aki

cadastre-se aqui
aki
Política
28-03-2019, 10h59

Maia pede para Bolsonaro governar, mas presidente não sabe

Estratégia de emparedar Congresso e imprensa dará errado
18

Kennedy Alencar
BRASÍLIA

O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), está certo ao dizer que Jair Bolsonaro precisa parar de brincar de governar. Acontece que o presidente da República não tem capacidade para o exercício da função. Não sabe governar.

Bolsonaro foi ontem a um programa de TV, o de José Luiz Datena, na Rede Bandeirantes, e sugeriu que o presidente da Câmara estava incomodado com a prisão de Moreira Franco, ex-governador do Rio, cacique do PMDB e padrasto da esposa de Maia. Bolsonaro afirmou que Maia vivia problemas pessoais.

Ora, na melhor hipótese, o presidente agiu com sua tradicional inabilidade política. Na pior, tentou desgastar Maia para emparedar a Câmara e forçar o Legislativo a votar as suas propostas.

O presidente da Câmara, que estava baixando o tom depois de impor derrota ao governo em votação na Casa, reagiu. Subiu o tom. Nessa briga, Maia está coberto de razão.

Um presidente da República precisa ter cuidado com as palavras. Deve medir os sinais que emite. Mas Bolsonaro faz um discurso divisionista. Uma parcela do governo acredita na estratégia de manipular a opinião pública, tachando todos os políticos de corruptos, tachando todos os jornalistas de comunistas. Assim, Congresso e imprensa ficariam acuados para o sucesso da revolução bolsonarista de extrema-direita.

O presidente ofende o comandante da Câmara na TV e esperar obter qual resultado? Algo positivo pode sair disso?

É um caminho errado. Não vai terminar bem. Não tem risco de dar certo.

*

Vexame federal

O Ministério da Educação e da Cultura está sem secretário-executivo há duas semanas. Esse secretário é quem toca a máquina. O ministro Ricardo Vélez é incapaz e já deveria ter sido demitido por Bolsonaro.

A deputada Tabata Amaral (PDT-SP) fez uma intervenção que merece ser vista. Disse que o ministro desconhece dados da pasta e desrespeita o país e a educação ao comparecer à Câmara exibindo tamanha ignorância. Renovação política é isso. Vale a pena prestar atenção na jovem deputada.

*

Tragédia anunciada

O clima no Congresso é muito ruim em relação à articulação política do Palácio do Planalto. Para piorar, ministros não estão ajudando o governo. Sergio Moro (Justiça) pressiona de modo autoritário. Quer votar o seu projeto “anticrime” na marra.

Paulo Guedes (Economia) recebeu ontem críticas leves na CAE (Comissão de Assuntos Econômicos) do Senado e perdeu a paciência. Ouviu pito para não mandar senador calar a boca. Pior: deixou claro que pode deixar o cargo se suas ideias não prevalecerem. Deu péssimo sinal econômico. Ministro da Economia tem de tomar cuidado com as expectativas que cria.

Na Câmara, deputados comparam os erros políticos de Bolsonaro aos de Dilma e Collor, que tiveram relacionamento ruim com o Congresso. Dizem que o presidente da República está tentando transformar Rodrigo Maia num novo Eduardo Cunha, no sentido de criar um rival que possa ameaçar o seu poder. Cunha ajudou a derrubar Dilma.

Ouça os comentários feitos ontem no “Jornal da CBN – 2ª Edição”:

Comentários
18
  1. Pedro Vieira disse:

    Só mesmo marionetes acreditariam que o bozo iria governar! Se ele mau soube educar os filhos, haja vista as catástrofes comportamentais diárias dos meninos segundo ele!

  2. walter disse:

    Kennedy, o Maia sabe, que se tem um fato que não procede, é a falta da experiência com o congresso, da parte do Jair…esta sendo tinhoso, por descompassos mútuos, que envolvem o Maia, como por exemplo ir a SP, pedir apoio ao Dória, uma atitude improcedente…a reforma sairá, não há como adiar, todos sabem disso, e não cabe barganhas para tal fato…o ministro Vélez cometeu equívocos, e até descompassos, como qualquer iniciante na função…tem uma corrente, no MEC tentando comprometer o ministro, como tem jornalista, dando como certo sua saída, o que não procede até então….Paulo Guedes e Sergio Moro, são excepcionais, e cristalinos em suas falas; podem ser criticados, mas ninguém poderá, condena los, por comprometimento…tudo parece nebuloso, mas terá mérito pela primeira aprovação, este governo esta apenas começando.

