeitado.

Ouça os comentários e informações no áudio abaixo:

Comentários
10
  1. walter disse:

    infelizmente caro Kennedy, a corriola do supremo, são previsíveis; todos os Anos, seguem este rito, apelam no aumento, que o Brasil não tem, em seguida, promovem por consequência, aumentos extensivos, aos servidores na corte; este ano a Carmem não prevê pauta para tal; a novidade descarada, será o auxilio moradia, um escândalo vergonhoso, por conseguinte os outros poderes, estarão promovendo algo equivalente o mais, sem qualquer complacência; alegam sem qualquer reserva, que estão defasados…vida que segue, sem qualquer evolução nos três poderes, a não ser desmandos e falta de Lisura…João Noronha, verá que a palhaçada foi planejada, nos porões do PT, o Moro foi citado, e respondeu…quanto ao Favreto, agiu como um crapula no TRF4, caro, as consequências devem ser atribuídas ao PT, e punições severas…o País não tem governo, jamais pensei que passaríamos por tudo isto…quando o Temer convida um assecla do Gilmar, para assumir a pasta do trabalho, o que mais pode causar Nojo…

    • MARIO GANDRA disse:

      CARO WALTER.TUDO DE IMORAL QUE VIER DOS PODERES CONSTITUÍDOS, NÃO MAIS DEVEM SER MOTIVO DE SURPRESA, NUM PAIS QUE ESTÁ AFUNDADO EM LAMA

  2. MARIO GANDRA disse:

    CHEGA AS RAIAS DO ABSURDO A PRETENSÃO DESTES MINISTROS DO S.T.F, PRINCIPALMENTE ESTE SR.FUKS. INCORPORAR O JÁ IMORAL AUXILIO MORADIA AOS VENCIMENTOS, COMO FORMA DE AUMENTO DE UM SALÁRIO PRÁ LÁ DE INJUSTO QUE GANHAM, PELO POUCO QUE FAZEM PARA A MORALIZAÇÃO DO JUDICIÁRIO, É UMA ABERRAÇÃO

  3. Edi Rocha disse:

    A gente espera imparcialidade da justiça, mas então a ministra do STJ faz um discurso político (totalmente fora de técnica) para defender que juiz de 1º grau desobedeça (e mande desobedecer) ordem de desembargador.
    .
    Com pessoas assim tá aí porque o Brasil não é um país sério. Ela deveria ter vergonha, pelo cargo que ocupa. Como Kennedy já disse, existem motivos para que existam “ritos” e desobedecê-los é o mesmo que não haver regras.

  4. Elena disse:

    Enquanto isso nós, os pobres mortais, vamos ter que nos conformar com aumentos de 1%, 2% e no máximo 3% em certos casos de categorias profissionais. É um tapa na cara de 92% que ganham menos que o valor do auxílio-moradia, principalmente os aposentados. Quanto ao triste episódio de domingo, ficou claro que o juiz moro está aplicando o artigo 10o. do AI-5 no caso de Lula, conforme bem lembrou o jornalista Alex Solnik: “Não cabe Habeas Corpus nos casos de crime político”. Isso só vem reforçar a condição de Lula: preso político, conforme reconheceu a Fundação Internacional de Direitos Humanos sediada na Espanha na segunda-feira, dia 9. A Fundação concedeu o status de preso político a Lula. Diz o documento: “A Federação Internacional dos Direitos Humanos (FIDH), sediada na Espanha e que reúne 15 países, concedeu ontem (9) o “status” de preso político ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva”.

  5. Erasmo Moraes disse:

    Caro jornalista ,e o que digo , Eleições não vão resolver estas ” maracutaias ” , alem dos ” benefícios ” que já existem estão criando outros , 7000,00 de auxilio Educação para FILHOS de Juizes , como é que eleitos indicados por partidos e Políticos vão tomar medidas contra o que eles também tem ? , explique na sua Coluna como é que vai ser .

