aki

cadastre-se aqui
aki
Geral
02-04-2020, 12h17

Mais gente morrerá no Brasil por causa de Bolsonaro

Atitudes criminosas dele e dos filhos dificultam combate à covid-19
7

Kennedy Alencar
Washington

Infelizmente, vai morrer mais gente no Brasil por causa do presidente Jair Bolsonaro. A condução que o presidente brasileiro dá ao combate ao coronavírus resultará em mais mortes, porque ele e seus filhos políticos dinamitaram, dinamitam e dinamitarão esforços sérios para minimizar os impactos sobre a saúde dos brasileiros, especialmente os mais pobres. Incapazes e criminosos, deveriam, no mínimo, fechar a boca para que menos pessoas morram.

No momento em que as regras de distanciamento são reforçadas nos EUA, Bolsonaro cometeu mais um crime contra a saúde ontem ao estimular jovens brasileiros a contrair a covid-19, num raciocínio torto e errado para diminuir a pressão sobre a rede hospitalar meses adiante.

A sandice foi dita em entrevista ao apresentador José Luiz Datena, da Rede Bandeirantes. No mesmo dia, o Distrito de Colúmbia, onde fica Washington, apertou o isolamento social, que passou a ser mandatório com algumas exceções para atividades essenciais, comprar comida e remédios, e para exercícios físicos obedecendo as regras de distanciamento. Quem não cumprir as regras pode receber multa de até 5 mil dólares e ficar preso até 90 dias.

Na entrevista, Bolsonaro estimulou os jovens brasileiros a se exporem ao vírus. Irresponsável e ignorante, o presidente da República contraria a orientação dos cientistas. Jovens devem se proteger para evitar a doença, capaz de matar e deixar sequelas graves, e para não serem vetores de transmissão para outras faixas etárias.

Bolsonaro deu o mau conselho e disse que era questão de fazer conta, o que ele já mostrou que não sabe fazer. Genocida, não se emenda.

Ontem publicou uma fake news pela manhã e deu o conselho criminoso aos jovens de tarde. De manhã, a rádio CBN mostrou que a Ceasa de Belo Horizonte estava com movimento normal e não deserto, como postara um suposto trabalhador do local. O presidente apagou o vídeo mentiroso depois da reportagem da rádio.

ˆ

Bola nas costas

Enquanto Bolsonaro desinformava na TV contrariando novamente uma recomendação médica, o ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, dizia em entrevista que não era hora de afrouxar e fraquejar no distanciamento social. Mas fraquejada é a especialidade do presidente brasileiro.

Mandetta, aliás, disse ontem que encomendas feitas à China foram canceladas, apesar de o Ministério da Saúde já estar com o dinheiro garantido para pagar. Ele afirmou que outros países, como os Estados Unidos, se adiantaram na compra de equipamentos.

É inacreditável que o Brasil perca encomendas vitais feitas à nossa maior parceira comercial. Mas Bolsonaro prefere criar pandemônio e o filho deputado federal, Eduardo Bolsonaro, gerar uma crise diplomática com a China. Até Trump já sacou que não se trata de uma gripezinha e mandou seus cargueiros fazerem a xepa.

Ouça o comentário feito ontem no CBN Noite Total, que ainda contou como anda o amor em Washington nos tempos de corona:

Comentários
7
  1. […] Fonte: Mais gente morrerá no Brasil por causa de Bolsonaro | Blog do Kennedy […]

  2. Walter Nobre disse:

    Kennedy, o presidente tem uma equipe eficiente, todos concordam com suas escolhas, mais do que ele aliás, podemos acusa los por ter ideias diferentes relacionadas a economia neste instante, afirmar ser criminosos com atitudes corretas e liberações pontuais de recursos, sinceramente não tem sentido; esta claro as intenções da mídia não tão séria, em persegui lo, mas enfim não extrapolará a responsabilidade fiscal, conhecendo o STF que temos seria o motivo ideal para responder de imediato, deve ser atento a certas propostas indecorosas, sem certificação de quem de direito , nada acontecerá que venha a depor relacionado a sua postura enquanto presidente da república.Quanto ao Vírus estamos no controle, nã temos o tamanho do abacaxi dos EUA, por outro lado a china nos chutou mais uma vez; lembro me no governo anterior quando votaria a favor de uma cadeira na ONU, a nosso favor, nos traiu na última hora,infelizmente são assim. Devemos aguardar mais uns dias, teremos quedas nos infectados.

    • Sem noção disse:

      Rapaz você está contaminado pelo bolsonarismo. Nos que não levantamos bandeiras já sabemos que é mais fácil chegar a lua a nado que colocar qualquer doente do bolsonarismo consciente dos fatos. Primeiro a China não nos deixou na mão. E rezemos para que isso não aconteça. Deixar na mão seria pedir a Rússia, a Índia e África do Sul a retirada de nós do BRICS. E eles teriam motivos. Já que os Generais no governo, do pior presidente do mundo, vivem batendo em moinhos de ventos contra o socialismo, contra a China monstruosa, que não existem. Só invenção da cabeça de bagre dos militares no governo e o soldadinho de chumbo do Bolsonaro. E vocês que adoram alinhar um preguiçoso militar (todos da Ditadura e que estão no governo) ao capitalismo. Essa decisão da China mostra que ela é capitalista. Agora você que defender Bolsonaro capacho de Trump. Quer que a China se mostre alinhada a conceitos do socialismo ao mundo? Piada! Vocês tem que se alinhar para o que querem. Se defendem o capitalismo..