    • Pedro Vieira disse:

      Só mesmo um tonto como vc pode pensar que o Bozo não tem experiência com o parlamento, depois de quase trinta nos de casa! Por favor!
      MORO e Guedes? Por favor se liga rapaz!

    • Robson Macedo Barreto disse:

      Me desculpe, mas você deve viver em outro país, simplesmente não está fazendo a leitura dos fatos.

    • Joaquim disse:

      Concordo em número, gênero e grau com você. A câmara testou e ira testar mais vezes. Como o presidente não cedeu, cedeu eles. Os parlamentares tem que assumir a responsabilidade que lhes cabe nesta baderna, da qual tem uma grande parte da responsabilidade.

  3. Ricardo disse:

    Kennedy, vejo com você com críticas tão contundentes ao presidente tuitero, mas não vejo essa mesma postura contra a reforma da previdência, que é um pacote completo de atrocidades contra a população brasileira. Estou vendo os liberais normalizando essa reforma do bolsonaro, tratando-a como dada, como necessária, quando muito debate deve ser feito. Por exemplo: esse dito rombo da previdência, não é resultado direto de uma economia fraca, além dos desvios feitos desde o governo temer com o uso da DRU, para pagar banco? Essa reforma não toca nos privilégios e causa mais desigualdade social _ no país mais desigual do mundo. Gostaria de ver essa combatividade sua, também nesse tema.

  4. Jonas disse:

    Ele não sabe governar e as pessoas que o elegeram não sabem votar, são analfabetos políticos.

  5. Analista Alpha disse:

    Eu avisei. Durante todo o processo eleitoral. E não apenas eu, como muito aqui, que esse cara é um maluco e que não daria nem o condomínio pra ele administrar.
    Agora temos de aguentar esse traste 4 anos, 4 anos.
    O Brasil é um transatlântico naufragando lentamente, quem ficar dentro morrerá afogado. Mas acalmen-se, primeiro vão as 2ª e 3ªs classe.

  6. COMUNISMO, 1964; REDEMOCRATIZAÇÃO, CORRUPÇÃO: “CHEGA”! ( 1 ) disse:

    Olha, querido e competente jornalista Kennedy, você nasceu em 1967. O regime militar (ou ditadura, como querem muitos), iniciou-se em 1964. Você conhece a História pelo que leu. Eu vivi o período. Não sou militar, nem ex-terrorista, apenas um cidadão comum, aposentado, hoje, com 2 mil reais por mês – tenho uma casa própria e um carro popular ano 2003 – pai de três filhos, avô de uma neta, sou feliz, graças a Deus. A leitura instrui sim, mas não pode ser só a leitura que faz defesa dos que “assaltavam bancos, explodiam bombas, seqüestravam embaixadores de países que tinham embaixada aqui”. Sob uma ótica, criminosos. Sob outra, vítimas e até heróis (A melhor forma de concluir, se criminosos, vítimas ou heróis, é analisar “o fruto” de cada um, hoje, nos nossos dias). O que eu vi, naquele tempo, como cidadão, como o motivo dos militares tomarem o poder, em 1964, foi realmente evitar que o comunismo tomasse conta de nosso país.

  7. COMUNISMO, 1964; REDEMOCRATIZAÇÃO, CORRUPÇÃO: “CHEGA”! ( 2 ) disse:

    Creia, havia uma baderna geral, as instituições estavam abaladas, a hierarquia inexistia em todos os setores da vida civil (há alguma semelhança, nesse aspecto, com nossos dias). Começou a ser quebrada a hierarquia “até dentro das Forças Armadas”! Estávamos à beira do caos. As Forças Armadas agiram “com o apoio de milhões de brasileiros nas ruas”! Acredito ter havido corrupção durante o regime militar, pois ela existe desde o início do mundo. Mas é certo e comprovado que os 5 ex-presidentes militares não enriqueceram com corrupção. Sem entrar no mérito do que ocorreu durante os 21 anos – sempre houve paz para o cidadão comum, o trabalhador. Houve mortes dos dois lados, exageros, afinal era um período de exceção. Foi um período triste de nossa História, provocado pelo intento de implantar o comunismo no Brasil. Eu não vejo, hoje, o comunismo como o mal maior. Hoje nosso maior inimigo é a corrupção – alimento do egoísmo desmedido, da ganância.

