aki

Kennedy Alencar

cadastre-se aqui
aki
Política
20-07-2016, 12h38

Maia não tem margem para engavetar cassação de Cunha

Renan já embarcou na canoa de Temer a favor de impeachment de Dilma
10

KENNEDY ALENCAR
SÃO PAULO

Economia e Eduardo Cunha foram os temas principais do jantar de ontem do presidente interino, Michel Temer, com os comandantes da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), e do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL).

Temer tem conseguido aprovar no Congresso projetos que a presidente afastada, Dilma Rousseff, não emplacou. É fato que ele tem uma melhor relação com o Congresso do que ela. Dilma passou dois anos brigando com Eduardo Cunha (PMDB-RJ), que foi eleito presidente da Câmara em 2015. Ela teve uma relação de altos e baixos com Renan Calheiros _ora o presidente do Senado dificultava a vida do governo, ora se comportava como o principal aliado da petista.

Renan Calheiros já embarcou na canoa de Temer, que precisa dele para ter votos suficientes no PMDB e no Senado a fim de aprovar o impeachment de Dilma de forma definitiva. Nos bastidores, está selado esse acordo entre Temer e Renan.

A presidente Dilma Rousseff continua demorando muito a agir. Até hoje não divulgou uma carta que discutiu com o ex-presidente Lula em junho para dizer aos brasileiros o que faria se voltasse ao poder. Ou seja, ela tem chance remota de evitar o impedimento.

Já com Rodrigo Maia, Temer tem um grande abacaxi em comum para descascar: a cassação de Eduardo Cunha. Maia não pode deixar esse tema engavetado. Para viabilizar uma gestão curta, que, na prática, será apenas o segundo semestre deste ano, precisa resolver a questão Cunha.

Uma votação do impeachment de Dilma antes da cassação de Cunha deixaria no ar a suspeita de acordo entre Temer e Rodrigo Maia para dar uma alívio ao ex-presidente da Câmara. A cassação de Cunha na segunda semana de agosto daria força a Maia como presidente da Câmara e facilitaria a tarefa de Temer de aprovar o impeachment de Dilma de forma definitiva.

Também contribuiria para votar medidas importantes a fim de estimular a volta do crescimento econômico. Temer, Maia e Renan se preocupam em criar uma agenda legislativa num segundo semestre que terá Jogos Olímpicos e eleições municipais.

*

Risco planetário

A confirmação de Donald Trump como candidato do Partido Republicano à Presidência dos Estados Unidos é uma péssima notícia para o Brasil e o mundo.

Nos últimos meses, ficou claro que Trump seria confirmado, mas, quando a disputa interna no Partido Republicano começou no ano passado, a maioria dos analistas nos Estados Unidos achava impossível que ele obtivesse a indicação da legenda. Aconteceu o pior. Ainda que sob forte contestação de uma ala do Partido Republicano, ele foi o escolhido.

É um candidato que defende ideias racistas e xenófobas. Não demonstra preparo para comandar o maior arsenal atômico do planeta. Sinaliza que terá uma política externa que elevará ainda mais a intromissão americana em outros países. Demonstra ignorância para lidar com o terrorismo.

O “New York Times”, que é o jornal mais importante do mundo e faz oposição aberta a Trump, estima que as chances de vitória dele são de 25%, de acordo com as pesquisas. Hillary Clinton, a candidata do Partido Democrata, teria 75%. Esse é o quadro hoje, mas haverá um campanha até a eleição em novembro.

Recentemente, parecia muito difícil que o Reino Unido decidisse deixar a União Europeia. Aconteceu. Desastres ocorrem. Não convém subestimar Trump. A eventual eleição dele traria mais instabilidade política e econômica a um cenário internacional que já está cheio de problemas.

Ouça o comentário no “Jornal da CBN”:

Comentários
10
  1. Marcellus disse:

    Com esses atentados terroristas no mundo. Trump com aquele argumento tosco ganha força. Desastres acontecem, se preparem para o cumprimento das profecias ja em 2017…

  2. Santos disse:

    Com Cunha e Dilma fora, já melhora. Nunca vi duas criaturas tão parecidas: acabam com o país, mas não largam o osso. Espero que em agosto nos livremos destas 2 pragas e a fila ande, pois o que não falta são políticos corruptos de todas as legendas para serem punidos.

