aki

cadastre-se aqui
aki
Política
29-07-2016, 19h23

Maior desafio de Lula passa a ser jurídico

Evitar condenações é fundamental para viabilizar candidatura em 2018
5

KENNEDY ALENCAR
BRASÍLIA

Ao virar réu na Justiça Federal de Brasília, o ex-presidente Lula passa agora a ter um desafio mais jurídico do que político. Ele responderá à acusação de ter tentado obstruir a Justiça, segundo denúncia baseada na delação do ex-senador petista Delcídio do Amaral.

Segundo Delcídio, Lula teria participado de tentativa de impedir delação de Nestor Cerveró, ex-diretor da Petrobras. O ex-presidente nega.

Lula é o principal político brasileiro. Mesmo sob forte bombardeio, é líder nas simulações de primeiro turno a respeito da sucessão presidencial de 2018. Nos cenários de segundo turno, a forte rejeição impediria uma vitória se a eleição fosse hoje. Essa é a primeira denúncia a ser aceita contra o ex-presidente, o que tem simbólico impacto político.

Com o juiz federal Sérgio Moro, Lula partiu para um confronto aberto. Seus advogados apresentaram recurso ao Comitê de Direitos Humanos da ONU (Organização das Nações Unidas) questionando a parcialidade de Moro e acusando o juiz da 13ª Vara Federal de Curitiba de ações abusivas.

Em Brasília, Lula será julgado por outro magistrado, Ricardo Augusto Soares Leite, da 10ª Vara Federal. Uma eventual condenação em primeira instância não o enquadraria na Lei da Ficha Limpa, impedindo uma candidatura em 2018. Mas uma condenação em instância superior, nesse caso, sim, porque seria uma sentença de um órgão colegiado.

Lula dá como certo que será condenado por Moro num futuro processo. Como o TRF (Tribunal Regional Federal) da 4ª Região, sediado em Porto Alegre, confirma as sentenças de Moro, o petista seria impedido de concorrer até eventual reversão dessa condenação.

Logo, a batalha jurídica é fundamental para o futuro de Lula e do PT. Se ele vencer os processos, sairá fortalecido para concorrer em 2018. Se perder, ficará fora do jogo legalmente ou, no mínimo, enfraquecido politicamente.

Ouça o comentário feito no “Jornal da CBN – 2ª Edição” às 17h47:

Comentários
5
  1. THOMAZ MARTINHO DA SILVA disse:

    Não quero aqui afirmar que Lula não deva ser investigado e julgado. Ele quaisquer outros deveriam e devem ser julgados. Mas, o Lula é a bola da vez. Inimigo mesmo não tendo defeito, eu boto. Não creio que ficará preso. Mas, está muito provável que em algum dia, será conduzido até a presença de S. Moro. É o sonho de todos os Juízes, inclusive o Moro em prendê-lo. O Juiz que mandar prender Lula, não precisa fazer mais nada como juiz enquanto viver.

  2. Aguiar disse:

    Eu não acredito como esse sujeito está solto, isso mostra a população a fraqueza desse país. Acredito que o 7×1 mostra o quanto a nossa população é covarde e sem personalidade. Fazendo uma analogia somos um país de fracos.

  3. Alberto disse:

    Revertere ad locum tuum.

  4. Mauro disse:

    O processo em que Lula foi indicado réu, é pequeno e frágil perante o que será instaurado a partir das delaçoes de João Santana/Monica Moura e principalmente pelo rol de delaçoes de Marcelo Odebrecht e seus executivos e soma-se a isso a delação do presidente da OAS, que provará a propriedade do sitio e o apartamento do Guarujá. Será uma sinuca de “bico” para o fundador do PT.
    Lula mal começou seu calvário na justiça e responderá a inumeros processos que colocarão os pingos e acentos em toda a farsa e mentira até agora negados.
    Quem pensa e trabalha honestamente no Brasil, espera no minimo que toda essa corja, seja jogada na lata do lixo e entre de cabeça para baixo nos livros de história desse nosso pais para que fique registrado indelevelmente os crimes cometidos e toda a farsa que tentaram unica e exclusivamente para enriquecimento pessoal Que Lula não seja preso e sim que seja desmascarado para que os incautos que o defendem calem de vez suas bocas incultas e raivosas.

  5. DIRETO AO ASSUNTO: ISSO É UMA VERGONHA... É PRECISO PASSAR O PAÍS A LIMPO! disse:

    Tentar obstruir a justiça é “café pequeno” perto do que esse roubador de cofre público fez: ele institucionalizou a corrupção no país!
    Soou como “sinal verde para roubar” sua “vitória” no Mensalão, após sua famosa frase: “Eu num sabia di nada”!
    A partir daí, permanecendo por dois mandatos no poder, depois Dilma; o STF com a maioria dos ministros nomeada pelos dois; ladrão em todos os postos principais do governo e empresas públicas, a ladrãozada passou a nem mais dar bola para Polícia Federal, Ministério Público Federal, Receita federal, Tribunal de contas da União etc.
    A “maioria” da oposição, também corrupta; o povo sem vergonha na cara; o STF blindando os políticos corruptos com o foro privilegiado que tudo engaveta, e chegamos ao ponto em que estamos!
    Felizmente surgiu o ministro Joaquim Barbosa, o Juiz Sergio Moro e o MPF, PF, RF, TCU etc resolveram funcionar como instituições de Estado e não de governo – e o povo criou vergonha na cara, e gritou: cadeia na ladrãozada!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados

Não serão liberados comentários com ofensas, afirmações levianas, preconceito e linguagem agressiva, grosseira e obscena, bem como calúnia, injúria ou difamação. Não publicaremos links para outras páginas devido à impossibilidade de checar cada um deles.

2020-09-26 11:55:11