  8. COMUNISMO, 1964; REDEMOCRATIZAÇÃO, CORRUPÇÃO: “CHEGA”! ( 3 ) disse:

    E a corrupção foi quase institucionalizada oficialmente, não surgisse no coração do povo um sentimento de repulsa, de não agüento mais, de “chega”. O surgimento da Lava Jato despertou na grande maioria da população o desejo de exterminar com os corruptos travestidos de cidadãos respeitáveis. E é preciso que atentemos para um detalhe muito importante: a maioria dos que estão hoje enfrentando a Justiça por crimes de corrupção, como suspeitos, investigados , denunciados, processados, condenados, presos – são os mesmos, ou raízes, dos que enfrentaram o regime militar durante aqueles 21 anos. Com poucas exceções, os mesmos que sucederam o regime militar, empunhando a bandeira da “redemocratização”!

    • Antonio disse:

      Sr. sem nome. Nós também vivemos aquela época. Em S.Paulo, nos terminais de transportes e nas estações de trens éramos incomodados pelos agentes de empresas de recrutamento, tal era a necessidade de mão de obra. A maturação de projetos importantes como a petroquímica, a siderurgia, a indústria automobilística, de auto peças, etc. alavancavam o desenvolvimento do país. João Goulart era comunista?, Jânio era comunista?. Em plena guerra fria relacionar-se com Cuba era afrontar os Estados Unidos. A ditadura foi implantada por desejo de poder dos militares (como agora)e da imposição dos Estados Unidos àqueles militares. Milhares de pessoas foram presas e torturadas. Vide os cemitérios clandestinos. E falar em bombas. Sim as inúmeras bombas explodidas nas linhas de trens de subúrbios, culminando com a explosão de uma bomba no colo de um oficial que pretendia colocá-la no Rio Centro. Quem eram os terroristas? Vamos parar com esta história de comunismo. Comunismo no país do carnaval?

  9. Miguel Ângelo disse:

    Nosso Governo é um MICO anunciado. Não sabe se expressar. Não sabe negociar. Não consegue gerir sua família. Trouxe Moro, um oportunista que visa holofotes para sua candidatura em 2022, numa perspectiva de idolatrar a imagem do salvador da pátria. Hoje, uma realidade diferente. O Presidente, que junto com os militares, discursam contra “Moinhos de Ventos”, vão a corte marcial pela entrega da soberania aos americanos. O céu azul anil, os bolsonaros, rememorados na bala de fuzil. A Lava Jato, virará O Lava Pato. Que ainda terá a mais bela pena, o mais belo ovo. E mesmo assim, vidraça daqueles que prendeu sem provas, ou por provas em Harvard. Neste governo, qualquer brasileiro se sente mais a vontade com os Russos, que com estas figuras que Alaranjaram a Bandeira do Brasil. E no dia 31/03 gaste na comemoração o dinheiro de vocês. Senão qualquer um pode abrir um PAD e exigir que vocês paguem até as horas de trabalho dos soldados e cabos obrigados a escutar mentiras sem poder expor ideias.

  10. Wellington Alves disse:

    O Capetão não entendeu que ele PRESIDE A REPÚBLICA. Não dita. Os poderes são independentes. Se não negociar, ninguém deve obedecê-lo.

  11. André Filho disse:

    Parabéns Kennedy. Comentários sempre equilibrados e não tendenciosos. Você é hoje um dos poucos jornalistas que ainda merecem credibilidade. Isso nos faz respirar um pouco de inteligência, num momento em que em nosso país banalizaram a idiotice e a incompetência.

  12. Antonio disse:

    Sr. sem nome. Falar em comunismo no país do futebol? Do jeitinho brasileiro? Hoje gostam de citar o clamor do povo, o povo exige. De que povo falam? Certamente não é o povo das favelas, da periferia, dos milhões de desassistidos. Seria o povo dos jardins, do Alto de Pinheiros, em SP e das regiões mais abastadas do país? O povo dos condomínios de luxo, de três, quatro guaritas, que povoam os litorais do Brasil? Interesses geopolíticos e econômicos de potências e de grupos econômicos e a sede pelo poder de grupos corporativistas estão por trás das desgraças em nosso país. Não temos o que chamam de patriotismo, amor a pátria. Temos sim interesses nefastos ao país. Não temos hoje nenhum plano de desenvolvimento econômico, de geração de empregos, de melhoria da educação e da saúde do povo brasileiro. Só temos bravatas e discussões pueris e de baixíssimo nível. Fez-se da Previdência o bode expiatório da economia e uma cortina de fumaça para esconder a incapacidade desses governantes.

Deixe uma resposta para Joaquim Cancel reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados

Não serão liberados comentários com ofensas, afirmações levianas, preconceito e linguagem agressiva, grosseira e obscena, bem como calúnia, injúria ou difamação. Não publicaremos links para outras páginas devido à impossibilidade de checar cada um deles.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

 
2019-04-20 01:56:48