  3. De maneira articulada como sempre, nas últimas décadas Renan Calheiros tem conseguido, se aliando com o que lhe for mais conveniente e apenas pelo tempo necessário, se perpetuar no poder. Queira Deus que não, mas se continuar assim, ele superará o ex-presidente Sarney.

  4. Monica Cesar disse:

    Recentemente também não acreditávamos que uma presidente eleita pelo povo no Brasil poderia sofrer um golpe e ser destituída do cargo sem cometer crime. Desastres acontecem.

  5. walter disse:

    Caro Kennedy, o Maia não tem margem para cunha, ou qualquer outro parlamentar…terão que apostar nas vitórias do |Temer, quem sabe desta forma, possam conseguir o desvio do assunto; por isso o Renan já apoia a cassação; não tem como evitar, novos tempos…
    A proposito caro Kennedy, gostei de vsa entrevista com o DÓRIA, esta ideia de privatizar os corredores, pode ser uma grande medida para SP; o próximo Prefeito, precisa preocupar-se com viabilidades novas…melhoras outros segmentos tão carentes, e desorganizados”.

  6. DIRETO AO ASSUNTO: ISSO É UMA VERGONHA... É PRECISO PASSAR O PAÍS A LIMPO! disse:

    Três coisas precisariam acontecer urgentemente para o bem do país:
    1 – Acabar logo essa novela do impeachment com a concretização final;
    2 – Temer assumir definitivamente, sabendo que a nação está lhe dando um voto de confiança mesmo sabendo que ele pertenceu aos governos corruptos, apenas porque ele foi coadjuvante e não protagonista, e é a opção mais rápida para o livramento dos governos mais corruptos e incompetentes da |História;
    3 – O STF passar a apoiar, de verdade, a operação Lava Jato, demonstrando que prefere entrar positivamente para a História do Brasil, como vêm fazendo a PF, MPF, RF, TCU e todos os brasileiros ansiosos por um Brasil melhor;
    4 – Delações premiadas urgentes do Marcelo Odebrecht e do Eduardo Cunha, para limpar de vez a ladrãozada da política e dos governos do país!

  7. BRAGA-BH disse:

    Se foi fechado este acordo entre os Presidentes das três casas qual foi a moeda de troca. Em Brasilia ninguém dá nada pra ninguém de graça!! Poderia ser: eu te dou o mandato de Presidente ate 2018 e você me tira o Sergio Moro e a PGR de meu encalço. Já o outro teria a certeza de mais dois anos na frente da câmara com o apoio oficial da Presidência. É o toma-lá-dá-cá de nossa política podre. MAs agora que o PT foi destituído (irregularmente) do poder, tá tudo certo, ta tudo em paz e a sujeira acontece apenas na casa dos outros!!

  8. Rita Isabel disse:

    Para o bem de todos e felicidade geral da nação espero que a Presidenta fique, depois me digam os Senhores, caso este absurdo seja deferido, o impedimento é claro, das tragédias brasileiras que poderão ocorrer.

  9. RAYMUNDO AVELINO disse:

    A indicação do Trump para a corrida presidencial pelo Partido Republicano, demonstra claramente, que os malucos existem e, tem espaço para se candidatar ao maior posto do maior país econômico e b
    élico do mundo.
    Se ele assumir, será o fim do mundo, com a deflagração da 3ª guerra mundia.

  10. TRISTEZA, DECEPÇÃO, INDIGNAÇÃO! disse:

    Por mais que se queira ter esperança de um Brasil melhor não dá para deixar de ter dúvidas se isso ocorrerá, vendo o presidente interino que assumiu em virtude do cúmulo da incompetência e corrupção terem atingido o auge nas mãos da presidente Dilma – ter que se compor com figuras como Renan Calheiros, Romero Jucá e muitas outras coisas semelhantes em vias de irem para a cadeia – se o STF cumprir sua obrigação!

Deixe uma resposta para RAYMUNDO AVELINO Cancelar resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados

Não serão liberados comentários com ofensas, afirmações levianas, preconceito e linguagem agressiva, grosseira e obscena, bem como calúnia, injúria ou difamação. Não publicaremos links para outras páginas devido à impossibilidade de checar cada um deles.

2020-12-03 13:47:24