  6. Wilson da silva santos filho disse:

    BOM DIA,EU QUERO É ENTENDER QUE ELES QUEREM UM JEITINHO PARA AUMENTAR SEUS SALÁRIOS E DO FUNCIONÁRIOS FEDERAIS NÃO VÃO TAMBÉM DE DAR UM JEITINHO,UM AUXILIA DE MORADIA DE 4,300 É MAIS DO QUE GANHAM UM FUNCIONÁRIO,PORQUE QUE O FUNCIONÁRIO NÃO TEM ESSE AUXILIO MORADIA QUE TEM QUE TIRA DO SEU SALÁRIO,NÃO TEMOS ESSE DIREITO É SÓ PRA ELES,ISSO É DISCRIMINAÇÃO O DIREITO É PRA TODOS, EU TRABALHEI 35 ANOS,SOU MOTORISTA OFICIAL APOSENTADO NÃO TENHO ESSE DIREITO QUE UM MOTORISTA DO GOVERNO EM brasília tem,eles ganham mais de 12,000 por mes,fui motorista de comandante de um colégio da marinha e nunca tive um salário de 12,000,depois eu sair que veio um militar,fiz muitas viagem e meu salário era o mesmo, eu ganho hoje já aposentado bruto 3.644,99 classe III e eles estão ganhado só de auxilio moradia 4.300,00 e acha pouco,coloca esse auxilio de moradia no meu salário mesmo assim não chega o salário de um motorista em Brasilia, e agora não querem pagar nosso aumento do anoa passado e desse ano

  7. AUXÍLIO MORADIA É "FALTA DE VERGONHA NA CARA"! disse:

    Auxílio moradia para “qualquer” funcionário público que não esteja deslocado do local onde reside com sua família, deslocamento esse por “extrema necessidade de serviço” é “falta de vergonha na cara” e a sociedade não pode mais aceitar isso. Todo trabalhador que não tem casa própria, paga aluguel com o salário que ganha. O povo precisa ir para as ruas para protestar contra tais absurdos. Se uma parcela dos funcionários públicos não tem essa consciência, é preciso o povo se rebelar, não aceitar continuar pagando tais privilégios, com tanta gente passando necessidade, morrendo nas filas do SUS, sem segurança pública, sem saneamento básico, sem moradia etc. Essa idéia de não dar aumento de salário e incorporar o “VERGONHOSO AUXÍLIO MORADIA”, como substituição ao aumento, é passar “ATESTADO DE BURRICE AO POVO”, pois tal auxílio fica “DEFINITIVAMENTE INCORPORADO”, e nos anos seguintes os aumentos de salário voltam a vir. VERGONHA NA CARA É O QUE ESTÁ FALTANDO NO PAÍS!

  8. VIVA A LAVA JATO! CADEIA NOS CORRUPTOS, DOA A QUEM DOER! disse:

    Tem que haver um jeito de acabar com os infindáveis recursos para o criminoso comum (corrupção e lavagem de dinheiro são crimes comuns) de São Bernardo do Campo. Estão tomando muito tempo do Judiciário com esse corrupto, já condenado em 2 instâncias. Ele tem outros processos que precisam logo ser julgados e, com certeza, deverão aumentar o tempo desse corrupto na cadeia. Ao mesmo tempo é preciso o Judiciário ter tempo para cuidar também dos processos contra Temer, Aécio, Jucá, Renan, e tantos outros corruptos como eles… do contrário correremos o risco de acontecer o que aconteceu com o Maluf, que tanto a Justiça prevaricou, tanto aceitou seus recursos protelatórios, que o bandido vai acabar não pagando por seus crimes onde deveria: NA CADEIA! Está em sua mansão, curtindo o que roubou e zombando do povo brasileiro! Não podemos permitir que isso aconteça novamente: LUGAR DE CORRUPTO É NA CADEIA!

  9. Alberto disse:

    Ação política da presidente do STF? Hilariante !!!!

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados

Não serão liberados comentários com ofensas, afirmações levianas, preconceito e linguagem agressiva, grosseira e obscena, bem como calúnia, injúria ou difamação. Não publicaremos links para outras páginas devido à impossibilidade de checar cada um deles.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

 
2018-09-24 12:42:47