  3. Sem noção disse:

    Deveriam defender a aposentadoria de Juízes aos 65 anos no máximo. Deveriam defender a não reeleição dos políticos acima dos 65 anos. Deveriam acabar com a mordomia da pensão para as filhas dos militares que tem filhos declarados no IRRF, mas continuam solteiras recebendo a pensão do militares da Ditadura. E se a lei existisse mesmo para todos. As filhas, as netas, com filhos declarados, deveriam devolver ao erário o que receberam. Sob risco de crime contra o patrimônio público: dinheiro do erário. Nesse cenário de guerra. Só temos decisões contra os trabalhadores. Cadê o corte nos salários dos 3 poderes. Cadê o fim das mordomias. Até que se crie vacinas. Teremos 2 anos de contaminação. É justo, o trabalhador pagar o custo da barricada da dívida. Enquanto os 3 poderes saboreiam as mordomias dos seus salários de marajás? Seu Walter, o sr. segue o bolsonarismo. Com maioria de homens doentes. Cuba não é capitalista. Pq os EUA não deixa. Coreia do Norte é só um Império fracassado.

  4. Sem noção disse:

    Estamos a quase um mês de confusão por causa do vírus. Em Brasília o gabinete do ódio funciona como fosse importante para solução dos problemas do Brasil. Mas não é. O problema é que os filhos de Bolsonaro, desde de pequenos foram criados como fossem algo indispensável ao Brasil. Crianças mimadas, igual ao pai, pelos pais. Nada sabem fazer de produtivo. E ficam brincando de estarem fazendo algo enquanto usam as redes sociais. Aliás, ignorantes foram aqueles que votaram nessas figuras. Era só ver o histórico do pai que em 28 anos nada fez a não ser gritar que é homem, que mulheres são lixos, enquanto vai para os EUA, negociar a soberania do Brasil, aceitando o míssil de Trump sob os cobertores da CIA. Graças a Bolsonaro e seus líderes religiosos, que exigiram dos fiéis o voto de cabresto (e é isso mesmo). Nós que não levantamos bandeira, vamos morrer ou de fome, ou de doenças. E muitos não receberão nem o seguro de vida. Pois, não existe seguradora que vai pagar a morte por pandemia.

  5. Sem noção disse:

    Só para refletir: Sr. trabalhadores, do minguado salário mínimo, que lhe dá a miséria de R$ 33,50 aproximadamente ao dia. É um ótimo momento de você refletir quanto vale seu esforço, e qual é o seu papel para a sociedade capitalista. Nesse Brasil, que você se engane com o que quiser. Temos pouquíssimas empresas de produção para o mundo. Nossas maiores estão ligadas ao commodities, ao minério (que se mostrou inútil na proteção de vidas e ambiente). O resto é sub empresa que vende fast food, e materiais em sua maioria com tecnologia estrangeira. Esse quadro não muda com o que Bolsonaro propõe na economia. E ao se alinhar ao EUA. Entendam isso militares cabeça de bagre e empresário tolos. Vamos ser só um quintalzinho de quinta dos americanos. Vendendo o que eles nos obrigarem. O correto é manter comércio com o BRICS, Mercosul, e se os EUA quiserem alguma coisa nossa. Que comprem muito de nós. Senão que se danem. Isso é não ter medinho seu medíocre. Caia na real antes de ganhar correntes.

  6. Sem noção na Economia e Educação disse:

    Se o Brasil quiser mudar tem que ter investimento em Educação. Para que a gente controle a venda de minérios ao mundo fazendo o preço subir. É isso mesmo, nós já deveríamos ter um critério de colocar para fora do pais não tudo que o Mundo precisa. Que comecem eles explorar o minério mais perto da casa deles. O que temos aqui tem que ser medido a venda. Senão mais adiante de quem nós vamos comprar? Da África, da Ásia, da Austrália? Caramba eu pago as FFAAs para quê? E já passou da hora de fazermos modelos para criticar o aumento do consumo interno por criação dos salários mínimos estaduais acima do salário mínimo federal. Srs. Governadores, vão as Universidades Federais e façam essa consulta. Nós temos em sala de aula, e dentro delas, muitas pessoas que sabem que o Brasil não está no caminho certo economicamente. Aliás, se os empresários ainda não acordaram para isso. Uma pena. Em breve a maioria deles não trabalham nem como auxiliar administrativo nas novas empresas que virão.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados

Não serão liberados comentários com ofensas, afirmações levianas, preconceito e linguagem agressiva, grosseira e obscena, bem como calúnia, injúria ou difamação. Não publicaremos links para outras páginas devido à impossibilidade de checar cada um deles.

2020-10-28 09:02:42