aki

cadastre-se aqui
aki
Entrevistas
08-01-2019, 22h15

Maior rigor contra crime desencadeou violência, afirma Camilo Santana

Governador do Ceará diz que crise vem diminuindo
4

Kennedy Alencar
BRASÍLIA

Em entrevista exclusiva à CBN, o governador do Ceará, Camilo Santana (PT), disse que a onda de violência no Estado se deve à decisão de aumentar o rigor no combate ao crime organizado. Ele afirmou que a intensidade da violência diminuiu nesta terça-feira.

Camilo Santana afirmou que divergências políticas com o presidente Jair Bolsonaro não impediriam uma cooperação entre o Estado e a União para combater o crime organizado. Afirmou que ele e e o presidente devem ter comportamento de estadistas e governar, respectivamente, para todos os cearenses e brasileiros. Ele ressaltou que o ministro da Justiça, Sergio Moro, tem tomado medidas concretas de ajuda ao Ceará, como o envio da Força Nacional.

O governador afirmou que o Estado conta com quase 30 mil agentes de segurança e que muitos profissionais que estavam de férias voltaram ao trabalho de forma voluntária nos últimos dias. Ele declarou que continuará a adotar ações de endurecimento contra o crime dentro e fora das prisões, definindo a estratégia ao longo da crise. Segundo ele, 185 pessoas foram presas até esta terça.

Ouça a entrevista exclusiva ao “Jornal da CBN – 2ª Edição”:

Comentários
4
  1. J K disse:

    Conversa….. o time de SP incentivou o terror, aí a administração penitenciária do CE transfere para o RDD os líderes das facções de lá e entrega as cadeias para os integrantes do Pcc que estão presos lá. Pronto! Pcc toma o nordeste também. Mesmo modus operandi de Roraima em 2017. Vai lá ver quem manda nas rotas do N atualmente, pelos rios negro e solimoes.

  2. walter disse:

    Por favor Kennedy, ninguém no governo anterior do Ceará, confirma esta tese, do Sr Camilo Santana; alguns afirmam, que foi o secretário de segurança pública, que provocou tal ação, em função de suas declarações duras, contra o crime…afirmam também, que o dr moro, possa ter sido a causa, outra asneira sem tamanho…a grande verdade, tem a ver com o desprezo com as penitenciárias, de cada estado, onde falta de tudo, inclusive critérios, para controlar entrada de celulares, drogas, armas, e etc…todas superlotadas, sem qualquer condição, para recuperação de presos…outra missão, que dependerá da postura de todos, e principalmente, orientação e condução, por parte do governo federal, com novas normas de conduta, para presidios…para tudo isto, precisarão de recursos, seja lá qual for o processo…por isso, o governador, deverá fazer a lição de casa, diante das forças especiais fornecidas pelo Dr Moro. Aproveitar, agregando valores e organizando o possível, evitando baderna descontrola

  3. Aloisio de Arruda Camargo Sampaio disse:

    O governador do Ceará deveria pedir a “inestimável ajuda” de Ciro Gomes, grande apoiador e figura de prestígio !

  4. VERGONHA NA CARA! disse:

    Sem conversa fiada, o aumento do crime e da violência é no país inteiro e não só no Ceará. Maiores incentivadores: Presidente da República, governador, senador, deputado federal, deputado estadual, prefeito, vereador, etc – tudo comprovado – envolvidos em crimes gravíssimos. E mais: juízes soltando, diariamente, ladrões do colarinho branco. Os criminosos comuns vêem a diferença de tratamento que recebem da justiça, em relação às prisões de criminosos do colarinho branco, em prisões “domiciliares” em mansões suntuosas, comendo do bom e do melhor, sob ar condicionado e banhos de piscina! Sabem que a Constituição diz claramente que “todos são iguais perante a lei”! É preciso reconhecer que o controle do crime e da violência está diretamente relacionado ao grau do exemplo vindo de cima, das autoridades constituídas dos três poderes. É fundamental que haja, por parte das autoridades, um bom exemplo, que, em linguagem popular, pode ser definido claramente como “vergonha na cara”!

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados

Não serão liberados comentários com ofensas, afirmações levianas, preconceito e linguagem agressiva, grosseira e obscena, bem como calúnia, injúria ou difamação. Não publicaremos links para outras páginas devido à impossibilidade de checar cada um deles.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

 
2019-03-23 18:39:51